• Implantação do Complexo Integrado de Educação Básica, Profissional e Tecnológica é discutida durante reunião em Caetité

    Foto: Divulgação Foto: Divulgação
    13/08/2019 - 08:30


    Uma reunião que tem com objetivo a implantação do Complexo Integrado de Educação Básica, Profissional e Tecnológica em Caetité, compreendendo as unidades de ensino: UNEB, CETEP, Colégio Estadual Tereza Borges, IEAT e Escola de Aplicação, através da formação de comissões para promoverem o levantamento da estrutura das unidades envolvidas, análise pedagógica e demandas sobre cursos e projetos, sendo criado também um cronograma para apresentação de resultados, foi realizada na tarde de segunda-feira (12/08) no auditório do Departamento de Ciências Humanas – Campus VI – UNEB. Participaram do evento: as professoras Marinalva Nunes, Simara Aguiar, Marizete Cardoso, Cristina Gondim e Gardênia Teixeira, a Secretária Municipal de Educação, Profa. Iamara Junqueira, o Superintendente de Educação Profissional e Tecnológica da SEC, Prof. Ezequiel Westphal, o Coordenador Executivo de Projetos Estratégicos da SEC, Prof. Marcius Gomes, o Assessor Especial da SEC, Robson Costa, o Diretor do Núcleo Territorial de Educação, Prof. André Brandão, a Diretora da Casa Anísio Teixeira, Mara Ledo, o Diretor do CETEP de Paramirim, Prof. Alan Alcântara, a Diretora do CEEP de Guanambi, Profa. Irene Carvalho, a Diretora do CEPAG em Maniaçu, Profa. Cláudia Novais, os professores do DCH VI, membros do Conselho Departamental, Glauber Barros, Rosemária Joazeiro, Ricardo Landin, Zélia Marques, Sigrid Rochele e Daniel Silva e representantes do Conselho Municipal de Educação e do Fórum Municipal de Educação. “A proposta do complexo integrado é uma ação colaborativa das várias instituições escolares desde o ensino fundamental até a universidade, respeitada a sua especificidade jurídica, mas ela tem espaços que são colaborativos como, laboratórios, bibliotecas, auditórios, salas de aula e vários outros espaços coletivos que não podem ser mais divididos na escola, pelos muros, principalmente culturais. A comunidade precisa se apropriar desses espaços, numa ideia de pertencimento,” afirmou o Superintendente de Educação Profissional e Tecnológica da SEC, Prof. Ezequiel Westphal.

MAIS NOTÍCIAS