BUSCA PELA CATEGORIA "POLÍTICA"

  • Lira burla sorteio e privilegia sobrinho de Ronaldo Carletto e filho de Coronel na distribuição de gabinetes

    Foto: Reprodução      Foto: Reprodução
    30/01/2023 - 11:00


    A distribuição dos gabinetes ocorre sempre antes da posse, com base em regras da própria Câmara, e é alvo de muita disputa

    POLÍTICA

    Deputados recém-eleitos para a legislatura que começa nesta quarta-feira (1º) foram beneficiados com gabinetes reservados especialmente para eles pela gestão do presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), candidato a novo mandato à frente da Casa. Segundo o jornal Estado de S. Paulo, entre os beneficiados, está o deputado federal baiano Neto Carletto (PP-BA). Ele vai vai se instalar no gabinete do tio, Ronaldo Carletto (PP-BA). Na porta, há um adesivo da campanha do sobrinho.  Outro agraciado foi Diego Coronel (PSD-BA), filho do senador baiano Angelo Coronel (PSD-BA). A distribuição dos gabinetes ocorre sempre antes da posse, com base em regras da própria Câmara, e é alvo de muita disputa. Deputados chegam a fazer permuta dos espaços para garantir os melhores ambientes, prática que é permitida. Quem não é reeleito precisa devolver o espaço e a credencial de estacionamento até 30 de janeiro. Os deputados que renovam o mandato podem permanecer em seus gabinetes, mesmo que ocupados por suplentes. O restante é dividido, primeiramente, por prioridade. Depois, por sorteio.

  • Jerônimo Rodrigues se reúne com Lula nesta sexta-feira, em Brasília

    Foto: Reprodução Foto: Reprodução
    27/01/2023 - 09:00


    Jerônimo desembarcou na capital federal na quinta-feira (26), acompanhado de seis secretários

    POLÍTICA

    Em viagem a Brasília, o governador Jerônimo Rodrigues (PT) se reúne nesta sexta-feira (27) com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), no Palácio do Planalto. No encontro, que contará também com a presença de outros governadores, o petista baiano deve apresentar as prioridades de investimentos da Bahia e do Nordeste. De acordo com a agenda oficial do presidente, a reunião começará às 9h30 no Palácio do Planalto e, às 14h30, o grupo terá um almoço de trabalho no Palácio do Itamaraty. Jerônimo desembarcou na capital federal na quinta-feira (26), acompanhado de seis secretários: Adélia Pinheiro (Educação), Roberta Santana (Saúde), Marcelo Werner (Segurança Pública), além dos chefes das pastas de Justiça e Direitos Humanos (Felipe Freitas), da Casa Civil (Afonso Florence) e da Superintendência de Políticas para Povos Indígenas (Patrícia Pataxó). Na quinta-feira, a comitiva teve o primeiro compromisso na pasta da Educação, em um encontro com o ministro Camilo Santana e a secretária Adélia Pinheiro. Já durante a tarde, a reunião foi no Ministério da Casa Civil, com o ministro e ex-governador da Bahia, Rui Costa (PT), para discutir a demarcação de terras indígenas no Extremo Sul da Bahia. Também estiveram no encontro a ministra dos Povos Indígenas, Sônia Guajajara, e da Justiça e Segurança Pública, Flávio Dino.

  • Assim como ACM Neto, Paulo Souto atribui vitória de Wagner em 2006 a força de Lula

    Foto: Agência Metropress Foto: Agência Metropress
    24/01/2023 - 15:00


    "Eu não vejo outra explicação para isso", diz Souto em entrevista ao podcast Metropod

    POLÍTICA

    A força de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) na Bahia é reiteradamente levantada pela oposição que não consegue vencer as eleições no estado há 16 anos. Em entrevista ao Metropod, o ex-governador Paulo Souto afirma que a primeira vez em que a derrota foi atribuída ao crescimento eleitoral do presidente na Bahia foi em 2006 — quando perdeu no primeiro turno para o senador Jaques Wagner (PT).  "Por tudo que aconteceu naquele momento e depois, pela primeira vez atribuímos isso muito ao crescimento da força eleitoral do presidente Lula aqui na Bahia. Eu não vejo outra explicação para isso", diz Souto. De acordo com o ex-governador, não houve erro na campanha, apesar de atribuir também a derrota ao desgaste e 16 anos no poder. "Tem sempre aquela história: 16 anos de poder, uma oposição muito forte, às vezes violenta, aqui na Bahia", afirma.

  • Alckmin assume hoje presidência da República pela primeira vez

    Foto: Reprodução | Ricardo Stuckert Foto: Reprodução | Ricardo Stuckert
    Por Eliane Oliveira

    22/01/2023 - 20:00


    POLÍTICA

    O vice-presidente Geraldo Alckmin assumirá a presidência da República, na noite deste domingo, pela primeira vez, assim que Luiz Inácio Lula da Silva deixar o espaço aéreo brasileiro. Também atual titular do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Alckmin concorreu ao Palácio do Planalto em 2006 e 2018, mas foi derrotado nas duas tentativas. Lula viajará para a Argentina, onde se encontrará com o presidente daquele país, Alberto Fernández, na segunda-feira, e participará de uma reunião de líderes latino-americanos e caribenhos na terça-feira. No dia seguinte, à noite, ele embarcará para o Uruguai. Antes filiado ao PSDB, Alckmin aceitou ser vice na chapa de Lula, do PT, em uma manobra que surpreendeu a todos. Nas últimas décadas, os dois políticos estiveram em lados opostos. Médico e nascido no interior paulista, Alckmin é um dos fundadores do PSDB. Foi quatro vezes governador de São Paulo, vice-governador, deputado federal, deputado estadual, prefeito de Pindamonhangaba e vereador.

  • Lula demite comandante do Exército Júlio Cesar de Arruda

    Foto: Reprodução | TV Brasil Foto: Reprodução | TV Brasil
    21/01/2023 - 16:00


    Arruda assumiu interinamente o cargo durante o governo de Jair Bolsonaro

    POLÍTICA

    O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) exonerou na tarde deste sábado (21) Júlio Cesar de Arruda do comando do Exército. O general, confirmado no cargo por José Múcio, ministro da Defesa, em 6 de janeiro, assumia interinamente o comando da instituição desde de 30 de dezembro, ainda durante o governo de Jair Bolsonaro (PL). Arruda será substituído pelo general Tomás Miguel Ribeiro Paiva, comandante militar do Sudeste. Na última quarta-feira (18), Paiva fez um discurso incisivo à sua tropa afirmando que é papel dos militares defenderem a democracia. "Ser militar é ser profissional, respeitar a hierarquia e a disciplina. É ser coesa, íntegro, ter espírito de corpo e defender a pátria. É ser uma instituição de Estado apolítica e apartidária. Não interessa quem está no comando, a gente vai cumprir a missão do mesmo jeito" declarou. 

  • Polícia Federal cumpre mandado de busca e apreensão na casa de Ibaneis Rocha, governador afastado do DF

    Foto: Reprodução | Agência Brasil Foto: Reprodução | Agência Brasil
    20/01/2023 - 17:00


    Além disso, os agentes da PF também cumprem mandados contra o ex-secretário executivo da Segurança Pública do Distrito Federal, Fernando de Souza Oliveira

    POLÍTICA

    A Polícia Federal (PF) cumpre mandados de busca e apreensão, durante a tarde desta sexta-feira (20), na residência do governador afastado do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB). Os agentes da PF também cumprem mandados no Palácio do Buruti, no escritório de advocacia do governador, na Secretaria de Segurança Pública (SSP-DF) e contra o ex-secretário executivo da Segurança Pública do Distrito Federal, Fernando de Souza Oliveira. Os pedidos de busca e apreensão ocorreram por parte do Grupo Estratégico de Combate aos Atos Antidemocráticos da Procuradoria Geral e autorizada pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes.  Tanto Ibaneis, quanto Oliveira, são investigados por conta da postura que adotaram diante dos ataques terroristas que ocorreram no dia 08 de janeiro, na Esplanada dos Ministérios, em Brasília.

  • Na Paraíba, Jerônimo Rodrigues se reúne com governadores em encontro do Consórcio Nordeste

    Foto: Reprodução | Redes Sociais Foto: Reprodução | Redes Sociais
    20/01/2023 - 14:30


    Durante o encontro, o governador falou sobre diversos assuntos, como nas obras da ponte Salvador-Itaparica e na recuperação do Rio São Francisco

    POLÍTICA

    Pela primeira vez desde que foi empossado, o governador Jerônimo Rodrigues (PT) participou de uma reunião com o Consórcio Nordeste, nesta sexta-feira (20), na cidade de João Pessoa, na Paraíba. O encontro reuniu governadores dos nove estados nordestinos para tratar sobre assuntos de interesse em comum, em prol do crescimento sustentável da região. Durante a reunião, Jerônimo falou sobre duas aguardadas obras no estado da Bahia. “Nós estamos trazendo para apresentar aqui uma pauta de água para todo o estado da Bahia, em especial o semiárido, novas barragens, abastecimento de água nas cidades, turismo, indústrias, vamos discutir um sistema rodoviário importante para nós, que é a Ponte Salvador-Itaparica”, afirmou o petista. "Outro tema [da Bahia] envolve a questão ambiental, que é a recuperação do Rio São Francisco e os rios que abastecem a nossa calha, porque é de onde nós tiramos a água para abastecer as nossas cidades", acrescentou. Além disso, Jerônimo também comentou sobre a importância da retomada do trabalho em conjunto do Governo Federal após uma “ausência total” por parte dele durante a gestão do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL). "Isso [combate à fome e desemprego] não se faz sozinho. Os estados não estão isolados, a Paraíba não está isolada, nem a Bahia. Estamos aqui discutindo um documento, uma proposta, de articular uma relação federativa, para discutir como os estados vão se relacionar com o Governo Federal.

  • Bolsonaro afirma ao TSE que minuta golpista é ‘documento apócrifo’

    Foto: Reprodução Foto: Reprodução
    19/01/2023 - 19:15


    O ex-mandatário do Brasil também alegou a Corte Eleitoral que o documento "jamais foi publicado"

    POLÍTICA

    - Em resposta enviada ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) afirmou nesta quinta-feira (19) que a minuta golpista encontrada na casa do ex-ministro da Justiça Anderson Torres é “apócrifa”. “É necessário consignar que o documento apócrifo, juntado aos autos, não foi encontrado em posse dos Investigados, nem assinado por eles, e a peça de juntada tampouco indica quaisquer atos concretos ou ao menos indiciários de que tenham participado de sua redação ou agido para que as providências supostamente pretendidas pelo documento fossem materializadas no plano da realidade fenomênica”, afirma o ex-presidente da República. O ex-mandatário do Brasil alegou ao TSE  que o documento “jamais foi publicado – e nem o seria, já que o mandato do Primeiro Investigado como Presidente da República findou-se em 31 de dezembro de 2022”. A defesa de Bolsonaro pediu que a Corte desconsidere o documento na análise de uma ação que investiga a sua campanha à reeleição no ano passado – e que pode torná-lo inelegível. Na última segunda-feira (9), o ministro Benedito Gonçalves, do TSE, decidiu incluir a minuta golpista dentro de uma ação movida pelo PDT que investiga a infame reunião de Bolsonaro com embaixadores no Palácio da Alvorada, em julho do ano passado, quando o então presidente da República fez uma série de acusações infundadas contra as urnas eletrônicas.

  • Jerônimo e mais três governadores atuam para impedir que Codevasf fique com União Brasil

    Foto: Reprodução | Câmara de Salvador Foto: Reprodução | Câmara de Salvador
    19/01/2023 - 08:00


    No governo Jair Bolsonaro (PL), a Codevasf esteve sob influência do deputado federal baiano Elmar Nascimento (União)

    POLÍTICA

    O governador da Bahia, Jerônimo Rodrigues (PT), e mais três governadores têm atuado para impedir que a Codevasf, órgão ligado ao Ministério da Integração Nacional, fique com o União Brasil. A informação é da coluna Painel, do jornal Folha de S. Paulo. Os governadores avaliam que, por tocar projetos estruturantes e ter orçamento robusto, a Codevasf influencia fortemente a política local. Por isso, entendem que o órgão não poderia permanecer sob influência do União Brasil. No governo Jair Bolsonaro (PL), a Codevasf esteve sob influência do deputado federal baiano Elmar Nascimento (União). Além de Jerônimo, são contra o órgão ficar com o União Brasil: Elmano de Freitas (Ceará), Fátima Bezerra (Rio Grande do Norte) e Rafael Fonteles (Piauí), todos do PT.  Não é só o PT e o União Brasil que brigam pela companhia. A Codevasf também é disputada pelo PSB de Pernambuco, que planeja indicar para o cargo um nome de confiança do prefeito do Recife, João Campos.

  • Sem Palácio da Alvorada, governo paga mais de R$ 216 mil para hotel em que Lula está hospedado

    Foto: Reprodução | Ricardo Stuckert Foto: Reprodução | Ricardo Stuckert
    18/01/2023 - 17:00


    O pagamento contempla hospedagem também de equipes de segurança; o casal está no Meliá, na zona central da capital, desde o período de transição

    POLÍTICA

    Sem Palácio da Alvorada, que está deteriorado, o Palácio do Planalto pagou R$ 216.824 para o hotel em que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e a primeira-dama, Rosângela da Silva, a Janja, estão hospedados em Brasília. A informação é do jornal Folha de S. Paulo. De acordo com a publicação, o pagamento contempla hospedagem também de equipes de segurança. O casal está no Meliá, na zona central da capital, desde o período de transição. O montante pago foi publicado no Diário Oficial da União nesta quarta-feira (18), citando a inexigibilidade de licitação. A justificativa é de que há "necessidade de implantação de medidas de proteção da autoridade e familiares nas residências oficiais".

  • Moraes converte em preventiva 140 prisões por atos golpistas

    Foto: Reprodução | Agência Brasil Foto: Reprodução | Agência Brasil
    18/01/2023 - 14:30


    Outras 60 pessoas foram tiveram as prisões substituídas por outras medidas cautelares, como tornozeleira eletrônica e proibição do uso de redes sociais

    POLÍTICA

    O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes, determinou, até ontem (17), a conversão em preventiva, sem um prazo definido, de 140 prisões em flagrante, decorrentes dos os atos antidemocráticos, em Brasília, no dia 8 de janeiro. A análise dos casos tem previsão de ser concluída até a próxima sexta-feira (20). Em nota, o gabinete de Alexandre de Moraes disse que, na conversão das prisões, ele apontou evidências de sete crimes, entre eles, atos terroristas, associação criminosa, golpe de estado, ameaça, perseguição e incitação ao crime. Já são 200 decisões proferidas pelo ministro do STF em relação ao episódio golpista. Outras 60 pessoas foram liberadas e tiveram as prisões substituídas por outras medidas cautelares, como uso de tornozeleira eletrônica, apresentação semanal ao juízo e proibição de se ausentar do país. Em todos os casos, portes de arma ficam suspensos e os envolvidos também ficam proibidos de conversarem entre si e de utilizar redes sociais. Para o ministro, houve "flagrante afronta à manutenção do Estado Democrático de Direito, em evidente descompasso com a garantia da liberdade de expressão".

  • Bolsonaro será preso? Saiba qual é o entendimento do STF sobre futuro do ex-presidente

    Foto: Reprodução   Foto: Reprodução
    Por Tiago Rego | Sudoeste Bahia

    17/01/2023 - 16:49


    O entendimento do STF, por ora, é de cautela

    POLÍTICA

    - Muitos têm se perguntado sobre o futuro do ex-presidente Jair Messias Bolsonaro, que deixou o país faltando dois dias para terminar o seu governo. Para muitos juristas e políticos, Bolsonaro é um dos principais responsáveis pelos atentandos do dia 08 de janeiro ao prédio dos Três Poderes, em Brasília, e há quem defenda o encarceramento imediato do ex-capitão do Exército. No entanto, apesar do imediatismo de alguns, no caso do Supremo Tribunal Federal (STF), entre os ministros, existe um consenso sobre cautela, dado a atual conjuntura política brasileira, principalmente no tange acirrar ainda mais os ânimos de apoiadores mais radicais do líder extremista, foi o que revelou a colunista de O Globo, Bela Megale, nesta terça-feira (17). De acordo com Bela, o ministro Alexandre de Moraes, responsável pelas investigações dos atos terroristas em Brasília, afirmou a seus colegas de corte que seria um erro prender Bolsonaro agora. Além de uma decisão estrategicamente equivocada, Moraes e os demais ministros do STF querem garantir ao ex-chefe do Planalto todas as prerrogativas legais no que diz respeito à defesa. No entanto, ainda de acordo com Megale, a Suprema Corte deve acelerar o processo de tornar Bolsonaro inelegível. Derrotado nas últimas eleições, Bolsonaro decidiu deixar o país sem previsão de volta, e neste momento se encontra em Orlando, na Flórida, nos Estados Unidos.   

  • Luciano Ribeiro assume secretaria de Ordem Pública de Salvador

    Foto: Valter Pontes | Secom Foto: Valter Pontes | Secom
    Por Juliana Rodrigues

    16/01/2023 - 22:48


    Luciano Ribeiro foi anunciado como titular da pasta na manhã desta segunda-feira (16)

    POLÍTICA

    - Anunciado pelo prefeito Bruno Reis como o novo secretário de Ordem Pública de Salvador (Semop), nesta segunda-feira (16), Luciano Ribeiro disse que a prioridade agora é fazer a transição, conhecer a dinâmica da secretaria e procurar fazer um trabalho que seja essencial para a capital baiana e para os atores que dependem exclusivamente da pasta. “É importante ter acessibilidade pública e poder atender a todos, tanto os atores quanto a cidade”, destacou. O gestor destacou que buscará o diálogo com todos para buscar soluções para a capital baiana. “Tudo o que a gente faz com amor, tudo o que a gente faz respeitando as diversidades e os direitos das pessoas, a gente consegue ter êxito. Eu acredito que problemas irão surgir, mas peço a Deus para termos sabedoria para ponderar e tomar as melhores decisões”. Currículo - Luciano Ribeiro é advogado, com pós-graduação em Direito Público Municipal e Direito Processual Civil e uma ampla experiência na vida pública. Foi prefeito de Caculé entre os anos de 2005 e 2012 e, na ocasião, teve o trabalho reconhecido pelas políticas públicas adotadas na preservação do meio ambiente e em defesa das crianças e dos adolescentes. Como deputado estadual entre 2015 e 2018, atuou como membro titular do comitê gestor do Programa Luz para Todos e como vice-presidente das comissões de Constituição e Justiça (CCJ) e de Orçamento e Finanças (COF). Foi secretário particular do então prefeito de Salvador, ACM Neto e, atualmente, é secretário-geral do União Brasil Bahia e primeiro suplente de deputado estadual.

  • ACM Neto acredita que perdeu para Lula e não para Jerônimo em eleição para governador

    Foto: Reprodução | YouTube Foto: Reprodução | YouTube
    Por Geovana Oliveira

    16/01/2023 - 21:30


    Neto afirma que “salto de aliados” também atrapalhou a campanha

    POLÍTICA

    - O ex-prefeito de Salvador, ACM Neto, afirmou nesta segunda-feira (16) que perdeu a eleição para governador na Bahia porque parte da população nacionalizou a eleição. Questionado se acreditava ter perdido para o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e não para o governador Jerônimo, respondeu: “Sem dúvidas”. “São sempre um conjunto de fatores, sem querer desmerecer o governador, mas não tenho dúvida alguma”, diz. Além disso, Neto afirma que “salto de aliados” também atrapalhou a campanha. O ex-prefeito de Salvador ACM Neto é o primeiro entrevistado do podcast político "MetroPod", do Grupo Metropole, que estreou na noite desta segunda-feira. Na bancada com Chico Kertész e Rodrigo Daniel, nesta semana, está o comentarista político e apresentador do Grupo Bandeirantes, Victor Pinto. Toda semana haverá a participação especial de um jornalista convidado. Confira a transmissão no canal do YouTube.

  • ACM Neto admite que recebeu convite para ser vice de Lula: “Não tenho perfil”

    Foto: Reprodução | YouTube Foto: Reprodução | YouTube
    Por Geovana Oliveira

    16/01/2023 - 21:00


    Neto é o primeiro entrevistado do podcast político "MetroPod", do Grupo Metrópole

    POLÍTICA

    O ex-prefeito de Salvador, ACM Neto (União), confirmou a fala do ex-governador da Bahia, Rui Costa (PT), de que recusou um convite para ser candidato a vice-presidente na chapa de Lula (PT) nas eleições deste ano. A declaração de Rui foi feita em entrevista à Rádio Metropole, em dezembro do último ano. De acordo com Neto, entretanto, ele negou uma ideia do presidente do partido Solidariedade, Paulinho da Força, e não uma proposta formal. “Estava em Brasília, e ele levou essa ideia — não foi uma proposta, ideia que partiu dele de eu disputar a vice-presidência com Lula”, afirma o secretário-geral do União Brasil. “Disse duas coisas: não cogito nesse momento, me preparei esse tempo todo para ser governador da Bahia, eu tenho um núcleo que preciso defender, e que não iria compreender uma segunda decisão minha de não ser candidato a governador; e dadas as diferenças históricas entre o Democratas e o PT, um processo desse de aliança, as pessoas não iriam entender…”, conta Neto. O ex-prefeito diz ainda que não tem o perfil necessário para ser vice-governador. “Tenho muito mais o perfil de governar. O cara para ser vice tem que ter uma linha que talvez não seja exatamente a minha — eu quero dar opinião, estar na linha de frente”, conclui sobre o assunto. ACM Neto é o primeiro entrevistado do podcast político "MetroPod", do Grupo Metropole. Confira a transmissão no canal do YouTube.

  • Ipec: 64% dos brasileiros avaliam que Lula está no caminho certo

    Foto: Adriano Machado | Reuters Foto: Adriano Machado | Reuters
    16/01/2023 - 20:00


    Presidente tem início considerado ruim por 26% dos entrevistados

    POLÍTICA

    - O IPEC divulgou uma pesquisa de opinião, esta segunda-feira (16), sobre os primeiros dias do governo Lula. As entrevistas foram realizada entre 6 e 10 de janeiro, em 156 municípios brasileiros, com 2000 pessoas. Entre os entrevistados, 64% consideram que o governo do Presidente Lula está no caminho certo, de acordo com as ações anunciadas desde o início da gestão. Em contrapartida, 26% consideram que o governo está no caminho errado, enquanto 9% não souberam responder. O percentual dos que acreditam que o presidente está no caminho certo é maior entre os homens (69%), jovens de 16 a 24 anos (70%), que possuem escolaridade até o ensino fundamental (73%), e que moram na região nordeste (83%). Já o percentual dos que dizem que o governo está no caminho errado é maior entre mulheres (29%), pessoas de 35 a 44 anos (31%), pessoas com ensino superior (32%) e moradores da região sul (34%). Segundo analistas, os números do IPEC mostram que Lula se aproxima da aprovação que alcançou em seus mandatos anteriores.

  • Bolsonaro cumprimenta apoiadores nos EUA e lamenta atos golpistas em Brasília

    Foto: Thiago Amâncio | Folhapress Foto: Thiago Amâncio | Folhapress
    Por Gabriela Araújo

    16/01/2023 - 19:00


    "Lamento o que aconteceu no dia 8, uma coisa inacreditável. Infelizmente. Mas no meu governo, o pessoal aprendeu o que é política", disse

    POLÍTICA

    - O ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) cumprimentou os seus apoiadores na porta da casa que está hospedado em Orlando, nos Estados Unidos. Nesta segunda-feira (16), o ex-mandatário do Brasil comentou sobre os ataques golpistas cometidos pelos seus apoiadores nas sedes dos três Poderes, em Brasília, no dia 8 de janeiro. Durante a conversa, Bolsonaro considerou as ações terroristas como “inacreditável”. “Lamento o que aconteceu no dia 8, uma coisa inacreditável. Infelizmente. Mas no meu governo, o pessoal aprendeu o que é política, conheceu os poderes, começou a dar valor à liberdade. […], a gente acredita no Brasil”, disse. Além disso, ele também destacou as suas ações à frente do governo, pelo qual ganhou o título de “melhor presidente”, por um dos apoiadores presentes. Já outra apoiadora disparou: “não volte para o Brasil, Bolsonaro”. Na ocasião, o ex-presidente ainda afirmou que cometeu alguns “furos” durante o seu mandato, que encerrou no dia 31 de dezembro do ano passado. “Em quatro anos, todo dia era segunda-feira”, destacou. “Tem alguns furos? Tem, lógico. A gente comete alguns deslizes em casa, quem dirá no governo. Só que em casa a gente sabe quem é o responsável. É sempre nós, os maridos”, disse.

  • Lula diz que não consegue aumentar salário mínimo porque tudo é considerado ‘gasto’

    Foto: Evaristo Sá | AFP Foto: Evaristo Sá | AFP
    12/01/2023 - 20:30


    A promessa de integrantes do atual governo era de que o valor iria para R$ 1.320 neste ano

    POLÍTICA

    - O presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou nesta quinta-feira (12) que não consegue dar aumento de 3% para o salário-mínimo porque tudo consideram como “gasto”. “Tudo que a gente faz é gasto. Tudo. […] Enquanto isso, a gente não pode dar aumento de salário-mínimo de 3%, porque é gasto. Não dá certo. Não é possível”, disse Lula. “Nós vamos ter que construir uma outra narrativa nesse país. Tudo que a gente fizer para melhorar a vida do nosso povo tem que ser tratado como investimento”, defendeu, durante a posse da nova presidente da Caixa, Rita Serrano. O salário-mínimo está atualmente em R$ 1.302, valor proposto pelo governo Bolsonaro no fim do ano passado, uma alta real (acima da inflação) de 1,41%. A promessa de integrantes do atual governo era de que o valor iria para R$ 1.320 neste ano, o que resultaria numa alta real de 2,81%, quase os 3% citados por Lula. O ministro da Fazenda, Fernando Haddad, no entanto, não garante que o governo elevará o salário-mínimo para R$ 1.320. Segundo ele, o valor0 será negociado com centrais sindicais

  • Em um dia, cartão corporativo de Bolsonaro registrou gasto de mais de R$60 mil em lanchonete

    Foto: Marcos Corrêa | PR Foto: Marcos Corrêa | PR
    Por Juliana Rodrigues

    12/01/2023 - 17:30


    As informações foram divulgadas pela agência de dados públicos Fiquem Sabendo

    POLÍTICA

    - Durante o governo do ex-chefe do Executivo Jair Bolsonaro (PL), ao todo, foram gastos R$ 626,3 mil do cartão corporativo da Presidência da República em uma lanchonete nomeada como Tony & Thais, localizada no bairro do Planalto Paulista, em São Paulo. As informações são do UOL. As compras foram feitas em mais de um CPF, entre eles o do então motorista da Presidência, Alexandre Silva Almeida, que chegou a gastar R$ 62,2 mil em uma única ocasião, no dia 15 de abril de 2022. Além disso, Alexandre pagou o total de R$ 123 mil à lanchonete ao longo da gestão de Bolsonaro. Outra pessoa, que o CPF não foi identificado, gastou aproximadamente R$ 131 mil na mesma lanchonete durante os anos de 2019 e 2022. O responsável pelos pagamentos, inclusive, chegou a gastar a quantia de R$ 18 mil com o estabelecimento em apenas um dia, datado como 06 de agosto de 2020. Além disso, foram registrados gastos milionários em nome de mais onze pessoas, que pagaram: R$ 86,8 mil em 15 pagamentos, R$ 57,8 mil em oito pagamentos, R$ 50,7 mil em sete pagamentos, R$ 49,2 mil em nove pagamentos, R$ 41,4 mil em sete pagamentos, R$ 32,3 mil em sete pagamentos, R$ 14,7 mil em duas pagamentos, R$ 12,8 mil em três pagamentos, R$ 12,1 mil em dois pagamentos, R$ 9,2 mil em quatro pagamentos e R$ 4.648 em um pagamento. Os dados, incluídos nas informações classificadas da Secretaria-Geral da Presidência da República (SGPR), foram divulgadas pela agência Fiquem Sabendo, que recebeu uma resposta do órgão por conta da Lei de Acesso à Informação (LAI).

  • Gastos de cartões corporativos do governo Bolsonaro são divulgados; valor atinge R$ 27,6 milhões

    Foto: Eraldo Peres | AP Foto: Eraldo Peres | AP
    12/01/2023 - 14:00


    O detalhamento de gastos foi incluso nas informações classificadas pela Secretaria-Geral da Presidência da República (SGPR)

    POLÍTICA

    - O governo federal incluiu nas informações classificadas da Secretaria-Geral da Presidência da República (SGPR) o detalhamento dos gastos de cartões corporativos da Presidência durante a gestão do ex-chefe de Estado Jair Bolsonaro (PL). A informação foi divulgada pela agência de dados públicos Fiquem Sabendo.

    Ao todo, ao longo dos quatro anos de governo Bolsonaro, foram gastos R$ 27,6 milhões - com despesas em hospedagens, alimentação, locação de bens móveis, apoio administrativo, técnico, operacional e outros.
     
    Confira lista de despesas e gastos

    • Hospedagens - R$ 13.669.149,08
    • Fornecimento de alimentação - R$ 5.511.790,53
    • Gêneros de alimentação -  R$ 4.783.581,22
    • Apoio administrativo, técnico e operacional - R$ 1.538.381,15
    • Locação de bens móveis e intangíveis - R$ 699.775,01
    • Combustíveis e lubrificantes automotivos - R$ 668.824,56
    • Material de limpeza e higienização - R$ 207.975,15
    • Locação de imóveis - R$ 69.097,25
    • Locação de máquinas e equipamentos - R$ 64.058,50
    • Material de copa e cozinha - R$ 50.394,26
    • Material de acondicionamento e embalagem - R$ 49.008,87