BUSCA PELA CATEGORIA "POLÍTICA"

  • Após PF ver transações suspeitas, Moraes quebra sigilo de assessor de Bolsonaro

    Foto: Alan Santos | PR Foto: Alan Santos | PR
    27/09/2022 - 07:00


    Mensagens, áudios e fotos trocados com outros funcionários do gabinete sugerem depósitos fracionados e saques em dinheiro

    POLÍTICA

    - Investigações da Polícia Federal (PF) encontraram mensagens no telefone do principal ajudante de ordens do presidente Jair Bolsonaro (PL), o  tenente-coronel Mauro César Barbosa Cid, que levantaram suspeitas sobre transações financeiras feitas no gabinete do chefe do Executivo nacional. Conversas por escrito, áudios e fotos trocados com outros funcionários da Presidência sugerem a existência de depósitos fracionados e saques em dinheiro, nos mesmos moldes daqueles feitos no esquema da rachadinha, supostamente coordenado por Fabrício Queiroz. O material analisado pela Polícia Federal indica que as movimentações financeiras se destinavam a pagar contas pessoais da família presidencial e também de pessoas próximas da primeira-dama, Michelle Bolsonaro. A assessoria da Presidência nega qualquer irregularidade nas transações e diz que os valores movimentados têm como origem a conta particular do presidente da República. “Todos os recursos não têm origem no suprimento de fundos [cartão corporativo]. O presidente nunca sacou um só centavo desse cartão corporativo pessoal. O mesmo está zerado desde janeiro de 2019”, afirma. Com base nesses indicativos coletados pela PF, o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes, autorizou nas últimas semanas a quebra de sigilo bancário de Cid, atendendo a um pedido da PF, que busca descobrir a origem do dinheiro e se há uso de verba pública. As transações estão sendo analisadas no âmbito de um inquérito policial, mas ainda não há acusação ou mesmo confirmação das suspeitas levantadas pela PF. A quebra de sigilo bancário ocorre dentro do caso que apurava o vazamento de uma investigação sobre um hacker no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). A apuração foi compartilhada por Moraes e agora tramita no inquérito das milícias digitais.

  • Bolsonaro: ‘Não estamos vendo a vontade popular expressa nos institutos de pesquisa’

    Foto: Reprodução  Foto: Reprodução
    27/09/2022 - 07:00


    'E o que é a democracia? É a vontade popular', disse o presidente

    POLÍTICA

    - O presidente Jair Bolsonaro (PL) voltou a levantar suspeitas sobre o processo eleitoral brasileiro, na noite desta segunda-feira (26), durante sabatina na Record TV. Na ocasião, o chefe do Executivo nacional ameaçou questionar o resultado das eleições em caso de derrota contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), líder das pesquisas de intenções de voto. Bolsonaro foi questionado pelo apresentador o que o país poderia esperar em caso de derrota. Em resposta, o presidente voltou a afirmar que entregaria o posto, “sem problema nenhum”, mas somente em caso de “eleições limpas”. “Assim como você não tem hoje em dia como comprovar um processo eleitoral, o outro lado não tem como comprovar que ele foi sério também. A história é muito longa – afirmou o presidente, levantando, mais uma vez, suspeitas sobre a segurança do processo eleitoral”, acrescentou o mandatário. Ainda sobre o assunto, Bolsonaro questionou o resultado das pesquisas de intenções de voto. “Eu vou esperar o resultado. Nas ruas eu nunca vi, falo em meus pronunciamentos, que um candidato com 45% das intenções de voto sem poder sair as ruas, sem poder se dirigir ao público. E o que é a democracia? É a vontade popular. Não estamos vendo a vontade popular expressa nos institutos de pesquisa e no TSE (Tribunal Superior Eleitoral)”, concluiu.

  • Rui Costa aposta em vitória de Jerônimo no 1º turno: "53% dos votos válidos"

    Foto: Camila Souza | GOV-BA Foto: Camila Souza | GOV-BA
    Por Juliana Rodrigues

    26/09/2022 - 14:00


    "O outro candidato está despencando e ele está subindo", afirmou o governador

    POLÍTICA

    - O governador Rui Costa afirmou nesta segunda-feira (26), que Jerônimo Rodrigues (PT) vence a eleição para o governo da Bahia logo no primeiro turno. Durante viagem teste do trecho 3 da Linha 1 do Metrô Salvador - Lauro de Freitas, Rui citou os resultados das últimas pesquisas e disse que o candidato do PT está subindo, diferente do oponente. "A confiança é grande, arrisco até um placar: 53% dos votos válidos para Jerônimo ganhar no primeiro turno, anote esse dado e confira no domingo à noite. O outro candidato está despencando e ele está subindo", afirmou, segundo o BNews. Ele afirmou ainda que nas últimas visitas que fez a municípios do interior, tem percebido a alta popularidade do petista. "Ontem mesmo corri o vale do Jiquiriçá inteiro e é incrível a multidão na rua. No sábado eu fiz Santa Maria da Vitória, mesmo com chuva e trovoada tinha uma multidão na rua e todas as pessoas de lá disseram que nunca viram um comício com essa quantidade de pessoas", disse. Rui cutucou ainda o candidato do União Brasil, ACM Neto. Segundo ele, não tem tido o mesmo retorno do público. "Em Jaguaquara o outro candidato não conseguiu nem fazer uma carreata, ficou dez minutos tamanho era o constrangimento", disse.

  • BTG/FSB: Lula mantém liderança, com 45% dos votos. Bolsonaro tem 35%

    Foto: Reprodução  Foto: Reprodução
    26/09/2022 - 07:00


    No cenário espontâneo, Lula subiu de 42% para 44%, em relação ao levantamento de 19 de setembro, e Bolsonaro manteve os 34%

    POLÍTICA

    - O Instituto FSB Pesquisas, contratado pela BTG Pactual, divulgou, nesta segunda-feira (26), mais uma rodada da pesquisa eleitoral para candidato a presidente da República. De acordo com o levantamento, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) continua liderando a disputa, atingindo 45% das intenções de voto. Já o atual presidente Jair Bolsonaro (PL) aparece com 35%. Quando comparado à pesquisa anterior, o cenário demonstra estabilidade. Saindo de 44% para 45%, Lula oscilou apenas um ponto percentual, dentro da margem de erro. Bolsonaro, por sua vez, manteve 35%. Ciro Gomes (PDT) manteve os 7%; Simone Tebet (MDB oscilou um ponto para baixo, saindo de 5% para 4%. Já Soraya Thronicke (União) e Felipe D’Ávila (Novo) têm 1% das intenções de voto. Os demais candidatos não pontuaram. Votos brancos e nulos somam 4% e os que não sabem ou não quiseram responder são 2%. No cenário espontâneo, quando os nomes dos candidatos não são apresentados aos entrevistados, Lula subiu de 42% para 44%, em relação ao levantamento de 19 de setembro. Bolsonaro manteve os 34%. Para a pesquisa, o instituto entrevistou 2 mil eleitores, por telefone, entre os dias 23 e 25 de setembro de 2022. A margem de erro é de 2 pontos percentuais, com nível de confiança de 95%. O levantamento foi registrado no TSE sob o protocolo BR-08123/2022.

  • Ipec aponta ACM Neto na liderança com 47%, Jerônimo com 32% e Roma tem 6%

    Foto: Divulgação Foto: Divulgação
    Por Rodrigo Daniel Silva

    23/09/2022 - 20:00


    A segunda rodada da pesquisa, que foi encomendada pela TV Bahia, foi divulgada na noite desta sexta-feira (23)

    POLÍTICA

    - A segunda rodada da pesquisa Ipec (ex-Ibope) apontou o candidato do União Brasil, ACM Neto, na liderança com 47% das intenções de votos. Em seguida, aparecem Jerônimo Rodrigues (PT) com 32%, e João Roma (PL) com 6%. O levantamento foi divulgado na noite desta sexta-feira (23). Na comparação com a sondagem de opinião do dia 26 de agosto, ACM Neto oscilou negativamente 9 pontos. Já Jerônimo oscilou para cima 19 pontos. Roma oscilou negativamente 1 ponto. Em seguida, estão: Marcelo Millet (PCO) com 1%, Kleber Rosa (Psol) com 1%. Giovani Damico (PCB) não pontuou. Brancos e nulos somaram 4% dos eleitores ouvidos, e os indecisos são 8%. O levantamento encomendado pela TV Bahia tem margem de erro de 3 pontos percentuais, para mais ou para menos. O nível de confiança é 95%. Foram ouvidos 1.504 eleitores. A consulta está registrada no TSE: BA - 05576/2022 (TRE) e BR - 04999/2022 (TSE). Segundo turno - Em uma simulação de segundo turno, ACM Neto aparece com 52% das intenções de voto, enquanto Jerônimo possui 35%. Branco e nulos somam 6%, e 7% não sabem ou preferem não opinar. Senado - Na disputa ao Senado, Otto Alencar (PSD) tem 41%, Cacá Leão (PP) tem 19%, e Raíssa Soares aparece com 9%. Já Marcelo Barreto (PMN) e Tâmara Azevedo (Psol) têm 3%, cada um. Cícero Araújo (PCO) tem 3% também. Branco e nulo somaram 10%, e não souberam/não responderam foram 13%.

  • Datafolha: Lula 47% das intenções; Bolsonaro 33%; Ciro 7% e Simone 5%; veja detalhes

    Foto: Divulgação | Band TV Foto: Divulgação | Band TV
    23/09/2022 - 06:00


    Dados foram divulgados nesta quinta-feira (22)

    POLÍTICA

    - Uma nova rodada de pesquisa das intenções de voto para a eleição presidencial, do Datafolha, contratada pela Folha de S. Paulo foi divulgada nesta quinta-feira (22). Lula segue na liderança após oscilar dois pontos para cima e ampliou a distância sobre Bolsonaro, que se manteve estável. A margem de erro é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos. Lula, do PT, teve 47% em julho e agosto; oscilou para 45% no início deste mês; manteve os 45% em duas pesquisas; e, agora, oscilou para 47%. Com a margem de erro, tem de 45% a 49%. Já Bolsonaro (PL), tinha 29% em julho; avançou para 32% em agosto; manteve o índice na primeira pesquisa de setembro; passou para 34%; oscilou para 33%; e agora manteve os 33%. Com a margem de erro, tem de 31% a 35%. Ciro Gomes, do PDT, tinha 8% em julho; em agosto, 7%; depois, 9%; 7%; 8%; e agora, 7%. Na margem, de 5% a 9%. Simone Tebet, do MDB, aparecia com 2% em julho e em agosto; em seguida, avançou para 5%; manteve os 5% nas três pesquisas mais recentes. Com a margem, tem de 3% a 7%. Com esses números,  Tebet está tecnicamente empatada com Ciro Gomes. Em relação aos demais candidatos, apenas Soraya Thronicke, do União Brasil, pontuou. Soraya não era candidata até julho; em agosto, não pontuou; depois, 1%; 1%; 2%; e agora, 1%. Com a margem, pode chegar a 3%. Também por conta da margem de erro, pode empatar com Tebet. Não chegaram a 1%: Felipe D’Avila, do Novo; Sofia Manzano, do PCB; Vera Lúcia, do PSTU; Léo Péricles, do Unidade Popular; Constituinte Eymael, do Democracia Cristã; e Padre Kelmon, do PTB. Em julho e agosto, 6% disseram que votariam em branco, anulariam ou não votariam em nenhum candidato; e 4% nas quatro últimas pesquisas. Três por cento responderam que não sabiam em julho; 2%, em agosto e no início deste mês; depois, 3%; e 2% nas últimas pesquisas. Considerando apenas os votos válidos, o que exclui da conta brancos e nulos, Lula tem 50% dos votos válidos. Pela margem de erro, de 48% a 52%.Jair Bolsonaro aparece com 35% dos votos válidos. Pela margem de erro, de 33% a 37%. Ciro Gomes, 7%. De 5% a 9% na margem de erro. Simone Tebet tem 5% dos votos válidos. Pela margem, de 3% a 7%. Simone Tebet e Ciro Gomes estão tecnicamente empatados. Outros candidatos somam 2% dos votos válidos. O Datafolha ouviu 6.754 eleitores, em 343 municípios, de terça (20) até esta quinta (22).

  • Datafolha: Porcentagem de eleitores baianos que conhecem Jerônimo salta de 39% para 67% em um mês

    Foto: Divulgação Foto: Divulgação
    Por Geovana Oliveira

    21/09/2022 - 19:00


    ACM Neto (UNIÃO) se mantém nas pesquisas como o candidato mais conhecido pelos eleitores

    POLÍTICA

    - No último mês, candidato do PT ao governo da Bahia, Jerônimo Rodrigues, teve um salto de 28 pontos percentuais no reconhecimento por parte dos eleitores. Na pesquisa Datafolha/Metropole do dia 24 de agosto, apenas 39% dos eleitores baianos afirmavam conhecer o candidato, já na última pesquisa, divulgada nesta quarta-feira (21), 67% afirmaram saber quem é o ex-secretário da Educação. O candidato ACM Neto (UNIÃO) se mantém nas pesquisas como o candidato mais conhecido pelos eleitores. Após ter o nome citado, 92% dos entrevistados responderam conhecer o ex-prefeito de Salvador. João Roma (PL) é reconhecido por 40% dos eleitores. Em um mês, o candidato do PL teve aumento de 9 pontos percentuais. Os postulantes menos conhecidos pelos baianos são Kleber Rosa (Psol), conhecido apenas por 9%; Marcelo Millet (PCO), 8%; e Giovani Damico (PCB), por 7%. A pesquisa ouviu 1.526 eleitores, e foi feita entre 19 e 21 de setembro. A margem de erro é 3pp. O nível de confiança é de 95%. A consulta está registrada no TSE : BA-07738/2022 e BR-09822/2022.

  • Datafolha/Metropole: ACM Neto tem 48%; Jerônimo, 31% e João Roma 8%

    Foto: Divulgação Foto: Divulgação
    Por Rodrigo Daniel Silva

    21/09/2022 - 18:30


    A terceira rodada da pesquisa Datafolha foi divulgada nesta quarta-feira (21)

    POLÍTICA

    - A 11 dias da eleição, a pesquisa Datafolha, contratada pela Rádio Metropole, aponta que o candidato do União Brasil, ACM Neto, permanece na liderança na disputa ao governo da Bahia, com 48% das intenções de votos, oscilando 1 pp (pontos percentuais) para baixo na comparação com a consulta anterior do dia 14 de setembro. Já o candidato do PT, Jerônimo Rodrigues, permanece, em segundo lugar, com 31% das intenções de votos, oscilando 3 pp. O bolsonarista João Roma (PL) se manteve estável, com 8%, oscilando 1 pp. para baixo. O candidato Marcelo Millet (PCO) teve 1%. Kleber Rosa (Psol) e Giovani Damico (PCB) não pontuaram. Os votos em branco e nulo somaram 6%. Já não souberam responder são 6%. A pesquisa ouviu 1.526 eleitores, e foi feita entre 19 e 21 de setembro. A margem de erro é 3pp. O nível de confiança é de 95%. A consulta está registrada no TSE : BA-07738/2022 e BR-09822/2022.

  • Datafolha/Metropole: Otto Alencar tem 41%; Cacá Leão, 19% e Raíssa Soares 7%

    Foto: Divulgação Foto: Divulgação
    Por Rodrigo Daniel Silva

    21/09/2022 - 18:00


    A terceira rodada da pesquisa Datafolha foi divulgada nesta quarta-feira (21)

    POLÍTICA

    - A terceira rodada da pesquisa Datafolha, contratada pela Rádio Metropole, aponta que o senador e candidato à reeleição Otto Alencar (PSD) lidera a disputa ao Senado, com 41% das intenções de votos. O pessedista oscilou 2% para cima na comparação com a sondagem de opinião do dia 14 de setembro, antes tinha 39%. O deputado federal Cacá Leão (PP) permanece em segundo lugar, com 19%. Na comparação com o levantamento anterior, o progressista oscilou positivamente 3.pp - antes, tinha 16%. O resultado é da pesquisa estimulada.  A bolsonarista Raíssa Soares (PL) se manteve estável, com 7% das intenções de votos, oscilando 1 pp. para  baixo. Cícero Araújo (PCO) tem 3%, Tâmara Azevedo (Psol) tem 3%, e Marcelo Barreto Luz para Todos (PMN) aparece com 3%. A pesquisa aponta que brancos e nulos somam 13%, já não sabem é de 12%. O nível de confiança é de 95%. A pesquisa ouviu 1.526 eleitores, e foi feita entre 19 e 21 de setembro. A margem de erro é 3pp. O nível de confiança é de 95%. A consulta está registrada no TSE : BA-07738/2022 e BR-09822/2022.

  • Datafolha: na Bahia, Lula se mantém com 62%; Bolsonaro tem 20% e Ciro 7%

    Foto: Divulgação Foto: Divulgação
    Por Rodrigo Daniel Silva

    21/09/2022 - 17:45


    A terceira rodada da pesquisa Datafolha foi divulgada nesta quarta-feira (21)

    POLÍTICA

    - A terceira rodada da pesquisa Datafolha, contratada pela Rádio Metropole, mostra que o cenário da disputa presidencial na Bahia se mantém estável, com o ex-presidente Lula (PT) na liderança absoluta com 62% das intenções de votos, mesmo número da pesquisa do dia 14 de setembro. Segundo o levantamento, se a eleição presidencial fosse hoje, o atual presidente Jair Bolsonaro (PL) teria 20%, e Ciro Gomes (PDT) teria 7%, mesmo percentuais da sondagem anterior. O levantamento estimulado aponta ainda que Simonet Tebet (MDB) mantém 3%. Soraya Thronicke (UNIÃO) permanece com 1%. Vera Lúcia (PSTU), Felipe d’Avila (NOVO), Léo Péricles (UP),  Padre Kelmon (PTB), Sofia Manzano (PCB)  e Constituinte Eymael (DC) não pontuaram. Branco, nulos e nenhum somaram 4% , já 2% não souberam responder. A pesquisa ouviu 1.526 eleitores, e foi feita entre 19 e 21 de setembro. A margem de erro é 3pp. O nível de confiança é de 95%. A consulta está registrada no TSE : BA-07738/2022 e BR-09822/2022. Espontânea - Na pesquisa espontânea, Lula tem 58%. Já Bolsonaro apareceu com 18%, e Ciro Gomes com 4%. Simone Tebet tem 1%. Candidato do PT/13 tem 2%, e outras respostas também somaram 2%. Branco, nulo e nenhum são 4%. Não sabem 12%.

  • Quando Lula passa de 60% na Bahia, a gente nunca deixa de eleger governador, diz Wagner

    Foto: Marcos Oliveira | Sudoeste Bahia Foto: Marcos Oliveira | Sudoeste Bahia
    Por Rodrigo Daniel Silva

    19/09/2022 - 13:00


    Segundo o Datafolha/Metropole, Lula tem hoje 62% das intenções de votos no estado

    POLÍTICA

    - Confiante de que Jerônimo Rodrigues será eleito, o senador Jaques Wagner disse, nesta segunda-feira (19), que todas as vezes que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva obteve 60% dos votos no estado, o PT elegeu o governador da Bahia. "Quem entende de pesquisa, de campanha, entende de eleição no Nordeste, na Bahia, sabe que, quando Lula é candidato, e passa de 60%, a gente nunca deixou de eleger o candidato a governador dele aqui. Ainda tem a polarização com (Jair) Bolsonaro. Então, as pessoas estão vindo para o lado de cá", declarou a Mário Kertész, na Rádio Metrópole. Segundo o Datafolha/Metropole, Lula tem hoje 62% das intenções de votos no estado. Wagner disse ainda que vai "manter a tradição", e Jerônimo será eleito governador da Bahia no primeiro turno. Desde 2006, o PT vence a disputa ao governo da Bahia sem ir para o segundo turno. "A gente trabalha até o último dia. Não tem eleição ganha de véspera, mas estou sentindo, sinceramente, um clima melhor ainda do que vi na campanha de Rui (Costa em 2014) nas últimas semanas", afirmou.

  • Pesquisa FSB/BTG: Lula sobe 3 pontos e venceria Bolsonaro por 44% a 35% no 1º turno

    Foto: Divulgação Foto: Divulgação
    Por Jamile Amine

    19/09/2022 - 08:00


    O petista também cresceu no cenário espontâneo, chegando a 42% contra 34% de Bolsonaro

    POLÍTICA

    - Divulgado nesta segunda-feira (19), o levantamento encomendado pelo Banco BTG Pactual e realizado FSB Pesquisa aponta que, no cenário estimulado, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) subiu três pontos percentuais, chegando a 44% das intenções de voto para as eleições presidenciais, ante os 41% registrados no dia 12 de setembro. O presidente Jair Bolsonaro (PL), por outro lado, segue estável, com 35%. Os candidatos da chamada terceira via oscilaram para baixo. Em terceiro lugar, Ciro Gomes (PDT) passou de 9% para 7%; enquanto a senadora Simone Tebet (MDB) foi de 7% para 5%. Abstenções passaram de 5% para 4%, indecisos de 1% para 3% e outros candidatos somam 2%, ante os 3% registrados no levantamento anterior. No cenário espontâneo, Lula também subiu três pontos, indo de 39% para 42%. Bolsonaro, por sua vez, oscilou um ponto para cima, de 33% para 34%. Ciro e Tebet oscilaram dois pontos para baixo, ele com 4% ante os 6% registrados no levantamento anterior, e ela de 5% para 3%. Os indecisos passaram de 8% para 9%, enquanto abstenções permanecem 6% e outros, 2%. A pesquisa realizou 2 mil entrevistas por telefone de 16 a 18 de setembro de 2022 e está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com o número BR-07560/2022. A margem de erro é de 2 pontos percentuais para um intervalo de confiança de 95%. O levantamento custou R$ 128.957,83 e foi pago pelo banco BTG Pactual.

  • Centrão prepara embarque em eventual governo Lula

    Foto: Divulgação Foto: Divulgação
    18/09/2022 - 10:30


    Integrantes de partidos como PP e Republicanos têm se apresentado como negociadores de uma possível mudança de rota após o período eleitoral

    POLÍTICA

    - Grupo político notabilizado por barganhar seu apoio a todo e qualquer governo, o Centrão está eleitoralmente engajado na campanha à reeleição de Jair Bolsonaro (PL), mas ao mesmo tempo já se prepara para qualquer resultado da disputa presidencial. Antes mesmo do primeiro turno, alguns parlamentares do bloco já ensaiam uma aproximação com o entorno do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), atual líder das pesquisas. Integrantes de partidos como PP e Republicanos têm se apresentado como negociadores de uma possível mudança de rota após o período eleitoral. As conversas de bastidores se intensificaram nas últimas semanas, de forma discreta. Se o resultado das urnas é incerto, a negociação de uma base parlamentar com o Centrão é uma certeza para o próximo presidente. As duas siglas, mais o PL de Bolsonaro, se consolidaram durante o atual governo como um trio que atua de forma articulada no Congresso e forma o núcleo duro da base aliada do presidente. Com a justificativa de que é preciso ampliar o arco de alianças em caso de vitória do ex-presidente, a articulação tem sido tocada por nomes de confiança de Lula, como a presidente do PT, deputada Gleisi Hoffmann, e o ex-governador do Piauí Wellington Dias (PT).

  • ACM Neto recebe apoio do prefeito de Brumado, filiado ao PSB

    Foto: Divulgação Foto: Divulgação
    18/09/2022 - 09:00


    "Eduardo me acolheu em Brumado há 20 anos e participou da construção da minha primeira eleição para deputado federal"

    POLÍTICA

    - O candidato a governador ACM Neto (União Brasil) recebeu na manhã deste sábado (17) o apoio do prefeito de Brumado, Eduardo Vasconcelos, filiado a um partido ao PSB. Além dele, o vice-prefeito de Cândido Sales, Robson Freitas (PSB), também anunciou apoio. “Não resta dúvida de que para o povo de Brumado essa relação já antiga que eu tenho com Neto, e que está reavivando agora, nesse pleito, será de proveito mútuo. Porque Brumado vai estar toda fechada com Neto, temos dois grupos políticos lá e ambos estão com ele”, declarou Eduardo durante o encontro. O prefeito também lembrou da sua relação antiga com o grupo que Neto representa hoje. “Além disso, estaremos voltando ao nosso começo, quando ACM Neto, na sua primeira candidatura a deputado federal, recebeu cerca de 12 mil votos da gente em Brumado e ele não esquece disso. Então, é uma parceria que continua”, completou. ACM Neto agradeceu ao apoio do prefeito nesta reta final de campanha, a 16 dias das eleições. “Eduardo me acolheu em Brumado há 20 anos e participou da construção da minha primeira eleição para deputado federal”, disse. “Estamos aqui não só para agradecer, mas também reafirmar o nosso compromisso de trabalhar muito por essa querida cidade. Vocês terão a partir do próximo ano um governador que conhece essa cidade de perto e tem laços afetivos com ela”, completou o candidato. Neto e Eduardo já firmaram um compromisso: se for eleito, trabalhará para melhorar o esgotamento sanitário de Brumado, assim como a relação do município com a Embasa. “Nós vamos rever inteiramente a gestão da Embasa e vamos começar olhando para os municípios que estão vivendo esses problemas, Brumado em especial. O prefeito, nas nossas reuniões, colocou como ponto central esse desafio para a gestão a partir do próximo ano”, disse.

  • Veja em que segmentos do eleitorado houve redução da vantagem entre ACM Neto e Jerônimo Rodrigues

    Foto: Divulgação Foto: Divulgação
    Por Rodrigo Daniel Silva

    15/09/2022 - 10:30


    A nova pesquisa Datafolha, contratada pela Rádio Metropole, foi divulgada nesta quarta-feira (14)

    POLÍTICA

    - A nova pesquisa Datafolha, contratada pela Rádio Metropole divulgada nesta quarta-feira (14), mostrou que houve uma redução na vantagem do candidato do União Brasil, ACM Neto, em relação ao postulante do PT, Jerônimo Rodrigues. De acordo com o instituto, o recuo maior na preferência por ACM Neto ocorreu no eleitorado baiano com faixa etária de 45 a 59 anos. A vantagem do ex-prefeito soteropolitano caiu 11 pontos, de 51% para 40%. Na Região Metropolitana de Salvador, Neto também perdeu terreno para o adversário petista, ao declinar de 65% para 55% das intenções de votos. A diferença entre eles é de 18 pontos no interior (47% a 29%) e de 30 na RMS (55% ante 25%). Segundo o Datafolha, o avanço de Jerônimo Rodrigues foi mais amplo na faixa etária de 45 a 59, ao saltar de 17% para 35%, entre os eleitores com ensino fundamental (14% para 31%) e na parcela dos católicos (18% para 35%). A distância maior entre ACM Neto e Jerônimo é entre os eleitores de 16 a 24 anos (62% a 17%). O candidato do União Brasil mantém vantagem mais ampla também entre o eleitorado que estudou até o ensino médio (54% a 24%), e menor entre quem estudou até o ensino superior (43% a 35%). Na parcela de evangélicos, o candidato do União Brasil fica 34 pontos à frente do petista (51% a 17%), que empata com João Roma (14%). Entre católicos, a distância de ACM Neto para Jerônimo é de 10% (45% a 35%). A pesquisa ouviu 1.212 eleitores, e foi feita entre 12 e 14 de setembro. A margem de erro é de 3 pontos percentuais. O nível de confiança é de 95%. A consulta está registrada no TSE : BA- 01548 /2022 e BR-05675/2022.

  • Datafolha: na Bahia, Lula mantém liderança na disputa presidencial com 62%; Bolsonaro tem 20% e Ciro 7%

    Foto: Divulgação Foto: Divulgação
    Por Rodrigo Daniel Silva

    14/09/2022 - 16:30


    A segunda rodada do Datafolha saiu nesta quarta-feira (14)

    POLÍTICA

    - A segunda rodada da pesquisa Datafolha, contratada pela Rádio Metropole, mostra um cenário estável na disputa presidencial na Bahia. Segundo o levantamento, se a eleição presidencial fosse hoje, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) teria 62% das intenções de votos na Bahia, oscilando 1 pp. para cima na comparação com a pesquisa anterior do dia 24 de agosto. Já o atual presidente Jair Bolsonaro (PL) teria 20%, e Ciro Gomes (PDT) teria 7%, mesmo número da sondagem anterior. O levantamento estimulado aponta ainda que Simonet Tebet (MDB) cresceu de 1% para 3%. Já Vera Lúcia (PSTU) e Soraya Thronicke (UNIÃO), que não pontuaram na anterior, subiram para 1%. Felipe d’Avila (NOVO) Léo Péricles (UP), Vera Lúcia (PSTU), Padre Kelmon (PTB), Sofia Manzano (PCB)  e Constituinte Eymael não pontuaram. Branco, nulos e nenhum somaram 4% (ante 5%), já 4% não souberam responder (antes 3%). A pesquisa ouviu 1.212 eleitores, e foi feita entre 12 e 14 de setembro. A margem de erro é 3pp. O nível de confiança é de 95%. A pesquisa registrada no TSE : BA-05325/2022 e BR-07455/2022. Espontânea - Na pesquisa espontânea, Lula cresceu de 54% para 56%. Já Bolsonaro manteve 18%, e Ciro Gomes oscilou de 3% para 4%. Simone Tebet subiu de 1% para 2%. Já 2% responderam outros nomes, e 1% disse que votaria no candidato do PT/13. Brancos, nulo e nenhum somaram 3% ante 4%. Não sabem caiu de 18% para 14%.

  • Datafolha/Metropole: ACM Neto mantém liderança, mas Jerônimo cresce e bate 28%; Roma tem 7%

    Foto: Divulgação Foto: Divulgação
    Por Rodrigo Daniel Silva

    14/09/2022 - 16:00


    A segunda rodada do Datafolha saiu nesta quarta-feira (14)

    POLÍTICA

    - O candidato do União Brasil, ACM Neto, mantém a liderança na disputa ao governo da Bahia, com 49% das intenções de votos,  já Jerônimo Rodrigues, do PT, cresceu e bateu 28% ante 16%, segundo a nova pesquisa Datafolha, contratada pela Rádio Metropole. Neto caiu 5 pp. (ponto percentual) na comperação com a pesquisa anterior. A diferença entre Neto e Jerônimo caiu de 38 pontos na segunda quinzena de agosto para 21 pontos atualmente. O bolsonarista João Roma (PL) apareceu com 7%, oscilando 1ponto percentual (pp) na comparação com o levantamento anterior.  A pesquisa divulgada nesta quarta-feira (14) é a segunda da Datafolha, mas a primeira realizada após o início do horário eleitoral, que começou em 26 de agosto. O candidato Giovani Damico (PCB) e Marcelo Millet (PCO) tiveram, cada um, 1%. Kleber Rosa (PSOL) também teve 1%. Os votos em branco e nulo somaram 6%. Já os que não souberam responder são 8%. A pesquisa ouviu 1.212 eleitores, e foi feita entre 12 e 14 de setembro. A margem de erro é 3pp. O nível de confiança é de 95%. A pesquisa registrada no TSE : BA-05325/2022 e BR-07455/2022.

  • Datafolha/Metropole: Otto Alencar tem 39%; Cacá Leão, 16% e Raíssa Soares 8% na disputa ao Senado

    Foto: Divulgação Foto: Divulgação
    Por Rodrigo Daniel Silva

    14/09/2022 - 15:30


    A segunda rodada do Datafolha saiu nesta quarta-feira (14)

    POLÍTICA

    - A segunda pesquisa Datafolha, contratada pela Rádio Metropole, aponta que o senador e candidato à reeleição Otto Alencar (PSD) lidera a disputa ao Senado, com 39% das intenções de votos. Na sondagem anterior, ele tinha 32%. O deputado federal Cacá Leão (PP) permanece em segundo lugar, com 16% . Na comparação com a sondagem de opinião do dia 24 de agosto, o progressista cresce 6 pp. (ponto percentual).  O resultado é da pesquisa estimulada. Raíssa Soares (PL) apareceu com 8% ante 7%. Cícero Araújo (PCO) tem 3% ante 6%, Tâmara Azevedo (Psol) tem 4% (antes tinha 3%), e Marcelo Barreto Luz para Todos (PMN) aparece com 3% ante 4%. A pesquisa aponta que brancos e nulos somam 14%, já não sabem é de 14%. O nível de confiança é de 95%. A pesquisa ouviu 1.212 eleitores, e foi feita entre 12 e 14 de setembro. A margem de erro é 3pp. A pesquisa registrada no TSE : BA-05325/2022 e BR-07455/2022.

  • ACM Neto diz que aceita debater com Jerônimo Rodrigues e pede para petista marcar data

    Foto: Marcos Oliveira | Sudoeste Bahia Foto: Marcos Oliveira | Sudoeste Bahia
    12/09/2022 - 15:42


    Candidato do União Brasil ainda sugeriu transmissão pelo Youtube e redes sociais

    POLÍTICA

    - O candidato a governador ACM Neto (União Brasil) aceitou o desafio do também postulante ao governo do estado Jerônimo Rodrigues (PT) e disse para o ex-secretário da Educação marcar a data do debate entre os dois. Em publicação em sua conta no Twitter, Neto sugeriu que o evento seja transmitido pelo Youtube e pelas redes sociais. “Já que o ex-secretário de educação, Jerônimo, tem falado tanto em debate, gostaria de propor que ele definisse data, local e horário para um debate entre nós dois. Sugiro que seja transmitido ao vivo pelo YouTube e pelas redes sociais do dois”, afirmou o ex-prefeito de Salvador. ACM Neto lidera as pesquisas de intenção de votos para o governo do estado, enquanto Jerônimo aparece na segunda posição. A diferença entre os dois varia de 30 a 40 pontos nos levantamentos.

  • BTG/FSB: Lula mantém liderança com 41%, e Bolsonaro aparece com 35%

    Foto: Reprodução Foto: Reprodução
    12/09/2022 - 09:00


    A sondagem de opinião foi divulgada nesta segunda-feira (12)

    POLÍTICA

    - A nova Pesquisa BTG/FSB divulgada, nesta segunda-feira (12), aponta que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) lidera com 41% das intenções de voto, já o presidente Jair Bolsonaro (PL) tem 35%. Em relação à rodada anterior do levantamento, Lula oscilou um ponto para baixo, enquanto Bolsonaro oscilou um para cima. A distância entre os dois principais candidatos caiu de 8 para 6 pontos. Simone Tebet (MDB) tem 7% e empata na margem de erro com Ciro Gomes (PDT), que tem 9%. Soraya Thronicke (União Brasil) e Felipe d’Avila (Novo) têm 1% cada. Ciro Gomes e Simone Tebet oscilaram 1% cada, ambos para cima. No segundo turno, Lula vence o atual presidente por 51% a 38%.  O instituto consultou 2 mil eleitores por telefone entre os dias 9 e 11 de setembro.  A margem de erro é de 2 pontos porcentuais, para mais ou para menos. O registro na Justiça Eleitoral é BR-06321/2022.