BUSCA PELA CATEGORIA "BARRA DA ESTIVA"

  • Por não aceitar fim de relacionamento, homem mata ex-namorada a facadas e comete suicídio em Barra da Estiva

    Foto: Leitor Sudoeste Bahia | Via WhatsApp Foto: Leitor Sudoeste Bahia | Via WhatsApp
    01/09/2020 - 23:00


    BARRA DA ESTIVA

    - Uma mulher identificada como Natali Silva Pereira, de 35 anos, foi assassinada a facadas pelo ex-companheiro, que não aceitava o fim do relacionamento, na cidade de Barra da Estiva, Chapada Diamantina. Segundo informou a Policia Civil à redação do site Sudoeste Bahia, o caso aconteceu no bairro das Nações, nesta terça-feira (01). Depois de golpear varias vezes a vítima, Manoel Messias Alves Gouveia, de 34 anos, cometeu suicídio por enforcamento. Ainda segundo a polícia, a vítima não aceitava reatar o relacionamento com o autor do crime. O Departamento de Polícia Técnica (DPT) foi acionado para remover os corpos e realizar a perícia. A polícia não tinha informação sobre o enterro da vítima e do suspeito.

  • Barra da Estiva: Prefeito e vice receberam R$ 48 mil em diárias da Prefeitura entre 2017 e 2018; TCM encaminha denúncia ao MP

    Foto: Divulgação Foto: Divulgação
    10/06/2020 - 09:00


    BARRA DA ESTIVA

    - O Tribunal de Contas dos Municípios, na sessão desta terça-feira (09),  julgou procedente denúncia formulada por vereadores do município de Barra da Estiva contra o prefeito João Machado Ribeiro, e Eronilson Martins de Souza, vice-prefeito, que receberam a título de diárias valores elevados e sem justificativas razoáveis ao longo dos exercícios de 2017 e 2018. O prefeito recebe no período R$34 mil, e vice-prefeito em torno de R$14 mil de um total de R$94 mil gastos com diárias pela prefeitura. O relator do processo, conselheiro substituto Cláudio Ventin, multou o gestor em R$2,5 mil. O conselheiro Paolo Marconi sugeriu e os demais conselheiros aprovaram ainda a determinação de formulação de representação ao Ministério Público Estadual, para que seja apurada a prática de ato de improbidade administrativa. O conselheiro Cláudio Ventin, determinou que seja feito o ressarcimento aos cofres municipais do total de R$94.260,00, gastos com diárias. Isto recursos pessoais dos denunciados, em razão das irregularidades no procedimento de concessão do benefício, que foi pago sem qualquer comprovação de serviços prestados ao município pelos agentes políticos. Cabe recurso da decisão.