BUSCA PELA CATEGORIA "EDUCAÇÃO"

  • Inscrições para o Enem 2024 começam nesta segunda-feira

    Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom | Agência Brasil Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom | Agência Brasil
    27/05/2024 - 07:15


    Candidatos devem pagar uma taxa de R$ 85 para realizar a inscrição

    EDUCAÇÃO

    - As inscrições para o Exame Nacional do Ensino Médio de 2024 iniciam nesta segunda-feira (27) e irão até o dia 7 de junho. Os candidatos que quiserem realizar a prova devem se inscrever a partir da página do participante do Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira), com CPF do estudante e senha do portal do governo federal. Neste ano, a taxa de inscrição custa R$ 85 e deve ser quitada até o dia 12 de junho. Somente após o candidato realizar o pagamento a inscrição estará confirmada. A taxa pode ser paga em boleto, PIX, cartão de crédito, débito em conta corrente ou poupança (a depender do banco). Os candidatos que foram contemplados com a isenção da taxa, que teve o resultado divulgado pelo Inep em 13 de maio, também devem se inscrever. As provas do exame serão aplicadas em todos os estados e Distrito Federal nos dias 3 e 10 de novembro. Os estudantes terão suas habilidades testadas em  linguagens, ciências humanas; redação; matemática e ciências da natureza.

  • Universidades estaduais da Bahia paralisam atividades na próxima sexta-feira

    Foto: Marcos Oliveira | Sudoeste Bahia Foto: Marcos Oliveira | Sudoeste Bahia
    22/05/2024 - 11:00


    A paralisação é decorrente da intensificação da luta pela recomposição salarial

    EDUCAÇÃO

    - As Universidades Estaduais da Bahia farão paralisação das atividades acadêmicas na próxima sexta-feira (24). O protesto de 24h foi aprovado por professores, nas assembleias da categoria, nas quatro instituições de ensino: UNEB, UEFS, UESB e UESC. A paralisação é decorrente da intensificação da luta pela recomposição salarial que, segundo o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (DIEESE), acumula perdas de quase 50% nos últimos nove anos. De acordo com a Aduneb, o Governo agendou uma reunião no dia da paralisação, na Secretaria Estadual da Educação (SEC). Ainda de acordo com a Associação, representantes do governador Jerônimo Rodrigues se comprometeram a apresentar um plano de recomposição das perdas acumuladas. Além da pauta salarial, a categoria docente reivindica a negociação dos demais pontos: maior orçamento para as UEBAs, garantia de direitos trabalhistas e autonomia da gestão universitária em relação ao Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb).

  • Apesar de redução, Bahia ainda é o estado com mais analfabetos do Brasil, aponta IBGE

    Foto: Reprodução Foto: Reprodução
    17/05/2024 - 10:30


    Dados foram divulgados nesta sexta-feira (17) e fazem parte do Censo Demográfico de 2022

    EDUCAÇÃO

    - Apesar de apresentar uma redução, a Bahia ainda ocupa a primeira posição entre os estados com o maior número de analfabetos e a nona posição na taxa de analfabetismo do Brasil, com 12,6%, colocação que ocupada a 12 anos. Os dados foram divulgados nesta sexta-feira (17) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) como parte do Censo de 2022. Até 2022, eram 1.420.947 pessoas de 15 anos ou mais que não sabiam ler nem escrever. Já a taxa de analfabetismo aponta que um a cada 10 habitantes do estado nessa faixa etária sequer havia dado início à educação básica. Apesar de ainda estar em primeira posição, o quantitativo diminuiu entre 2010 a 2022 em 17,8%. São menos 308.350 analfabetas no estado. O percentual reduziu em todas as idades, mas o número de pessoas com mais de 55 anos analfabetas ainda cresceu e 6 em cada 10 não alfabetizados estavam nesse grupo. A capital do estado, Salvador apresenta a  a menor taxa de analfabetismo do estado (3,5%) e a 13ª entre as 27 capitais, perdendo uma posição para Cuiabá (MT), frente a 2010. Antes a taxa era maior entre pessoas com mais de 65 anos e quem se declarava indígena.

  • Governo se reúne com categorias em greve nas universidades nesta quarta-feira

    Foto: Divulgação     Foto: Divulgação
    15/05/2024 - 10:30


    Professores aguardam contra-proposta do governo

    EDUCAÇÃO

    - O Ministério da Gestão se reúne nesta quarta-feira (15), em Brasília, com o Sindicato Nacional dos Docentes das Instituições de Ensino Superior (Andes) para tratar das reivindicações da categoria,que está em greve nacional desde o dia 15 de abril.  Os professores aguardam contraproposta à reivindicação de reajuste salarial de 22,71%, com pagamento desejado para o segundo semestre deste ano, além de uma recomposição do governo para o orçamento das universidades federais e a revogação de normas que afetam a carreira docente, baixadas no governo anterior. O MGI afirmou que as propostas para a reestruturação de carreiras na área de educação “é um compromisso prioritário”. Na próxima terça-feira(21), o ministério terá outra reunião, dessa vez, com os representantes dos técnicos administrativos das universidades federais.

  • Pagamento de precatórios para os professores da rede estadual inicia nesta terça-feira

    Foto: Gov/BA Foto: Gov/BA
    14/05/2024 - 09:30


    87.289 pessoas vão ser beneficiadas

    EDUCAÇÃO

    - O Governo da Bahia iniciou, nesta terça-feira (14), o pagamento da terceira parcela dos precatórios judiciais do Fundef (Fundo de Manutenção e Desenvolvimento do Ensino Fundamental e de Valorização do Magistério) aos professores da rede estadual. A concessão do benefício foi determinada na última terça-feira (7) em sessão da Assembleia Legislativa (Alba). Foi aprovado, por unanimidade, que o abono fosse pago aos educadores do estado com 60% dos recursos encaminhados pela União ao governo da Bahia referente aos precatórios judiciais do Fundef. A quantia também vai ser paga aos docentes contratados por meio de REDA (Regime Especial de Direito Administrativo) e aos servidores inativos do magistério. O valor destinado para casa servidor é proporcional à jornada de trabalho e ao período efetivo do exercício entre 1998 e 2006, aos quais os precatórios são devidos, beneficiando um total de 87.289 pessoas. Herdeiros de professores já falecidos que estiverem na lista de beneficiários, podem requerer o pagamento da parcela dos precatórios, mediante apresentação de um alvará judicial, contendo a indicação do valor a ser recebido. Os precatórios do Fundef são valores com origem em julgamento judicial, no qual a União foi condenada a pagar a complementação das verbas do Fundef que deixaram de ser repassadas pelo Governo Federal para estados e municípios, entre 1998 e 2006, devido a um erro de cálculo.

  • Enem 2024: aplicação será nos dias 3 e 10 de novembro

    Foto: Reprodução | Agência Brasil Foto: Reprodução | Agência Brasil
    13/05/2024 - 11:30


    Inscrição estarão abertas a partir do dia 27 de maio até 7 de junho

    EDUCAÇÃO

    - As provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) serão realizadas nos dias 3 e 10 de novembro deste ano. As datas foram divulgadas através do edital publicado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) nesta segunda-feira (13). O período de inscrições para o exame irão do dia 27 de maio até 7 de junho. Neste ano, a taxa de inscrição será de R$ 85 e poderá ser paga até o dia 12 de junho atravé de boleto, Pix, cartão de crédito, débito em conta corrente ou poupança (a depender do banco). O Inep ainda deverá divulgar nesta segunda-feira os resultados dos pedidos de isenção da taxa de inscrição. A instituição afirma ainda que mesmo aqueles que tiveram a isenção aprovada, não significa que está inscrito no processo seletivo. Os candidatos que tiveram a solicitação rejeitada devem apresentar até a próxima sexta-feira (17) um recurso, que terá o resultado no dia 25 de maio. Calendário: Inscrições: de 27/5 a 7/6/2024; Pagamento da taxa de inscrição: de 27/5 a 12/6/2024; Pedido de tratamento pelo nome social: de 27/5 a 7/6/2024; Solicitação de atendimento especializado: de 27/5 a 7/6/2024; Resultado das solicitações de atendimento especializado: 17/6/2024; Recurso para pedidos negados: de 17/6 a 21/6/2024; Resultado do recurso: 27/6/2024; Divulgação dos locais de prova: data a ser marcada; Aplicação do Enem: 3 e 10/11/2024; Divulgação do gabarito: 20/11/2024; Divulgação do resultado: 13/1/2025.

  • Pedidos de isenção de taxa no Enem 2024 começam nesta segunda-feira

    Foto: Agência Brasil Foto: Agência Brasil
    15/04/2024 - 09:30


    Resultado dos candidatos aprovados para a isenção sairá no dia 13 de maio

    EDUCAÇÃO

    - O  período para solicitar a isenção da taxa de inscrição para o Enem 2024 (Exame Nacional do Ensino Médio) inicia nesta segunda-feira (15). Os interessados poderão solicitar o benefício através da Página do Participante no site do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas (Inep). Podem solicitar a isenção os candidatos matriculados no 3º ano do ensino médio neste ano em escolas da rede pública de ensino. Também podem solicitar aqueles que fizeram todo o ensino médio em escola pública ou como bolsista integral na rede privada, além  de  pessoas em situação de vulnerabilidade socioeconômica com registro do Cadastro Único (CadÚnico). A taxa de inscrição deste ano será de R$ 85, mesmo valor desde 2019. O resultado dos candidatos beneficiados com a isenção será divulgado no dia 13 de maio, mas haverá ainda uma fase de recursos entre os dias 13 e 17 de maio. O mesmo período para solicitar o benefício também é válido para que candidatos da edição 2023 possam apresentar a justificativa de suas ausências.

  • Governo vai premiar estudantes e escolas com desempenho positivo no Enem

    Foto: Agência Brasil Foto: Agência Brasil
    05/04/2024 - 08:00


    A previsão inicial é que a iniciativa entrará em vigor ainda em 2024

    EDUCAÇÃO

    - O ministro da Educação, Camilo Santana, anunciou que a pasta passará a premiar escolas e estudantes que tiveram desempenho positivo no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), como forma de reconhecimento e incentivo. Inicialmente, a previsão é que a iniciativa entre em vigor ainda em 2024. “A gente precisa dar visibilidade aos números; isso incomoda os Estados que não estão bem. E a população cobra: por que meu Estado não avança?”, afirmou o ministro, nesta quinta-feira (4), em entrevista ao jornal Estado de S.Paulo. Também foi dito por Camilo Santana que, apesar da premiação ainda não ter um modelo definido, ela terá “uma grande solenidade com o presidente”. “É uma espécie de Oscar da Educação. Pode ser prêmio em dinheiro, em equipamentos para a escola”, acrescentou.

  • Uneb alcança nota 4 no IGC/MEC e se mantém no topo das universidades públicas

    Foto: Marcos Oliveira | Sudoeste Bahia Foto: Marcos Oliveira | Sudoeste Bahia
    Por Redação do Sudoeste Bahia

    04/04/2024 - 10:30


    Em relação ao último Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade), realizado em 2022, dos 29 cursos avaliados da universidade, nove obtiveram conceito satisfatório

    EDUCAÇÃO

    - A Uneb alcançou o conceito 4, em uma escala de 1 a 5, no Índice Geral de Cursos (IGC), mantendo-se entre as instituições de ensino superior públicas mais bem avaliadas na Bahia e no país. A avaliação, que faz parte dos indicadores de qualidade da educação superior, elaborados pelo Ministério da Educação (MEC) e o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), refere-se ao ano de 2022, último período apreciado, e foi divulgada nacionalmente na última terça-feira (2). Mantendo-se na faixa 4 do índice, na elite das instituições de ensino superior (IES), a universidade avança no chamado IGC Contínuo, evoluindo de 3,11 pontos (2021) para 3,19 pontos (2022). “Recebemos com grande satisfação a avaliação do IGC que atribuiu uma nota alta à nossa instituição, com o conceito 4. Esse resultado é fruto da contribuição significativa de nossos estudantes, docentes e técnicos, que realizam um trabalho coletivo, fortalecendo a Uneb. Somos uma universidade diversificada, plural e com um histórico de contribuição para a formação das pessoas, oferecendo ensino público de qualidade, realizando pesquisas que trazem benefícios para a sociedade baiana e promovem uma extensão engajada com a sociedade baiana e brasileira”, destacou a reitora Adriana Marmori. Segundo a secretária Especial de Avaliação Institucional (Seavi) da universidade, Eliene Maria da Silva, o resultado da avaliação, reforça as melhorias nos cursos de graduação e pós-graduação. “A Uneb vem alcançando um crescimento contínuo no IGC por oito anos seguidos. Consideramos que esse desempenho revela o esforço que a instituição vem fazendo no investimento e na qualificação de processos e procedimentos para uma efetiva melhoria nos seus cursos de graduação e de pós-graduação”. Em relação ao último Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade), realizado em 2022, dos 29 cursos avaliados da universidade, nove obtiveram conceito satisfatório (nota 3); 13 obtiveram conceito bom com a nota 4, e um curso obteve a nota máxima 5, considerada excelente. O Índice Geral de Cursos (IGC) é um dos indicadores de qualidade da educação superior em todo o país, os quais compõem o ciclo de resultados calculados a partir do Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade).

  • Último dia de inscrição para o Programa Universidade para Todos

    Foto: Gov/BA Foto: Gov/BA
    Por Redação do Sudoeste Bahia

    01/04/2024 - 12:00


    Neste ano, estão sendo ofertadas 19.426 vagas nos 27 territórios de identidade, distribuídas em 215 municípios da Bahia

    EDUCAÇÃO

    - A Secretaria da Educação do Estado (SEC) realiza, até esta segunda-feira (1º), as inscrições do Programa Universidade para Todos (UPT), que prepara os estudantes para o acesso ao Ensino Superior. Neste ano, estão sendo ofertadas 19.426 vagas nos 27 territórios de identidade, distribuídas em 215 municípios da Bahia, com a oferta das atividades em 345 polos de funcionamento. Em relação ao ano passado, houve um aumento de 460 vagas. As inscrições são realizadas através do Portal da Educação (www.educacao.ba.gov.br). Pode se inscrever o candidato da rede pública do Estado regularmente matriculado, em 2024, no 3º ano do Ensino Médio regular estadual ou municipal (ou suas modalidades correspondentes); e no 4º ano da Educação Profissional Integrada ao Ensino Médio estadual ou municipal (ou suas modalidades correspondentes); além de egresso do Ensino Médio estadual ou municipal do Estado da Bahia. Não será permitida a inscrição de candidato que estiver cursando ou que tenha concluído curso de nível superior. Inscrição - No ato da inscrição, o candidato deverá fazer a opção para um único município, local de funcionamento e turno que deseja cursar, bem como preencher integralmente o formulário de inscrição. O candidato informará, obrigatoriamente, o número do seu Cadastro de Pessoa Física (CPF) e criará uma senha de 6 a 8 dígitos, o que dará origem a um nome de usuário para acesso ao endereço de inscrição. Seleção e matrícula - A relação oficial dos candidatos selecionados será disponibilizada no dia 5 de abril, no endereço www.educacao.ba.gov.br e nos sites das universidades públicas parceiras. O candidato contemplado e convocado efetuará a sua matrícula no período de 9 a 19 de abril e a mesma será realizada pelas respectivas universidades. As aulas serão iniciadas no dia 22 de abril. Uma novidade deste ano é a parceria com a Universidade Federal do Oeste da Bahia (Ufob) e da Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB), que passam a integrar o programa, juntamente com a Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs), Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (Uesb), Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc), Universidade do Estado da Bahia (Uneb) e Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (Ufrb).

  • Câmara aprova mudanças na reforma do ensino médio após acordo sobre carga horária de matérias obrigatórias

    Foto: Antonio Cruz | Agência Brasil Foto: Antonio Cruz | Agência Brasil
    Por Juliana Rodrigues

    21/03/2024 - 12:15


    Texto-base foi aprovado nesta quarta-feira (20) em votação simbólica

    EDUCAÇÃO

    - A Câmara dos Deputados aprovou nesta quarta-feira (20) o texto-base do projeto que institui mudanças no Novo Ensino Médio. A votação aconteceu de forma simbólica após acordo entre o relator Mendonça Filho (União-PE) e o governo federal sobre a carga horária mínima de disciplinas obrigatórias. Agora o texto segue para análise do Senado Federal. Em dezembro do ano o governo federal através do Ministério da Educação propôs um projeto de lei para ajustar pontos do Novo Ensino Médio, aprovado durante o governo de Michel Temer. Mendonça filho apresentou no mesmo mês mudanças em alguns pontos propostos. No novo texto, nos casos em que o ensino médio for integrado com o curso técnico a formação básica poderá ter uma carga horária menor, com o mínimo de 2,1 mil horas. 300 destas poderão ser usadas como uma articulação entre  a base curricular e a formação técnica. "Não dá para assegurar na proposta original do governo que previa 2.400 horas para cursos regulares e técnicos. São coisas distintas. Os cursos técnicos precisam de formação geral básica, mas precisam de espaço para que o jovem possa ter acesso ao curso técnico de forma adequada", apontou o relator. O ensino de espanhol que antes era obrigatório no texto do MEC, com a mudança passa a ser facultativo.

  • Inscrição para o Programa Universidade para Todos foi prorrogada até abril

    Foto: Divulgação     Foto: Divulgação
    20/03/2024 - 09:30


    Pode se inscrever o candidato da rede pública do Estado regularmente matriculado, em 2024, no 3º ano do Ensino Médio regular estadual ou municipal

    EDUCAÇÃO

    - O prazo para as inscrições do Programa Universidade para Todos (UPT), foi prorrogrado até o dia 1º de abril pela Secretaria da Educação do Estado (SEC). Neste ano, estão sendo ofertadas 19.426 vagas nos 27 Territórios de Identidade, distribuídas em 215 municípios da Bahia, com a oferta das atividades em 345 polos de funcionamento. Em relação ao ano passado, houve um aumento de 460 vagas. As inscrições são realizadas através do Portal da Educação. Pode se inscrever o candidato da rede pública do Estado regularmente matriculado, em 2024, no 3º ano do Ensino Médio regular estadual ou municipal (ou suas modalidades correspondentes); e no 4º ano da Educação Profissional Integrada ao Ensino Médio estadual ou municipal (ou suas modalidades correspondentes); além de egresso do Ensino Médio estadual ou municipal do Estado da Bahia. Não será permitida a inscrição de candidato que estiver cursando ou que tenha concluído curso de nível superior. No ato da inscrição, o candidato deverá fazer a opção para um único município, local de funcionamento e turno que deseja cursar, bem como preencher integralmente o formulário de inscrição. O candidato informará, obrigatoriamente, o número do seu Cadastro de Pessoa Física (CPF) e criará uma senha de 6 a 8 dígitos, o que dará origem a um nome de usuário para acesso ao endereço de inscrição.  A relação oficial dos candidatos selecionados será disponibilizada no dia 05 de abril, o candidato contemplado e convocado efetuará a sua matrícula no período de 9 a 19 de abril e a mesma será realizada pelas respectivas universidades. As aulas serão iniciadas no dia 22 de abril. Uma novidade deste ano é a parceria com a Universidade Federal do Oeste da Bahia (Ufob) e da Universidade Federal do Sul da Bahia (Ufsb), que passam a integrar o programa, juntamente com a Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs), Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (Uesb), Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc), Universidade do Estado da Bahia (Uneb) e Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (Ufrb).

  • Inscrições no Fies podem ser feitas até esta segunda

    Foto: Reprodução | Agência Brasil Foto: Reprodução | Agência Brasil
    18/03/2024 - 09:00


    Prazo, que terminaria sexta-feira, foi prorrogado para hoje

    EDUCAÇÃO

    - O Ministério da Educação prorrogou o prazo de inscrição para o processo seletivo do Fies do primeiro semestre do ano para esta segunda-feira (18). O programa financia a graduação de estudantes em instituições privadas de ensino superior. Os interessados em participar devem se inscrever até antes da meia-noite de hoje, pelo horário de Brasília, no Portal Único de Acesso ao Ensino Superior. A prorrogação foi publicada sexta-feira (15), quando acabava do prazo de inscrições para o Fies. As demais datas do processo seletivo não foram alteradas. Ou seja, no dia 21 de março, sai o resultado, e a complementação da inscrição dos pré-selecionados vai de 22 a 26 de março. Participam desta edição 1.260 instituições privadas de educação superior que oferecem, por meio do programa, 67 mil vagas para financiamento. Metade delas é reservada para o Fies Social, que atende pessoas com renda familiar de até meio salário mínimo inscritas no CadÚnico, o Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal. Esse grupo pode financiar até 100% dos encargos educacionais cobrados pela instituição privada de educação superior.

  • Fies prorroga prazo das inscrições para até esta segunda-feira

    Foto: Reprodução | Agencia Brasil Foto: Reprodução | Agencia Brasil
    17/03/2024 - 13:00


    As demais datas do processo seletivo não foram alteradas

    EDUCAÇÃO

    - O prazo de inscrição para o processo seletivo do Fies do primeiro semestre do ano foi prorrogado para próxima segunda-feira (18). O programa do Ministério da Educação financia a graduação de estudantes em instituições privadas de ensino superior. Os interessados em participar devem se inscrever no Portal Único de Acesso ao Ensino Superior até antes da meia-noite, desta segunda, pelo horário de Brasília. A prorrogação foi divulgada na sexta-feira (15), quando seria o último dia de prazo de inscrições. As demais datas do processo seletivo permanecem sem alterações, logo, no dia 21 de março está previsto para sair o resultado, e a complementação da inscrição dos pré-selecionados vai de 22 a 26 de março. Nesta edição, 1.260 instituições privadas de educação superior oferecem, por meio do programa, 67 mil vagas para financiamento. Metade delas é reservada para o Fies Social, que atende pessoas com renda familiar de até meio salário mínimo inscritas no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal.

  • Programa Universidade para Todos oferta mais de 19 mil vagas em 2024

    Foto: Divulgação     Foto: Divulgação
    Por Redação do Sudoeste Bahia

    08/03/2024 - 11:30


    O edital com todas as informações foi divulgado nesta sexta-feira (8), no Diário Oficial do Estado

    EDUCAÇÃO

    - O Programa Universidade para Todos (UPT) ofertará 19.426 vagas em 2024 nos 27 Territórios de Identidade, distribuídas em 215 municípios da Bahia, com a oferta das atividades em 345 polos de funcionamento. Em relação ao ano passado, houve um aumento de 460 vagas. O edital com todas as informações foi divulgado nesta sexta-feira (8), no Diário Oficial do Estado. As inscrições serão realizadas no período de 12 a 19 de março, através do Portal da Educação (www.educacao.ba.gov.br). Pode se inscrever o candidato da rede pública do Estado regularmente matriculado, em 2024, no 3º ano do Ensino Médio regular estadual ou municipal (ou suas modalidades correspondentes); e no 4º ano da Educação Profissional Integrada ao Ensino Médio estadual ou municipal (ou suas modalidades correspondentes); além de egresso do Ensino Médio estadual ou municipal do Estado da Bahia. Não será permitida a inscrição de candidato que estiver cursando ou que tenha concluído curso de nível superior. Inscrição - No ato da inscrição, o candidato deverá fazer a opção para um único município, local de funcionamento e turno que deseja cursar, bem como preencher integralmente o formulário de inscrição. O candidato informará, obrigatoriamente, o número do seu Cadastro de Pessoa Física (CPF) e criará uma senha de seis a oito dígitos, o que dará origem a um nome de usuário para acesso ao endereço de inscrição. Seleção e matrícula - A relação oficial dos candidatos selecionados será disponibilizada no dia 28 de março, no site da Secretaria da Educação (clique aqui) e nos sites das universidades públicas parceiras. O candidato contemplado e convocado efetuará a sua matrícula no período de 3 a 12 de abril e a mesma será realizada pelas respectivas universidades. Uma novidade deste ano é a parceria com a Universidade Federal do Oeste da Bahia (Ufob) e da Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB), que passam a integrar o programa, juntamente com a Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs), Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (Uesb), Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc), Universidade do Estado da Bahia (Uneb) e Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB).

  • Escolas estaduais terão R$ 410 mi destinados para a alimentação escolar, em 2024

    Foto: Pedro Moraes Foto: Pedro Moraes
    Por redação do Sudoeste Bahia

    21/02/2024 - 10:30


    o Programa Alimentação Escolar visa contribuir para o crescimento, o desenvolvimento, a aprendizagem, o rendimento escolar e a formação de hábitos alimentares saudáveis

    EDUCAÇÃO

    - O reforço na alimentação escolar tem sido uma prioridade do Governo da Bahia. Tanto é que o Estado irá destinar, neste ano letivo, R$ R$ 318 milhões do seu orçamento para o Programa de Alimentação Escolar. Por meio desta iniciativa, são ofertadas 30 milhões de refeições, por mês, em 1.082 escolas estaduais e 674 anexos. Diariamente, são servidas cinco alimentações, desde o café da manhã até a ceia, para garantir a segurança alimentar dos estudantes, bem como contribuir para a aprendizagem e a sua permanência na escola. Outros R$ 92 milhões são oriundos do Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae), do Governo Federal. No somatório, a Bahia terá, em 2024, R$ 410 milhões para este fim. Executado pela Secretaria da Educação do Estado (SEC), o Programa Alimentação Escolar visa contribuir para o crescimento, o desenvolvimento, a aprendizagem, o rendimento escolar e a formação de hábitos alimentares saudáveis. A ação se dá em parceria com a Agricultura Familiar e o cardápio regionalizado, feito por nutricionistas, considera as diferentes culturas nos 27 Territórios de Identidade da Bahia. Por decisão do Governo do Estado, a partir deste ano, 100% do valor repassado pelo Pnae deve ser investido na compra direta de produtos da Agricultura Familiar. Isso representa um avanço em relação à lei nacional, que prevê que, pelo menos, 30% dos recursos deste programa sejam utilizados na Agricultura Familiar. O superintendente de Planejamento Operacional da Rede Escolar da SEC, Ricardo Costa, destaca que a alimentação escolar é um dos pilares para o fortalecimento da Educação e funciona como um instrumento de apoio aos alunos para a sua permanência na escola, levando-se em conta que 60% desse público se encontram em vulnerabilidade social: “o nosso programa apresenta dois vieses extremamente importantes: o primeiro é o de garantir alimentação saudável para nossos estudantes com até cinco ofertas de refeições/dia e, como segundo aspecto, não menos significativo, a manutenção do nosso estudante em sala de aula, evitando a evasão escolar”. Diante deste cenário, ainda conforme o gestor, o Governo do Estado não tem poupado esforços visando garantir o investimento necessário para tornar realidade essa política: “contamos com um corpo de profissionais em Nutrição preocupados em promover um cardápio mais regionalizado possível, a fim de que esteja garantida a cultura, o gosto e os sabores locais”. Segurança nutricional - A aquisição de alimentos da Agricultura Familiar é um fator importante para a segurança nutricional da alimentação escolar, pois garante uma nutrição adequada e contribui para movimentar as cadeias produtivas e a economia em toda a Bahia. “Temos como grandes aliados os produtos da Agricultura Familiar, que são gêneros da terra, ali cultivados e comercializados, que, por sua vez, trazem a força do homem do campo para dentro das nossas unidades escolares. Alimentação escolar é e será uma grande força de transformação social no nosso Estado”, ressalta Ricardo Costa. Para que os estudantes recebam uma alimentação de qualidade e balanceada em valores nutricionais, a SEC, além de contar com uma equipe de nutricionistas, realiza, durante todo o ano, a capacitação das merendeiras e da equipe técnica envolvida com o preparo das refeições, seguindo as recomendações do Pnae.

  • Termina domingo prazo para adesão ao programa federal Pé-de-Meia

    Foto: Reprodução      Foto: Reprodução
    19/02/2024 - 16:00


    O objetivo do programa é oferecer incentivos financeiros, em forma de poupança, aos estudantes de baixa renda durante o período do ensino médio

    EDUCAÇÃO

    - O prazo para a assinatura do termo de compromisso com o programa Pé-de-Meia, do Ministério da Educação (MEC), termina neste domingo (25). O acordo com o governo deve ser feito por instituições públicas de ensino que fazem parte das redes federais, estaduais e municipais. O objetivo do programa é oferecer incentivos financeiros, em forma de poupança, aos estudantes de baixa renda durante o período do ensino médio, para garantir a permanência deles até a conclusão do curso. O termo de compromisso determina que as autoridades vinculadas às redes de ensino serão responsáveis por enviar mensalmente os dados dos alunos beneficiados ao MEC. O Pé-de-Meia é voltado para estudantes com família inscrita no CadÚnico (Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal), que possuam renda per capita mensal igual a R$ 218 ou inferior. Já no caso de adultos matriculados no ensino médio, o benefício será concedido para pessoas de 19 a 24 anos.

  • MEC anuncia Fies Social e retoma financiamento de 100% do curso superior

    Foto: Reprodução | Freepik Foto: Reprodução | Freepik
    16/02/2024 - 11:30


    O financiamento integral havia sido suspenso em 2016 durante o governo da ex-presidente Dilma Rousseff (PT)

    EDUCAÇÃO

    - O Ministério da Educação (MEC) anunciou, nesta sexta-feira (16), o lançamento do Fies Social,  que voltará a permitir que alunos de baixa renda estudem em faculdades particulares com financiamento de 100% das mensalidades. Os valores só deverão ser pagos após a formatura. As mudanças no Fies foram publicadas através de uma resolução no Diário Oficial. A medida já havia sido anunciada anteriormente por Camilo Santana, ministro da Educação. Os cadastrados no CadÚnico que tenham renda familiar per capita de até meio salário mínimo  poderão participar do programa que passa a valer no segundo semestre de 2024. A intenção do MEC é aumentar gradativamente a faixa de renda contemplada pelo benefício. No ano passado, primeiro ano do terceiro mandato de Lula, houve 50.360 contratos. Com a mudança, há a previsão de reserva de vagas para estudantes pretos, pardos, indígenas, quilombolas e pessoas com deficiência.

  • Prazo para participar da lista de espera do Sisu termina nesta quarta-feira

    Foto: Reprodução | Agência Brasil Foto: Reprodução | Agência Brasil
    07/02/2024 - 07:00


    Matrículas dos aprovados na primeira fase também devem ser realizadas ainda hoje

    EDUCAÇÃO

    - Os estudantes inscritos no Sistema de Seleção Unificada (Sisu) 2024 que não foram aprovados em nenhuma das opções de curso na primeira chamada, têm até esta quarta-feira (7) para manifestar interesse na lista de espera. Para participar da etapa, é preciso acessar o site do Sisu, digitar os dados de login e concorrer a uma vaga na 1ª ou na 2ª opção de curso marcada na inscrição. O calendário dos resultados depende de cada universidade. Também encerra nesta quarta o prazo para realização da matrícula ou registro acadêmico dos estudantes aprovados na instituição para a qual foram admitidos. O resultado da primeira chamada foi divulgada no dia 31 de janeiro, após adiamento de um dia pelo Ministério da Educação (MEC). Neste ano, pela primeira vez, o Sisu terá uma edição única. Com isso, a seleção de candidatos para o segundo semestre letivo de 2024 vai acontecer nas mesmas datas da seleção para o primeiro semestre.

  • Sisu: Alunos da rede estadual são aprovados em universidades públicas

    Foto: Gov/BA Foto: Gov/BA
    Por redação do Sudoeste Bahia

    02/02/2024 - 10:00


    Cauã, de 17 anos, aluno de escola da rede estadual, foi aprovado em direito na UFBA e em medica na Uneb

    EDUCAÇÃO

    - Depois de quase dois meses de expectativa para a publicação do resultado do processo seletivo de 2024 do Sistema de Seleção Unificada (Sisu), Cauã Góes Santos Nascimento foi um dos estudantes que puderam dizer, aliviados e felizes, que valeram a pena os esforços e a dedicação. Além de ter sido aprovado em Medicina, na Universidade do Estado da Bahia (Uneb), ele conquistou uma vaga no curso de Direito da Universidade Federal da Bahia (Ufba), por meio do Sisu. Aos 17 anos, tendo concluído o Ensino Médio no final do ano letivo de 2023, o ex-estudante do Colégio de Aplicação Anísio Teixeira, unidade da rede estadual de ensino localizada em Salvador, se sente duplamente realizado e gratificado. A lista de aprovados pelo Sisu foi divulgada pelo Ministério da Educação (MEC) nessa quarta-feira (31). Cauã foi aprovado em Direito na Ufba, pelo Sisu, mas sabe que não terá condições de fazer dois cursos simultaneamente. A escolha já foi feita. “Vou cursar Medicina. Estou muito feliz com as minhas conquistas. Mas, vou optar pelo curso da Uneb por ser a carreira médica um caminho mais seguro e gratificante”, disse o futuro médico. Mas, o favoritismo pela área teve uma motivação mais profunda. “Eu, particularmente, sou uma pessoa que depende dos sistemas públicos de Educação e de Saúde. Então, vejo de perto a necessidade de, ao me tornar médico, atuar nos serviços públicos para atender a população que deles necessita. A Medicina, na minha visão, tem um papel de transformar e proporcionar qualidade de vida para as pessoas. Portanto, desejo também fazer parte disso, através da minha futura profissão”. Muitos dos estudantes da rede estadual aprovados no Sisu puderam contar com o Universidade para Todos, programa da Secretaria da Educação do Estado (SEC), criado para contribuir com o fortalecimento das aprendizagens e preparar os estudantes concluintes e egressos do Ensino Médio da rede pública estadual para os processos seletivos de ingresso ao Ensino Superior. Em 2023, 18.966 estudantes da rede estadual de 195 municípios, distribuídos em 311 polos nos 27 Territórios de Identidades do Estado da Bahia foram beneficiados pelo programa. O UPT é resultado de uma parceria entre a SEC e as universidades públicas estaduais (Uneb, Uefs, Uesc e Uesb) e a Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (Ufrb). Aprovado para o curso de Geografia da Uesb, Glauber de Souza Souto é testemunha dos benefícios que o UPT lhe proporcionou, como então estudante da rede estadual do município de Cândido Sales. “O Universidade para Todos é um programa completo e gratuito. O curso ofereceu todo o apoio necessário para meus estudos. Em 2023, meu conhecimento foi ampliado graças aos profissionais do UPT. Com ensino dinâmico e de extrema qualidade, os monitores mostraram diversas formas de aprendizagem e caminhos, auxiliando nos assuntos vestibulares e no meu psicológico”, celebra. Os participantes do UPT são contemplados com atividades pedagógicas, aulões, simulados, orientação profissional, oficinas e revisões. Além disso, o UPT promoveu a formação inicial e continuada para 1.376 estudantes universitários que atuaram como monitores, bem como isentou das taxas dos vestibulares da Uneb e Uesb os cursistas que obtiveram acima de 75% de frequência nas atividades durante o programa, que é executado com recursos do Fundo Estadual de Combate e Erradicação da Pobreza (Funcep), geridos pela Casa Civil e recursos do Tesouro. O total do investimento em 2023 do programa foi de R$ 13.046.911,10 milhões.