BUSCA PELA CATEGORIA "EDUCAÇÃO"

  • Bahia alcança melhor desempenho da série histórica do IDEB

    Foto: Alberto Coutinho | GOVBA Foto: Alberto Coutinho | GOVBA
    16/09/2022 - 10:30


    Ensino Fundamental II e Médio registram crescimento expressivo desde 2005

    EDUCAÇÃO

    - O Ensino Fundamental II e o Ensino Médio da rede estadual baiana tiveram respectivamente um crescimento de 102% e 30% no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), entre os anos de 2005 e 2021. De acordo com os dados do Instituto Nacional de Pesquisas Educacional do Ministério da Educação (INEP/MEC), divulgado nesta sexta-feira (16), a rede estadual de ensino alcançou o melhor índice da série histórica para o Ensino Médio, saltando de 2,7, em 2005, para 3,5, em 2021. Nas séries iniciais do Ensino Fundamental, o índice cresceu 131%, saindo de 2,6, em 2005, para 6,0, em 2021. Atualmente a Bahia ocupa o 9º lugar no ranking nacional. Já nos anos finais do Ensino Fundamental, a nota subiu de 2,6 para 4,5, o que representa um crescimento de 73% no período. Já com relação ao rendimento do Ensino Médio, a Bahia ultrapassou 10 estados e está na 15ª posição, empatada com Minas Gerais.

  • Justiça determina que Uneb suspenda concurso público após pedido do MP-BA

    Foto: Marcos Oliveira | Sudoeste Bahia Foto: Marcos Oliveira | Sudoeste Bahia
    08/09/2022 - 07:00


    Ministério Público aponta irregularidades. Concurso teve prova escrita aplicada em junho deste ano e contou com 134 vagas para professores auxiliares nível A.

    EDUCAÇÃO

    - A Justiça determinou que a Universidade Estadual da Bahia (Uneb) suspenda o concurso público da instituição para professores. A decisão, assinada na terça-feira (6), ocorreu após pedido do Ministério Público da Bahia (MP-BA), que verificou irregularidades no processo. Em nota, a Uneb informou que não foi notificada sobre a existência do processo ou sobre qualquer decisão judicial. As inscrições para o concurso ficaram abertas entre os dias 9 e 18 de maio deste ano, e contou com 134 vagas para professores auxiliares nível "A". A prova escrita foi aplicada no dia 9 de junho. O Governo do Estado também anunciou a realização de concursos públicos para outras universidades estaduais, no entanto não há informações de irregularidades nesses certames. Segundo o Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA), as irregularidades do concurso da Uneb foram: tempo curto para a finalização do concurso, identificação das folhas de respostas da prova escrita e problemas na composição das bancas examinadoras. Além disso, foram apontadas modificações das composições de bancas para duas vagas, mudanças de regras próxima à data do exame e prazo curto entre a divulgação do cronograma de sorteio da aula pública e o dia da realização da aula. Em nota, a Justiça relatou que recebeu informações de que as folhas de resposta tinham espaços para que os candidatos escrevessem os respectivos nomes e que alguns dos aprovados tinham algum tipo de relação com os avaliadores. Com a decisão, a instituição deve suspender o andamento do concurso, em especial a fase de nomeação e/ou posse dos aprovados. Caso essa etapa já tenha sido realizada, a Uneb deverá invalidar o resultado. Com o concurso suspenso, a Justiça pede que a universidade apresente, em um prazo de 30 dias, as cópias das folhas de resposta da prova escrita. Ainda foi solicitado que a instituição apresente um levantamento, em tabela, da quantidade de folhas com identificação de candidato, com número de CPF, nome, rubrica e outro meio de identificação. O levantamento deve ser dividido pelas cidades em que as provas foram feitas.

  • Professores baianos denunciam APLB por interferência em precatórios do Fundef; sindicato nega

    Foto: Divulgacão Foto: Divulgacão
    04/08/2022 - 07:00


    Presidente da APLB, Rui Oliveira afirma que as informações são "fake news"

    EDUCAÇÃO

    - Professores da rede pública estadual da Bahia denunciam o sindicato que representa a categoria, APLB, por apropriação indevida de R$ 234 milhões referentes aos precatórios do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento do Ensino Fundamental e de Valorização do Magistério (Fundef). A categoria planeja uma manifestação para o próximo dia 12. De acordo com a Associação dos Profissionais em Educação da Rede Pública do Estado da Bahia (Ajuprof), o sindicato pretende intermediar o processo de transferência dos recursos do Fundef dos cofres estaduais para as contas dos professores e, ao fazer isso, cobraria 10% do valor total para pagar os honorários advocatícios. Os líderes da APLB negam as informações, que chamam de "fake news". Por meio de uma peça assinada pela advogada Luciana Quadros, a associação acionou o Ministério Público de Contas da Bahia para cobrar esclarecimentos e barrar a interferência da APLB, denunciando as supostas irregularidades nesse episódio. O governo federal autorizou R$ 2,34 bilhões, no dia 15 de julho, para o pagamento de abono à categoria na Bahia. Segundo a entidade, a União já liberou e repassou R$ 3,9 bilhões para o estado, com 60% dessa cifra destinada aos profissionais do magistério, incluindo aposentados e pensionistas, na forma de abono. Nos cofres estaduais, o valor referente ao Fundef aguarda a regulamentação do governador para ser transferido aos educadores baianos. Luciana Quadros, chefe do setor jurídico da Ajuprof, reclama que o governo baiano que deveria ser responsável pelos repasses, sem descontar no valor direcionado aos trabalhadores. "O governo nada faz para regulamentar esse repasse. Aí a APLB divulgou notícias de que fará acordo e o profissional precisa assinar e confiar seu recurso a eles", diz. Em Lauro de Freitas, os professores da rede municipal já passaram pela situação que temem os educadores estaduais. A professora aposentada Ana Guerreira, coordenadora geral da Ajuprof, afirma que toda a categoria recebeu o pagamento já com o desconto dos honorários dos advogados do sindicato municipal. Segundo Ana, a maioria dos educadores ficaram insatisfeitos, e muitos dos professores temporários (Reda) judicializaram o caso, por não terem recebido o pagamento que era de seu direito. O presidente da APLB, Rui Oliveira, por sua vez, afirma que as informações são "fake news". Em nota de repúdio, o sindicato afirma que "visam garantir o repasse de 60% aos profissionais do Magistério, considerando-se o valor integral do Precatório do FUNDEF, incluindo-se os juros, bem como pedido de bloqueio desses recursos para se resguardar o direito da categoria". Na terça-feira (2), o sindicato realizou uma transmissão ao vivo com o título "a verdade sobre o precatório Fundef". Procurada, a Secretaria de Educação da Bahia não respondeu aos questionamentos da reportagem até o momento da publicação desta matéria.

  • Estudantes da rede estadual de ensino voltam às aulas após o recesso junino

    Foto: Divulgação Foto: Divulgação
    04/07/2022 - 15:00


    Unidades escolares continuam seguindo os decretos governamentais sobre biossegurança

    EDUCAÇÃO

    - Os estudantes das escolas da rede estadual de ensino da Bahia voltaram às aulas, nesta segunda-feira (4), após o recesso dos festejos juninos. As unidades escolares continuam seguindo os decretos governamentais e podem acessar as recomendações dos protocolos de biossegurança disponibilizados no Portal da Educação. Para a vice-diretora do Centro Territorial de Educação Profissional (CETEP) de Irecê, Thaís Oliveira, o retorno presencial é de fundamental importância para o convívio social dos estudantes. “Além do aprendizado, o retorno às atividades escolares é muito bom para o emocional dos alunos e, também, garante uma segurança alimentar, pois a qualidade da merenda aumentou muito e alguns não conseguem ter uma boa alimentação em casa. Eles aprendem muito mais com o auxílio dos professores e com o apoio uns dos outros. Podemos perceber que com o retorno esses estudantes só ganham”, destacou.

  • Bahia institui Programa Baiano de Educação Integral e cria Prêmio Anísio Teixeira

    Foto: Divulgação Foto: Divulgação
    28/06/2022 - 07:00


    EDUCAÇÃO

    - O Governo do Estado publicou, no Diário Oficial da Bahia, na última quinta-feira (23), o Decreto nº 21.469, regulamentando a Lei nº 14.359, que institui o Programa Baiano de Educação Integral Anísio Teixeira e cria o Prêmio Anísio Teixeira. O Programa Baiano de Educação Integral Anísio Teixeira tem como objetivo elevar os níveis de aprendizagem e fortalecer o desenvolvimento humano e social dos alunos da rede pública estadual de ensino. O programa se destina às unidades escolares da rede pública estadual de ensino selecionadas pela Secretaria da Educação do Estado (SEC), considerando a oferta de ensino em tempo integral e a modalidade de ensino. As escolas selecionadas terão asseguradas as condições pedagógicas, estruturais, administrativas e financeiras (inclusive para alimentação complementar), necessárias ao desenvolvimento das atividades. A iniciativa desenvolverá ações que propiciem a diversificação do universo de experiências educativas articuladas com as áreas do conhecimento e as formas de aprendizagem, tendo por diretrizes a jornada escolar de tempo integral, respeitado o mínimo de 1.400 horas anuais; e a formação orientada por práticas pedagógicas que auxiliem a construção do projeto de vida dos estudantes, entre outras. As ações desenvolvidas no âmbito do Programa Baiano de Educação Integral Anísio Teixeira compreendem a oferta de atividades para a jornada escolar de tempo integral, por meio de oficinas educativas, com acompanhamento pedagógico e outras atividades pedagógicas desenvolvidas no âmbito das ações e dos projetos da Secretaria da Educação do Estado. Prêmio Anísio Teixeira: O decreto também cria o Prêmio Anísio Teixeira, destinado a condecorar anualmente, com título e medalha, as unidades escolares e os gestores integrantes do Programa Baiano de Educação Integral Anísio Teixeira que tenham se destacado pela melhoria dos indicadores da Educação, bem como professores que utilizem práticas pedagógicas inovadoras, tendo como foco os programas e projetos estratégicos da Educação da Bahia. Os requisitos de inscrição para concorrer ao prêmio serão estabelecidos em edital específico, que é lançado todos os anos pela SEC, geralmente durante a jornada pedagógica da rede escolar.

  • UNEB e UEFS voltam a recomendar o uso de máscaras após aumento de casos da Covid-19

    Foto: Marcos Oliveira | Sudoeste Bahia Foto: Marcos Oliveira | Sudoeste Bahia
    Por Juliana Rodrigues

    13/06/2022 - 16:30


    EDUCAÇÃO

    - A Universidades do Estado da Bahia (Uneb) e a Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs) recomendaram que os alunos, professores e funcionários voltem a utilizar máscaras nos campi das instituições. As decisões consideram o aumento de casos da Covid-19 no estado. "Reafirmamos que a Administração Central da UNEB segue promovendo uma série de ações para o acolhimento da comunidade acadêmica e para a garantia das condições de biossegurança, em todos os campi, sempre pautada pela preservação da vida e pela confiança na ciência", diz a nota da reitoria da Uneb. Bahia registrou 30 novos casos de Covid-19 e nenhuma morte pela doença nas últimas 24h, segundo o boletim epidemiológico deste domingo (29), divulgado pela Secretaria Estadual da Saúde (Sesab). O número de casos ativos de Covid no estado está em 669.

  • MPs recomendam adoção de medidas para combater à evasão escolar nos municípios

    Foto: Divulgação | GOV/BA Foto: Divulgação | GOV/BA
    06/06/2022 - 16:30


    Procuradoras ressaltam que a estratégia deverá ser a que melhor atenda e se adeque aos interesses municipais

    EDUCAÇÃO

    - Para combater a evasão escolar e seus efeitos negativos, os Ministérios Públicos Estadual e de Contas assinaram recomendação conjunta que será expedida aos prefeitos baianos para que promovam a busca ativa de crianças e adolescentes que estão fora da escola. O documento foi assinado digitalmente, na última sexta-feira (3), pela procuradora-geral de Justiça, Norma Cavalcanti, e a procuradora-geral de Contas, Camila Vasquez Gomes. Na recomendação, as procuradoras ressaltam que a estratégia deverá ser aquela que melhor atenda e se adeque aos interesses municipais, levando-se em conta as particularidades e individualidades locais. Os gestores municipais também serão orientados a intensificar e acompanhar os alunos já matriculados nas redes de ensino, a fim de prevenir o abandono e a evasão escolar. Além disso, foi sugerida a revisão, se necessário, das ações e planejamento da busca ativa escolar até então adotadas, com desenvolvimento de estratégias e políticas públicas, assim como parcerias de forma a monitorar e combater os principais motivos que levam à exclusão escolar. A recomendação também será emitida aos promotores de Justiça com atribuição na área de educação para que solicitem às secretarias municipais e estadual de Educação que informem as medidas adotadas para o enfrentamento da infrequência, do abandono e da evasão escolar, as parcerias estabelecidas e os resultados obtidos. Os Conselhos Tutelares também serão convocados a informar as medidas adotadas em relação aos alunos faltosos e quais das medidas protetivas previstas no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) foram aplicadas. Já os Conselhos Municipais de Educação devem informar as medidas adotadas no tocante ao monitoramento da busca ativa dos estudantes.

  • Enem 2022 tem 3,4 milhões de inscritos, 10% a mais que em 2021

    Foto: Reprodução | Agência Brasil Foto: Reprodução | Agência Brasil
    03/06/2022 - 16:30


    Exame é a principal porta de entrada do ensino superior brasileiro

    EDUCAÇÃO

    - O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2022 teve 3.396.597 inscritos, informou o Ministério da Educação nesta sexta-feira (3). O número só é maior do que em 2021, quando foi registrado o menor da história do exame, com 3.040.908 participantes. Essa é a principal porta de entrada do ensino superior brasileiro. Em 2014, mais 8,7 milhões de estudantes se inscreveram no exame. Dos inscritos, 3.331.531 farão a versão em papel e 65.066, no computador. É importante lembrar que não existe a opção de prestar o exame em casa: mesmo a avaliação informatizada será aplicada em computadores que ficam em locais designados pelo Inep.

  • Universidades estaduais da Bahia realizam paralisação na próxima terça-feira por reajuste salarial

    Foto: Marcos Oliveira | Sudoeste Bahia Foto: Marcos Oliveira | Sudoeste Bahia
    30/05/2022 - 07:42


    Categoria reivindica a retomada da mesa de negociação permanente com o governador Rui Costa

    EDUCAÇÃO

    - Na próxima terça-feira (31), professoras e professores da Universidade Estadual da Bahia (Uneb) e das demais universidades estaduais baianas vão paralisar as suas atividades e realizar atos locais nos portões de cada instituição. Aprovada em assembleias, a paralisação é parte do calendário da campanha salarial da categoria que, atualmente, reivindica a retomada da mesa de negociação permanente com o governador Rui Costa e reajuste salarial acima da inflação. De acordo com as seções sindicais, o objetivo das atividades desse dia de paralisação é chamar a atenção do governo e dialogar com a sociedade. "Os quase 280 cursos de graduação e 180 cursos de pós-graduação ofertados para 50 mil estudantes pela UNEB, UEFS, UESB e UESC precisam de atenção às suas especificidades", diz comunicado.

  • Termina nesta sexta prazo para pagamento da taxa de inscrição do Enem 2022

    Foto: Reprodução | Agência Brasil Foto: Reprodução | Agência Brasil
    27/05/2022 - 08:00


    As provas serão aplicadas nos dias 13 e 20 de novembro e as inscrições para o exame já estão finalizadas

    EDUCAÇÃO

    - O prazo para o pagamento da taxa de inscrição no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2022 termina nesta sexta-feira (27). Para confirmar a participação no exame, o estudante que não conseguiu isenção deve pagar R$ 85. O valor pode ser pago via boleto, cartão de crédito, com acréscimo de taxa administrativa de R$ 2,54, ou pix. O estudante deve selecionar o método na Página do Participante, na seção "Pagamentos/Isenção". Após o pagamento, no site é possível conferir o status de inscrição, que ficará em "data a ser divulgada". As provas serão aplicadas nos dias 13 e 20 de novembro e as inscrições para o exame já estão finalizadas.

  • Prazo para inscrição do Enem termina neste sábado

    Foto: Reprodução Foto: Reprodução
    20/05/2022 - 13:49


    Candidato poderá realizar o pagamento até o dia 27 de maio

    EDUCAÇÃO

    - Quem pretende realizar a prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2022 tem até o próximo sábado (21) para se inscrever. As provas serão aplicadas nos dias 13 e 20 de novembro e a taxa de inscrição é de R$ 85. O candidato poderá realizar o pagamento via PIX, cartão de crédito ou por boleto bancário até o dia 27 de maio, conforme informou o Ministério da Educação (MEC). A inscrição, no entanto, deve ser feita até sábado (21), na página do participante do Enem. O exame acontecerá nas versões digital e impressa, ambas nos dias 13 e 20 de novembro. Serão quatro provas objetivas e uma redação em língua portuguesa. Cada prova objetiva terá 45 questões de múltipla escolha. O tempo para o candidato fazer a prova é de cinco horas e 30 minutos. Os portões serão abertos ao meio dia e fechados às 13h.

  • Câmara aprova perdão de até 99% de dívida do Fies e amplia rol de beneficiários

    Foto: Alan Marques | Folhapress Foto: Alan Marques | Folhapress
    18/05/2022 - 10:30


    O texto-base foi aprovado por 405 votos a 9

    EDUCAÇÃO

    - A Câmara dos Deputados aprovou, na terça-feira (17), a medida provisória que prevê desconto de até 99% na renegociação de dívidas com o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) para estudantes inscritos no CadÚnico ou beneficiados pelo auxílio emergencial. A MP abrange créditos contratados com o Fies até o segundo semestre de 2017. Para os estudantes que não se encaixam nas descrições acima, há a possibilidade de desconto de 77% do valor da dívida para alunos com débitos vencidos e não pagos há mais de 360 dias. Além disso, o texto amplia o rol de beneficiários do programa e ainda cria um outro programa de regularização tributária das Santas Casas, os hospitais e as entidades beneficentes que atuem na área da saúde. Na Câmara, o texto foi aprovado por 405 votos a 9. Agora, a MP vai ao Senado e deve ser votada até 1º de junho.

  • Inscrições para o vestibular 2022 da Uesb terminam nesta segunda

    Foto: Reprodução  Foto: Reprodução
    16/05/2022 - 07:30


    Instituição oferece 1.264 vagas em 47 opções de cursos

    EDUCAÇÃO

    Quem quer concorrer a uma vaga na Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (Uesb) tem até essa segunda-feira (16) para fazer a inscrição. Para participar, o candidato deve se increver pela internet e efetuar o pagamento do boleto até a data de vencimento. As provas vão acontecer nos dias 5 e 6 de junho, nas cidades de Itapetinga, Jequié e Vitória da Conquista, onde a Uesb possui campus. A instituição oferece 1.264 vagas em 47 opções de cursos. A seleção conta também com a reserva de vagas e cotas adicionais. Depois de quase dois anos de pandemia de Covid-19, a Uesb retoma a realização do Vestibular e abre o cronograma de seleções do estado, com novidades, como a realização das provas pelo Instituto Avalia e a oferta exclusiva de cursos pelo processo seletivo.

  • Bahia lança edital com 52 mil vagas para programa de monitoria estudantil na rede estadual

    Foto: Divulgação Foto: Divulgação
    11/05/2022 - 14:00


    Cada monitor receberá bolsa de R$ 100 por mês, durante seis meses da vigência do programa

    EDUCAÇÃO

    - Um novo edital do programa Mais Estudo, do governo da Bahia, foi lançado nesta terça-feira (10), com a oferta de 52 mil vagas para que os estudantes da rede estadual de ensino possam dar monitoria em Língua Portuguesa, Matemática e Iniciação Científica aos seus colegas. Cada monitor receberá uma bolsa de R$ 100 por mês, durante os seis meses da vigência do programa, para atuação no turno oposto ao qual está matriculado. As unidades escolares interessadas em participar do programa deverão atualizar os dados de cadastro no Sistema de Gestão do Mais Estudo, através deste link. Caberá às unidades escolares realizar o processo de seleção dos estudantes, no período de 16 a 27 de maio de 2022. Para estar apto a participar, o estudante deve estar regularmente matriculado no ano de 2022; possuir cadastro de Pessoal Física (CPF) devidamente regularizado; e ter obtido aproveitamento no componente curricular no qual pleiteia a monitoria, com média igual ou superior a 8, no ano anterior. Nas unidades escolares em que não haja alunos com nota média igual ou maior que 8 em número suficiente ao preenchimento das vagas disponibilizadas serão considerados elegíveis aqueles com nota média igual ou maior que 7. Toda a ação da monitoria será acompanhada por professores supervisores. Caberá a eles, dentre outras iniciativas, validar mensalmente os relatórios enviados pelos monitores no Sistema do Programa Mais Estudo, a partir do acompanhamento mensal.

  • Inscrições para Enem 2022 começam nesta terça-feira

    Foto: Reprodução Foto: Reprodução
    09/05/2022 - 19:19


    Taxa para quem não conseguiu isenção é de R$ 85 e deve ser paga até 27 de maio

    EDUCAÇÃO

    - As incrições para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2022 começam nesta terça-feira (10) e vão até 21 de maio. Elas valem tanto para as versões impressa, como digital. A inscrição deve ser feita na página do participante do Enem. A taxa para quem não conseguiu isenção é de R$ 85 e deve ser paga até 27 de maio, por boleto, PIX e cartão de crédito. Quem conseguiu a isenção também deve se inscrever na prova. O candidato deve escolher, no ato da inscrição, se deseja que as cinco questões de língua estrangeira sejam em inglês ou em espanhol. Também precisa sinalizar se quer fazer o Enem impresso (tradicional) ou o digital.

  • Ensino médio da Bahia tem índice abaixo da meta pelo sexto ano

    Foto: Reprodução  Foto: Reprodução
    09/05/2022 - 07:00


    Avaliação é realizada pelas notas do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb)

    EDUCAÇÃO

    - A avaliação do ensino médio baiano ficou, pela sexta vez, abaixo da meta estabelecida pelo Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb). O índice estabelece uma média para avaliar o ensino que varia de zero a dez e apresenta metas para as unidades da federação e municípios brasileiros, de acordo com a realidade de cada um. Na Bahia, a nota alcançada pelo Indíce, publicado a cada dois anos pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), foi de 3,2 quando a meta estabelecida era 4,5. A  última vez que a Bahia atingiu a meta foi em 2011, quando alcançou uma média 3 no Ideb. Desde lá, o número oscilou negativamente, até fechar em 2019 com 3,2. Um novo resultado deve ser divulgado este ano. Além da Bahia, o estado divide a última colocação com o Amapá, Pará e o Rio Grande do Norte. Antes disso, em 2017, o ensino médio baiano era isoladamente o pior do Brasil, com uma média de 2,7. Nos anos finais do Ensino Fundamental, a Bahia ocupa o penúltimo lugar no ranking, ao lado de Sergipe, Rio Grande do Norte e Pará, com uma nota de 4,1. A avaliação está abaixo do planejamento estadual, de 4,5. A pior média foi do Amapá, de 4,0, e somente sete estados conseguiram alcançar o objetivo. 

  • Governo autoriza concursos com 286 vagas para universidades estaduais baianas

    Foto: Marcos Oliveira | Sudoeste Bahia Foto: Marcos Oliveira | Sudoeste Bahia
    15/04/2022 - 10:00


    As vagas para professores auxiliares e assistentes serão preenchidas na Uneb, Uefs, Uesb e Uesc

    EDUCAÇÃO

    - O governo publicou no Diário Oficial do Estado desta sexta-feira (15) a autorização para a realização de concursos públicos com 286 vagas para professores em quatro universidades estaduais da Bahia. Serão oferecidas vagas para as classes de professores auxiliares e assistentes, com regimes de 20 e 40 horas, distribuídas entre a Universidade do Estado da Bahia (Uneb), Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs), Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (Uesb) e a Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc). As vagas são divididas em 161 para professor auxiliar e 125 para assistente. Desse total, o maior contingente – 134 professores auxiliares – será direcionado para a Uneb; enquanto para a Uesb estão previstos 89 profissionais, sendo 21 auxiliares e 68 assistentes. A Uesc, por sua vez, irá contar com 49 professores novos, sendo quatro auxiliares e 45 assistentes. As 14 vagas para docentes da Uefs serão divididas em duas para professor auxiliar e 12 para assistente. O governo prepara ainda as convocações dos 47 candidatos aprovados – 15 auxiliares e 32 assistentes – em concurso realizado em 2018, para atuar na Uesc e Uefs.

  • Pedido de isenção em taxa de inscrição para Enem 2022 começa nesta segunda

    Foto: Reprodução  Foto: Reprodução
    04/04/2022 - 09:00


    Neste mesmo período, os estudantes que faltaram ao exame no ano passado devem justificar o motivo da ausência

    EDUCAÇÃO

    - Os interessados em realizar o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), que se encaixem nos critérios para a isenção da taxa de inscrição, podem solicitar o benefício a partir desta segunda-feira (4). O estudante tem até o dia 15 de abril, às 23h59, para realizar a solicitação. O procedimento deve ser feito na Página do Participante. Os candidatos que podem solicitar a isenção devem atender aos seguintes critérios: Está cursando a última série do Ensino Médio em 2022 na rede pública; Cursou todo o Ensino Médio na rede pública ou como bolsista integral na rede privada; Tem renda per capita igual ou inferior a um salário mínimo e meio (R$ 1.820); Declarar situação de vulnerabilidade socioeconômica, através do CadÚnico. Neste mesmo período, os estudantes que faltaram ao exame no ano passado devem justificar o motivo da ausência. O participante que quer a isenção, mas não compareceu aos dois dias do Enem, deve enviar documentos que comprovem o porquê da falta. O resultado da solicitação de isenção e da justificativa de ausência serão divulgados em 22 de abril. Caso o pedido não seja aceito, o estudante pode socilitar recurso entre 25 e 29 do mesmo mês, com retorno divulgado em 6 de maio.

  • Ministério da Educação apresenta novo formato do Enem a partir de 2024; confira

    Foto: Divulgação Foto: Divulgação
    18/03/2022 - 08:00


    No segundo dia, o exame irá abarcar os conhecimentos que fazem parte da escolha do aluno na nova grade do Ensino Médio

    EDUCAÇÃO

    - O Ministério da Educação (MEC) apresentou na quinta-feira (17) os detalhes de como será realizado o novo Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). As mudanças são válidas a partir de 2024 e visam suprir as alterações criadas pelo novo Ensino Médio, que começou a ser aplicado neste ano. O exame continuará dividido em duas etapas. A primeira, realizada em um dia, é composto pela prova de redação e por questões interdisciplinares, tendo como referência a Base Nacional Comum Curricular. Essa primeira prova será a mesma para todos os alunos. No segundo dia, o exame irá abarcar os conhecimentos que fazem parte da escolha do aluno na nova grade do Ensino Médio. Ou seja, o estudante deverá escolher entre um dos blocos abaixo durante o seu momento de inscrição na prova. Bloco I – Linguagens e Suas Tecnologias e Ciências Humanas e Sociais Aplicadas. Bloco II – Matemática e Suas Tecnologias e Ciências da Natureza e suas Tecnologias. Bloco III – Matemática e Suas Tecnologias e Ciências Humanas e Sociais Aplicadas. Bloco IV – Ciências da Natureza e Suas Tecnologias e Ciências Humanas e Sociais Aplicadas. Com relação ao formato das questões, o MEC afirmou que caberá ao Inep montá-las e decidir quais formatos serão utilizados. Atualmente, a prova é composta apenas por questões de múltipla escolha. A expectativa é que este novo Enem conte também com questões dissertativas.

  • Senado aprova texto que prevê pagamento de professores com dinheiro de precatórios

    Foto: Waldemir Barreto | Agência Senado Foto: Waldemir Barreto | Agência Senado
    Por Leilane Teixeira

    16/03/2022 - 19:15


    Proposta segue para a sanção presidencial

    EDUCAÇÃO

    - O Senado aprovou nesta quarta-feira (16) o projeto que autoriza o pagamento de professores da educação básica da rede pública com dinheiro de precatórios de fundos educacionais. A proposta segue para a sanção presidencial. Precatórios são dívidas do poder público reconhecidas pela Justiça. Pelo projeto, os recursos terão origem em precatórios devidos ao Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb) e ao extinto Fundo de Manutenção e Desenvolvimento do Ensino Fundamental e de Valorização do Magistério (Fundef). O texto foi aprovado pela Câmara em novembro de 2021, no contexto da votação da chamada PEC dos Precatórios – medida que, entre outros pontos, limitou o pagamento dos débitos judiciais para dar espaço à ampliação do Auxílio Brasil.