BUSCA PELA CATEGORIA "BRASIL"

  • Funcionários do IBGE aprovam indicativo de greve para 1º de julho

    Foto: Reprodução | Agência Brasil Foto: Reprodução | Agência Brasil
    10/06/2024 - 08:30


    Funcionários do instituto pedem uma reposição salarial

    BRASIL

    - Funcionários do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) aprovaram um indicativo de greve a partir do dia 1º de julho. A informação foi divulgada pelo Sindicato Nacional dos Trabalhadores do IBGE (ASSIBGE). O indicativo foi aprovado durante reunião da Direção Nacional, que aconteceu entre os dias 4 a 7 de junho, no Rio de Janeiro. No encontro houve a participação de delegações de 22 Estados e do Distrito Federal. Apesar disso, a decisão deverá ser encaminhada para as assembleias locais para aprovação. As reivindicações dos funcionário incluem  uma reposição salarial. Eles ainda são contrários à proposta oferecida pelo Governo Federal, de um reajuste de 9% no ano que vem, além de 3,5% para 2026. "Não é razoável que, além de ter sido negado o patamar salarial requerido, o governo esteja ainda projetando uma ampliação do injustificável desnível remuneratório entre órgãos de equivalente posição topográfica no Estado brasileiro, vez que aos trabalhadores do Banco Central os percentuais oferecidos foram de 10,9% em 2025, e outros 10,9% em 2026", disse o sindicato, em nota à imprensa. 

  • Auxílio do governo federal ao Rio Grande do Sul já chega a R$ 62,5 bilhões

    Foto: Reprodução      Foto: Reprodução
    31/05/2024 - 12:30


    Para agilizar a tomada de decisões, em 2 de maio o governo federal instalou uma sala de situação no Palácio do Planalto, que realizou reuniões diárias com ministros e autoridades

    BRASIL

    - O estado do Rio Grande do Sul já recebeu verbas emergenciais de cerca de  R$62,5 bilhões para socorrer a população atingida pelas enchentes. Até esta quinta-feira (30), os eventos climáticos atingiram 471 cidades, mataram 169 pessoas e deixaram mais de 626 mil fora de suas casas. Entre empresariado, gestão do estado e dos municípios atingidos, desde o dia 30 de abril, o governo federal atua em seis frentes de apoio. São elas: resposta emergencial ao desastre, cuidado com as pessoas, apoio às empresas, medidas para o governo estado, medidas para os municípios e medidas institucionais. Nesta quarta-feira (29), o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) anunciou novas medidas para a reconstrução do Rio Grande do Sul e ressaltou a necessidade de resposta federal articulada para evitar que processos burocráticos atrapalhem a chegada de ajuda  ao estado gaúcho. “Quem tem fome tem pressa, mas quem perdeu suas coisas, sua casa, sua rota, sua roupa, seus animais, seus familiares, tem muito mais pressa”, declarou o presidente. Entre as ações do governo federal, além da liberação de recursos, estão a antecipação de benefícios e a prorrogação do pagamento de tributos.

  • Cidades em que Bolsonaro teve mais votos tiveram mais mortes por covid-19, aponta pesquisa

    Foto: Reprodução      Foto: Reprodução
    20/05/2024 - 08:00


    O estudo ainda aponta que a relação entre os números pode estar conectada à influência que Bolsonaro exerceu sobre o seu eleitorado

    BRASIL

    - Um levantamento realizado pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) aponta que  os municípios  em que Jair Bolsonaro (PL)  teve mais votos em 2022 também foram os que mais registraram mortes por covid-19 nos picos da pandemia, registrados em agosto de 2020 e abril de 2021. O levantamento considera dados referentes a 2018 e 2022 e aponta que  a cada aumento de 1% dos votos municipais em Bolsonaro, houve uma alta de 0,48% a 0,64% na mortalidade das cidades no pico da pandemia. Segundo o estudo, a relação entre os números pode estar conectada à influência que Bolsonaro exerceu sobre o seus eleitores. A pesquisa utilizou dados o Sistema de Informação sobre Mortalidade (SIM), do Ministério da Saúde, da Justiça Eleitoral e do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e contou com a colaboração da Fiocruz Bahia e a Universidade Federal da Bahia (UFBA).

  • MP do Auxílio Reconstrução de R$ 5 mil é assinada por Lula

    Foto: Ricardo Stuckert Foto: Ricardo Stuckert
    16/05/2024 - 08:00


    Medida foi publicada no Diário Oficial da União nesta quarta-feira (15); MP da criação da Secretaria Extraordinária da Presidência da República para Apoio à Reconstrução do Rio Grande do Sul também foi publicada

    BRASIL

    - A Medida Provisória que cria o Auxílio Reconstrução, benefício destinado a quem vive em áreas afetadas pelas enchentes no Rio Grande do Sul, foi publicada no Diário Oficial da União (DOU), nesta quarta-feira (15). O texto, assinado pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) , prevê o pagamento de uma parcela única no valor de R$5.100 às famílias atingidas. Dentre as regras do para solicitar o benefício consta que será limitado a um por família, considerando aquelas enquadradas como desalojadas e desabrigadas, segundo a lei que instituiu a Política Nacional de Proteção e Defesa Civil. O texto também estabelece que o acesso ao recurso dependerá das informações, a serem enviadas pelas prefeituras, sobre as famílias atingidas, além de uma autodeclaração do próprio beneficiário. Quem recebe outros auxílios financeiros do governo, sejam assistenciais ou previdenciários, também tem direito ao recebimento. Também entrou em vigor nesta quarta-feira, a MP que determina a criação da Secretaria Extraordinária da Presidência da República para Apoio à Reconstrução do Rio Grande do Sul, que será ocupada pelo ministro Paulo Pimenta,  nomeado ao cargo por meio de decreto presidencial.

  • Robô que rastreia licitações suspeitas para estados e municípios é liberado pelo governo

    Foto: Divulgação | CGU Foto: Divulgação | CGU
    14/05/2024 - 18:00


    A "Alice" é uma ferramenta que, segundo a CGU, utiliza técnicas de mineração de textos e inteligência artificial para a identificação de falhas

    BRASIL

    - Um robô, chamado de Alice, para estados e municípios que quiserem receber alertas de irregularidades em licitações que estejam conduzindo foi liberado pela Controladoria-Geral da União (CGU). Diante de potenciais riscos e inconsistências, a ferramenta dispara alertas para que as autoridades tomem providências. Segundo o órgão, entre 2019 e 2023, licitações suspeitas de R$ 11,7 bilhões foram suspensas ou canceladas devido a indícios de irregularidades graças à ferramenta. Para ter acesso, os interessados precisam apenas preencher o formulário eletrônico de adesão, disponível no site da CGU. O sistema é uma forma de levar prefeituras a passarem a efetuar suas compras por meio do sistema Compras.gov.br e de realizar licitações pelo sistema do Banco do Brasil ou da Caixa Econômica Federal. Caso a contratação não esteja disponível nesses Portais, a ferramenta não processará as análises e nem gerará alertas. O que é  A Alice é uma ferramenta que, segundo a CGU, utiliza técnicas de mineração de textos e inteligência artificial para a identificação de falhas que possam levar ao sobrepreço ou direcionamento de uma licitação, permitindo “uma atuação proativa na prevenção e combate à corrupção”.

  • Bombeiros baianos seguem realizando buscas a desaparecidos no Rio Grande do Sul

    Foto: Corpo de Bombeiros Foto: Corpo de Bombeiros
    10/05/2024 - 08:00


    Durante as buscas, os bombeiros precisam ter atenção redobrada, pois os riscos de novos deslizamentos de terra são grandes

    BRASIL

    - Na quarta-feira (08) a tropa do Corpo de Bombeiros Militar da Bahia (CBMBA) atuou no município de Bento Gonçalves. O objetivo é encontrar três pessoas que estão desaparecidas naquela região. No início da tarde, por volta das 14h, as condições climatológicas mudaram drasticamente e as buscas tiveram que ser suspensas. Durante as buscas em Bento Gonçalves a retroescavadeira que dava apoio na operação ficou atolada, tendo que ser recolocada em condições normais de atuação pelos bombeiros, operação que durou cerca de 1h. Em Galópolis, distrito de Caxias do Sul, as buscas aconteceram também como a de curso d'água e barreiras de deslizamentos. O objetivo também era de localizar 14 pessoas desaparecidas. Em todo estado, esse número sobe para 100 pessoas que ainda estão sendo procuradas. "Nesta quarta não localizamos nenhum dos desaparecidos. É um trabalho bastante delicado, nossos bombeiros atuam com ferramentas como pás para escavar a terra e em muitos casos também usam as mãos. Em Bento Gonçalves tiveram o apoio de uma retroescavadeira. Estamos seguindo indicações de familiares e traçamos quadrantes para realizarmos buscas minuciosas. É uma atuação bastante delicada, precisa e cansativa, mas vamos permanecer aqui até concluir o nosso trabalho", explicou o coronel BM Jadson Almeida. Até a última terça-feira (7), foram resgatadas, pelo menos, 212 pessoas em áreas de risco e 20 animais. Os bombeiros recuperaram, ainda, seis corpos. Durante as buscas, os bombeiros precisam ter atenção redobrada, pois os riscos de novos deslizamentos de terra são grandes. "Numa das regiões que atuamos a terra já cedeu cerca de 100 vezes", acrescentou o oficial. Os militares da Bahia seguiram para o estado gaúcho na última quinta-feira (2). Eles estão atuando com outros corpos de bombeiros do país e além das buscas os militares levam carinho e alento aos cidadãos que sofrem com a chuva que incide na região.

  • Anvisa suspende lotes do detergente Ypê por risco de contaminação

    Foto: Reprodução      Foto: Reprodução
    09/05/2024 - 14:30


    Empresa afirmou que já iniciou o recolhimento dos lotes defeituosos

    BRASIL

    - A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) ordenou o recolhimento de lotes dos detergentes Ypê após a fabricante ter identificado, em análise, um "potencial risco de contaminação microbiológica". A resolução foi publicada na edição de terça-feira (7) do Diário Oficial da União. A  Química Amparo, fabricante do produto, afirmou em nota que identificou mudanças no odor tradicional do produto de limpeza, sem potencial risco à saúde dos consumidores e que o recolhimento dos lotes dos detergentes contaminados já foram iniciados. A resolução Anvisa também determinou a suspensão de todas unidades produzidas de julho a dezembro de 2022, que tenham o lote com final 1 e 3. As linhas de detergentes afetadas foram as de limão, maçã, neutro, capim limão, coco e clear care. Confira os lotes afetados: Versão Ypê Clear Care - 172051, 179054, 184054, 185054, 186054, 228054, 233011, 234011, 235011, 236011, 242054, 253011, 255011, 267051, 269051, 270051, 278011, 279011, 280011, 281011, 282011, 283011, 302051, 303051, 304051, 314011, 315011, 316011 e 318011. Versão Ypê Coco - 029016, 030016, 036016, 038016, 057016, 058016, 148051, 149051, 151051, 212044, 213051, 215051, 216051, 217051, 218051, 219051, 220051, 221051, 228054, 232051, 233051, 236051, 238051, 243044, 248051, 249051, 256051, 257051, 258051, 272051, 273051, 274051, 275051, 276051, 277051, 284051, 286051, 288051, 289051, 290051, 291051, 298051, 299051, 300051, 301051, 317016, 331051, 333051, 33405, 031016, 188031, 225081, 226081, 227081, 239081, 270031, 281031, 282031, 283031, 295031, 323016, 324016, 327031, 328031, 329031 e 330031. Versão Ypê Capim Limão - 225031, 226031, 242081, 314031, 323081, 325081, 060016, 173081, 174081, 175081, 176081, 177081, 178081, 223011, 224011, 239051, 240051, 242051, 271081, 272081, 273081, 299011, 300011, 302011, 303011, 326051, 327051, 336016, 337016, 338016, 346016 e 347016. Versão Ypê Limão - 031016, 040016, 041016, 042016, 043016, 127011, 129011, 130011, 134081, 135081, 136081, 137081, 138081, 148011, 149011, 150011, 218011, 219011, 310011, 311011, 319016, 332016, 339016, 347016, 053016, 054016, 141031, 221081, 222081, 223081, 227081, 228081, 229081, 279081, 280081, 288031, 315031 e 325016. Versão Ypê Maçã - 010016, 011016, 012016, 026016, 028016, 029016, 054016, 131011, 132011, 134011, 142011, 173011, 174011, 187011, 188011, 189011, 193011, 194011, 195011, 200051, 213011, 220011, 221011, 228011, 229011, 230011, 241011, 242011, 248081, 249081, 256011, 257011, 262011, 263011, 264011, 265011, 266011, 278061, 279061, 280061, 281061, 282061, 283051, 292011, 293011, 295011, 311011, 312011, 313011, 313061, 327011, 327016, 328011, 328016, 329011, 330011, 357016, 046016, 047016, 185081, 186081, 191081, 192081, 204101, 223081, 224081, 232081, 234081, 268031, 269031, 309031 e 310031. Versão Ypê Neutro - 019056, 020056, 037056, 038056, 039056, 054056, 055056, 173001, 174001, 186064, 188001, 211001, 212001, 225001, 226001, 228001, 228064, 237001, 239001, 272056, 320001, 321001, 322001, 324056, 325001, 325056, 326001, 326056, 327001, 331056, 336056, 338056, 356056, 236001, 016016, 017016, 024016, 025016, 026016, 038016, 039016, 040016, 172081, 172151, 173151, 174151, 175151, 176151, 177151, 178151, 188151, 207151, 208151, 209151, 210151, 211081, 212081, 225011, 226011, 227011, 228151, 229151, 230151, 232151, 233151, 234051, 234151, 235051.,235151, 236151, 239011, 241151, 279151, 282151, 283151, 317151, 318016, 318151, 321011, 322011, 325151, 326151, 327151, 328151, 333016, 342016, 346016, 349016, 048016, 049016, 050016, 051016, 176031, 177031, 207031, 208031, 227031, 229031, 236031, 237031, 238031, 282081, 316031, 317031, 318031, 319031, 323031, 325031, 326016, 327031, 353016, 355016, 052016, 171031, 173031, 174031, 209031, 230031, 232031, 233031, 234031, 235031, 239031 e 327016.

  • Governo federal reconhece calamidade pública em 300 municípios do Rio Grande do Sul

    Foto: Gustavo Mansur | Palácio Piratini Foto: Gustavo Mansur | Palácio Piratini
    06/05/2024 - 12:30


    Número de mortes subiu para 78; ainda há 105 pessoas desaparecidas

    BRASIL

    - O governo federal reconheceu no domingo (5) o estado de calamidade pública em 300 municípios do Rio Grande do Sul, após as fortes chuvas e enchentes que atingem o estado. Com o reconhecimento, recursos federais poderão ser destinados para o local em caráter emergencial para auxiliar às necessidades. O reconhecimento aconteceu em edição extra publicada no Diário Oficial da União após segunda  visita do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) ao estado. O mandatário sobrevoou as áreas afetadas para a criação de um "plano de prevenção de acidente climático".  Até o momento, cerca de 340 municípios do Rio Grande do Sul foram afetados pelas enchentes ocasionadas após fortes chuvas. Com isso, serviços como o de distribuição de água, energia e telefonia foram afetados. Até o momento, 78 mortes  e 105 desaparecimentos foram confirmados pela Defesa Civil. Outras 18.487 pessoas estão desabrigadas e outras 115.844 estão desalojadas.

  • Sobrinha de “Tio Paulo” afirma que não percebeu que idoso estava morto

    Foto: Reprodução | TV Globo Foto: Reprodução | TV Globo
    06/05/2024 - 12:15


    Erika contou que o tio pediu para ir ao banco e reforçou que ele estava vivo no caminho

    BRASIL

    - A cabeleireira Erika de Souza Vieira, que foi ao banco com Paulo Roberto, já morto, para tentar realizar um empréstimo bancário, disse que não percebeu o estado do idoso. A declaração foi feita em entrevista ao programa Fantástico no último domingo (5). Erika de Souza, que também é sobrinha de Paulo Roberto, afirmou que desde o ocorrido viveu momentos horríveis e que ela não é “essa pessoa que estão falando”. A cabeleireira disse também que faz uso de remédio controlado, estava sob efeito de medicamentos no dia do ocorrido e que só percebeu que seu tio estava morto quando a Samu deu o atestado de morte. Paulo ficou internado por uma semana antes de ser levado ao banco e que no dia da alta hospitalar,  sua sobrinha o levou ao banco que, segundo a família, liberou o empréstimo,  mas o saque deveria ocorrer em outra agência. Então, no dia seguinte, Erika foi com Paulo Roberto, morto,  ao banco. Erika chegou a passar duas semanas presa, mas foi liberada da prisão na última quinta-feira (2). 

  • Enem dos concursos é adiado em razão das fortes chuvas no Rio Grande do Sul

    Foto: Reprodução | Freepik Foto: Reprodução | Freepik
    03/05/2024 - 16:00


    Ministério da Gestão informou em nota que a prova seria mantida, mas o governo manteve as discussões internas para encontrar uma "saída jurídica" a fim de evitar prejuízo aos candidatos

    BRASIL

    - O governo federal decidiu adiar a realização das provas do Concurso Nacional Unificado (CNU), "Enem dos Concursos", que seriam aplicadas neste domingo (5) em todo o país. A nova data ainda não foi definida. A decisão foi tomada em razão das fortes chuvas no Rio Grande do Sul, que alagaram cidades, destruíram moradias e deixaram pelo menos 37 mortos até o momento. Na quinta-feira (2), o Ministério da Gestão informou em nota que a prova seria mantida, mas o governo manteve as discussões internas para encontrar uma "saída jurídica" a fim de evitar prejuízo aos candidatos que fariam as provas em cidades gaúchas. O ministro da Secretaria de Comunicação, Paulo Pimenta, declarou pela manhã que 86 mil pessoas se inscreveram para fazer provas do CNU em 10 cidades do Rio Grande do Sul. No país foram cerca de 2,5 milhões de inscritos. O CNU centraliza em uma única prova os concursos autorizados para a seleção de servidores públicos em diferentes órgãos do governo federal. É a primeira vez que isso acontece. No concurso, estão em jogo 6.640 vagas em 21 órgãos públicos. Os candidatos podem concorrer a várias das oportunidades disponíveis, pagando somente uma taxa de inscrição. Os candidatos foram distribuídos em 3.665 locais de prova em 228 cidades, levando em consideração o CEP informado no momento da inscrição. Ao todo, serão 75.730 salas para aplicação do exame. Segundo o governo federal, 94,6% dos candidatos farão as provas em um endereço até 100 km de distância de onde mora.

  • Governo mantém Concurso Unificado no RS neste domingo

    Foto: Reprodução      Foto: Reprodução
    03/05/2024 - 08:00


    O Rio Grande do Sul decretou situação de calamidade por conta das chuvas, já são 29 mortes e 60 pessoas desaparecidas no estado.

    BRASIL

    - O governo federal confirmou nesta quinta-feira (2) a aplicação das provas do Concurso Público Nacional Unificado (CPNU), conhecido como "Enem dos Concursos", em todo o país, no próximo domingo (5). Em razão das fortes chuvas no Rio Grande do Sul, o governador Eduardo Leite (PSDB)  chegou a propor um adiamento da aplicação das provas no estado, mas o pedido não foi acatado. Outros parlamentares gaúchos também fizeram a mesma solicitação. Em nota, além de confirmar a aplicação das provas, o Ministério da Gestão afirmou, em nota, que a aplicação das provas estão mantidas, mas que serão adotados esforços para garantir a participação dos candidatos do estado. O MGI afirmou também que agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF) e das Forças Armadas estarão à disposição para garantir a normalidade de aplicação.

  • Governo da Bahia oferece ajuda humanitária ao Rio Grande do Sul

    Foto: Reprodução | Redes Sociais Foto: Reprodução | Redes Sociais
    02/05/2024 - 08:00


    Estado decretou situação de emergência devido aos efeitos da chuva

    BRASIL

    - O governador da Bahia, Jerônimo Rodrigues (PT), entrou em contato com Eduardo Leite, gestor estadual do Rio Grande do Sul (RS), nesta quarta-feira (1º) para prestar solidariedades e oferecer ajuda humanitária. O RS decretou estado de calamidade em decorrência das fortes tempestades. Jerônimo colocou à disposição de Eduardo Leite, o envio de uma tropa do Corpo de Bombeiros Militar da Bahia (CBMA), profissionais de saúde e medicamentos. De acordo com o baiano, a ajuda pode ser enviada nesta quinta-feira (2), caso seja necessário. Os dois governadores construiram uma relação de proximidade após atuarem em conjunto, em fevereiro de 2023, no resgate de trabalhadores baianos que estavam trabalhando em condição análoga à escravidão no Rio Grande do Sul. Nesta quinta, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) desembarca no Rio Grande do Sul, para tratar de uma ajuda do governo federal ao estado gaúcho, que decretou situação de emergência devido aos efeitos da chuva.

  • Secretário do Tesouro Nacional declara que governo pode lançar medidas para conter gastos previdenciários

    Foto: Reprodução | Agência Brasil Foto: Reprodução | Agência Brasil
    30/04/2024 - 08:00


    Só a Previdência Social registrou deficit primário de R$ 21,5 bilhões em março, o que corresponde a um crescimento de 1,8%

    BRASIL

    - O secretário do Tesouro Nacional, Rogério Ceron, disse que o governo pode lançar novas medidas para conter os gastos previdenciários, mas não explicou de que forma seria feito. De acordo com ele, essa categoria de gastos precisa de uma atenção especial. “Despesas previdenciárias merecem ainda um cuidado […] e eventualmente medidas que permitam que a dinâmica dessa despesa tenha um crescimento compatível com a sustentabilidade fiscal de médio e longo prazo”, declarou a jornalistas no Ministério da Fazenda. Só a Previdência Social registrou deficit primário de R$ 21,5 bilhões em março, o que corresponde a um crescimento de 1,8% em termos reais em relação ao mesmo mês de 2023. Na questão previdenciária, Ceron destacou também os desembolsos com o BPC (Benefício de Prestação Continuada), que dá 1 salário mínimo por mês a idosos com idade igual ou superior a 65 anos ou às pessoas com deficiências. Ceron voltou a falar que o objetivo de equilibrar as contas públicas no Brasil é de responsabilidade dos Três Poderes, não só do Executivo. O presidente do Congresso, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), tem criticado o governo federal por judicializar as discussões sobre a desoneração da folha de pagamento para 17 setores da economia e para municípios de até 156,2 mil habitantes. Lula recorreu ao STF (Supremo Tribunal Federal) e conseguiu uma liminar para derrubar o mecanismo e diminuir a renúncia fiscal. O Legislativo já tinha decidido que a desoneração deveria ficar mantida em diversas ocasiões (entenda mais nesta reportagem). Sobre o caso, Ceron disse que a equipe econômica está disposta a fomentar debates para que se chegue a um consenso. “O espírito de construção, de diálogo permanece idêntico. O ministro [Haddad] tem colocado isso de forma muito clara”, declarou.

  • Advogada de mulher que levou morto para sacar empréstimo de R$ 17 mil diz que idoso morreu no local: "Chegou vivo"

    Foto: Reprodução | Redes Sociais Foto: Reprodução | Redes Sociais
    Por Redação Sudoeste Bahia

    17/04/2024 - 11:30


    Momento em mulher tenta coletar assinatura do idoso foi filmado por funcionários da agência bancária

    BRASIL

    - A defesa de Erika de Souza Vieira Nunes, presa em flagrante por levar um homem morto em uma agência bancária, no Rio de Janeiro, nesta terça-feira (16), contesta a versão da polícia e afirma que o idoso chegou vivo ao local. “Os fatos não aconteceram como foram narrados. O senhor Paulo chegou à unidade bancária vivo. Existem testemunhas que no momento oportuno também serão ouvidas. Ele começou a passar mal, e depois teve todos esses trâmites. Tudo isso vai ser esclarecido e acreditamos na inocência da senhora Erika”, declarou a advogada Ana Carla de Souza Correa. A versão é contrária a feita pelo delegado Fábio Luiz, que afirmou que o idoso Paulo Roberto Braga, de 68 anos, já estava sem vida quando Erika o levou à agência. “O médico do Samu, ao chegar no local, constatou que ele estava em óbito. E aparentemente, há algumas horas. Ou seja, ele já chegou morto ao banco”, disse. Erika está presa por tentativa de furto mediante fraude e vilipêndio de cadáver. Ela tentou sacar um empréstimo de R$ 17 mil. Para isso, Paulo deveria assinar um documento — mas, segundo o Samu, o idoso já estava morto no guichê. O momento em que ela tenta avançar com a assinatura do idoso foi filmado por funcionários da agência bancária. Nas imagens, o idoso está em uma cadeira de rodas, e Erika tenta manter a cabeça dele firme. A mulher chega a levar o braço direito do idoso à mesa, para que ele assine, e fala com ele. “Tio, tá ouvindo? O senhor precisa assinar. Se o senhor não assinar, não tem como. Eu não posso assinar pelo senhor, o que eu posso fazer eu faço. Assina para não me dar mais dor de cabeça, eu não aguento mais. Tio, você tá sentindo alguma coisa? Ele não diz nada, ele é assim mesmo”, dizia a mulher se referindo ao idoso já morto. Na delegacia, a mulher disse que sua rotina era cuidar do tio, que estava debilitado. A polícia apura se ela é mesmo parente dele.

  • Mulher leva morto em cadeira de rodas para sacar empréstimo de R$ 17 mil

    Foto: Reprodução | Redes Sociais Foto: Reprodução | Redes Sociais
    17/04/2024 - 08:30


    Mulher levou cadáver em cadeira de rodas para assinar empréstimo, mas funcionários do banco perceberam a tentativa de fraude e suspeita foi presa

    BRASIL

    - Uma mulher foi conduzida para a delegacia depois de ser flagrada com um cadáver numa cadeira de rodas dentro de uma agência bancária, na terça-feira (16), ao tentar sacar um empréstimo no valor de R$ 17 mil. Funcionários do banco suspeitaram da atitude de Érika de Souza Vieira Nunes e chamaram a polícia. O Samu foi ao local e constatou que o homem, identificado como Paulo Roberto Braga, de 68 anos, estava morto – aparentemente havia algumas horas. A polícia apura como e exatamente quando ele morreu. Na delegacia, a mulher disse que sua rotina era cuidar do tio, que estava debilitado. A polícia apura se ela é mesmo parente dele. No vídeo é possível ver Érika pedindo ao cadáver para assinar um papel. "'Tio, tá ouvindo? O senhor precisa assinar. Se o senhor não assinar, não tem como' 'Eu não posso assinar pelo senhor, o que eu posso fazer eu faço' 'O senhor segura a cadeira forte para caramba aí. Ele não segurou a porta ali agora?'", Em outro momento ela diz: 'Assina para não me dar mais dor de cabeça, eu não aguento mais' "Tio, você tá sentindo alguma coisa? Ele não diz nada, ele é assim mesm", comenta com as funcionárias que gravaram o vídeo.

  • Correios anunciam cargos de nível médio e superior em concurso público

    Foto: Willian Silva | Sudoeste Bahia Foto: Willian Silva | Sudoeste Bahia
    16/04/2024 - 18:30


    Editais serão divulgados em setembro

    BRASIL

    - Os Correios anunciaram nesta terça-feira (16) que o concurso público da empresa trará vagas para os cargos de agente e de analista. O primeiro exige nível médio, e o segundo nível superior. O número de vagas ainda será definido, conforme a empresa. O cargo de analista terá oportunidades para as seguintes especialidades: advogado, analista de sistemas, assistente social e engenheiro. Segundo nota da empresa, levantamentos apontam a necessidade de profissionais dessas áreas. Os editais do concurso serão divulgados em setembro. Os aprovados deverão ser convocados a partir de dezembro deste ano. De acordo com os Correios, o concurso público “é um dos compromissos assumidos pela atual gestão para solucionar a demanda acumulada nos últimos anos por mais profissionais em posições estratégicas da empresa e evitar a sobrecarga de trabalho”. Veja cronograma do concurso: Até julho – Planejamento do certame e processo para contratação da empresa especializada; Agosto – Contratação da banca; Setembro – Edital do concurso; Dezembro – Início das contratações.

  • Confira como votaram os deputados baianos na prisão de Chiquinho Brazão

    Foto: Reprodução      Foto: Reprodução
    11/04/2024 - 09:00


    Na Bahia, 24 deputados votaram para a manutenção da prisão e quatro votaram contra

    BRASIL

    - A Câmara dos Deputados aprovou nesta quarta-feira (10) a manutenção da prisão do deputado Chiquinho Brazão (Sem partido-RJ), acusado de ser um dos mandantes do assassinato da vereadora do Rio de Janeiro, Marielle Franco (PSOL) em 2018. Para que o parlamentar continuasse preso, era preciso que 257 deputados votassem a favor. O placar final foi de 277 votos a favor contra 129 negativos, além de outras  28 abstenções. Na Bahia,  24 deputados votaram para a manutenção da prisão e quatro votaram contra. Houve ainda quatro abstenções. Confira como votaram os deputados baianos - Votaram sim: Alice Portugal;  (PcdoB); Antonio Brito (PSD); Bacelar (PV); Charles Fernandes (PSD); Claudio Cajado (PP); Daniel Almeida (PcdoB); Diego Coronel (PSD); Félix Mendonça Jr (PDT); Gabriel Nunes (PSD); Ivoneide Caetano (PT); Jorge Solla (PT); Joseildo Ramos (PT); Josias Gomes (PT); Leo Prates (PDT); Lídice da Mata (PSB); Márcio Marinho (Republicanos); Mário Negromonte Jr. (PP); Otto Alencar Filho (PSD)  Pastor Isidório (Avante); Raimundo Costa (Podemos); Ricardo Maia (MDB)  Rogéria Santos (Republicanos); Valmir Assunção (PT); Zé Neto (PT). Votaram não - Capitão Alden (PL); Dal Barreto (União); Elmar Nascimento (União); Paulo Azi (União). Abstenções - Arthur O. Maia (União); João Leão (PP); Leur Lomanto Jr (União)Paulo Magalhães (PSD). Não estiveram presentes - Adolfo Viana (PSDB); Alex Santana (Republicanos); João Carlos Bacelar (PL); Neto Carletto (PP); Roberta Roma (PL); Waldenor Pereira (PT).

  • Estados debatem nesta semana proposta para aumentar ICMS sobre encomendas internacionais

    Foto: Receita Federal | Divulgação Foto: Receita Federal | Divulgação
    09/04/2024 - 19:30


    Definição acontecerá durante a 44ª Reunião Ordinária do Comitê Nacional de Secretários Estaduais de Fazenda (Comsefaz), que acontece na próxima quinta-feira (11)

    BRASIL

    - Em Fortaleza (CE), os estados do país debatem nesta semana uma proposta para aumentar o Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) dos atuais 17% para 25% sobre as encomendas internacionais. Se aprovado, o valor passaria a ser cobrado somente em 2025. Essa definição acontecerá durante a 44ª Reunião Ordinária do Comitê Nacional de Secretários Estaduais de Fazenda (Comsefaz), que acontece na próxima quinta-feira (11). Desde agosto de 2023 estão valendo as novas regras para compras internacionais por meio dos chamados "market places", que englobam sites do exterior ou aplicativos, nas quais não há cobrança do imposto de importação para encomendas abaixo de US$ 50. Entretanto, os estados instituíram, em 2023, uma cobrança de 17% em ICMS -- valor que poderá ser elevado a partir de 2025. A isenção do imposto de importação federal é aplicada desde que as empresas façam adesão a um programa de conformidade, chamado de "Remessa Conforme". Segundo dados da Receita Federal, os consumidores brasileiros gastaram R$ 6,42 bilhões em um total de pouco mais de 210 milhões de encomendas internacionais em 2023. Com o novo programa, a Receita Federal informou que houve um "aumento expressivo" de 1.596% no total de declarações de importação das remessas postais (por meio dos Correios) em 2023. Apesar de a alíquota federal do imposto de importação estar atualmente zerada, a equipe econômica tem informado que elevará a tributação no futuro. Se isso acontecer, os impostos sobre encomendas internacionais serão maiores ainda. Até o momento, porém, a tributação federal (imposto de importação) ainda segue em zero.

  • Lula assina nesta terça MP que visa redução de até 4% na conta de luz para residências

    Foto: Marcos Oliveira | Sudoeste Bahia Foto: Marcos Oliveira | Sudoeste Bahia
    09/04/2024 - 12:00


    BRASIL

    - O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) irá assinar nesta terça-feira (9) uma medida provisória (MP) que visa garantir a redução de até 4% na conta de luz para consumidores de baixa tensão, os residenciais. A proposta do governo antecipa os pagamentos Eletrobras (ELET3) deve ao governo. Após a publicação da medida, será possível ao governo solicitar empréstimo ao setor privado com taxas de juros mais baixas, já que haverá os pagamentos da Eletrobras como garantia. "Estima-se que a quitação dos empréstimos promoverá uma redução estrutural, em média, de 3,5% nas tarifas de todos os consumidores já em 2024, equivalente aos custos da tarifa social de energia elétrica e de universalização em 2023, caracterizando o interesse público", diz trecho da MP.

  • Prazo para regularizar título de eleitor pela internet termina nesta segunda-feira

    Foto: Marcelo Camargo | Agência Brasil Foto: Marcelo Camargo | Agência Brasil
    08/04/2024 - 07:45


    Eleitores podem cadastrar biometria, solicitar transferência de domicílio e atualizar dados cadastrais

    BRASIL

    - O prazo para eleitores regularizarem os títulos de eleitores encerra nesta segunda-feira (8). Quem estiver sem a biometria cadastrada pode acessar os serviços através da internet, também é possível solicitar transferência de domicílio e atualizar dados cadastrais. Após a segunda-feira, caso seja necessário só poderá cadastrar suas digitais caso vá a um cartório eleitorial até dia 8 de maio para conseguir votar nas eleições municipais, que acontecem no dia 6 de outubro. Para quem for tirar o título pela primeira vez, será preciso ir a um cartório para a coleta da biometria. Os outros serviços ficarão indisponíveis pela internet, pois a Justiça Eleitoral irá se dedicar a organização das eleições municipais.