BUSCA PELA CATEGORIA "BRASIL"

  • Líder dos caminhoneiros rejeita "esmola" de Bolsonaro e diz que greve deve ocorrer

    Foto: Reprodução | Agência Brasil Foto: Reprodução | Agência Brasil
    Por Alexandre Santos

    22/10/2021 - 13:30


    Presidente prometeu benefício de R$ 400 mensais para compensar o aumento do diesel

    BRASIL

    - Caminhoneiros afirmam que grave anunciada para o  dia 1ª de novembro está mantida caso o governo não faça algo para atender o segmento. Em entrevista ao portal UOL, Carlos Alberto Litti Dahmer, diretor da CNTTL (Confederação Nacional dos Trabalhadores em Transportes e Logística), disse que iniciativa do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) de oferecer R$ 400 aos caminhoneiros como forma de ajudar a categoria em meio à alta dos combustíveis "não é uma boa notícia porque fundamentalmente ele não ataca a causa do problema", mas sim um "efeito colateral". "R$ 400 reais foi o que disse o companheiro Chorão e os imensos companheiros espalhados pelos pais: caminhoneiro não quer esmola. Caminhoneiro quer dignidade e dignidade significa discutir o maior insumo na planilha de custo do caminhoneiro, que representa em qualquer frete, 50% daquilo que se ganha", disse Dahmer. O diretor da CNTTL explicou que a greve dos caminhoneiros não é uma pauta política a favor ou contra o governo Bolsonaro, inclusive, para ele, "defender a Petrobras é defender o povo brasileiro". "Fortalecer a indústria de base através do petróleo é fortalecer a cadeia nacional." Dahmer declarou que os caminhoneiros estão trabalhando abaixo do seu custo, sem nenhuma solução, portanto, "não há outra alternativa" se não a greve para cobrar uma "negociação que atenda aos interesses da categoria". Ele definiu a greve como um "último recurso e medida" para a categoria ser ouvida.

  • Caminhoneiros que transportam combustíveis prometem adiantar greve

    Foto: Marcos Oliveira | Sudoeste Bahia Foto: Marcos Oliveira | Sudoeste Bahia
    Por Gabriel Amorim

    21/10/2021 - 15:00


    Paralisação geral está marcada para dia 1º de novembro

    BRASIL

    - Os caminhoneiros tanqueiros, que transportam os combustíveis no Brasil, prometem realizar uma greve já a partir desta quinta-feira (21), devido a um possível desabastecimento por cortes da Petrobras a distribuidoras. De acordo com o presidente da associação das empresas transportadoras de combustíveis e derivados do petróleo do Rio de Janeiro (Associtanque-RJ), Ailton Gomes, a paralisação está confirmada em toda a região sudeste do país. A associação brasileira dos condutores de veículos autônomos (ABRAVA) comunicou, em nota, que a redução de combustíveis nos postos afetaram diretamente os trabalhadores autônomos, com novas altas nos preços. O corte em questão deve passar a valer em novembro. Grupos de caminhoneiros já haviam marcado uma paralisação geral a partir do dia 1º de novembro, caso as suas reivindicações não sejam atendidas pelo governo Bolsonaro, entre elas a queda do preço do diesel. Em reunião no Rio de Janeiro, no último sábado (16), associações de motoristas decidiram que o "estado de greve" se dará pelo período de 15 dias. Além da reivindicação da diminuição do preço do diesel, os caminhoneiros reivindicam também a "defesa da constitucionalidade do Piso Mínimo de Frete" e o retorno da aposentadoria especial após 25 anos de contribuição ao INSS. A greve não é apoiada pela Abcam (Associação Brasileira dos Caminhoneiros).

  • Caminhoneiros prometem greve no dia 1º se preço do diesel não baixar

    Foto: Marcos Oliveira | Sudoeste Bahia Foto: Marcos Oliveira | Sudoeste Bahia
    Por Alexandre Santos

    18/10/2021 - 09:00


    Em reunião da categoria, associações de motoristas decidiram cruzar os braços o caso suas reivindicações não sejam atendidas pelo governo Bolsonaro

    BRASIL

    - Grupos de caminhoneiros prometem uma nova paralisação a partir de 1º de novembro caso suas reivindicações não sejam atendidas pelo governo Bolsonaro, entre elas a queda do preço do diesel. Em reunião no Rio de Janeiro, no sábado (16), associações de motoristas decidiram que o "estado de greve" se dará pelo período de 15 dias. Além da reivindicação da diminuição do preço do diesel, os caminhoneiros reivindicam também a "defesa da constitucionalidade do Piso Mínimo de Frete" e o retorno da aposentadoria especial após 25 anos de contribuição ao INSS. A greve não é apoiada pela Abcam (Associação Brasileira dos Caminhoneiros). Vídeo da reunião no Rio começaram a circular pelos aplicativos de mensagem na noite deste sábado, segundo o portal UOL. "Ficou decidido que vamos dar 15 dias para o governo responder", declarou Luciano Santos Carvalho, do Sindicam (Sindicato dos Transportadores Rodoviários Autônomos de Bens da Baixada Santista e Vale do Ribeira). "Se não houver resposta de forma concreta em cima dos direitos do caminhoneiro autônomo, dia 1º de novembro, Brasil todo parado aí." A informação foi confirmada ao UOL por Wallace Landim, o Chorão, uma das principais lideranças de caminhoneiros autônomos do país e presidente da Abrava (Associação Brasileira de Condutores de Veículos Automotores). "A nossa categoria está na beira do abismo. Hoje ficou decidido que estamos em estado de greve pelos próximos dias. E se as nossas reivindicações, principalmente com relação ao preço do diesel, não forem aceitas, a gente começa uma greve no dia 1º", disse Chorão.

  • Crise hídrica: reservatórios registram menor armazenamento de água em 21 anos

    Foto: Reprodução     Foto: Reprodução
    Por Juliana Rodrigues

    16/10/2021 - 09:00


    BRASIL

    - Os reservatórios de hidrelétricas das regiões Sudeste e Centro-Oeste, responsáveis por mais da metade da geração de energia do país, estão com o menor nível médio de armazenamento de água em 21 anos. A queda é o recorde histórico registrado pelo Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), que atua desde 2000. Na quinta-feira (14), o armazenamento médio nos reservatórios das regiões bateu 16,86%. Na mesma data, em 2001, quando o país passou por um racionamento de energia, a taxa era de 21,4%. O Brasil passa, atualmente, por uma crise hídrica. O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) chegou a pedir que a população controle os seus gastos para ajudar o país. Atualmente, a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) opera com a "bandeira tarifária escassez hídrica", que adiciona, como valor extra, mais R$ 14,20 às contas de energia a cada 100 kW/h consumidos.

  • Após repercussão negativa, Damares afirma que governo irá distribuir absorventes

    Foto: Reprodução | Estadão Conteúdo Foto: Reprodução | Estadão Conteúdo
    Por Juliana Rodrigues

    13/10/2021 - 08:00


    BRASIL

    - A ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, usou sua página no Instagram na noite da segunda (11) para informar que o governo federal vai apresentar nos próximos dias um programa para distribuição de absorventes para mulheres em situação de vulnerabilidade. Na publicação, a ministra aparece em uma foto com o deputado Roberto de Lucena (Podemos-SP), presidente da Frente Parlamentar em Defesa dos Direitos Humanos e da Justiça Social, e diz ter garantido ao parlamentar a criação do programa. "Garanti ao parlamentar que nos próximos dias vamos anunciar o programa do governo federal para distribuição de absorventes para mulheres em situação de vulnerabilidade, a ação é debatida há meses dentro do governo", disse a ministra. A promessa foi feita dias depois de o presidente Jair Bolsonaro vetar trecho de um projeto de lei aprovado no Congresso que previa a distribuição gratuita de absorventes. O texto vetado previa como beneficiárias do programa estudantes de baixa renda matriculadas em escolas da rede pública, mulheres em situação de rua ou em situação de vulnerabilidade social extrema, mulheres apreendidas e presidiárias e mulheres internadas em unidades para cumprimento de medida socioeducativa. A própria ministra, após o veto, defendeu Bolsonaro e disse ser necessário escolher entre a vacina contra a Covid-19 ou os itens de higiene.

  • Polícia Rodoviária inicia operação nas estradas federais

    Foto: Reprodução | PRF Foto: Reprodução | PRF
    Por Pedro Peduzzi

    08/10/2021 - 12:00


    BRASIL

    - A Polícia Rodoviária Federal inicia, hoje (8), nas rodovias federais de todo o país, a Operação Nossa Senhora Aparecida 2021. O principal objetivo é diminuir a quantidade de acidentes por meio de ações de policiamento e fiscalização nas vias, em meio ao aumento no fluxo de veículos em decorrência do feriado do próximo dia 12, terça-feira. As atividades se estenderão até as 23h59 da próxima terça-feira. Estão previstos reforços do policiamento ostensivo preventivo em locais e horários de maior incidência de acidentes graves e de criminalidade. De acordo com a PRF, a alta “relevante” do fluxo de veículos e de ônibus de passageiros é fator que contribui para o aumento da violência no trânsito, tendo como reflexo a “elevação da quantidade de acidentes graves, feridos e mortos” nas rodovias federais. As equipes que atuarão nas vias terão atenção especial para o uso de cinto de segurança, capacete, dispositivos de retenção para crianças e telefone celular. Serão feitas fiscalizações específicas de motocicletas e das condições de conservação dos veículos. Estão previstas também operações em “outros pontos focais, como a fiscalização do tempo de direção e descanso do motorista profissional e do exame toxicológico”.

  • Ao menos 4 pessoas morreram e seis ficaram feridas em tempestade de areia

    Foto: Reprodução Foto: Reprodução
    Por Juliana Rodrigues

    03/10/2021 - 09:00


    O fenômeno que atingiu o interior paulista é conhecido como 'haboob'

    BRASIL

     - A tempestade de poeira que varreu o interior de São Paulo na tarde de sexta-feira (1) deixou ao menos quatro mortos e seis feridos em duas cidades. Um homem morreu em Tupã após ser atingido por um muro que caiu com a força do vento. Outras três pessoas morreram ao serem envolvidas pela nuvem de fumaça e fogo que se levantou quando o temporal atingiu um pasto em chamas, em Santo Antônio do Aracanguá. O vendaval provocou destelhamento, arrancou árvores, deixou cidades sem energia elétrica e afetou até mesmo o fornecimento de água em algumas localidades. O fenômeno que assolou o interior paulista pela segunda vez em menos de uma semana é conhecido como haboob. A tempestade pode levantar uma parede de poeira de milhares de metros de altura e até 160 km de largura.

  • Caminhoneiros articulam greve após novo reajuste no preço do diesel

    Foto:  Reprodução Foto: Reprodução
    Por Juliana Rodrigues

    28/09/2021 - 20:00


    Movimento já teria apoio nos estados do Rio de Janeiro, Espírito Santo, São Paulo, Brasília, Goiânia, Goiás e Bahia

    BRASIL

    Com a divulgação do reajuste do diesel divulgado pela Petrobras nesta terça-feira, 28, sindicatos que representam os caminhoneiros afirmam irão realizar uma paralisação “a qualquer momento”. O objetivo é pressionar governos estaduais, o governo federal e a Petrobras a reduzirem do preço do combustível. Segundo Irani Gomes, presidente do Sindicato das Empresas Transportadoras de Combustíveis e Derivados de Petróleo do Estado de Minas Gerais, em entrevista a Veja, líderes sindicais de diversos estados já se comprometeram a aderir a paralisação. Os estados são: Rio de Janeiro, Espírito Santo, São Paulo, Brasília, Goiânia, Goiás e Bahia. Ainda segundo Irani, a data de início da greve não será informada para evitar “impedimento do governo”. Um dos envolvidos no apoio da paralisação é Zé Trovão, articulador das manifestações de Sete de Setembro. De acordo com Irani, Trovão ainda não se manifestou no grupo de WhatsApp de organização da grave, mas deverá se posicionar em breve.

  • Crise hídrica: Represa de Furnas registra menor volume para setembro em 20 anos

    Foto: Reprodução    Foto: Reprodução
    Por Matheus Simoni

    27/09/2021 - 16:00


    Reservatório é responsável por 70% do fornecimento de energia do país

    BRASIL

    - A Represa de Furnas, em Minas Gerais, responsável por 70% do fornecimento de energia do país, registrou o menor volume para o mês de setembro em 20 anos. O índice atual está em 14,5%, segundo dados do Operador Nacional do Sistema (ONS), divulgados no último sábado (25). O volume de setembro é o menor desde 2001, quando o mês chegou a um volume útil de 12,98%. Na época, o Brasil passou por um racionamento de energia. Em agosto, o índice da represa também foi o menor em duas décadas, com volume de 18,3%. Atualmente, o montante atual do reservatório é de 754 metros acima do nível do mar, ou seja, oito metros abaixo do que é considerado aceitável para a exploração do turismo e outras atividades.

  • Datafolha: 55% dos brasileiros apoiam volta do horário de verão

    Foto: Reprodução | Agência Brasil Foto: Reprodução | Agência Brasil
    Por Luciana Freire

    22/09/2021 - 08:00


    Em agosto, Bolsonaro disse que pode retomar a prática se a maioria da população quiser

    BRASIL

    - Uma pesquisa Datafolha realizada de 13 a 15 de setembro aponta que mais da metade dos brasileiros é a favor da volta do horário de verão. Segundo o instituto, 55% apoiam a iniciativa. Outros 38% rejeitam adotar o sistema em que os relógios são adiantados em uma hora durante uma parte do ano para que haja uma hora a mais de claridade durante o dia. Os demais são indiferentes ou não souberam responder. Pesquisa Datafolha sobre o tema feita em setembro de 2017 mostrou que 58% aprovavam o programa, e 35% eram contra. Em julho deste ano, o presidente descartou a volta do horário de verão. Mas em agosto, ele afirmou que pode retomar a prática se a maioria da população quiser.

  • Governo prevê Bolsa Família de R$ 300 em novembro e dezembro, diz secretário especial

    Foto: Reprodução | EBC Foto: Reprodução | EBC
    Por Luciane Freire

    18/09/2021 - 11:00


    Para que isso seja possível, houve o aumento do IOF na última quinta (16)

    BRASIL

    - O secretário especial do Tesouro e Orçamento do Ministério da Economia, Bruno Funchal, afirmou nesta sexta (17) que o governo prevê elevar o benefício médio do Bolsa Família dos atuais R$ 189 para cerca de R$ 300 em novembro e dezembro deste ano. "Terminando o auxílio emergencial [em outubro] cai no novo programa, nos últimos dois meses [de 2021]. Tem a compensação para novembro e dezembro, por isso foi editado o IOF. Para compensação do Auxílio Brasil [novo programa social, que entrará no lugar do Bolsa Família] de R$ 300", declarou Funchal em evento transmitido pela internet. A assessoria do Ministério da Economia, questionada se já está definido que o valor será de R$ 300, disse que "a fala do secretário foi genérica, no sentido de reiterar um valor que vem sendo falado pelo próprio presidente [Bolsonaro] e de sinalizar o ponto em que as discussões em torno desse assunto estão hoje". A pasta disse ainda que, quando o valor for definido, haverá o anúncio oficial.

  • Avião cai em área de mata e sete pessoas morrem no interior de SP

    Foto: Divulgação | Corpo de Bombeiros Foto: Divulgação | Corpo de Bombeiros
    Por Juliana Rodrigues

    14/09/2021 - 14:00


    Avião cai em área de mata e sete pessoas morrem no interior de SP

    BRASIL

    - Sete pessoas morreram após um avião cair em Piracicaba (SP), na manhã desta terça-feira (14). A aeronave caiu em uma área de mata no bairro Santa Rosa. A explosão causou um incêndio no local. De acordo com o Corpo de Bombeiros de São Paulo, no avião bimotor estavam o piloto, o co-piloto e cinco passageiros da mesma família. Todos morreram no local, carbonizados. Em nota, a empresa Raízen confirmou a morte do empresário Celso Silveira Mello Filho, acionista da companhia. Segundo a empresa, também estavam no avião a esposa de Celso, Maria Luiza Meneghel, seus três filhos, Celso, Fernando e Camila, o piloto Celso Elias Carloni e o copiloto Giovani Gulo. O avião havia partido do Aeroporto de Piracicaba com destino ao Pará e caiu logo depois, pouco antes das 9h, em uma área verde ao lado da Faculdade de Tecnologia do Estado de São Paulo (Fatec).

  • Caixa Econômica Federal abre concurso com vagas exclusivas para pessoas com deficiência

    Foto: Marcos Oliveira | Sudoeste Bahia Foto: Marcos Oliveira | Sudoeste Bahia
    Por Luciane Freire

    10/09/2021 - 14:00


    Candidato deve ter nível médio completo; inscrições já estão abertas, confira

    BRASIL

    - A Caixa Econômica Federal lançou o edital do concurso público para 1.100 vagas de técnico bancário novo exclusivamente para pessoas com deficiência (PcD). São 1.000 vagas para preenchimento imediato e 100 para formação de cadastro de reserva. As inscrições já estão abertas. Confira o edital no site da fundação Cesgranrio. O candidato deve ter nível médio completo. O salário é de R$ 3.000,00 para jornada de 6 horas diárias e 30 horas semanais. Do total, 20% das vagas serão destinados aos candidatos autodeclarados pessoas com deficiência/pretos ou pardos. O candidato pode optar por trabalhar na rede de agências ou na área de tecnologia da informação (TI) do banco - nesse último caso, as vagas são apenas para o Distrito Federal.

  • Casos de mal da vaca louca não são risco à produção bovina, diz OIE

    Foto: Reprodução | Agência Brasil Foto: Reprodução | Agência Brasil
    Por Gabriel Amorim

    07/09/2021 - 06:00


    Os dois casos foram identificados em frigoríficos de MG e MT

    BRASIL

    - A Organização Mundial de Saúde Animal (OIE) concluiu nesta segunda-feira (6) que os dois casos de encefalopatia espongiforme bovina (EEB), conhecida como o mal da vaca louca, detectados em frigoríficos de Minas Gerais e de Mato Grosso, não representam risco para a cadeia de produção bovina. Segundo o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, os informes foram apresentados pelo Serviço Veterinário Oficial do Brasil. Os casos ocorreram de forma independente e isolada e foram confirmados pelo laboratório de referência internacional da OIE, localizado no Canadá, na última sexta-feira (3). De acordo com o ministério, "o Brasil mantém sua classificação como país de risco insignificante para a doença, não justificando qualquer impacto no comércio de animais e seus produtos e subprodutos". Entenda o caso - Dois casos atípicos de mal da vaca louca foram identificados em frigoríficos de Nova Canaã do Norte (MT) e de Belo Horizonte. A confirmação foi pelo laboratório de referência da OIE, em Alberta, no Canadá. Os dois casos atípicos, um em cada estabelecimento, foram detectados durante a inspeção realizada antes do abate dos animais. “Trata-se de vacas de descarte que apresentavam idade avançada e que estavam em decúbito [deitadas] nos currais”, explicou o Ministério da Agricultura, por meio de nota.

  • País tem 14,44 milhões de pessoas sem ocupação, recorde para o período

    Foto: Reprodução | Wikipédia Commons Foto: Reprodução | Wikipédia Commons
    Por Akemi Nitahara

    31/08/2021 - 13:00


    BRASIL

    - A desocupação caiu 0,6 ponto percentual no trimestre móvel encerrado em junho deste ano, na comparação com o primeiro trimestre, e fechou junho com taxa de 14,1%. Mesmo com essa redução, o país tem 14,4 milhões de pessoas procurando trabalho. Os dados são da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad Contínua) e foram divulgados hoje (31) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O recorde da desocupação foi verificada no primeiro trimestre de 2021, com um total de 14,8 milhões de pessoas. De acordo com a analista da pesquisa, Adriana Beringuy, apesar da recuperação, a desocupação continua alta e representa o maior nível da série histórica para um segundo trimestre. “A população fora da força de trabalho subiu muito no ano passado e continua alta, num nível ainda bem mais elevado do que no período pré-pandemia. No trimestre houve uma queda de 1,6 milhão de pessoas fora da força de trabalho. Na comparação anual, depois de cinco trimestres com expansão consecutiva dessa população, houve a redução”. Ela destaca que a comparação anual é com o segundo trimestre de 2020, quando se começou a sentir os efeitos mais fortes da pandemia e a população fora da força de trabalho cresceu bastante. Pelo lado contrário, a população na força de trabalho teve uma expansão de 1,8% no segundo trimestre e chegou a 102 milhões de pessoas. Na comparação anual, o crescimento foi de 6,3%, após quatro trimestres de retração. As informações são do site Agência Brasil. 

  • BB fica fora do ar e deixa 54 milhões de clientes sem cartões e acesso ao app

    Foto: Marcos Oliveira | Sudoeste Bahia Foto: Marcos Oliveira | Sudoeste Bahia
    Por Luciane Freire

    28/08/2021 - 11:00


    Nas redes sociais, usuários relataram problemas até mesmo para realizar saques e transferências nas agências bancárias

    BRASIL

    - O sistema do Banco do Brasil ficou fora do ar nesta sexta-feira (27), deixando os cerca de 54 milhões clientes da instituição sem acesso aos cartões de crédito e débito, ao internet banking e ao Pix. Nas redes sociais, usuários relataram problemas até mesmo para realizar saques e transferências nas agências bancárias. A instituição financeira informou que o problema não foi causado por ataques cibernéticos, como ocorreu com o e-commerce das Lojas Renner, na semana passada. No entanto, não explicou qual o motivo para a queda do sistema. "O BB confirma inconsistência em seus sistemas na tarde desta sexta-feira e trabalha para restabelecer a normalidade", disse o banco por meio de nota.

  • Quase 3 mil cidades brasileiras não registraram casos de Covid-19 em 24 horas

    Foto: Reprodução | Agência Brasil Foto: Reprodução | Agência Brasil
    Por Adele Robichez

    28/08/2021 - 09:00


    Para o ministro Marcelo Queiroga, os dados demonstram os efeitos da campanha de vacinação

    BRASIL

    - O Ministério da Saúde informou nesta sexta-feira (27) que em 2.950 municípios brasileiros não foram registrados casos ou mortes por Covid-19 em 24 horas. O dado, relativo à quinta-feira (26), consta do painel LocalizaSUS, que monitora a situação epidemiológica da pandemia no país. Além disso, conforme a pasta, o Brasil chegou ao 15º dia consecutivo com a média móvel de mortes pela doença abaixo de 900 e ao terceiro dia seguido com o índice abaixo de 800. A curva de novos casos também está em queda. Para o ministro Marcelo Queiroga, os números demonstram os efeitos da campanha de vacinação e o importante papel da imunização para acabar com o caráter pandêmico da doença. Para "seguir nesse caminho", ele prevê ampliar a campanha de vacinação no país. A previsão da pasta é de que os laboratórios entreguem 68,7 milhões de doses até o fim do mês de agosto. Para setembro, o expectativa é de 62,6 milhões.

  • Variante delta faz prefeitura do Rio adiar plano de reabertura

    Foto: Reprodução  Foto: Reprodução
    Por Juliana Rodrigues

    26/08/2021 - 08:00


    BRASIL

    - A prefeitura do Rio de Janeiro adiou o plano gradual de flexibilização das medidas restritivas contra a Covid-19. Medidas de restrição mais brandas passariam a valer a partir da próxima quinta-feira (2) mas, por causa da variante delta, já não tem mais previsão para começar a valer. “Diante do recente aumento do número de casos da doença devido à circulação da variante delta, do retorno de todo o mapa de risco para alerta moderado e da recomendação do Comitê Especial de Enfrentamento da Covid-19, o plano de reabertura foi adiado”, afirmou, por meio de nota, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS).

  • Casos e mortes por Covid estão em queda no Brasil, mas não entre idosos, diz Fiocruz

    Foto: Reprodução | Fiocruz Foto: Reprodução | Fiocruz
    Por Luciane Freire

    25/08/2021 - 17:46


    Pesquisadores ressaltam que, embora alguns estados estejam iniciando a vacinação em crianças e adolescentes, a prioridade deve ser completar o esquema vacinal da população adulta

    BRASIL

    - Novo boletim epidemiológico do Observatório Covid-19 Fiocruz divulgado nesta quarta-feira (25) aponta que os números absolutos de casos e mortes permanecem em declínio, Mas, os indicadores pararam de cair na faixa dos idosos.Os pesquisadores do Observatório ressaltam que, embora alguns estados estejam iniciando a vacinação em crianças e adolescentes, a prioridade deve ser completar o esquema vacinal da população adulta. Eles defendem, também, um debate técnico sobre alternativas para a aplicação da dose de reforço ou para a combinação de imunizantes em idosos ou imunodeprimidos, desde que estudos apontem essa necessidade. O boletim alerta que, no levantamento mais recente dos casos mais graves foi observada uma possível reversão de tendência de queda em vários estados.

  • Covid-19: Brasil tem menor média móvel de mortes desde janeiro

    Foto: Reprodução | Agência Brasil Foto: Reprodução | Agência Brasil
    Por Adele Robichez

    24/08/2021 - 08:00


    Para Ministério da Saúde redução de mortes se deve à vacinação

    BRASIL

    - O Brasil registrou a menor média móvel de mortes pela covid-19 em 225 dias nesta segunda-feira (23). Foram 806 óbitos, a última vez que isso ocorreu foi no dia 9 de janeiro, quando a média móvel ficou em 845 mortes, de acordo com o balanço diário divulgado pelo Ministério da Saúde. Conforme a pasta, a média móvel de casos também apresentou o menor índice em 39 semanas. “Precisamos pôr fim à pandemia. Só faremos isso com a vacinação. O Brasil realiza uma das maiores campanhas de imunização contra covid-19 do mundo. A resposta nós já mostramos todos os dias, aplicando milhões de vacinas, imunizando milhões de brasileiros”, destacou o Ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, por meio de nota. Nesta segunda-feira o ministério divulgou também que já distribuiu mais de 215 milhões de doses de vacina de covid-19.  Desse total, 178 milhões já foram aplicadas, sendo 123,2 milhões correspondentes à primeira dose, o que corresponde a  77% da população adulta. Além disso, 55,2 milhões de brasileiros completaram o esquema vacinal com a segunda dose ou dose única da vacina, o que corresponde a 35% da população que deverá ser vacinada (cerca de 160 milhões de pessoas).