• Guanambi: Consórcio do Alto Sertão e Observatório UniFG debatem gestão pública e desafios ambientais

    Foto: Geovane Santos | Agência Sertão
    Foto: Geovane Santos | Agência Sertão
    Por Geovane Santos

    20/09/2018 - 22:00

    Na oportunidade foi lançando o Programa de Gestão Ambiental Compartilhada envolvendo os 16 municípios consorciados ao Alto Sertão

    O Consórcio Público de Desenvolvimento Sustentável – CDS do Alto Sertão, em parceria com as Prefeituras Consorciadas e o Observatório Centro Universitário – UniFG do Semiárido Nordestino, realizou na manhã desta quinta - feira (20), em Guanambi, o seminário “A Gestão Pública e os Desafios da Agenda Ambiental”. O evento se estendeu durante toda a manhã, no Campus da UniFG e contou com as presenças do presidente do CDS – Alto Sertão, Juscélio Fonseca; da representante da Secretaria de Meio Ambiente do Estado, Kitty Tavares; do promotor da Regional Ambiental de Guanambi, Jaílson Trindade; do pró-reitor de expansão da UniFG, Mauro Ribeiro e de representantes das prefeituras participantes do consórcio.

    Foto: Geovane Santos | Agência Sertão
    Foto: Geovane Santos | Agência Sertão

    De acordo com a Agência Sertão, na oportunidade foi lançando o Programa de Gestão Ambiental Compartilhada envolvendo os 16 municípios consorciados ao Alto Sertão. Além das palestras – O papel dos entes públicos na consolidação da política ambiental; Estruturação ambiental e gestão compartilhada; A relevância de convênios com os Consórcios públicos na Bahia; A relevância dos instrumentos de planejamento e controle na gestão ambiental: Licenciamento, Fiscalização, Plano municipal de Meio Ambiente e Gestão Democrática. Mauro Ribeiro falou sobre a relevância de harmonizar a temática entre os órgãos públicos e instituições de ensino da região. “Discutir hoje a agenda ambiental é de extrema importância, principalmente quando voltamos o olhar para nossa região que está em processo de desenvolvimento e transformação. Enquanto instituição de ensino é importante levantar o debate, instigar as discussões sobre as questões ambientais e apontar soluções”. Segundo o CDS-Alto Sertão, o objetivo do programa de Gestão Ambiental Compartilhada é propiciar o diálogo entre os 16 municípios participantes e desenvolver mecanismos que possibilite o desenvolvimento ambiental sustentável da região.