• MBL pede que corregedor do TRF-4 investigue e afaste desembargador Favreto

    Foto: Sylvio Sirangelo | TRF4
    Foto: Sylvio Sirangelo | TRF4
    Por Alexandre Galvão

    11/07/2018 - 08:00

    O MBL diz que o ato de mandar soltar o ex-presidente Lula (PT) se assemelha “à advocacia de militância” pela sua proximidade com a legenda

    O Movimento Brasil Livre apresentou representação à Corregedoria do TRF-4 (Tribunal Regional da 4ª Região) contra o desembargador Rogério Favreto – quer que ele tenha a conduta apurada no próprio tribunal. De acordo com a coluna Painel, da Folha de São Paulo, no documento, assinado por Rubens Gatti Nunes e Kim Kataguiri, coordenadores do movimento,  o grupo pede a “apuração imediata” dos fatos e o “afastamento cautelar” do desembargador. O MBL diz que o ato de mandar soltar o ex-presidente Lula (PT) se assemelha “à advocacia de militância” pela sua proximidade com a legenda. Os autores, diz a publicação, ainda alegam que Favreto afrontou decisão colegiada tomada pelo TRF-4 e pelo STF (Supremo Tribunal Federal), que já haviam negado habeas corpus ao petista, o que constituiu “heresia jurídica” por desrespeitar a hierarquia e agir por “interesse pessoal”.