Sudoeste Notícias


  • Bahia: Sargento do Exército e outros seis homens são presos suspeitos de tráfico de drogas

    Foto: Divulgação | Polícia Civil
    Foto: Divulgação | Polícia Civil
    13/02/2018 - 10:51

    Moradores de Brasília, eles assumiram a propriedade das substâncias entorpecentes, mas negaram que estivessem traficando. 

    Um sargento do Exército, um funcionário do Ministério da Saúde e cinco estudantes universitários foram presos na tarde desta segunda-feira (12), em um hotel na orla norte de Porto Seguro, sob a acusação de tráfico de drogas. De acordo com informações da Polícia Civil, o grupo foi descoberto depois que uma hóspede procurou a polícia para denunciar que os suspeitos a haviam forçado a consumir êxtase, uma droga sintética. 

    Foto: Divulgação | Polícia Civil
    Foto: Divulgação | Polícia Civil

    Junto com o sargento do Exército, identificado como Luciano Simões de Siqueira Júnior, 32 anos, foram presos Gustavo de Santana Pelicano, 28; Leonardo de Oliveira Saraiva Lima, 34; Giuliano Loures Martins Lopes, 30; Francisco Edilson Rodrigues Souza Junior, 33; e Lucas Felipe Paschoal da Silva, 25. Todos são oriundos de Brasília. Com o grupo foram encontrados 257 comprimidos de êxtase; 3 micropontos de LSD; 7 tabletes de maconha; 2 papelotes de cocaína; 89 frascos de lança perfume; 11 frascos de 500ml de "loló" (clorofórmio); 3 pedras brutas de substância não identificada; 3 invólucros plásticos com resíduos de droga sintética; 5 ampolas de "durateston"; 7 seringas intactas; 6 comprimidos de da medicação "ultrogestan"; 1 frasco de "Silimarina" contendo 34 comprimidos; e R$1.567 em dinheiro. 

    Foto: Divulgação | Polícia Civil Foto: Divulgação | Polícia Civil

    Moradores de Brasília, eles assumiram a propriedade das substâncias entorpecentes, mas negaram que estivessem traficando. Os homens foram autuados em flagrante pelo tipo previsto no Art. 33 da Lei 11.343/2006, conhecida como a Lei de Tóxicos. A pena prevista para este tipo de crime é reclusão de cinco a 15 anos e pagamento de multa. O sargento foi encaminhado para a unidade do Exército no município de Ilhéus, no sul do estado. Os demais estão custodiados na carceragem do Distrito Integrado de Segurança Pública em Porto Seguro.