BUSCA PELA CATEGORIA "Saúde"

  • Bahia tem 255 cidades em alerta ou risco de surto de dengue, zika e chikungunya

    Foto: Divulgação Foto: Divulgação
    Por Juliana Rodrigues

    13/12/2018 - 08:00

    Outras 162 cidades estão em situação satisfatória. 

    O Ministério da Saúde divulgou nesta quarta-feira (12) que a Bahia tem 255 municípios em situação de alerta ou risco para dengue, zika e chikungunya. Segundo a pasta, Todos os municípios baianos enviaram informações sobre o levantamento de infestação pelo mosquito Aedes Aegypti. A capital baiana está em situação de alerta. A situação foi revelada pelo novo Levantamento Rápido de Índices de Infestação pelo Aedes aegypti (LIRAa) de 2018. Do total, 186 municípios estão em alerta e 69 em risco de surto das doenças. Outras 162 cidades estão em situação satisfatória. Na Bahia, a maior parte dos criadouros foi encontrada em depósito de água (5.427), seguida de depósitos domiciliares (1.735) e lixo (490).

  • Secretário de Saúde da Bahia propõe estadualizar Mais Médicos

    Foto: Marcos Oliveira | Sudoeste Bahia Foto: Marcos Oliveira | Sudoeste Bahia
    Por Daniel Brito

    28/11/2018 - 20:00

    De acordo com o Secretário de Saúde da Bahia, a transferência facilitaria a administração do programa

    O secretário da Saúde da Bahia, Fábio Vilas-Boas, sugeriu hoje (28), durante uma reunião do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (CONASS), em Brasília, a transferência da operacionalização do programa Mais Médicos para o controle dos governos estaduais. Segundo ele, a passagem da responsabilidade facilitaria a administração do programa. "A União assumiria o papel de regulação, monitoração, com a responsabilidade exclusiva de registro profissional de médicos intercambistas. E os estados poderão fazer uma gestão mais próxima do problema", propôs. De acordo com o secretário, o repasse de recursos aconteceria diretamente da União aos estados e os custos de articulação e gestão com os municípios seriam assumidos pelas próprias unidades da federação. Dados da Organização Pan-americana da Saúde (OPAS) apontam que, desde que Cuba decidiu encerrar o acordo, mais de 1,3 mil profissionais cubanos já deixaram seus postos de trabalho e retornaram ao país de origem.

  • Mais de 96% das vagas do Mais Médicos estão preenchidas

    Foto: José Cruz | Agência Brasil Foto: José Cruz | Agência Brasil
    Por Juliana Rodrigues

    26/11/2018 - 10:30

    De acordo com o Ministério da Saúde, até as 17h de ontem (25) já havia mais de 29,7 mil inscritos

    O Ministério da Saúde informou ontem (25) que 96,6% das vagas do programa Mais Médicos foram preenchidas. De acordo com a pasta, até as 17h de ontem, mais de 29,7 mil profissionais com registro do Conselho Regional de Medicina (CRM) no Brasil estavam inscritos, dos quais 20,7 mil tiveram a inscrição efetivada e 8,2 mil já estão alocados nos municípios em que vão atuar. As inscrições no Mais Médicos seguem até o dia 7 de dezembro. Os profissionais devem se apresentar aos municípios até 14 de dezembro. No ato da apresentação, o médico deve entregar todos os documentos exigidos no edital.

  • Postos de saúde em Barreiras fecham após saída de médicos cubanos

    Foto: Reprodução / TV Sudoeste Foto: Reprodução / TV Sudoeste
    Por Juliana Rodrigues

    22/11/2018 - 12:30

    De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, a população será redirecionada para outras 18 unidades

    Após a saída dos médicos cubanos que atuavam no Brasil pelo programa Mais Médicos, oito postos de saúde do município de Barreiras, no oeste da Bahia, suspenderam o atendimento à população. As equipes das unidades eram formadas por profissionais de Cuba, que começaram a deixar o estado nesta semana. Uma das unidades foi o posto de saúde Clara Cecília, onde, na manhã de ontem (21), foi colocado um cartaz com a mensagem "estaremos sem atendimento médico nesta unidade por tempo indeterminado". De acordo com a Secretaria de Saúde de Barreiras, a população será redirecionada para outras 18 unidades do município. Os oito postos receberão novos profissionais após o credenciamento do programa Mais Médicos, que é realizado até domingo (25).

  • Bahia: Edital do Mais Médicos tem 853 vagas para estado

    Foto: Reprodução Foto: Reprodução
    Por Juliana Rodrigues

    20/11/2018 - 13:30

    Inscrições começam na quarta-feira (21); confira lista de municípios e vagas no edital

    O edital para o programa Mais Médicos, publicado no Diário Oficial da União, na manhã desta terça-feira (20), tem 853 vagas distribuídas entre 323 municípios baianos. As inscrições começam na quarta-feira (21), a partirdas 8h, e seguem até o domingo (25). As vagas foram abertas com objetivo de substituir médicos cubanos que deixaram o Mais Médicos. Elas podem ser ocupadas por profissionais brasileiros ou estrangeiros que tenham registro no CRM do Brasil. Os interessados devem acessar o site do programa para fazer a inscrição. No edital, é possível ver o número de vagas por cada cidade. Ao se inscrever, o profissional deve escolher um município para a atuação. O salário é de R$ 11.800. A maioria das cidades baianas que estão listadas foram classificadas como perfil de extrema pobreza e áreas vulneráveis. Para a capital, são oferecidas duas vagas. Os médicos devem inicar as atividades a partir do dia 3 de dezembro. No entanto, a data-limite para o início é 7 de dezembro. Segundo o Diário,  caso haja vagas remanescentes, um segundo edital será lançado na próxima terça (27). No total, são 8,5 mil vagas para todo o país.

  • Seleção para preencher vagas de médicos cubanos será ainda neste mês

    Foto: Reprodução Foto: Reprodução
    Por Marina Hortélio

    17/11/2018 - 10:30

    A expectativa é de que os médicos brasileiros escolhidos nesta nova etapa comecem a trabalhar nos municípios imediatamente após a seleção

    O Ministério da Saúde informou hoje (16) que a seleção para contratar profissionais brasileiros em substituição aos cubanos que fazem parte do Programa Mais Médicos vai acontecer ainda neste mês. A proposta do edital para preencher as 8.332 vagas deixadas pelos médicos cubanos vai ser definida hoje (16) pela pasta. A medida é pauta da reunião do governo brasileiro com representantes da Opas (Organização Pan-Americana da Saúde), com quem é firmado convênio. De acordo com o Ministério, a expectativa é de que os médicos brasileiros selecionados nesta nova etapa comecem a trabalhar nos municípios imediatamente após a seleção. Na última quarta-feira (14), o governo cubano informou a saída do programa Maias Médicos do Brasil após declarações "ameaçadores e depreciativas" do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL), que anunciou mudanças "inaceitáveis" no projeto.

  • Ministério da Saúde lançará edital para ocupar vagas deixadas por cubanos no Mais Médicos

    Foto: Reprodução Foto: Reprodução
    Por Marina Hortélio

    14/11/2018 - 21:30

    Ministério da Saúde Pública de Cuba anunciou que vai deixar o programa Mais Médicos

    O Ministério da Saúde informou hoje (14) que vai lançar nos próximos dias um edital para convocar médicos para ocupar as vagas a serem deixadas pelos profissionais cubanos do programa Mais Médicos. Hoje (14), o Ministério da Saúde Pública de Cuba anunciou que vai deixar o programa Mais Médicos, criado no governo Dilma. De acordo com Cuba, a decisão foi influenciada pelas "declarações ameaçadoras e depreciativas" do presidente eleito Jair Bolsonaro. Em nota, a pasta afirmou que trabalha desde 2016 para diminuir o número de profissionais cubanos no programa Mais Médicos. De acordo com o Ministério, naquele ano havia 11,4 mil cubanos nos Mais Médicos. Atualmente, os profissionais de Cuba ocupam 8.332 das 18.240 vagas do programa.

  • Novembro Azul: Prefeitura de Caetité lançará a campanha em favor da saúde do homem

    Foto: Divulgação | Ascom PMC Foto: Divulgação | Ascom PMC
    01/11/2018 - 17:20

    Cuidar da saúde também é coisa de homem!

    A Prefeitura de Caetité, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, lançará oficialmente, na quarta-feira (07/11), a campanha Novembro Azul dedicada à prevenção do câncer de próstata e em favor da saúde integral do homem. O evento de lançamento acontecerá no Centro de Atendimento Especializado – CAE III, localizado à Rua Rui Barbosa (Centro), a partir das 18h. A programação do evento de abertura da Campanha Novembro Azul com o tema “Venha se você for homem!” chama a atenção do público alvo para os cuidados com a saúde. Na oportunidade, serão realizados atendimentos médico, odontológico, nutricional, de enfermagem, psicológico, serviços de vacinação, atualização do Cartão do SUS, além de marcação de consultas urológicas. O evento também contará com apresentações culturais e área de jogos. A coordenadora do CAE III, a enfermeira Josimara Aguiar, informa sobre os procedimentos para a realização das consultas. “A equipe do CAE III já está fazendo o pré-agendamento para o atendimento do dia 07, mas para aquele que não for possível fazê-lo anteriormente, vamos acolher no dia do evento e será realizado o atendimento normalmente. Solicitamos que os homens levem o RG, cartão do SUS e de vacina e comprovante de residência”, explicou. Segundo a secretária de Saúde, Cynthia Lopes, as ações que serão desenvolvidas durante o Novembro Azul mostram o compromisso da gestão com a saúde pública municipal e os cuidados com sua gente, aspectos prioritários da administração do prefeito Aldo Gondim. "O Novembro Azul é um grande movimento para promovermos reflexões importantes sobre a saúde do homem, alertar a população sobre o câncer de próstata, desmitificar informações erradas sobre a doença e acabar com o preconceito que muitos ainda têm sobre a prevenção do problema. A saúde pública é uma questão de interesse coletivo e a Prefeitura de Caetité tem feito sua parte", afirmou Cynthia Lopes. Câncer de Próstata: De acordo com o Ministério da Saúde, o câncer de próstata, tipo mais comum entre os homens, é a causa da morte de quase 29% da população masculina que desenvolve neoplasias malignas. Dados do Instituto Nacional do Câncer apontam que um homem morre a cada 38 minutos devido a esse tipo de doença no Brasil.

  • Sétimo caso de Calazar é confirmado em Carinhanha

    Foto: Reprodução | Alerta Bahia Foto: Reprodução | Alerta Bahia
    31/10/2018 - 16:30

    Mais um caso de Leishmaniose Visceral – o sétimo – foi registrado na cidade de Carinhanha, este caso, no Bairro São Francisco. O caso foi confirmado pela Secretaria Municipal de Saúde na última quinta-feira (25). De acordo com o coordenador de vigilância a saúde sanitária e epidemiológica, Valternan Almeida, em entrevista ao Alerta Bahia, diversas providências estão sendo tomadas por parte do setor, entre elas a termonebulização que vem ocorrendo em toda cidade, interrompida em alguns dias por conta das chuvas, mas que pretende finalizar toda área o mais rápido, os testes em cães, também captura dos animais soltos nas ruas, borrifação, entre outros. Conforme dados fornecidos pela Secretaria Municipal de Saúde, de (19) de julho à (26) de outubro deste ano, foram trabalhadas 2258 residências, entre elas 1529 não tinha cães, 729 tinha o animal. Durante todo serviço, foram realizados 953 testes, com 664 negativos e 290 cães suspeitos. Ainda segundo a secretaria, foram realizados (05) procedimentos de pesquisa entomológica e (03) borrifações.

  • Homem quebra o pênis durante relação sexual em Livramento de Nossa Senhora

    Foto: Reprodução | Achei Sudoeste Foto: Reprodução | Achei Sudoeste
    18/10/2018 - 08:00

    No último dia 06 de outubro, um homem – cuja identidade não foi divulgada – quebrou o pênis durante relação sexual com uma mulher. O caso aconteceu na cidade de Livramento de Nossa Senhora. Segundo o site Achei Sudoeste, o homem teria tomado um estimulante para obter um desempenho sexual satisfatório, mas durante o ato acabou tendo uma fratura órgão genital. Ele perdeu muito sangue, foi socorrido e encaminhado ao Hospital Municipal de Livramento de Nossa Senhora, de onde foi transferido para uma unidade de saúde em Salvador, local onde foi submetido a três cirurgias. Ele está internado e não há informações atualizadas sobre o seu estado de saúde

  • Bahia tem 81 municípios sob risco de epidemia de dengue

    Foto: Reprodução Foto: Reprodução
    Por Juliana Rodrigues

    17/10/2018 - 10:40

    Dados são do mais recente Levantamento Rápido de Índice para Aedes aegypti (LIRAa) da Sesab

    A Bahia tem 81 cidades com risco de epidemia de dengue, o que representa quase 20% dos municípios do estado. Os dados são do mais recente Levantamento Rápido de Índice para Aedes aegypti (LIRAa), divulgado ontem (16) pela Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab), e foram coletados entre julho e setembro de 2018. O risco de epidemia acontece porque os 81 municípios têm índice de infestação predial acima de 4%, o que é considerado um sinal de alerta, de acordo com a classificação do Ministério da Saúde. A cidade com maior índice de infestação é Jaguarari, no Centro-Norte da Bahia, com 16%. Em seguida, aparecem Jeremoabo (15%), no Nordeste; Senhor do Bonfim (13,1%), no Centro-Norte; Valente (12,5%), no Nordeste; e Itabuna (12,3%), no Sul. De acordo com levantamento do jornal Correio, 57 das 81 cidades sob risco de epidemia estão em estado de emergência devido à estiagem, e uma por causa da seca.

  • Carinhanha: Secretaria Municipal de Saúde confirma surto de Leishmaniose Visceral (Calazar)

    Foto: Reprodução Foto: Reprodução
    16/10/2018 - 11:00

    Após 6 casos confirmados de Leishmaniose Visceral (Calazar) nos últimos 3 meses, um deles resultando na morte do paciente diagnosticado com a doença, o secretário de saúde do município de Carinhanha, Avalcir Brito, e o coordenador de vigilância a saúde epidemiológica e sanitária, Valternan Almeida, confirmaram o surto da doença na sede município em entrevista à um programa jornalístico da rádio Pontal FM. Como medida para conter o avanço da doença, Avalcir Brito informou que a administração municipal já autorizou a contratação de material para borrifação em toda cidade e que foram intensificados os testes rápidos em cães. Inclusive, foi disponibilizado à população um telefone para o disk denúncia da vigilância sanitária, caso algum popular suspeite de um cão com a doença. Basta entrar em contato através do telefone (77) 9 9943-4461 e uma equipe irá até o local. De acordo com Valternan, é preciso que a comunidade ajude a vigilância, pois de 660 testes rápidos realizados, 206 deram positivo. Veja como a população pode ajudar: É importante que limpem os quintais, e não deixe excesso de umidade, pois o mosquito flebótomo, conhecido como “mosquito Palha” gosta de ambientes com essas características; Leve seu animal a sede da vigilância sanitária para que seja realizado o teste rápido, para assim saber se o seu cão está ou não infectado. Se caso o teste rápido dê positivo em seu cão, será feito outro mais avançado, se confirmar, entregue o animal para a vigilância. O animal com a doença apresenta os seguintes sintomas: queda de cabelo, unhas grande, olhos avermelhados, preguiça, ferida no focinho, são sintomas do calazar no seu bicho, portanto se notou qualquer um desses no seu cão, procure a vigilância. As informações são do Alerta Bahia.

  • Setembro Amarelo: psicóloga fala sobre a prevenção ao suicídio

    Foto: Divulgação Foto: Divulgação
    Por Willian Silva

    25/09/2018 - 16:30

    A cor amarela é em homenagem a um jovem de 17 anos que tirou a vida enquanto guiava um carro amarelo, nos Estados Unidos, em 1994

    Setembro é o mês dedicado a um tema de extrema relevância e que tem deixado muita gente preocupada. É a questão do suicídio, assunto que, volta e meia, é mostrado em notícias quando alguém resolve dar fim em sua própria vida. O Sudoeste Bahia entrevistou a psicóloga caetiteense Elizama Oliveira, que trouxe à luz algumas dúvidas levantadas e que poderão ajudar a quem precise, já que todos podem ajudar a salvar uma vida. Muita gente procura uma definição para o suicídio e o porquê dela acontecer. Questionada sobre isso, a psicóloga diz que “não há definição mais clara do que o ato da pessoa produzir a sua própria morte, como uma forma de lidar com o sofrimento e revelar desesperança diante da vida. E, como podemos imaginar, sim, o desejo não é genuíno, a morte se torna opção por não saber lidar com a vida, por a vida perder o sentido, por a vida se tornar tão dolorosa ao ponto de perder a razão da existência, por perder a esperança do 'sol nascer apesar da escuridão da noite'. É aí que surge, a necessidade de um acompanhamento profissional, pois geralmente, a pessoa com pensamentos ou ideações suicidas se perde em suas próprias crenças e concepções distorcidas da realidade, e especialmente sobre sua própria vida.” A Igreja, seja ela Católica ou Evangélica, ainda se abstém de falar em suicídio. Talvez o fato se dê mais por se manter concepções sem fundamento científico algum ou por ainda não saberem lidar com situações extremas, como a depressão que de alguma forma ainda leva ao suicídio.

    Não raros os casos de líderes cristãos que tiram a sua vida, em razão de pressões. Sobre o fato, Oliveira cita que é um tabu se tratar da morte por diversos fatos, entre eles, pelo fato de a morte ser algo irreversível. “O tabu nas instituições religiosas talvez seja: a) em decorrência de manterem essa ideia (concepção já invalidada pela ciência) de só de falar sobre suicídio pode estar incentivando a prática; b) talvez por não saberem lidar com uma temática tão desafiadora; c) ou por ser um tema que gera estigma, rejeição nos contextos religiosos por considerarem “pecado”. O mais importante é desmistificarmos o suicídio, no sentido, de promovermos acolhimento à pessoa em sofrimento, direcionando-a para um tratamento adequado com profissionais específicos, mas também ampliarmos os nossos horizontes, ao refletirmos que não estamos isentos de sofrimento enquanto ser humano e talvez até seria contraditório as religiões - instituições essas que de forma geral, promove aprimoramento espiritual e moral nos indivíduos - não abrirem os “braços” para defender a bandeira contra o suicídio. "Muita gente acusa as tecnologias de serem os causadores de tantos suicídios. Segundo Elizama, sempre existiu o problema, mesmo em cidades pequenas em que não haviam sequer telefonia o TV. Mas, é fato, que estas ditas tecnologias também influenciam para que haja casos de suicídio. “Por outro lado, não podemos negligenciar os impactos midiáticos nos nossos comportamentos, principalmente considerando o ser humano como um ser social e que modela seu comportamento a partir do ambiente em que está inserido. Hoje em dia, temos o youtube, que tem sido um local de influências inúmeras - especialmente para crianças e jovens – e onde pessoas aprendem a como se vestir, o que ler, como fazer um trabalho, sobre os “5 passos para a felicidade”, mas também sobre aqueles comportamentos inadequados ou prejudiciais a sua saúde e vida. Por isso, acredito que precisamos nos atentar as redes sociais e canais midiáticos pois podem influenciar pensamentos, visões de mundo e comportamentos da pessoa, todavia não podemos partir do pressuposto que “uma coisa causa a outra”. Outro ponto abordado foi como identificar os “sintomas” – também conhecido como gatilhos – de quem está planejando o suicídio. “Sobre os sinais de alerta, podemos destacar a) isolamento; b) abuso de álcool e drogas; c) mudanças abruptas de comportamento; d) declarações de amor inesperadas; e) uso de expressões como “pode ser tarde”, “não vou dar mais trabalho”, “eu preferia estar morto”, “eu não posso fazer nada”, “eu não aguento mais”, “eu sou um perdedor e um peso pros outros”, “os outros vão ser mais felizes sem mim”; f) “falsa calmaria”, quando a pessoa que sempre falou que ia se matar, parou de comunicar de uma hora para outra, etc; g) e de forma geral, o regra das 4d ”: depressão, desesperança, desamparo e desespero.” Um dado alarmante trazida pela profissional da Psicologia é a quantidade de casos de suicídios registrados pela Organização Mundial de Saúde (OMS). Segundo Elizama, a OMS informou que, aproximadamente, 1 milhão de pessoas morrem por suicídio a cada ano. É a terceira causa de morte entre jovens e o Brasil ocupa o oitavo lugar no ranking mundial. As taxas do suicídio têm aumentado gradativamente no Brasil (73 %) entre 2000 e 2016, sendo as maiores taxas de crescimento entre jovens e idosos, do acordo com o ministério da saúde. No mundo, o suicídio acomete mais de 800 mil pessoas, segundo a organização mundial da saúde (OMS) e é a segunda causa de morte no planeta entre jovens de 15 a 29 anos. Outra preocupação é o pouco suporte que o Governo Federal oferece para que os casos de suicídio diminuam. “O suicídio é uma questão de saúde pública, apesar de talvez não ter recebido todo o suporte que merece. Todavia, temos hoje grupos de ajuda e assistência como o centro de valorização da vida-CVV (https://www.cvv.org.br/), que atende pessoas com depressão e tendência suicida, através de serviço de apoio por telefone (188) para todas as pessoas que queiram ou precisem conversar sobre suicídio, mediante atendimento gratuito, para todo o Brasil - termo de cooperação entre o CVV e o Ministério da Saúde.  Entretanto, devemos promover medidas preventivas no combate ao suicídio, através de programas de saúde mental (promoção, prevenção, intervenção). Para enfatizarmos a importância de qualquer pessoa, em qualquer idade, cuidar da sua saúde mental e procurar assistência profissional (psicólogo, psiquiatra), no decorrer da vida, não só quando o suicídio é uma opção iminente, mas desde antes quando sintomas disfuncionais e destrutivos para a saúde mental venham fazer parte da vida da pessoa. E finalizando, Elizama deixa algo importante para quem se depara com alguém que planeja terminar o seu viver. “1) ouça a pessoa, mostre respeito e que entende seus sentimentos.; 2) converse sobre o sofrimento, escolha um lugar adequado, reserve um tempo e estabeleça um diálogo de confiança; 3) converse sobre suicídio, havendo abertura, questione sobre intenções suicidas, gradativamente e com calma, pois perguntar sobre suicídio previne suicídio; 4) converse sobre as razões para viver, algo que possa alimentar a esperança e renovar as forças.; 5) proteja a pessoa - nunca deixe a pessoa sozinha, afaste armas, veneno, facas ou cordas. 6) estimule a pessoa a buscar ajuda profissional, pois há intervenções que farão com que a pessoa veja que viver é a melhor opção. Enfim, falar sobre suicídio é um passo muito importante para salvarmos vidas. Viver é a melhor opção. Vamos fazer parte dessa equipe na luta pela vida.”

    CONTINUE LENDO
  • Doenças ligadas à falta de saneamento atingem metade dos municípios baianos

    Foto: Reprodução Foto: Reprodução
    19/09/2018 - 14:00

    Segundo o IBGE, dengue e diarreia são as mais relatadas; número é maior do que a média nacional

    Mais da metade dos municípios baianos registra ocorrências de endemias e epidemias ligadas à falta de saneamento básico, de acordo com informações do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Das 417 prefeituras, 216 (51,8% do total) apresentam o problema. As doenças do tipo mais registradas na Bahia são dengue, em 75% dos municípios, e diarreia, citada por 68,5% das cidades. O número é maior do que a média nacional, que é de 34,7% dos 5.570 municípios. Já em relação ao Nordeste, embora esteja abaixo da média regional, o porcentual baiano ainda é maior do que os do Maranhão (37,8%) e Piauí (37,1%). Os estados que registram menor índice de endemias e epidemias ligadas ao saneamento são Santa Catarina (11,2%) e Rio Grande do Sul (9,7%). Apesar da alta taxa de doenças, apenas 9,4% dos municípios baianos dispõem de uma Política Municipal de Saneamento Básico e um Plano Municipal de Saneamento Básico, instrumentos considerados essenciais para a gestão do setor e redução dos números.

  • Campanha de vacinação contra poliomielite e sarampo é prorrogada até sexta-feira

    Foto: Mateus Pereira | GOVBA Foto: Mateus Pereira | GOVBA
    Por Lara Ferreira

    17/09/2018 - 20:00

    O objetivo é imunizar 95% das crianças baianas de um a cinco anos

    A campanha de vacinação contra a poliomielite e o sarampo foi prorrogada até sexta-feira (21) na Bahia. O objetivo é imunizar 95% das crianças entre um e cinco anos no estado. Até agora, 92,57% foram vacinados. De acordo com o G1, o coordenador do Programa Estadual de Imunização, Ramon Saavedra, explicou que a orientação é de que os municípios que ainda não alcançaram a meta continuem a ação. Até o momento, 131 cidades ainda não atingiram o total de 95%. Em números, 785.585 crianças tomaram a dose contra a poliomielite e 786.274 contra o sarampo. O objetivo é de 849.361 para cada vacina. 

  • Câncer no Brasil pode ter alta de quase 80% dentro de 20 anos

    Foto: Reprodução Foto: Reprodução
    Por Juliana Rodrigues

    13/09/2018 - 12:00

    Segundo entidade ligada à OMS, registros da doença tendem a aumentar no país

    O número de casos de câncer no Brasil pode sofrer um aumento de 78,5% nos próximos 20 anos, segundo projeções da Agência para a Pesquisa do Câncer, entidade ligada à Organização Mundial da Saúde (OMS). A previsão é de que 998 mil novos casos da doença sejam registrados no país até 2040. Atualmente, o tipo de tumor mais frequente no país é o de mama, que apresenta incidência de 85,6 mil casos e corresponde a 15,3% do total. O segundo mais prevalente é o de próstata, com 84,9 mil ocorrências. Este último tipo também é o mais letal no país. De acordo com a entidade, 18,1 milhões de novos casos serão registrados ainda este ano em todo o mundo. Um em cada cinco homens e uma em cada seis mulheres vão desenvolver a doença durante suas vidas. Quanto à taxa de mortalidade, um em cada oito homens e uma em cada onze mulheres serão vitimados pelo câncer.

  • Sobe para 31 número de mortes pela gripe H1N1 na Bahia

    Foto: Reprodução Foto: Reprodução
    Por Juliana Rodrigues

    11/09/2018 - 11:00

    Segundo a Sesab, 250 casos da doença foram registrados até o final de agosto

    O número de mortes provocadas pela gripe H1N1 na Bahia subiu para 31, segundo balanço divulgado ontem pela Secretaria de Saúde do Estado (Sesab) com dados coletados até 25 de agosto. No levantamento anterior, que cobria notificações registradas até o dia 15 do mesmo mês, eram 29 casos. As mortes aconteceram em 18 cidades baianas. De acorco com o mesmo boletim, o número de casos de H1N1 subiu de 246 para 250. O balanço geral dos registros de gripe, que inclui também os tipos H3 sazonal, A e B, aponta que a Bahia teve 350 ocorrências da doença, no total. De acordo com o Ministério da Saúde, durante a campanha de vacinação contra o vírus, realizada em junho, a Bahia atingiu 89,6% do público-alvo. A meta era vacinar 90%. Mais de 4 milhões de doses foram distribuídas no estado.

  • Mais Médicos terá nova regra para distribuição de vagas entre municípios

    Foto: Divulgação Foto: Divulgação
    Por Alexandre Galvão

    05/09/2018 - 10:00

    Cidades que hoje têm profissionais do programa podem, aos poucos, ganhar ou perder vagas para outros municípios

    Um dos programas mais conhecidos na área da saúde, o Mais Médicos deve passar por mudanças ainda neste mês que vão alterar a distribuição de profissionais entre os municípios. A medida desencadeou a oposição de prefeituras que temem ver reduzido o número de especialistas. Segundo o ministro da Saúde, Gilberto Occhi, a pasta finaliza uma portaria que estabelece novos critérios para o cálculo de quantos médicos cada município conveniado tem direito a receber. Com isso, cidades que hoje têm médicos do programa podem, aos poucos, ganhar ou perder vagas para outras. Inicialmente, a proposta é adotar nove critérios e, a partir deles, estabelecer uma pontuação e um ranking de municípios prioritários.

  • Campanha de vacinação contra sarampo e pólio termina na sexta

    Foto: Marcelo Camargo | Agência Brasil Foto: Marcelo Camargo | Agência Brasil
    Por Alexandre Galvão

    27/08/2018 - 15:00

    No caso da pólio, as crianças que não tomaram nenhuma dose ao longo da vida vão receber a vacina injetável

    A Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite e o Sarampo termina na próxima sexta-feira (31). Todas as crianças com idade entre 1 ano e menores de 5 anos devem receber as doses, independentemente da situação vacinal. Dados do Ministério da Saúde mostram que 4,1 milhões de crianças em todo país ainda precisam ser imunizadas. De acordo com a pasta, até a última sexta-feira (24), 62% do público-alvo havia sido vacinado. Foram aplicadas, ao todo, mais de 14 milhões de doses – cerca de 7 milhões de cada. A meta do governo federal é vacinar pelo menos 95% das 11,2 milhões de crianças na faixa etária estabelecida e criar uma barreira sanitária de proteção da população. Este ano, a vacinação será feita de forma indiscriminada, o que significa que, mesmo as crianças que já estão com esquema vacinal completo, devem ser levadas aos postos de saúde para receber mais um reforço. No caso da pólio, as crianças que não tomaram nenhuma dose ao longo da vida vão receber a vacina injetável e as que já tomaram uma ou mais doses devem receber a oral. Para o sarampo, todas as crianças com idade entre um ano e menores de 5 anos vão receber uma dose da tríplice viral, desde que não tenham sido vacinadas nos últimos 30 dias.

  • Vitória da Conquista: Serviço de radioterapia será implantado no HGVC

    Foto: Marcos Oliveira | Sudoeste Bahia Foto: Marcos Oliveira | Sudoeste Bahia
    24/08/2018 - 08:00

    O serviço de radioterapia será implantado no Hospital Geral de Vitória da Conquista (HGVC). A ordem de serviço foi assinada nesta quinta-feira (23) pelo secretário da Saúde do Estado, Fábio Vilas-Boas, e por representantes do Ministério da Saúde. Serão investidos cerca de R$9 milhões entre obras e equipamentos e a unidade oncológica começa a funcionar em setembro de 2019, conforme o gestor estadual. Por ano, o acelerador linear tem capacidade para realizar 43 mil sessões em pacientes oncológicos, contribuindo para aliviar as dores e melhorar a qualidade de vida dos pacientes oncológicos. Ainda de acordo com o secretário da Saúde, a SESAB quer levar o tratamento oncológico para mais perto do cidadão que mora no interior do Estado. “Com técnicas mais modernas que a medicina hoje dispõe, é possível diagnosticar e tratar mais precocemente os diversos tipos de câncer.