BUSCA PELA CATEGORIA "ECONOMIA"

  • Auxílio emergencial deve ser prorrogado, mas valor será debatido, afirma Maia

    Foto: Willian Silva | Sudoeste Bahia Foto: Willian Silva | Sudoeste Bahia
    Por Luciana Freire

    29/05/2020 - 07:00


    Benefício foi planejado inicialmente para durar três meses, com término em julho

    ECONOMIA

    - O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse hoje (28) que acha "muito difícil" que o auxílio emergencial para informais não seja prorrogado por mais três meses depois de junho. No entanto, o valor de R$ 600 será discutido. A informação foi divulgada pelo jornal O Globo. "Acho muito difícil que não seja prorrogado. A gente sabe o custo. Eu tenho medo de redução do custo do auxílio emergencial, o que isso impacta na reação das pessoas. Não é uma decisão simples. Prorrogar acho que é um consenso. O que vai se debater é o valor", afirmou o presidente da Câmara. O valor do auxílio emergencial é definido pelo Congresso Nacional a proposta inicial era um auxílio de R$ 200, parlamentares defenderam o aumento para R$ 600. O governo ainda não definiu uma proposta para a prorrogação.

  • Gasolina fica 12% mais cara nas refinarias da Petrobras nesta quinta

    Foto: Marcos Oliveira | Sudoeste Bahia Foto: Marcos Oliveira | Sudoeste Bahia
    Por Kamille Martinho

    21/05/2020 - 06:00


    Esta é a terceira alta de maio e reflete uma recuperação recente das cotações do petróleo e seus derivados no mercado externo

    ECONOMIA

    - A Petrobras aumentará os preços médios da gasolina em suas refinarias em 12% a partir de amanha (21). Esta é a terceira alta de maio e reflete uma recuperação recente das cotações do petróleo e seus derivados no mercado externo. As outras atualizações no preço da gasolina vendida pela estatal às distribuidoras neste mês ocorreram nos dias 7 e 14, de 12% e 10%, respectivamente. Os reajustes ocorrem após o preço do petróleo Brent, referência internacional, ter avançado também cerca de 40% em maio, reagindo a cortes de produção de grandes produtores e a um relaxamento de medidas de isolamento contra o coronavírus em países da Europa e nos Estados Unidos. A estatal também já informou um reajuse no diesel de 8% aplicado a partir da última terça-feira (19).

  • Petrobras aumenta em 10% preço da gasolina nas refinarias

    Foto: Marcos Oliveira | Sudoeste Bahia Foto: Marcos Oliveira | Sudoeste Bahia
    13/05/2020 - 18:05


    Medida entra em vigor a partir desta quinta (14); valor do diesel não será alterado

    ECONOMIA

    - A Petrobras informou hoje (13) que vai aumentar o preço da gasolina nas refinarias em 10% a partir de amanhã (14). O valor do diesel não será alterado. O aumento se dá num cenário de recuperação recente dos preços do barril do petróleo no mercado internacional com novos sinais de corte na produção. Na semana passada, a alta foi de 12%. Este é o segundo aumento consecutivo no preço da gasolina. A Arábia Saudita anunciou na segunda-feira (11) que aumentará os cortes em mais 1 milhão de barris por dia (bpd) no mês que vem, passando a ter uma redução total de 7,5 milhões de bpd. Emirados Árabes Unidos e Kuweit também prometeram novos cortes de produção.

  • Petrobras anuncia aumento de 12% nos preços da gasolina

    Foto: Marcos Oliveira | Sudoeste Bahia Foto: Marcos Oliveira | Sudoeste Bahia
    Por Luciana Freire

    06/05/2020 - 21:00


    Novos valores passam a vigorar a partir desta quinta (07)

    ECONOMIA

    - Com a recuperação da cotação do petróleo no mercado internacional e a disparada do câmbio, a Petrobras anunciou hoje (06) o aumento dos preços da gasolina no país. O reajuste médio nas refinarias será de 12%, ou, em média, R$ 0,1097 por litro. Os novos valores passam a vigorar amanhã (07). Esta é a segunda vez que a Petrobras aumenta os preços da gasolina no ano. No dia 20 de fevereiro o reajuste foi de 3%, que foi seguido por sucessivas reduções após o início do isolamento social, que fez a demanda despencar, e da crise internacional do petróleo. Nos últimos dias, o barril do tipo Brent, referência no mercado internacional, começou a recuperar valor após tombo histórico. Ele é negociado hoje a US$ 28,95. No câmbio, do dia 1º de abril até 5 de maio, a valorização do dólar foi de 7,92%, passando de R$ 5,262 para R$ 5,679. Segundo Sérgio Araujo, presidente da Associação Brasileira dos Importadores de Combustíveis (Abicom), o reajuste é natural e, na sua opinião, menor que o esperado.

  • Guedes afirma que país pode emitir moeda se houver desemprego em massa

    Foto: Marcello Casal Jr. | Agência Brasil Foto: Marcello Casal Jr. | Agência Brasil
    Por Kamille Martinho

    30/04/2020 - 13:50


    Guedes ainda disse que o bom economista não tem dogmas e se ele tem boa formação é capaz de fazer essas mudanças

    ECONOMIA

    - O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou hoje (30) que o país pode emitir moeda para enfrentar a crise econômica se houver desemprego em massa, inflação perto de zero e "colapso" dos juros. "Se você cair em uma situação de desemprego em massa, de que inflação vai para 0% e juros colapsam existe a armadilha da liquidez tecnicamente. O BC pode emitir moeda e pode sim comprar a dívida interna. Se a taxa de juros for muito baixa ninguém quer comprar título longo e aí pode monetizar a dívida sem que haja impacto inflacionário. Estamos atentos a todas as possibilidades", disse durante audiência pública no Congresso Nacional. Guedes ainda disse que o bom economista não tem dogmas e se ele tem boa formação é capaz de fazer essas mudanças.

  • Governo propõe congelar salários de servidores em troca de verba extra a Estados e municípios

    Foto: Reprodução | Agência Brasil Foto: Reprodução | Agência Brasil
    Por Juliana Almirante

    13/04/2020 - 11:20


    Governo espera chegar a um acordo a fim de votar o projeto ainda hoje (13)

    ECONOMIA

    - A equipe econômica do governo federal vai propor um repasse extra de R$ 30 bilhões a R$ 40 bilhões a Estados e municípios, em meio à pandemia do coronavírus.  Em troca, os salários de servidores estaduais e municipais devem ser "congelados" por dois anos. A informação é do blog de Valdo Cruz, do G1. A proposta inclui também a suspensão de dívidas dos entes e compensações por perdas da arrecadação. De acordo com cálculos do Tesouro Nacional, o custo das medidas ficaria na faixa de R$ 150 bilhões a R$ 180 bilhões. Com essa proposição, o governo espera chegar a um acordo com a Câmara dos Deputados e governadores, a fim de votar o projeto ainda hoje (13).

  • Governo libera saque de R$ 1.045 do FGTS e extingue PIS-Pasep

    Foto: José Cruz | Agência Brasil Foto: José Cruz | Agência Brasil
    Por Juliana Rodrigues

    08/04/2020 - 08:00


    Recursos poderão ser sacados a partir de 15 de junho

    ECONOMIA

    - O governo federal extinguiu o PIS-Pasep e liberou o saque de R$ 1.045 por conta do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) a partir de 15 de junho. Uma medida provisória foi publicada em edição extra do Diário Oficial da União (DOU) no fim da noite de ontem (7). Segundo a MP, será preservado o patrimônio acumulado nas contas individuais dos participantes do Fundo PIS-Pasep?. O governo estima que há R$ 21 bilhões que não foram resgatados pela população após sucessivas campanhas relacionadas ao fundo. O Ministério da Economia pretende transferir esse montante para dar mais liquidez ao FGTS. Os recursos serão transferidos para a conta do FGTS em 31 de maio. De 15 de junho a 31 de dezembro, fica disponível o saque de até R$ 1.045 por trabalhador, devido à emergência de saúde pública causada pela pandemia do novo coronavírus. Os saques serão efetuados de acordo com cronograma de atendimento, critérios e forma estabelecidos pela Caixa Econômica Federal.

  • Governo vai permitir redução de até 70% do salário e da jornada do trabalho

    Foto: Reprodução Foto: Reprodução
    Por Juliana Almirante

    02/04/2020 - 10:00


    Quem tiver a jornada e o salário reduzidos vai receber um auxílio do governo proporcional ao valor do seguro-desemprego

    ECONOMIA

    - A Medida Provisória que permitirá a redução da jornada de trabalho com redução de salário foi anunciada pelo governo ontem (1º). A MP é uma das iniciativas para enfrentar a crise provocada pela pandemia do novo coronavírus. O governo prevê que a medida custe R$ 51 bilhões e vai atenderá a 24,5 milhões de trabalhadores. O governo estimava a demissão de 12 milhões de pessoas sem a MP e, com a medida, a projeção cairia para 3,2 milhões de trabalhadores. A redução salarial pode ser de 25%, 50% ou de 70% e vigorar por 90 dias. De acordo com o G1, o anúncio foi feito pelo secretário especial de Previdência do Ministério da Economia, Bruno Bianco. A medida permitirá a suspensão total do contrato de trabalho por dois meses com o pagamento integral pelo governo do seguro-desemprego. Quem tiver a jornada e o salário reduzidos vai receber um auxílio do governo proporcional ao valor do seguro-desemprego. O trabalhador não vai precisar solicitar o benefício. A empresa comunicará o governo, depois do acordo, e o benefício será pago diretamente na conta dele.

  • Petrobras reduz preço do gás residencial em 10%

    Foto: Marcos Oliveira | Sudoeste Bahia Foto: Marcos Oliveira | Sudoeste Bahia
    Por Luciana Freire

    30/03/2020 - 19:30


    Forte queda nos preços do petróleo no mercado internacional é em decorrência da crise mundial provocada pela pandemia de coronavírus

    ECONOMIA

    - Depois de baixar os preços da gasolina e do óleo diesel em suas refinarias na semana passada, a Petrobras anunciou hoje (30) que vai reduzir em 10% seus preços para todas as categorias de produtos de gás GLP a partir de amanhã (31). A redução vale para gás residencial e de botijão, além das categorias industrial e comercial. A forte queda nos preços do petróleo no mercado internacional em decorrência da crise mundial provocada pela pandemia de coronavírus, que reduziu a demanda por combustíveis. Com mais famílias em casa por conta das medidas para conter o vírus na maioria das cidades, houve aumento na procura por gás GLP em botijão usado principalmente na cozinha. Devido ao aumento na demanda, houve registro de falta do produto em algumas regiões. O presidente do Sindigás, Sérgio Bandeira de Mello, diz que não há risco de desabastecimento e orienta que as pessoas não façam estoques de gás, evitando sua falta no mercado.

  • Preço da gasolina cai 9,5% e do diesel 6,5% nas refinarias

    Foto: Marcos Oliveira | Sudoeste Bahia Foto: Marcos Oliveira | Sudoeste Bahia
    Por Luciana Freire

    12/03/2020 - 20:00


    Novos preços estarão em vigor a partir desta sexta-feira

    ECONOMIA

    - A crise econômica mundial causada pela pandemia do novo coronavírus e a disputa entre Rússia e Arábia Saudita sobre o nível de produção do petróleo fizeram baixar o preço dos combustíveis nas refinarias da Petrobras. De acordo com a estatal, a gasolina teve redução de 9,5% e o diesel, de 6,5%. A informação foi divulgada hoje (12). Os novos preços estarão em vigor a partir de amanhã (13) nas vendas às distribuidoras, mas os valores finais aos motoristas dependerão de cada posto, que acrescem impostos, taxas e custos com mão de obra. Além disso, o mercado brasileiro é baseado na livre concorrência, fazendo com que cada empresa cobre o que achar melhor, segundo explica a Petrobras. Segundo a pesquisa semanal da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), entre os dias 1º e 7 de março, os preços médios da gasolina ao consumidor no país era de R$ 4,531.

  • Nordeste fica com apenas 3% dos novos benefícios do Bolsa Família

    Foto: Reprodução Foto: Reprodução
    Por Juliana Almirante

    05/03/2020 - 08:00


    Cidades nordestinas concentram 36,8% das famílias em situação de pobreza ou extrema pobreza na fila de espera do programa

    ECONOMIA

    - As regiões Sul e Sudeste foram priorizadas na concessão de novos benefícios do Bolsa Família em janeiro, em detrimento da Região Nordeste, de acordo com reportagem do Estadão publicada hoje (5). As cidades nordestinas concentram 36,8% das famílias em situação de pobreza ou extrema pobreza na fila de espera do programa. De acordo com dados fornedicos pelo Ministério da Cidadania ao Congresso e obtidos pelo site, o Nordeste recebeu 3% dos novos benefícios, enquanto Sul e Sudeste responderam por 75% das novas concessões. A matéria revela que o número de novos benefícios concedidos em Santa Catarina foi o dobro do repassado à região nordestina inteira, cujos governadores são da oposição. Santa Catarina tem população oito vezes menor que a do Nordeste e é governada por Carlos Moisés, que é filiado PSL, sigla que o presidente Jair Bolsonaro deixou em novembro de 2019.

  • Comissão aprova projeto de liberalização do setor elétrico

    Foto: Reprodução Foto: Reprodução
    Por Luciana Freire

    03/03/2020 - 17:00


    Ele permite que em três anos e meio todos os consumidores possam comprar energia diretamente das empresas geradores

    ECONOMIA

    - A Comissão de Infraestrutura do Senado Federal aprovou hoje (3) o projeto de lei que estabelece um novo marco regulatório para o setor elétrico. Ele permite que em três anos e meio todos os consumidores possam comprar energia diretamente das empresas geradores com isso, poderão fazer parte do chamado mercado livre de energia. Atualmente só quem consome mais de 3 mil quilowatts (kW) por mês pode comprar energia diretamente de qualquer gerador. “O projeto garante a todos, independentemente da tensão ou potência, que tivesse a possibilidade de migrar para o mercado livre, obviamente mediante a regulamentação do órgão técnico apropriado, tanto o Ministério de Minas e Energia, quanto a Aneel [Agência Nacional de Energia Elétrica]”, afirmou o relator da proposta, senador Marcos Rogério (DEM-RO). Uma das maiores vantagens para quem adere essa forma de compra é a previsibilidade dos preços. Quem fecha um contrato sabe o quanto pagará pela energia que vai consumir durante toda a sua vigência.

  • Petrobras corta preço da gasolina e do diesel nas refinarias a partir de sábado

    Foto: Marcos Oliveira | Sudoeste Bahia Foto: Marcos Oliveira | Sudoeste Bahia
    Por Luciana Freire

    28/02/2020 - 16:00


    Estatal vai reduzir preço do diesel em 5% e da gasolina em 4% nas refinarias

    ECONOMIA

    - A Petrobras informou hoje (28) que vai reduzir o preço do diesel em 5% e da gasolina em 4% nas refinarias a partir de amanhã (29). A queda nos preços dos combustíveis ocorre após quedas expressivas do petróleo no mercado internacional, diante da ampliação de casos do coronavírus pelo mundo, em um movimento que traz temores sobre uma desaceleração da economia global e na demanda por combustíveis, destacou a agência Reuters. O repasse de ajustes dos combustíveis nas refinarias para o consumidor final nos postos, no entanto, não é imediato. Na semana passada, os preços dos combustíveis nos postos recuaram segundo dados divulgados da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

  • Petrobras anuncia aumento de 3% no preço médio da gasolina

    Foto: Marcos Oliveira | Sudoeste Bahia Foto: Marcos Oliveira | Sudoeste Bahia
    Por Luciana Freire

    19/02/2020 - 17:00


    Não foram revistos os preços do óleo diesel

    ECONOMIA

    - A Petrobras informou aos seus clientes hoje (19), o reajuste do preço da gasolina. O combustível vai ficar 3% mais caro em suas refinarias a partir da amanhã (20). Não foram revistos os preços do óleo diesel, informou a empresa por meio de sua assessoria de imprensa. De acordo com o consultor de Petróleo e Gás da FCStone, Thadeu Silva, o reajuste acompanha as altas do câmbio e da commodity no mercado internacional. A greve dos petroleiros entrou na sua terceira semana. Na última sexta-feira (14) o diretor-geral da Agência do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), Décio Oddone, disse que a greve não produziu impacto sobre a produção de petróleo e derivados da Petrobras. No entanto, o diretor demonstrou preocupação com a continuidade da operação das equipes.

  • Fila do Bolsa Família já tem 3,5 milhões de pessoas

    Foto: Reprodução | Agência Brasil Foto: Reprodução | Agência Brasil
    Por Kamille Martinho

    18/02/2020 - 18:30


    No final de janeiro, o Ministério da Cidadania informou que a lista de pedidos para entrar no programa seria três vezes menor: 494 mil famílias

    ECONOMIA

    - A fila de brasileiros que espera pelo Bolsa Família já chega a 3,5 milhões de pessoas. O número representa 1,5 milhão de famílias de baixa renda. Sem o dinheiro do programa social, a população voltou a bater à porta das prefeituras em busca de comida e outros auxílios. As informações são do jornal o Estado de São Paulo. No final de janeiro, o Ministério da Cidadania informou, por meio de Lei de Acesso à Informação (LAI), que a lista de pedidos para entrar no programa de transferência de renda seria três vezes menor, de 494 mil famílias. Em Surubim, a 120 quilômetros do Recife, no interior de Pernambuco, os pedidos de cestas básicas apresentados pela população pobre da cidade dobraram no segundo semestre do ano passado. Gestores do Bolsa Família do município avaliam que o crescimento da demanda por atendimentos na prefeitura se deve ao congelamento de novos benefícios do programa de transferência de renda do governo federal.

  • Governo reduz em 75% reingressos ao Bolsa Família

    Foto: Reprodução | Agência Brasil Foto: Reprodução | Agência Brasil
    Por Kamille Martinho

    15/02/2020 - 17:30


    Dados estão constam em planilha no portal de respostas da Lei de Acesso à Informação

    ECONOMIA

    O governo federal fechou a porta nos últimos sete meses de 2019 para quem pediu reingresso no programa Bolsa Família. Uma planilha no portal de respostas da Lei de Acesso à Informação revela que, de junho a dezembro do ano passado, não houve qualquer reinclusão. Segundo o UOL, A situação levou a uma queda de 74,5% no número de reingressos em comparação ao ano anterior. Em 2018, 1,08 milhão de pessoas voltaram ao programa, seja por perda de renda na família que a faz solicitar reingresso, seja por saída causada por algum problema no cadastro. Como só houve reinclusões até maio, em 2019 esse número despencou e fechou o ano em apenas 276 mil.

  • Guedes diz que enviará proposta da reforma tributária em duas semanas

    Foto: Valter Campanato | Agência Brasil Foto: Valter Campanato | Agência Brasil
    Por Luciana Freire

    13/02/2020 - 08:00


    ECONOMIA

    - O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou hoje (12) que o governo deve enviar ao Congresso Nacional proposta para a reforma tributária em duas semanas. O projeto propõe a criação do Imposto sobre Valor Agregado (IVA), com unificação de tributos sobre consumo. O ministro participou hoje de reunião extraordinária com secretários estaduais de fazenda, integrantes Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz). “Está indo super bem. Estamos mandando um IVA dual. Eles [os estados], por sua vez, tem as propostas de como fazer a deles. Vamos mandar a nossa, mas acoplável. Começa em duas semanas, está chegando um pedaço, que é o IVA dual, vamos entrar com PIS, Cofins, e vai andar tudo direitinho”, disse o ministro após a reunião.

  • Petrobras reduz preços do gás de cozinha em 3%

    Foto: Paulo Haran | Sudoeste Bahia Foto: Paulo Haran | Sudoeste Bahia
    Por Luciana Freire

    08/02/2020 - 07:00


    ECONOMIA

    - A Petrobras vai reduzir os preços do GLP, para uso residencial nos botijões de 13 quilos e para uso industrial e comercial em 3% a partir deste sábado (8), em suas refinarias e base. Com isso a redução de preços nas refinarias será da ordem de R$ 0,85 por botijão. Esta é a primeira alteração nos preços do GLP feita pela companhia neste ano. A última vez foi no dia 27 de dezembro do ano passado quando aumentou os preços do GLP em 5% em média. A estatal leva em conta o câmbio e as condições competitivas do mercado para formação de preços.

  • Petrobras anuncia mais uma redução do preço da gasolina e do diesel

    Foto: Marcos Oliveira | Sudoeste Bahia Foto: Marcos Oliveira | Sudoeste Bahia
    Por Luciana Freire

    05/02/2020 - 16:00


    ECONOMIA

    Esta é a quarta vez que a empresa abaixa os preços dos combustíveis

    A Petrobras informou aos clientes que vai reduzir os preços dos derivados em suas refinarias a partir de amanhã (6). O litro da gasolina vai custar 4,3% menos e o do óleo diesel, 4,4%. Isso significa que amanhã as distribuidoras vão comprar gasolina R$ 0,0756 mais barata e o diesel, R$ 0,0917. Em 30 de janeiro, quando o preço do petróleo, já estava em queda, a empresa já havia anunciado um corte.

  • Salário mínimo de R$ 1.045 passa a valer a partir de sábado

    Foto: Reprodução Foto: Reprodução
    Por Lara Curcino

    31/01/2020 - 10:00


    ECONOMIA

    A MP com o acréscimo foi assinada na quinta por Bolsonaro e publicada nesta sexta no DOU

    Foi publicada na edição de hoje (31) do Diário Oficial da União a medida provisória que aumenta o valor do salário mínimo de R$ 1.039 para R$ 1.045 a partir de amanhã. A MP foi assinada ontem pelo presidente Jair Bolsonaro. Em 31 de dezembro do ano passado, a medida provisória estipulou para 2020 o salário mínimo em R$ 1.039, baseado em uma projeção de inflação. O reajuste, no entanto, ficou abaixo da inflação oficial e foi corrigido. Com o acréscimo do salário mínimo, que em 2019 era R$ 998, o impacto estimado será de R$ 2,3 bilhões. O governo calcula que a cada R$ 1 a mais, a despesa total é de R$ 355,5 milhões.