BUSCA PELA CATEGORIA "ECONOMIA"

  • Governo reduz em 75% reingressos ao Bolsa Família

    Foto: Reprodução | Agência Brasil Foto: Reprodução | Agência Brasil
    Por Kamille Martinho

    15/02/2020 - 17:30


    Dados estão constam em planilha no portal de respostas da Lei de Acesso à Informação

    ECONOMIA

    O governo federal fechou a porta nos últimos sete meses de 2019 para quem pediu reingresso no programa Bolsa Família. Uma planilha no portal de respostas da Lei de Acesso à Informação revela que, de junho a dezembro do ano passado, não houve qualquer reinclusão. Segundo o UOL, A situação levou a uma queda de 74,5% no número de reingressos em comparação ao ano anterior. Em 2018, 1,08 milhão de pessoas voltaram ao programa, seja por perda de renda na família que a faz solicitar reingresso, seja por saída causada por algum problema no cadastro. Como só houve reinclusões até maio, em 2019 esse número despencou e fechou o ano em apenas 276 mil.

  • Guedes diz que enviará proposta da reforma tributária em duas semanas

    Foto: Valter Campanato | Agência Brasil Foto: Valter Campanato | Agência Brasil
    Por Luciana Freire

    13/02/2020 - 08:00


    ECONOMIA

    - O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou hoje (12) que o governo deve enviar ao Congresso Nacional proposta para a reforma tributária em duas semanas. O projeto propõe a criação do Imposto sobre Valor Agregado (IVA), com unificação de tributos sobre consumo. O ministro participou hoje de reunião extraordinária com secretários estaduais de fazenda, integrantes Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz). “Está indo super bem. Estamos mandando um IVA dual. Eles [os estados], por sua vez, tem as propostas de como fazer a deles. Vamos mandar a nossa, mas acoplável. Começa em duas semanas, está chegando um pedaço, que é o IVA dual, vamos entrar com PIS, Cofins, e vai andar tudo direitinho”, disse o ministro após a reunião.

  • Petrobras reduz preços do gás de cozinha em 3%

    Foto: Paulo Haran | Sudoeste Bahia Foto: Paulo Haran | Sudoeste Bahia
    Por Luciana Freire

    08/02/2020 - 07:00


    ECONOMIA

    - A Petrobras vai reduzir os preços do GLP, para uso residencial nos botijões de 13 quilos e para uso industrial e comercial em 3% a partir deste sábado (8), em suas refinarias e base. Com isso a redução de preços nas refinarias será da ordem de R$ 0,85 por botijão. Esta é a primeira alteração nos preços do GLP feita pela companhia neste ano. A última vez foi no dia 27 de dezembro do ano passado quando aumentou os preços do GLP em 5% em média. A estatal leva em conta o câmbio e as condições competitivas do mercado para formação de preços.

  • Petrobras anuncia mais uma redução do preço da gasolina e do diesel

    Foto: Marcos Oliveira | Sudoeste Bahia Foto: Marcos Oliveira | Sudoeste Bahia
    Por Luciana Freire

    05/02/2020 - 16:00


    ECONOMIA

    Esta é a quarta vez que a empresa abaixa os preços dos combustíveis

    A Petrobras informou aos clientes que vai reduzir os preços dos derivados em suas refinarias a partir de amanhã (6). O litro da gasolina vai custar 4,3% menos e o do óleo diesel, 4,4%. Isso significa que amanhã as distribuidoras vão comprar gasolina R$ 0,0756 mais barata e o diesel, R$ 0,0917. Em 30 de janeiro, quando o preço do petróleo, já estava em queda, a empresa já havia anunciado um corte.

  • Salário mínimo de R$ 1.045 passa a valer a partir de sábado

    Foto: Reprodução Foto: Reprodução
    Por Lara Curcino

    31/01/2020 - 10:00


    ECONOMIA

    A MP com o acréscimo foi assinada na quinta por Bolsonaro e publicada nesta sexta no DOU

    Foi publicada na edição de hoje (31) do Diário Oficial da União a medida provisória que aumenta o valor do salário mínimo de R$ 1.039 para R$ 1.045 a partir de amanhã. A MP foi assinada ontem pelo presidente Jair Bolsonaro. Em 31 de dezembro do ano passado, a medida provisória estipulou para 2020 o salário mínimo em R$ 1.039, baseado em uma projeção de inflação. O reajuste, no entanto, ficou abaixo da inflação oficial e foi corrigido. Com o acréscimo do salário mínimo, que em 2019 era R$ 998, o impacto estimado será de R$ 2,3 bilhões. O governo calcula que a cada R$ 1 a mais, a despesa total é de R$ 355,5 milhões.

  • Petrobras reduzirá em 3% valor de gasolina e diesel nas refinarias

    Foto: Marcos Oliveira | Sudoeste Bahia Foto: Marcos Oliveira | Sudoeste Bahia
    Por Luciana Freire

    30/01/2020 - 18:30


    ECONOMIA

    Redução acontece em meio ao recuo nas cotações de petróleo devido a temor que coronavírus desacelere demanda

    A Petrobras informou hoje (30) que vai reduzir o preço médio da gasolina e do diesel em 3% nas refinarias a partir de amanhã (31). A redução acontece em meio ao recuo nas cotações de petróleo. Este é o terceiro corte do ano. Na semana passada a empresa havia informado corte de 1,5% no valor da gasolina e de 4,1% no diesel e, no começo do mês, houve queda de 3% no valor de cada combustível na refinaria. O preço do barril do petróleo caiu cerca de 5% nesta semana devido ao temor dos produtores que a epidemia do coronavírus diminua a demanda de petróleo em todo mundo. O petróleo Brent era vendido na semana passada a 62,04 dólares. Já nesta quinta, o valor era de 58,83 reais por volta das 13h (horário de Brasília). A Petrobras decide sobre os preços dos combustíveis com base em fatores como a cotação internacional do petróleo e o câmbio, sistema em vigor desde setembro de 2018.

  • Arrecadação federal com impostos chega a R$ 1,537 trilhão em 2019

    Foto: Marcello Casal Jr | Agência Brasil Foto: Marcello Casal Jr | Agência Brasil
    Por Luciana Freire

    23/01/2020 - 14:30


    ECONOMIA

    Corrigido pela inflação, o valor chegou a R$ 1,568 trilhão, o maior volume desde 2014

    A análise das receitas do último ano foi divulgada hoje (23) pela Receita Federal, a arrecadação de impostos federais em 2019 totalizou R$ 1,537 trilhão. Isso representa um crescimento real de 1,69% em comparação ao ano anterior. Corrigido pela inflação, o valor chegou a R$ 1,568 trilhão, o maior volume desde 2014. De acordo com o órgão, o resultado de 2019 pode ser explicado pelo desempenho da atividade econômica e “por fatores não recorrentes”, ou seja, que não se repetem. Os setores econômicos que mais contribuíram para o resultado foram as entidades financeiras, a extração de minerais metálicos, a eletricidade, o comércio atacadista e as atividades auxiliares do setor financeiro. A arrecadação com parcelamentos de dívidas, que ocorreu no início de 2018 e não se repetiu em 2019, também influenciou o resultado do ano.

  • Petrobras reduz preço da gasolina e diesel nas refinarias

    Foto: Marcos Oliveira | Sudoeste Bahia Foto: Marcos Oliveira | Sudoeste Bahia
    Por Kamille Martinho

    13/01/2020 - 18:30


    ECONOMIA

    O último reajuste anunciado pela companhia para a gasolina foi em 1º de dezembro do ano passado e,para o diesel, no dia 21 do mesmo mês

    A Petrobras confirmou, há pouco, redução de 3% no preço do diesel e da gasolina para as refinarias. A medida entra em vigor nesta terça-feira (14). O último reajuste anunciado pela companhia para a gasolina foi em 1º de dezembro do ano passado e,  para o diesel, no dia 21 do mesmo mês. O presidente da Federação Nacional do Comércio de Combustíveis e de Lubrificantes (Fecombustíveis), Paulo Miranda Soares. ressaltou que, para o consumidor, a redução do preço deve demorar algum tempo, porque as distribuidoras têm que gerir o estoque, estimado entre 15 milhões e 20 milhões de litros. “Só baixa o preço quando ela [distribuidora] vender o estoque que comprou mais caro”. Para chegar à bomba, deve demorar 15 dias, “porque a concorrência é muito grande no setor de revenda”, disse.

  • Reajuste do salário mínimo dado por Bolsonaro em 2020 fica abaixo da inflação

    Foto: Reprodução Foto: Reprodução
    Por Luciana Freire

    10/01/2020 - 17:20


    ECONOMIA

    O resultado da inflação foi divulgado na manhã de hoje pelo IBGE

    O reajuste do salário mínimo de R$ 998 para R$ 1039, anunciado pelo governo no final do ano passado, ficou abaixo do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) de 4,48%, usado como referência para a correção do piso nacional. O resultado da inflação foi divulgado na manhã de hoje (10) pelo IBGE. No dia 31 de dezembro, o presidente Jair Bolsonaro editou uma medida provisória com o novo valor do salário mínimo. O governo usou a previsão do mercado financeiro para o INPC em dezembro do ano passado, que estava em 0,62%. O INPC, no entanto, acabou ficando acima do previsto. Alguns fatores que contribuíram na alta da inflação em 2019 foram o aumento dos preços da carne, 32,40%, e os planos de saúde, com alta de 8,24%.

  • Bolsonaro descarta mexer no preço da gasolina: 'tendência é estabilizar'

    Foto: Marcos Oliveira | Sudoeste Bahia Foto: Marcos Oliveira | Sudoeste Bahia
    Por Luciana Freire

    06/01/2020 - 18:50


    ECONOMIA

    A tensão sobre o preço dos combustíveis se acentuou após a morte de Qassem Soleimani

    O presidente Jair Bolsonaro afirmou hoje (6) que a “tendência” é que o preço do combustível estabilize. A tensão sobre o aumento dos combustíveis se acentuou após o assassinato do general iraniano Qassem Soleimani em um bombardeio americano. De acordo com Bolsonaro, o impacto “não foi grande”. “Graças a Deus, pelo que parece, a questão lá dos Estados Unidos e Iraque, o general lá que não é general, e perdeu a vida, não houve…O impacto não foi grande. Foi 5%, passou para 3,5%, não sei como está hoje, em relação a antes do ataque. Mas a tendência é estabilizar”, disse Bolsonaro, na saída do Palácio da Alvorada. O preço do barril de petróleo ultrapassou os US$ 70 em Londres pela primeira vez desde setembro. Na última sexta-feira (3) a Petrobras não quis se pronunciar sobre a alta dos combustíveis e disse que aguardará o movimento do mercado.

  • Pagamento do primeiro Bolsa Família de 2020 começa no dia 20 de janeiro

    Foto: Divulgação | Portal Brasil Foto: Divulgação | Portal Brasil
    Por Lara Curcino

    03/01/2020 - 09:00


    ECONOMIA

    O governo divulgou o calendário completo dos saques no ano

    O governo divulgou o calendário do pagamento do Bolsa Família para todos os meses deste ano. Em janeiro, o pagamento começa no dia 20 para os inscritos cujo Número de Identificação Social (NIS), impresso no cartão do programa, termina em 1. Quem tem cartão com final 2 fica liberado para sacar o benefício no segundo dia de pagamento e assim por diante, até o dia 31. No mês seguinte, o pagamento será iniciado no dia 12 e encerra no dia 28. O programa auxilia pessoas em situação de extrema pobreza, com renda mensal de até R$ 89, e de pobreza, com renda mensagel entre R$ 89,01 e R$ 178. No caso das famílias pobres, têm direito ao benefício aquelas em que há gestantes e crianças ou adolescentes de até 17 anos. Confira o calendário completo.

  • Governo divulga calendário de pagamento do Bolsa Família para 2020

    Foto: Reprodução Foto: Reprodução
    Por Luciana Freire

    02/01/2020 - 18:00


    ECONOMIA

    Pagamentos começam a ser feitos no próximo dia 20 para famílias com terminação '1' no NIS

    O governo divulgou hoje (2) o calendário do Bolsa Família para todos os meses deste ano. O pagamento é realizado de acordo com o número que vem impresso no cartão do programa. Em janeiro, o pagamento inicia no dia 20 para as famílias cujo Número de Identificação Social (NIS) termina em 1. Quem possui cartão com final 2, pode sacar o benefício no segundo dia de pagamento, e assim por diante, até o último dia do mês. Em fevereiro, os primeiros pagamentos serão realizados no dia 12 e seguem até o dia 28. O Bolsa Família é um programa de distribuição de renda, criado em 2003. Atende famílias classificadas como situação de extrema pobreza, com renda mensal de até R$ 89,00 por pessoa, e famílias classificadas como pobreza, com renda mensal entre R$ 89,01 e R$ 178,00. Segundo a Caixa Econômica Federal, que administra os pagamentos, 13,1 milhões de famílias foram atendidas pelo Bolsa Família em dezembro.

  • Tarifa branca: conta de luz pode ficar mais barata para o consumidor

    Foto: Marcos Oliveira | Sudoeste Bahia Foto: Marcos Oliveira | Sudoeste Bahia
    Por Matheus Simoni

    02/01/2020 - 07:00


    ECONOMIA

    No entanto, categoria conta com um possível aumento da despesa para quem não tiver um padrão de uso adequado

    A maior parte dos brasileiros pode aderir à chamada tarifa branca, em que o custo da energia elétrica varia conforme o momento do dia em que acontece o consumo, a partir desta semana. A nova modalidade pode representar economia na conta de luz para quem se ajustar aos horários mais baratos. No entanto, a categoria conta com um possível aumento da despesa para quem não tiver um padrão de uso adequado. A tarifa branca entrou em vigor em 2018 e serviu de forma inicial para grandes consumidores, acima dos 500 quilowatts-hora (kWh) no mês. Em 2019, ficou disponível também para quem utiliza acima de 250 kWh. A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) avalia que, diante da nova modalidade de tarifa, é possível reduzir a conta de luz em até 20%. Mais de 40 milhões de casas e comércios estão aptos a participar.

  • Governo deve divulgar hoje o novo valor do salário mínimo

    Foto: Reprodução Foto: Reprodução
    Por Luciana Freire

    30/12/2019 - 17:30


    ECONOMIA

    Caso o último INPC para 2020 seja adotado no cálculo o novo piso nacional passará para R$ 1.037

    O governo deve anunciar hoje (30) uma medida provisória, fixando o novo salário mínimo a partir de 1º de janeiro de 2020. Para a decisão é necessário considerar o Boletim Focus, divulgado semanalmente pelo Banco Central, baseado nas expectativas do mercado. Considerando o último boletim, o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) para 2020 está projetado em 3,86%. Caso esse percentual seja adotado no cálculo, o novo piso nacional passará a ser de R$ 1.037, sem ganho real. O IBGE só vai divulgar o INPC efetivo de 2020 no dia 10 de janeiro mas o governo não pode esperar por cauda de relações específicas de empresas que demitem e contratam no início de janeiro, com base no novo salário mínimo.

  • Preço do gás chega a custar mais do que triplo do prometido por Bolsonaro durante campanha

    Foto: Marcos Oliveira | Sudoeste Bahia Foto: Marcos Oliveira | Sudoeste Bahia
    Por Juliana Rodrigues

    28/12/2019 - 13:30


    ECONOMIA

    ‘Eu quero que o preço passe para R$ 30’, disse o então candidato; produto já chega a R$ 100

    Na última segunda-feira (21), o governo de Jair Bolsonaro autorizou o aumento de 5% no preço do gás nas distribuidoras. O preço médio atual do botijão passou a ser de R$ 65 e já chega a ser vendido a R$ 100 em algumas cidades, mas durante campanha presidencial do ano passado o então candidato afirmou que tinha intenção de diminuir o valor para R$ 30. “Fernando Haddad [adversário petista] diz que vai passar o preço do gás para R$ 49. Eu quero que ele passe para R$ 30. Nós queremos sim diminuir o preço do gás, mas com seriedade. Não na base da canetada, enganando pessoas mais pobres que vivem realmente em uma situação bastante complicada. Sabemos que o preço do gás está batendo aí R$ 75, R$ 80. É um absurdo o preço do gás isso tudo”. No ano, foram cinco reajustes, sendo apenas um deles queda, de 8,2%. A alta acumulada em 2019 é de 4,8%.

  • Conta de luz: bandeira tarifária continuará amarela em janeiro

    Foto: Marcos Oliveira | Sudoeste Bahia Foto: Marcos Oliveira | Sudoeste Bahia
    Por Luciana Freire

    28/12/2019 - 07:00


    ECONOMIA

    A decisão é influenciada pelo baixo volume de água nos reservatórios

    A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) divulgou ontem (27) que a bandeira tarifária para janeiro de 2020 continuará amarela. Essa medida significa o custo extra de R$ 1,343 para cada 100 quilowatts-hora consumidos. O sistema de bandeiras tarifárias foi criado no ano de 2015, sua aplicação é em função das condições de geração de eletricidade. No caso da bandeira amarela, a indicação é de condição intermediária de geração de energia nas usinas hidrelétricas, por causa do volume de água nos reservatórios. A previsão é de que as chuvas no primeiro mês de 2020 vão elevar o nível de água dos principais reservatórios, mas ainda em patamares abaixo da média histórica.

  • Petrobras reajusta preço do gás de cozinha em 5% a partir de sexta-feira

    Foto: Marcos Oliveira | Sudoeste Bahia Foto: Marcos Oliveira | Sudoeste Bahia
    Por Juliana Rodrigues

    26/12/2019 - 19:00


    ECONOMIA

    O reajuste é no gás liquefeito de petróleo, também gerando impacto no setor da indústria

    A Petrobras vai aumentar em 5% os preços de venda do gás liquefeito de petróleo (GLP) em suas refinarias a partir desta sexta-feira. A decisão terá impacto no cotidiano do cidadão uma vez que a medida é para todos os tipos de GLP, desde o residencial, conhecido como o gás de cozinha nos botijões de 13 quilos, até o industrial e comercial. A matéria-prima representa cerca de 54% do preço final do produto, o impacto final aos consumidores pode variar em até 3%, desde que os estabelecimentos de venda apenas repassem o aumento dos preços nas refinarias da Petrobras.

  • Agências bancárias não vão funcionar nos dias 31 e 1º

    Foto: Marcos Oliveira | Sudoeste Bahia Foto: Marcos Oliveira | Sudoeste Bahia
    Por Lara Curcino

    26/12/2019 - 15:27


    ECONOMIA

    As unidades abriram normalmente hoje após pausa em feriado e véspera de Natal

    As agências bancárias voltam a abrir normalmente hoje (26), após esquema especial de atendimento na véspera do Natal e suspensão das atividades no feriado. A informação é da Federação Brasileira de Bancos (Febraban). O último dia útil do ano para atendimento aos clientes, com funcionamento regular para realização de todas as operações bancárias será no dia 30 de dezembro. No dia 31 (terça-feira), as instituições não vão abrir. A Febraban orienta o público a utilizar canais alternativos de atendimento para transações financeiras, como mobile e internet banking, caixas eletrônicos e banco por telefone. Após o feriado do dia 1º, as unidades voltam a abrir no dia seguinte.

  • Estimativa de inflação sobe pela sétima semana seguida, diz BC

    Foto: Reprodução Foto: Reprodução
    Por Juliana Rodrigues

    23/12/2019 - 15:00


    ECONOMIA

    Projeção de instituições financeiras também aponta alta no Produto Interno Bruto

    A estimativa de inflação para este ano subiu pela sétima vez seguida, segundo dados do Boletim Focus do Banco Central (BC), divulgado hoje (23). A projeção das instituições financeiras consultadas para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), medida oficial da inflação, subiu de 3,86% para 3,98%. Para 2020, a estimativa de inflação se mantém há oito semanas em 3,60%. A previsão para os anos seguintes também não teve alterações: 3,75% em 2021, e 3,50% em 2022. A projeção para o crescimento da economia subiu pela terceira vez consecutiva, de 1,12% para 1,16% em 2019. Para 2020, a estimativa de alta do Produto Interno Bruto (PIB) variou de 2,25% para 2,28%, na sétima elevação consecutiva. Para os anos seguintes, não houve alteração em relação à pesquisa anterior: 2,50% em 2021 e 2022.

  • Bancos abrem em horário especial nesta terça-feira

    Foto: Marcos Oliveira | Sudoeste Bahia Foto: Marcos Oliveira | Sudoeste Bahia
    Por Kamille Martinho

    23/12/2019 - 11:00


    ECONOMIA

    Hoje (23), os bancos funcionam normalmente

    Segundo a Federação Brasileira de Bancos (Febraban), o horário de funcionamento amanhã (24), será das 9h às 11h, pelo horário de Brasília. Hoje (23), os bancos funcionam normalmente. O último dia útil do ano para atendimento ao público, com expediente normal para a realização de todas as operações bancárias solicitadas pelos clientes, será 30 de dezembro. Já no dia 31 (terça-feira), as instituições financeiras não abrem para atendimento, nem nos dias de Natal (25/12) e da Confraternização Universal (01/01). A federação orienta a população a utilizar os canais alternativos de atendimento bancário para fazer transações financeiras, como mobile e internet banking, caixas eletrônicos, banco por telefone e correspondentes. Os carnês e contas de consumo (como água, energia e telefone) vencidos no feriado poderão ser pagos, sem acréscimo, no dia útil seguinte.