BUSCA PELA CATEGORIA "Economia"

  • Tarifa branca, que barateia conta de luz, entra em vigor em janeiro

    Foto: Marcos Oliveira | Sudoeste Bahia Foto: Marcos Oliveira | Sudoeste Bahia
    06/12/2017 - 10:26

    A chamada “tarifa branca” começará a valer a partir do dia 1º de janeiro de 2018. A nova modalidade de tarifa para pagamento de energia elétrica vai baratear a conta para quem consumir energia fora dos horários de pico. O consumidor interessado é quem deve pedir adesão à tarifa e a distribuidora precisa trocar o medidor. Inicialmente, a tarifa só estará disponível para quem consome acima de 500 kWh por mês. Em 2019, para quem consome menos que isso e, em 2020, para todos os consumidores brasileiros. A cobrança mais cara ou mais barata vai depender dos horários de consumo. O período mais caro vai das 18h às 21h. O intermediário vai das 17h até as 18h e das 21h às 22h.

  • Petrobras anuncia novo reajuste no preço do gás de cozinha a partir desta terça

    Foto: Jorge Santana | Sudoeste Bahia Foto: Jorge Santana | Sudoeste Bahia
    Por Laura Lorenzo

    04/12/2017 - 19:10

    A Petrobras anunciou um novo reajuste, de 8,9%, em média, no preço do gás liquefeito de petróleo (GLP) para uso residencial, engarrafado pelas distribuidoras em botijões de até 13 quilos. O aumento começa a vigorar nesta terça-feira (05/12). A elevação foi causada, principalmente, pela alta das cotações do produto nos mercados internacionais, que acompanha a alta do Brent (petróleo cru), que indica a origem do óleo e o mercado onde ele é negociado, segundo a estatal. Caso o reajuste seja integralmente repassado ao consumidor, a Petrobras estima que o preço do botijão de gás de cozinha de 13 kg deve subir, em média, 4%, ou cerca de R$ 2,53 por unidade.

  • Petrobras eleva, mais uma vez, preço da gasolina e reduz o do diesel

    Foto: Jorge Santana | Sudoeste Bahia Foto: Jorge Santana | Sudoeste Bahia
    02/12/2017 - 10:37

    A Petrobras aumentou em 1,9% os preços da gasolina. Segundo a companhia, o reajuste é explicado, principalmente, pela variação da cotação do produto no mercado internacional. A estatal decidiu também reduzir em 5,7% o preço médio do diesel. O percentual é resultado da reavaliação da empresa sobre o cálculo da paridade internacional praticada no produto para “adequar os preços às mudanças de fluxo logístico e entrada de produtos importados no país”. A decisão, anunciada na noite desta sexta-feira (01/12), foi tomada em uma reunião do Grupo Executivo de Mercado e Preço. Os reajustes entram em vigor neste sábado (02/12). A Petrobras explicou que, para manter o compromisso de operar sempre com margem positiva acima da paridade internacional, não será alterada a política de preços em vigor, que também reflete os movimentos de preços observados nos mercados internacionais de derivados. A empresa acrescentou que, com o aumento das importações no país, tem reduzido sua participação de mercado, que atinge hoje cerca de 72% no diesel e 88% na gasolina. “A expectativa é que a nova precificação do diesel não tenha impacto na receita da companhia em virtude da perspectiva de ganhos de mercado”, concluiu a Petrobras.

  • Preço da gasolina na Bahia chega a quase R$ 4,90

    Foto: Jorge Santana | Sudoeste Bahia Foto: Jorge Santana | Sudoeste Bahia
    Por Laura Lorenzo

    01/12/2017 - 07:00

    O preço da gasolina teve aumento e o litro do combustível passou dos R$ 4,10 em Salvador, pela primeira vez neste ano. Em outras cidade baianas, contudo, a situação é ainda pior, chegando a quase R$ 5,00. Em Maraú, o valor da gasolina chegou a R$ 4,89, o mais alto encontrado por um levantamento realizado pela TV Bahia. Em Porto Segundo, no Sul do estado, o preço também aumentou, chegando a R$ 4,71 o litro, assim como em Juazeiro, onde foram encontrados postos comercializando o combustível por até R$ 4,39. Na capital baiana, apesar da alta, os preços não alcançaram números tão altos. Em um posto localizado na Av. Anita Garibaldi, a gasolina estava sendo vendida a R$ 4,12 o litro. Já em outro, no bairro da Federação, a R$ 4,14. Municípios como Feira de Santana e Vitória da Conquista ainda não tiveram alta nos valores, e o combustível pode ser encontra nessas cidades por até R$ 3,38 e R$ 3,96, respectivamente. De acordo com o Sindicato de Comércio de Combustíveis (Sindicombustiveis), fica a critério de cada revendedor alterar ou não o preço da gasolina, uma vez que o mercado é livre e competitivo.

  • Petrobras aumenta preço da gasolina em 1,8% a partir de terça-feira

    Foto: Jorge Santana | Sudoeste Bahia Foto: Jorge Santana | Sudoeste Bahia
    Por Matheus Simoni

    27/11/2017 - 11:32

    A Petrobras vai elevar os preços da gasolina em 1,8% nas refinarias a partir de terça-feira (28/11), conforme informou a estatal em comunicado divulgado no site. Paralelamente, a petroleira irá reduzir as cotações do diesel em 0,2%. Segundo pesquisa da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), os preços do combustível terminaram a última semana em alta: R$ 4,023, preço recorde. A Petrobras destacou que os reajustes fazem parte da nova sistemática de formação de preços da empresa, em vigor desde julho e que prevê alterações quase que diários para os valores.

  • Petrobras reajusta preço do gás de cozinha em 4,5% a partir de domingo

    Foto: Jorge Santana | Sudoeste Bahia Foto: Jorge Santana | Sudoeste Bahia
    03/11/2017 - 16:59

    A Petrobras anunciou nesta sexta-feira (03/11) um novo reajuste e vai elevar a partir deste domingo (05/11) o preços do GLP residencial envasado em botijões de até 13 kg, o gás de cozinha. O aumento será de 4,5%, de acordo com o comunicado da estatal. "O reajuste foi causado principalmente pela alta das cotações do produto nos mercados internacionais, influenciada pela conjuntura externa e pela proximidade do inverno no Hemisfério Norte. A variação do câmbio também contribuiu", disse a empresa por meio de nota. No dia 10 de outubro a Petrobras havia feito o último reajuste nos preços do gás de cozinha, com uma elevação média de ?2,9%. Pela nova política de preços adotada pela Petrobras, o preço do Gás Liquefeito de Petróleo (GLP) será revisado todos os meses.

  • Governo volta a baixar previsão de salário mínimo para 2018

    Foto: Reprodução Foto: Reprodução
    30/10/2017 - 19:41

    O Ministério do Planejamento informou nesta segunda-feira (30/10) que o governo baixou, novamente, a previsão para o salário mínimo de 2018, e passou o valor de R$ 969 para R$ 965. A estimativa consta na proposta de orçamento de 2018, que ainda será enviada ao Congresso Nacional. Nela, a União informará ter elevado a previsão de gastos em R$ 44,5 bilhões. A estimativa para o salário mínimo do próximo ano já havia sido reduzida em agosto, de R$ 979 para R$ 969. Atualmente, o valor está em R$ 937.

  • Conta de luz pode ficar ainda mais cara, diz ministro de Energia

    Foto: Marcos Oliveira | Sudoeste Bahia Foto: Marcos Oliveira | Sudoeste Bahia
    Por Paloma Morais

    30/10/2017 - 14:35

    O ministro de Minas e Energia, Fernando Coelho Filho, admitiu nesta segunda-feira (30/10) a possibilidade da conta de luz ficar ainda mais cara. De acordo com ele, caso o Comitê de Monitoramento do Setor Elétrico (CMSE) decida acionar as usinas elétricas sem considerar o menor valor cobrado, existe a possibilidade da alta. “Está sendo cogitado, decidido não”, declarou. “Não há um risco mais severo de desabastecimento, porém vai ter um impacto como já vem tendo na tarifa para o consumidor”, acrescentou. Com a falta de chuva, os reservatórios das hidrelétricas estão em baixa e por isso a mudança estaria sendo discutida. Atualmente, as termelétricas, que têm um custo mais elevado que as hidrelétricas, são ligadas por ordem de mérito, ou seja, apenas as que estão dentro de um limite de preço. O fim dessa ordem liberaria o acionamento de qualquer termelétrica, o que poderia elevar a participação da energia térmica no país.

  • Petrobras anuncia reajuste de 2,1% no preço da gasolina e diesel a partir de terça

    Foto: Jorge Santana | Sudoeste Bahia Foto: Jorge Santana | Sudoeste Bahia
    Por Paloma Morais

    30/10/2017 - 14:30

    A Petrobras anunciou nesta segunda-feira (31/10) um reajuste de 2,10% nos preços da gasolina e no diesel nas refinarias a partir desta terça-feira (31/10). Com o nova modelo de política de revisão de preços, que entrou em vigor no fim de junho, as condições do mercado são avaliadas e os preços dos combustíveis podem sofrer reajustes a partir dessas condições, o que pode ocorrer diariamente. De acordo com a Petrobras, a alta é para enfrentar a concorrência de importadores.

  • Cobrança extra de bandeira vermelha sobe de R$ 3,50 para R$ 5 a cada 100 kWh

    Foto: Marcos Oliveira | Sudoeste Bahia Foto: Marcos Oliveira | Sudoeste Bahia
    Por Paloma Morais

    24/10/2017 - 14:00

    A Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) aprovou nesta terça-feira (24/10) um reajuste nas taxas tarifárias das bandeiras das contas de energia elétrica a partir de novembro deste ano. Com isso, a cobrança extra quando operado a bandeira vermelha em patamar 2, que está vigente atualmente, aumentará de R$ 3,50 para R$ 5 a cada 100 kWh (quilowatts-hora), alta que equivale a quase 43%. Já no patamar 1, o valor continua sendo de R$3. A bandeira amarela, por sua vez, ficou 50% mais barata, passando de R$ 2 a cada 100 kWh para R$ 1. De acordo com a Aneel, a mudança acontece após a constatação que os atuais valores não têm sido suficientes para o pgamento do custo extra de geração da energia. Por conta da falta de chuvas, os reservatórios das usinas hidrelétricas estão cada vez mais baixos e o sistema elétrico está cada vez mais dependente de usinas térmicas. É operado a cor de bandeira verde quando há pouca ou nenhuma necessidade de geração de energia por termelétricas, que é mais cara que a produzida pelas hidrelétricas. Quando essa necessidade aumenta, a bandeira opera na cor amarela, e passam a ser cobrados valores extras. Quando o custo sobe muito, a bandeira passa a operar na cor vermelha e a cobrança extra nas contas de luz representa um maior aumento. Também foi aprovado pela agência uma mudança no gatilho de acionamento das bandeiras. Dessa forma, o acionamento da bandeira amarela antes do acontece hoje.

  • Aneel deve reajustar bandeiras tarifárias e aumentar preço da conta de energia

    Foto: Marcos Oliveira | Sudoeste Bahia Foto: Marcos Oliveira | Sudoeste Bahia
    Por Laura Lorenzo

    23/10/2017 - 13:28

    A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) vai votar nesta terça-feira (24/10) a abertura de uma audiência pública para analisar a revisão dos valores das bandeiras tarifárias. De acordo com o diretor da agência, Tiago Correia, o reajuste ocorrerá porque a conta das bandeiras em 2017 está deficitária. Segundo o diretor, o valor arrecadado com o sistema, que aplica uma taxa extra nas contas de luz, não está sendo suficiente para cobrir a alta no custo da geração de energia provocada pelo uso mais inteso das termelétricas. Com os reservatórios das usinas hidrelétricas cada vez mais baixos, devido à falta de chuvas, o sistema elétrico depende cada vez mais de usinas termelétricas, que geram energia mais cara. Atualmente, o sistema de bandeiras tarifárias conta com quatro patamares: verde, amarelo, vermelho 1 e vermelho 2, que aplicam nas contas de luz cobrança extra que varia de R$ 2 a R$ 3,50 a cada 100 kWh de energia consumidos.

  • Petrobras anuncia aumento de 12,9% no preço do botijão de gás

    Foto: Jorge Santana | Sudoeste Bahia Foto: Jorge Santana | Sudoeste Bahia
    10/10/2017 - 11:23

    O preço do gás de cozinha (GLP) nas refinarias será aumentado em 12,9% a partir de quarta-feira (11/10), divulgou a Petrobras nesta terça. Segundo a Veja, este é o segundo aumento no preço cobrado nas refinarias em menos de um mês. Segundo a estatal, o incremento anunciado nesta terça ocorre em razão das variações do produto no mercado internacional. A última alta nas refinarias, que entrou em vigor a partir do dia 26 de setembro, foi de 6,9%.

  • Outubro terá bandeira vermelha para conta de luz

    Foto: Marcos Oliveira | Sudoeste Bahia Foto: Marcos Oliveira | Sudoeste Bahia
    29/09/2017 - 20:02

    O mês de outubro será de conta de luz mais cara para os brasileiros. De acordo com a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), a tarifa vermelha nível dois será implementada pela primeira vez e representa um custo adicional de R$ 3,50 a cada 100 kWh (kilowatts-hora) consumidos. As bandeiras sinalizam para os consumidores o custo de operação do sistema. Se a condição é favorável, ela é verde. Por outro lado, se a oferta de energia cai são acionadas as bandeiras amarela e vermelha.

  • Petrobras anuncia redução nos preços da gasolina e diesel a partir desta terça

    Foto: Jorge Santana | Sudoeste Bahia Foto: Jorge Santana | Sudoeste Bahia
    25/09/2017 - 17:09

    A Petrobrás anunciou nesta segunda-feira (25/09) que os preços da gasolina e do diesel nas refinarias serão reduzidos em 0,3% e 0,4%, respectivamente, a partir desta terça (26/09). De acordo com a atual política de preços da estatal, a Petrobrás pode reajustar os valores dos combustíveis a qualquer momento, até diariamente, desde que a variação acumulada por produto esteja dentro da faixa de -7% a +7%. O repasse das mudanças no preço, contudo, depende da decisão tomada pelas distribuidoras e postos revendedores. No último dia 23, o diesel e a gasolina haviam subido 0,6% e 0,2% nas refinarias, respectivamente.

  • Preço do gás sobe 6,9%, decide Petrobras

    Foto: Jorge Santana | Sudoeste Bahia Foto: Jorge Santana | Sudoeste Bahia
    25/09/2017 - 17:05

    O preço do gás de cozinha subirá 6,9%, decidiu o Grupo Executivo de Mercado e Preços (Gemp) da Petrobras. O aumento acontece a partir de terça-feira (26/09). No início de setembro, a estatal já havia anunciado uma alta de 12,2% no preço do botijão de gás, em que citou os impactos da tempestade Harvey na principal região exportadora do produto, além de uma situação de baixa oferta. “Este reajuste repassa a variação de preços do mercado internacional apresentada ao longo de agosto conforme política anunciada pela companhia”, afirmou a empresa nesta segunda-feira (25/09). A decisão desta segunda-feira aplica-se exclusivamente ao GLP de consumo residencial em botijões de 13 kg e o ajuste anunciado foi aplicado sobre os preços praticados sem incidência de tributos.

  • Chuvas na Bahia afetam safra de feijão

    Foto: Reprodução Foto: Reprodução
    25/09/2017 - 11:02

    As chuvas na Bahia devem afetar a terceira safra do ciclo 2016/2017 de feijão. A estimativa inicial da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) era a produção de 863,3 mil toneladas, mas o índice deve cair. Em Adustina, no interior baiano, polo de produção do grão, por exemplo, houve 130 mm de chuvas em oito dias, o esperado para todo o mês de setembro. Lá e em Euclides da Cunha chove praticamente há 19 dias. Adustina, Euclides e outros 13 municípios vizinhos formam a maior região produtora de feijão de inverno (terceira safra) da Bahia. A terceira safra nacional enfrenta problemas todos os anos, ou seca, como em 2016, ou de chuva, como agora”, disse o presidente do conselho do Ibrafe, Marcelo Eduardo Lüders, em entrevista ao jornal Valor Econômico. “O feijão estava pronto para colher e apodreceu e o que estava no chão e prestes a sair da palha, apodreceu também”, acrescentou. Com o impacto das chuvas, a expectativa de Lüders é de aumento nos preços do grão.

  • Petrobras reajusta preço da gasolina neste sábado

    Foto: Jorge Santana | Sudoeste Bahia Foto: Jorge Santana | Sudoeste Bahia
    08/09/2017 - 22:37

    Mais um reajuste no preço de venda da gasolina e do diesel foi anunciado pela Petrobras, nesta sexta-feira (08/09), e a partir deste sábado o aumento será de 2,6% e 1,5% nos preços, respectivamente. A nova política de preços adotada pela empresa no final de junho, que passou a vigorar no dia 3 de julho, admite que reajustes sejam aplicados a qualquer momento, até diariamente, desde que a variação acumulada no mês por produto esteja dentro da faixa de +7% ou -7%. No ajuste anterior, que passou a vigorar na última quinta-feira (07/09), o aumento para o diesel foi 0,7%, enquanto para a gasolina houve redução de 3,8%.

  • Petrobras reduz preço da gasolina em 3,8% nas refinarias

    Foto: Jorge Santana | Sudoeste Bahia Foto: Jorge Santana | Sudoeste Bahia
    06/09/2017 - 14:37

    A Petrobras anunciou nesta quarta-feira (06/09) a queda do preço da gasolina em 3,8%. Por outro lado, o preço do óleo diesel foi aumentado em 0,7%. A nova política da estatal prevê reajustes quase diários nos combustíveis. Os reajustes são aplicados na saída das refinarias, ou seja, são calculados sobre o preço do combustível vendido aos distribuidores. O preço no posto de gasolina pode ser reajustado em valores acima ou abaixo desse. Segundo a Agência Brasil, a queda de 3,8% da gasolina ocorreu depois de quatro altas consecutivas, que resultaram em um reajuste acumulado de 11,09%, entre 31 de agosto e 5 de setembro. Nesta terça (05/09) não houve reajuste. Já o diesel teve a sétima alta de preços consecutiva e acumula aumento de preço de 9,71% desde 29 de agosto.

  • Botijão de gás de cozinha fica 12,2% mais caro a partir desta quarta

    Foto: Jorge Santana | Sudoeste Bahia Foto: Jorge Santana | Sudoeste Bahia
    05/09/2017 - 20:36

    A Petrobras anunciou nesta terça-feira (05/09) o reajuste de 12,2% para o gás liquefeito de petróleo (GLP) para uso residencial, o chamado gás de cozinha, vendido em botijões de até 13 quilos. O aumento foi decidido pelo Grupo Executivo de Mercado e Preços (Gemp) da empresa e começa a vigorar nesta quarta (06/09). Segundo a estatal, o Gemp considerou para efeito de ajustes nos preços do gás para uso residencial o cenário externo de estoques baixos, além dos reflexos de eventos climáticos, como o furacão Harvey na maior região exportadora mundial do produto, que é a cidade de Houston, no Texas. O Gemp fará nova avaliação do comportamento do mercado no dia 21 de setembro.

  • Mercado estima queda da inflação e maior crescimento econômico

    Foto: Reprodução Foto: Reprodução
    04/09/2017 - 22:20

    Analistas do mercado apontam para a retomada de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) e uma queda da inflação. As expectativas foram coletadas pelo Banco Central na semana passada e divulgadas nesta segunda-feira (04/09) por meio do relatório de mercado, também conhecido como Focus. Mais de cem instituições financeiras foram ouvidas. Conforme levantamento do BC, a inflação deste ano deve ficar, na média, em 3,38%. No relatório anterior, feito com base nas previsões coletadas pelo Banco Central na semana retrasada, os economistas estimavam que a inflação ficaria em 3,45%. De acordo com o G1, a nova previsão mantém a inflação abaixo da meta central para o ano, que é de 4,5%. A meta de inflação é fixada pelo Conselho Monetário Nacional (CMN) e deve ser perseguida pelo Banco Central, que, para alcançá-la, eleva ou reduz a taxa básica de juros da economia (Selic). A meta central de inflação não é atingida no Brasil desde 2009. À época, o país ainda sentia os efeitos da crise financeira internacional de forma mais intensa.