BUSCA PELA CATEGORIA "Economia"

  • Petrobras anuncia aumento de 12,9% no preço do botijão de gás

    Foto: Jorge Santana | Sudoeste Bahia Foto: Jorge Santana | Sudoeste Bahia
    10/10/2017 - 11:23

    O preço do gás de cozinha (GLP) nas refinarias será aumentado em 12,9% a partir de quarta-feira (11/10), divulgou a Petrobras nesta terça. Segundo a Veja, este é o segundo aumento no preço cobrado nas refinarias em menos de um mês. Segundo a estatal, o incremento anunciado nesta terça ocorre em razão das variações do produto no mercado internacional. A última alta nas refinarias, que entrou em vigor a partir do dia 26 de setembro, foi de 6,9%.

  • Outubro terá bandeira vermelha para conta de luz

    Foto: Marcos Oliveira | Sudoeste Bahia Foto: Marcos Oliveira | Sudoeste Bahia
    29/09/2017 - 20:02

    O mês de outubro será de conta de luz mais cara para os brasileiros. De acordo com a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), a tarifa vermelha nível dois será implementada pela primeira vez e representa um custo adicional de R$ 3,50 a cada 100 kWh (kilowatts-hora) consumidos. As bandeiras sinalizam para os consumidores o custo de operação do sistema. Se a condição é favorável, ela é verde. Por outro lado, se a oferta de energia cai são acionadas as bandeiras amarela e vermelha.

  • Petrobras anuncia redução nos preços da gasolina e diesel a partir desta terça

    Foto: Jorge Santana | Sudoeste Bahia Foto: Jorge Santana | Sudoeste Bahia
    25/09/2017 - 17:09

    A Petrobrás anunciou nesta segunda-feira (25/09) que os preços da gasolina e do diesel nas refinarias serão reduzidos em 0,3% e 0,4%, respectivamente, a partir desta terça (26/09). De acordo com a atual política de preços da estatal, a Petrobrás pode reajustar os valores dos combustíveis a qualquer momento, até diariamente, desde que a variação acumulada por produto esteja dentro da faixa de -7% a +7%. O repasse das mudanças no preço, contudo, depende da decisão tomada pelas distribuidoras e postos revendedores. No último dia 23, o diesel e a gasolina haviam subido 0,6% e 0,2% nas refinarias, respectivamente.

  • Preço do gás sobe 6,9%, decide Petrobras

    Foto: Jorge Santana | Sudoeste Bahia Foto: Jorge Santana | Sudoeste Bahia
    25/09/2017 - 17:05

    O preço do gás de cozinha subirá 6,9%, decidiu o Grupo Executivo de Mercado e Preços (Gemp) da Petrobras. O aumento acontece a partir de terça-feira (26/09). No início de setembro, a estatal já havia anunciado uma alta de 12,2% no preço do botijão de gás, em que citou os impactos da tempestade Harvey na principal região exportadora do produto, além de uma situação de baixa oferta. “Este reajuste repassa a variação de preços do mercado internacional apresentada ao longo de agosto conforme política anunciada pela companhia”, afirmou a empresa nesta segunda-feira (25/09). A decisão desta segunda-feira aplica-se exclusivamente ao GLP de consumo residencial em botijões de 13 kg e o ajuste anunciado foi aplicado sobre os preços praticados sem incidência de tributos.

  • Chuvas na Bahia afetam safra de feijão

    Foto: Reprodução Foto: Reprodução
    25/09/2017 - 11:02

    As chuvas na Bahia devem afetar a terceira safra do ciclo 2016/2017 de feijão. A estimativa inicial da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) era a produção de 863,3 mil toneladas, mas o índice deve cair. Em Adustina, no interior baiano, polo de produção do grão, por exemplo, houve 130 mm de chuvas em oito dias, o esperado para todo o mês de setembro. Lá e em Euclides da Cunha chove praticamente há 19 dias. Adustina, Euclides e outros 13 municípios vizinhos formam a maior região produtora de feijão de inverno (terceira safra) da Bahia. A terceira safra nacional enfrenta problemas todos os anos, ou seca, como em 2016, ou de chuva, como agora”, disse o presidente do conselho do Ibrafe, Marcelo Eduardo Lüders, em entrevista ao jornal Valor Econômico. “O feijão estava pronto para colher e apodreceu e o que estava no chão e prestes a sair da palha, apodreceu também”, acrescentou. Com o impacto das chuvas, a expectativa de Lüders é de aumento nos preços do grão.

  • Petrobras reajusta preço da gasolina neste sábado

    Foto: Jorge Santana | Sudoeste Bahia Foto: Jorge Santana | Sudoeste Bahia
    08/09/2017 - 22:37

    Mais um reajuste no preço de venda da gasolina e do diesel foi anunciado pela Petrobras, nesta sexta-feira (08/09), e a partir deste sábado o aumento será de 2,6% e 1,5% nos preços, respectivamente. A nova política de preços adotada pela empresa no final de junho, que passou a vigorar no dia 3 de julho, admite que reajustes sejam aplicados a qualquer momento, até diariamente, desde que a variação acumulada no mês por produto esteja dentro da faixa de +7% ou -7%. No ajuste anterior, que passou a vigorar na última quinta-feira (07/09), o aumento para o diesel foi 0,7%, enquanto para a gasolina houve redução de 3,8%.

  • Petrobras reduz preço da gasolina em 3,8% nas refinarias

    Foto: Jorge Santana | Sudoeste Bahia Foto: Jorge Santana | Sudoeste Bahia
    06/09/2017 - 14:37

    A Petrobras anunciou nesta quarta-feira (06/09) a queda do preço da gasolina em 3,8%. Por outro lado, o preço do óleo diesel foi aumentado em 0,7%. A nova política da estatal prevê reajustes quase diários nos combustíveis. Os reajustes são aplicados na saída das refinarias, ou seja, são calculados sobre o preço do combustível vendido aos distribuidores. O preço no posto de gasolina pode ser reajustado em valores acima ou abaixo desse. Segundo a Agência Brasil, a queda de 3,8% da gasolina ocorreu depois de quatro altas consecutivas, que resultaram em um reajuste acumulado de 11,09%, entre 31 de agosto e 5 de setembro. Nesta terça (05/09) não houve reajuste. Já o diesel teve a sétima alta de preços consecutiva e acumula aumento de preço de 9,71% desde 29 de agosto.

  • Botijão de gás de cozinha fica 12,2% mais caro a partir desta quarta

    Foto: Jorge Santana | Sudoeste Bahia Foto: Jorge Santana | Sudoeste Bahia
    05/09/2017 - 20:36

    A Petrobras anunciou nesta terça-feira (05/09) o reajuste de 12,2% para o gás liquefeito de petróleo (GLP) para uso residencial, o chamado gás de cozinha, vendido em botijões de até 13 quilos. O aumento foi decidido pelo Grupo Executivo de Mercado e Preços (Gemp) da empresa e começa a vigorar nesta quarta (06/09). Segundo a estatal, o Gemp considerou para efeito de ajustes nos preços do gás para uso residencial o cenário externo de estoques baixos, além dos reflexos de eventos climáticos, como o furacão Harvey na maior região exportadora mundial do produto, que é a cidade de Houston, no Texas. O Gemp fará nova avaliação do comportamento do mercado no dia 21 de setembro.

  • Mercado estima queda da inflação e maior crescimento econômico

    Foto: Reprodução Foto: Reprodução
    04/09/2017 - 22:20

    Analistas do mercado apontam para a retomada de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) e uma queda da inflação. As expectativas foram coletadas pelo Banco Central na semana passada e divulgadas nesta segunda-feira (04/09) por meio do relatório de mercado, também conhecido como Focus. Mais de cem instituições financeiras foram ouvidas. Conforme levantamento do BC, a inflação deste ano deve ficar, na média, em 3,38%. No relatório anterior, feito com base nas previsões coletadas pelo Banco Central na semana retrasada, os economistas estimavam que a inflação ficaria em 3,45%. De acordo com o G1, a nova previsão mantém a inflação abaixo da meta central para o ano, que é de 4,5%. A meta de inflação é fixada pelo Conselho Monetário Nacional (CMN) e deve ser perseguida pelo Banco Central, que, para alcançá-la, eleva ou reduz a taxa básica de juros da economia (Selic). A meta central de inflação não é atingida no Brasil desde 2009. À época, o país ainda sentia os efeitos da crise financeira internacional de forma mais intensa.

  • Petrobras anuncia novo reajuste de 3,3% e gasolina já sobe mais de 10% neste mês

    Foto: Jorge Santana | Sudoeste Bahia Foto: Jorge Santana | Sudoeste Bahia
    04/09/2017 - 14:18

    Há menos de uma semana de ter anunciado reajuste, a Petrobras divulgou nesta segunda-feira (04/09), uma nova elevação de 3,3% na gasolina a partir desta terça (05/09) nos preços da gasolina, que, agora, acumula alta de mais de 10% só neste mês de setembro. Na semana passada a companhia já havia anunciado reajustes de 4,2% e 2,7% para a gasolina. Já no diesel, o reajuste foi de 0,1%. Antes ele havia subido 0,8% e 4,4%. Em comunicado, a estatal afirmou que a medida foi decidida em reunião do Grupo Executivo de Mercado e Preços (GEMP), convocado quando se tem a necessidade de reajustar os combustíveis em mais de 7% em um único mês. Um das justificativas da alta pela Petrobras foi o fechamento de várias refinarias nos Estados Unidos após o furacão Harvey, o que levou a uma elevação nos valores de referência do combustível na semana anterior. "Na última semana, em face dos impactos do furacão Harvey na operação das refinarias, oleodutos, e terminais de petróleo e derivados no Golfo do México, os mercados de derivados sofreram variações intensas de preços", disse a Petrobras em nota. De acordo com dados divulgados pela Agência Nacional de Petróleo (ANP), o preço médio da venda da gasolina atingiu o maior valor do ano na semana passada: R$ 3,778 por litro.

  • Temer comemora crescimento do PIB: ‘Brasil se recuperando’

    Foto: Carolina Antunes | PR Foto: Carolina Antunes | PR
    01/09/2017 - 19:51

    Em visita oficial à China, o presidente Michel Temer (PMDB) comemorou o singelo avanço do PIB. “Teve uma boa solução. Mostra o que estamos revelando ao longo tempo: o Brasil está crescendo e se recuperando, disse o presidente, segundo o Estadão, ao chegar ao seu hotel em Pequim, após o banquete em sua homenagem oferecido pelo presidente Xi Jinping no Palácio do Povo. O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, destacou por meio de nota o segundo resultado trimestral de crescimento na economia, após dois anos de “retração, inflação recorde e desemprego crescente”. “As medidas que adotamos para recolocar o Brasil no caminho do crescimento sustentável começam a mostrar seus efeitos. As empresas estão voltando a contratar. A inflação baixa e a queda consistente dos juros contribuem para a retomada do consumo das famílias. O IBGE mostrou que o consumo familiar voltou a crescer depois de nove trimestres de retração”, diz Meirelles em nota. O ministro afirma que a retomada da atividade vai ganhar força nos próximos meses, se consolidando no próximo ano: “Entraremos em 2018 num ritmo forte e constante. Continuaremos a trabalhar para garantir que essa expansão seja longa e duradoura, gerando emprego e renda para os brasileiros”.

  • Petrobras anuncia novo reajuste de 4,2% no preço da gasolina

    Foto: Jorge Santana | Sudoeste Bahia Foto: Jorge Santana | Sudoeste Bahia
    31/08/2017 - 18:40

    Um novo reajuste foi anunciado pela Petrobras e o preço da gasolina vai aumentar 4,2% nas refinarias de todo o país a partir desta sexta-feira (01/08). Desde a implantação da nova política de preços, há dois meses, este foi o maior ajuste anunciado. Um aumento de 0,5% já havia sido informado, na última quarta (30/08), para começar a valer nesta quinta (31/08). No site da Petrobras também consta que haverá um aumento de 0,8% para o óleo diesel para a sexta. A empresa havia divulgado, na última quarta, uma majoração de 2,5% para o diesel a partir desta quinta. Com o reajuste que começa a vigorar nesta sexta, o preço da gasolina acumula alta nos últimos quatro dias de 4,7% e o óleo diesel de 4,2%.

  • Preço do botijão de gás deve subir novamente em setembro

    Foto: Jorge Santana | Sudoeste Bahia Foto: Jorge Santana | Sudoeste Bahia
    30/08/2017 - 14:54

    O consumidor já pode preparar o bolso, pois o preço do botijão de gás deve subir novamente no mês de setembro. De acordo com a Associação Brasileira das Revendedoras de Gás LP (Abragás), setembro é a data base da categoria, e haverá aumentos salarias de todos empregados de distribuidoras e revendedoras, além de o setor repassar o custo operacional represado durante o ano, como combustíveis, pneus e manutenção de veículos, etc. Em entrevista ao jornal O Globo, o presidente da Abragás, José Luiz Rocha, afirmou que o peso no bolso do consumidor é causado pela nova política de preços da Petrobras. “O aumento afeta as distribuidoras, que fazem o repasse para os revendedores, que reajustam o preço final. É um efeito em cascata”. diz. O aumento previsto é entre 9 e 10%. De agosto de 2016 a julho de 2017, o preço do botijão ficou 9,5% mais alto, quase três vezes maior que a inflação calculada pelo Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getúlio Vargas (IBRE) no período, que ficou em 3,45%. O aumento passou de 0,19% em junho para 0,32% em julho, segundo dados do IPC Brasil, calculado pelo FGV IBRE.

  • Previsão de salário mínimo para 2018 cai para R$ 969

    Foto: Reprodução Foto: Reprodução
    16/08/2017 - 09:09

    O governo federal reduziu a projeção do salário mínimo para o próximo ano. Com a revisão das projeções econômicas para 2018, o valor de R$ 979 que consta na Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) passará para R$ 969 durante a elaboração do Orçamento. A redução ocorreu por causa da queda na projeção de inflação pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) para 2017. No fim de julho, o governo tinha revisado a estimativa para a inflação oficial de 4,3% para 3,7%. Por lei, até 2019, o salário mínimo será definido com base no crescimento da economia de dois anos antes mais a inflação pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), indicador próximo ao IPCA, do ano anterior. Como o PIB recuou 3,6% em 2016, segundo o governo, a variação negativa não se refletirá no salário mínimo de 2018.

  • Caminhoneiros em greve pedem revogação do aumento de combustível

    Foto: Leopoldo Silva | Agência Senado Foto: Leopoldo Silva | Agência Senado
    09/08/2017 - 19:12

    Representantes de caminhoneiros de vários estados reunidos em audiência pública na Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH), nesta quarta-feira (09/08), pediram a revogação imediata do decreto 9.101/2017, que aumentou impostos incidentes sobre o preço dos combustíveis. O líder dos cegonheiros do Paraná, Wanderlei Alves, informou que, desde o aumento, já são 32 pontos de bloqueio dos caminhoneiros autônomos nas rodovias brasileiras. Eles dizem que estão parados por falta de dinheiro para o abastecimento e manutenção dos veículos. "A cada 1,5 km, um caminhão gasta um litro de óleo diesel e lá se vão R$ 4. Tem o desgaste do caminhão e do pneu, tem a alimentação na estrada, que não é barata. E aí o governo vem com aumento de combustível e atinge bem na raiz a nossa categoria. A conta não fecha, não bate, não tem como trabalhar, não tem como transportar" reclamou. Mesmo ameaçada de multas no valor de R$ 5 mil por hora parada, a categoria em greve há nove dias promete seguir com os bloqueios e a participação cada vez maior de caminhoneiros. Eles já angariaram o apoio de diversas outras entidades de trabalhadores, como a da Federação Nacional dos Policias Federais, representada pelo vice-presidente Flávio Werneck.

  • Governo sanciona LDO e salário mínimo previsto para 2018 é de R$ 979

    Foto: Marcos Corrêa | PR Foto: Marcos Corrêa | PR
    09/08/2017 - 17:50

    O presidente Michel Temer sancionou a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) para 2018. Aprovada pelo Congresso Nacional em julho, o texto está publicado na edição desta quarta-feira (09/08) do Diário Oficial da União..A LDO estabelece as metas e prioridades do governo para o ano seguinte e orienta a elaboração da lei orçamentária anual. Uma das definições foi o aumento de 4,5% no salário mínimo, que passa agora de R$ 937 para R$ 979 em 2018, um reajuste de R$ 42. Na mensagem presidencial enviado ao Senado, o governo diz que vetou alguns pontos por "contrariedade ao interesse público e inconstitucionalidade". A LDO do ano que vem admite um déficit primário de R$ 129 bilhões para o governo central (Tesouro Nacional, Previdência Social e Banco Central) em 2018, equivalente a 1,78% do Produto Interno Bruto (PIB) previsto.

  • Petrobras vai diminuir preço do diesel e da gasolina a partir de quarta-feira

    Foto: Reprodução Foto: Reprodução
    08/08/2017 - 14:45

    Após seguidos reajustes, a Petrobras anunciou, nesta terça-feira (08/08), que vai reduzir o preço do diesel e da gasolina a partir de quarta-feira (09/08). A redução no diesel será de 0,2% e de 0,3% o da gasolina. Apesar da queda, ainda não é possível afirmar que a diminuição do preço será repassada para os consumidores finais. A medida faz parte da nova política de preços da Petrobras, que acompanha as condições do mercado para definir os valores. Desde o início da mudança, o preço da gasolina teve valorização de 3,58% e o diesel agora acumulou alta de 6,85%. 

  • Preço do gás de cozinha sofrerá reajuste de 6,9% a partir deste sábado

    Foto: Reprodução Foto: Reprodução
    04/08/2017 - 22:10

    O preço do gás vai aumentar a partir deste sábado (05/08). A Petrobras anunciou nesta sexta-feira (04/08) que irá reajustar os preços do Gás Liquefeito de Petróleo (GLP), o gás de cozinha em botijões de uso doméstico, em 6,9%. Em comunicado, a estatal afirmou que o aumento foi aplicado sobre os valores praticados sem incidência de tributos. Segundo a estatal, o preço pode variar de acordo com cada distribuidora. Se o reajuste for repassado de forma integral ao consumidor, o estimado é que o preço aumente, em média, R$ 1,29 por botijão. "Como a lei brasileira garante liberdade de preços no mercado de combustíveis e derivados, as revisões feitas nas refinarias podem ou não se refletir no preço final ao consumidor. Isso dependerá de repasses feitos especialmente por distribuidoras e revendedores", pontuou a Petrobras. Por causa da nova política de preços adotada pela Petrobras, o preço do gás de cozinha é revisado todo mês. Em julho, a Petrobras reduziu o preço do gás em 4,5%, depois de um aumento de 6,7% no mês anterior. O preço médio do botijão no Brasil é de 57,46 reais, de acordo com a Agência Nacional do Petróleo (ANP).

  • Justiça Federal suspende aumento dos combustíveis na Paraíba

    Foto: Wilfredo Riera | Bloomberg Foto: Wilfredo Riera | Bloomberg
    01/08/2017 - 20:16

    A Justiça Federal na Paraíba suspendeu, nesta terça-feira (01/08), o aumento dos impostos sobre os combustíveis. A Justiça declarou “imediato retorno dos preços dos combustíveis, praticados antes da edição da norma”. Com a suspensão da alta das alíquotas do PIS e Cofins, as distribuidoras ficam impedidas imediatamente de cobrar dos postos de combustíveis os novos valores.  A Advocacia-Geral da União (AGU) afirmou que vai recorrer. A decisão liminar foi expedida pelo juiz João Pereira de Andrade Filho, da 1ª Vara Federal. É a segunda decisão que recorre contra a alta da tributação sobre os impostos. A primeira, porém, foi derrubada pelo desembargador Hilton Queiroz, presidente do Tribunal Regional Federal da Primeira Região (TRF-1), no dia 26 de julho. De acordo com o magistrado, a medida atendeu pedido do Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo no Estado da Paraíba (Sindipetro-PB). Conforme documento, o juiz afirma que o decreto que aumentou a tributação sobre a gasolina, o diesel e o etanol afrontou o planejamento tributário dos consumidores e dos empresários do comércio varejista. Para ele, a medida “não respeitou o princípio da anterioridade nonagesimal”, em que nenhum tributo pode ser cobrado antes de 90 dias da publicação da lei.

  • Gasolina sobe 1% a partir de amanhã, diz Petrobras

    Foto: Reprodução Foto: Reprodução
    28/07/2017 - 16:30

    A Petrobras promoverá neste sábado (29/07), alterações nos preços dos combustíveis nas refinarias. A gasolina terá aumento de 1% e o diesel queda de 0,2%. A nova política de revisão de preços foi divulgada pela petroleira no dia 30 de junho. Com o novo modelo, a Petrobras espera acompanhar as condições do mercado e enfrentar a concorrência de importadores. Em vez de esperar um mês para ajustar seus preços, a Petrobras agora avalia todas as condições do mercado para se adaptar, o que pode acontecer diariamente. Além da concorrência, na decisão de revisão de preços, pesam as informações sobre o câmbio e as cotações internacionais.