BUSCA PELA CATEGORIA "Economia"

  • Conta de água ficará 8,8% mais cara a partir de junho na Bahia

    Foto: Jorge Santana | Sudoeste Bahia Foto: Jorge Santana | Sudoeste Bahia
    13/05/2017 - 08:35

    Os baianos vão pagar mais caro pela água a partir do dia 6 de junho. O reajuste de 8,8% na conta de água foi aprovado nesta sexta-feira (12/05) pela Agência Reguladora de Saneamento Básico do Estado da Bahia (Agersa). Em nota enviada à imprensa, a empresa afirma que o reajuste foi baseado em estudos da Fundação Instituto de Administração (FIA) que mostram “um desequilíbrio econômico-financeiro” da Embasa, que então pediu o aumento. A correção realmente necessária, segundo a empresa, seria de 53,1%, valor que não foi autorizado. Desse modo, a Embasa explicou que o reajuste precisa ser feito para que novos investimentos sejam realizados em centros de abastecimento pela Bahia.

  • Câmara dos Deputados promove debate sobre Energia Eólica

    Foto: Divulgação Foto: Divulgação
    20/04/2017 - 23:43

    A Comissão de Minas e Energia da Câmara dos Deputados aprovou requerimento do 1º Vice-líder do PR, deputado José Rocha para debater a situação do setor de energia eólica do país, com destaque para a situação dos parques geradores, projetos de expansão, construção de linhas de transmissão e indústria de equipamentos para a geração eólica. “O setor de energia eólica está em franca expansão, com destaque para a Bahia. Esse debate é muito importante para que a Câmara também faça a sua parte”, afirmou José Rocha. O deputado observou que o parlamento já analisa proposições para aperfeiçoar a legislação voltada para esse setor que, a cada dia amplia sua participação na geração de energia para o sistema elétrico brasileiro. Entre os convidados estão o ministro de Minas e Energia, Fernando Coelho Filho, o coordenador Executivo do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social da Bahia(CODES), Jaques Wagner, o prefeito de Caetité, que é importante polo gerador, Aldo Gondim e representantes da CHESF e da Associação Brasileira de Energia Eólica (Abeólica).

  • Petrobras anuncia aumento de preço do diesel e da gasolina

    20/04/2017 - 22:27

    A Petrobras anunciou nesta quinta-feira (20/04) que decidiu aumentar o preço do diesel nas refinarias em 4,3% e o da gasolina em 2,2% — ambos, em média. Os novos valores começam a ser aplicados a partir desta sexta-feira (21/04). Segundo a companhia, a medida é explicada principalmente pela elevação dos preços dos derivados nos mercados internacionais, desde a última decisão de preço, que mais que compensou a valorização do real frente ao dólar, e por ajustes na competitividade da Petrobras no mercado interno. A decisão de reajuste, tomada pelo Grupo Executivo de Mercado e Preços (GEMP) da estatal, está de acordo com a nova política de preços anunciada em outubro de 2016, pela qual a petroleira revisa seus preços pelos menos uma vez a cada 30 dias.

  • Salário mínimo será de R$ 979 em 2018, com reajuste de 4,5%

    Foto: Reprodução | EBC Foto: Reprodução | EBC
    07/04/2017 - 15:01

    O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, anunciou, nesta sexta-feira (07/04), que o governo deve propor um salário mínimo R$ 979 para 2018. O mínimo atual é de R$ 937. O novo valor, caso seja aprovado, será incluído na proposta da Lei de Diretrizes Orçamentárias para 2018, base para o orçamento do ano que vem. De acordo com o Projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias, a possível alteração deve ser enviada ao Congresso Nacional até o dia 15 deste mês. Para calcular o reajuste do salário mínimo, o governo soma a variação do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) do ano anterior ao resultado do Produto Interno Bruto (PIB) de dois anos antes.

  • Desemprego bate novo recorde e atinge 13,5 milhões de pessoas

    Foto: Cesar Itiberê / Fotos Públicas Foto: Cesar Itiberê / Fotos Públicas
    31/03/2017 - 18:15

    A taxa de desemprego no Brasil subiu para 13,2% no trimestre de dezembro do ano passado a fevereiro deste ano. Os dados são da pesquisa Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad Contínua), divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta sexta-feira (31/03). Com o resultado, a população desocupada do país chegou a 13,5 milhões de trabalhadores, um novo recorde tanto da taxa quanto de desempregados de toda a série histórica, iniciada em 2012. Em relação ao mesmo trimestre móvel do ano anterior, o índice cresceu 2,9 pontos porcentuais. Quando comparado ao trimestre encerrado em novembro do ano passado, o contingente cresceu 11,7%, o equivalente a mais 1,4 milhão de pessoas, e 30,6% (mais 3,2 milhões de pessoas em busca de trabalho) em relação a igual trimestre de 2016. Os números da Pnad indicam, ainda, que a população ocupada, de 89,3 milhões, teve recuos tanto em relação ao trimestre encerrado em novembro de 2016 (-1%), quanto em relação ao mesmo trimestre de 2016 (-2%).

  • Anúncio de alta de imposto sairá ainda nessa semana

    Foto: Wertther Santana | Estadão Conteúdo Foto: Wertther Santana | Estadão Conteúdo
    27/03/2017 - 23:25

    O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, confirmou na noite desta segunda-feira (27/03) que haverá um anúncio oficial ainda nesta semana para revelar o plano de contingenciamento de despesas deste ano e das medidas de aumentos de impostos para compensar o rombo no Orçamento. “Estamos esperando a formalização da Advocacia-Geral da União (AGU) para ter a formatação das receitas e vamos anunciar nesta terça ou na quarta-feira as medidas necessárias. O prazo oficial para a publicação no Diário Oficial é até quinta-feira, então pretendemos anunciar até quarta”, afirmou. “O Tribunal de Contas da União (TCU) exige uma documentação bem embasada sobre essas receitas, então vamos esperar a conclusão dos pareceres”, completou. Segundo relatório, o governo possui um rombo de R$ 58,2 bilhões no Orçamento de 2017. Essa quantia é necessária para o cumprimento da meta de déficit de R$ 139 bilhões para este ano.

  • Petrobras reajusta preço de botijões de até 13 kg

    Foto: Reprodução Foto: Reprodução
    17/03/2017 - 23:12

    A Petrobras informa que reajustará os preços do gás liquefeito de petróleo (GLP) para uso residencial vendido em botijões de até 13 kg em 9,8%, em média. O reajuste entra em vigor à zero hora da próxima terça-feira (21/03). O ajuste anunciado foi aplicado sobre os preços praticados pela Petrobras sem incidência de tributos. Se for integralmente repassado aos preços ao consumidor, a companhia estima que o botijão de 13 kg pode subir 3,1% ou cerca de R$ 1,76 por botijão, isso se forem mantidas as margens de distribuição e de revenda e as alíquotas de tributos. A empresa destaca ainda que o último reajuste feito por ela ocorreu em 1 de setembro de 2015.A correção atual não se aplica ao GLP destinado a uso industrial. “Como a lei brasileira garante liberdade de preços no mercado de combustíveis e derivados, as revisões feitas pela Petrobras nas refinarias podem ou não se refletir no preço final ao consumidor. Isso dependerá de repasses feitos especialmente por distribuidoras e revendedores”, ressalta a empresa.

  • Dono de posto que não repassar desconto das refinarias poderá ser punido com prisão

    Foto: Reprodução Foto: Reprodução
    03/03/2017 - 17:56

    A senadora Rose de Freitas (PMDB-ES) apresentou projeto que pune os proprietários de postos de combustível que não repassarem ao consumidor os descontos concedidos pelas refinarias. O projeto (PLS 20/2017) torna esta prática crime contra a ordem econômica, com pena de um a cinco anos de prisão. A senadora lembrou que o governo tem adotado políticas nacionais de redução do preço dos combustíveis, mas o consumidor final não tem sido beneficiado. Confira a reportagem de Iara Farias Borges, da Rádio Senado.

  • FGTS: Contas inativas de falecidos podem ter dinheiro sacado por dependentes

    Foto: Reprodução Foto: Reprodução
    01/03/2017 - 18:11

    As famílias de trabalhadores que morreram antes da liberação do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) já podem sacar o dinheiro que se encontrava em contas inativas. É necessário, para ter acesso ao recurso, apresentar a carteira de trabalho do titular da conta, além da própria carteira de identidade. O resgate deve ser realizado junto à Caixa Econômica Federal. As pessoas que têm legitimidade para receber a quantia são, por exemplo, maridos ou esposas e herdeiros. Em caso do  falecido não ter deixado inventário, é preciso ir ao Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) e solicitar a emissão de uma declaração de dependência econômica e da inexistência de dependentes preferenciais.

  • Petrobras reduz preço do diesel e da gasolina na refinaria a partir desta sexta (27)

    Foto: Jorge Santana | Sudoeste Bahia Foto: Jorge Santana | Sudoeste Bahia
    26/01/2017 - 21:09

    A Petrobras anunciou nesta quinta-feira (26/01) redução no preço do diesel nas refinarias em 5,1%, em média, e da gasolina em 1,4%, em média. De acordo com a estatal, os novos valores começam a ser aplicados a partir desta sexta-feira. A redução nas refinarias não necessariamente chegará aos consumidores porque a lei brasileira garante liberdade de preços no mercado de combustíveis e derivados. “Isso dependerá de repasses feitos por outros integrantes da cadeia de combustíveis, especialmente distribuidoras e postos revendedores”, informou a Petrobras. Pelos cálculos da empresa, se o ajuste for repassado integralmente e não houver alterações nas demais parcelas que compõem o preço ao consumidor final, o diesel pode cair 2,6% ou cerca de R$ 0,08 por litro, em média, e a gasolina, 0,4% ou R$ 0,02 por litro, em média.

  • Boleto bancário poderá ser pago em qualquer instituição após vencimento

    Foto: Marcos Oliveira | Sudoeste Bahia Foto: Marcos Oliveira | Sudoeste Bahia
    24/01/2017 - 21:20

    Boletos bancários que tenham passado da data de vencimento poderão ser pagos em qualquer banco a partir de março segundo divulgado pela Federação Brasileira dos Bancos (Febraban) nesta terça-feira (24/01).A medida será implantada de forma escalonada. Primeiro, valerá para os boletos de maior valor. Depois, para os de menor valor. A ação será possível devido a um novo sistema de liquidação e compensação para os boletos bancários criado pela Febraban em parceria com a rede bancária. O novo mecanismo deve ainda reduzir inconsistências de dados, evitar pagamento em duplicidade e permitir a identificação do CPF do pagador, facilitando o rastreamento de pagamentos e coibindo fraudes. A Febraban informou ainda que o comprovante de pagamento vai ser mais completo e vai apresentar todos os detalhes do boleto (juros, multa, desconto, etc) e as informações do beneficiário e pagador.

  • Banco Central corta juro em 0,75 ponto, para 13% ao ano

    Foto: Michel Filho | Agência O Globo Foto: Michel Filho | Agência O Globo
    11/01/2017 - 20:27

    O Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central (BC) anunciou nesta quarta-feira (11/01) um corte de 0,75 ponto percentual na Taxa Selic, juros básicos de referência da economia brasileira, para 13% ao ano. É o terceiro corte seguido da taxa e o primeiro acima de 0,25 ponto percentual, dentro do atual ciclo de afrouxamento monetário. No comunicado divulgado após a decisão, o BC diz que cogitou fazer um corte menor do juro, para 13,25%, e sinalizar uma queda maior na próxima reunião. De acordo com a autoridade, entretanto, a combinação entre fraca atividade econômica e expectativas de inflação ancoradas permitiu uma redução mais agressiva. A decisão ocorreu no dia em que o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou a inflação do ano fechado de 2016, de 6,29%, abaixo, portanto, do teto da meta.  Com a redução anunciada nesta quarta-feira, os juros voltam ao menor patamar desde abril de 2015, quando a Selic era de 13,25%.

  • Contas de telefones fixos e móveis ficam mais caras a partir deste mês

    Foto: Jorge Santana | Sudoeste Bahia Foto: Jorge Santana | Sudoeste Bahia
    08/01/2017 - 18:44

    O ano começou com aumento no custo da telefonia em todo o país. Decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) determinou que as empresas de telefonia fixa e móvel recolham o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) sobre o valor da assinatura básica mensal. Os valores variam de acordo com o estado e o tipo de plano oferecido pelas operadoras. As empresas de telefonia que ainda não recolhiam o imposto estão comunicando aos clientes o reajuste dos planos. De acordo com a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), não se trata de aumento de tarifa ou preço de serviços. Em nota, a agência reguladora esclarece que o reajuste dos planos básicos das concessionárias de telefonia ocorre anualmente e é homologado sem o acréscimo de impostos. O último reajuste aprovado pela Anatel foi em setembro de 2016.

  • TCU libera, e Tesouro transfere quase R$ 5 bilhões a municípios

    Foto: Fernando Frazão | Folhapress Foto: Fernando Frazão | Folhapress
    29/12/2016 - 20:05

    O Tesouro Nacional informou através da assessoria de imprensa que foi emitida na noite desta quinta-feira (29/12), uma ordem bancária em favor dos municípios para o pagamento de cerca de R$ 5 bilhões relativos à repartição da multa da repatriação com as prefeituras e dará um alívio às contas dos governos municipais, muitos deles endividados. Segundo o Tesouro, os recursos vão entrar na conta dos municípios na sexta-feira (30/12). De acordo com o presidente da Frente Nacional dos Prefeitos, Márcio Lacerda, prefeito de Belo Horizonte, cerca de 60% de 5.561 municípios do Brasil não conseguiriam fechar suas contas no azul, caso essa parcela das multas da repatriação não fosse repassada a tempo de encerrar o ano de 2016.

  • Salário mínimo sobe para R$ 937 a partir de janeiro

    Foto: Marcos Santos | USP Imagens Foto: Marcos Santos | USP Imagens
    29/12/2016 - 19:02

    O presidente Michel Temer assinou decreto nesta quinta-feira (29/12) que reajusta de R$ 880 para R$ 937 o salário mínimo, sem ganho real, apenas com a reposição da inflação (o INPC). Na proposta orçamentaria de 2017, a previsão para o piso nacional era de R$ 945, mas o valor ficou abaixo por conta de a inflação apurada ter sido menor do que o previsto. O governo aplicou ainda um redutor de R$ 2,29, "resultante da diferença entre o valor observado para o INPC em 2015 e estimativa aplicada para o cálculo do reajuste do salário mínimo de 2016", segundo o Ministério do Planejamento. Desde o governo Lula, a regra para reajuste do salário mínimo é a mesma: o piso é corrigido pela inflação mais a variação do Produto Interno Bruto (PIB) de dois anos antes. A regra de correção é válida até 2019. Em 2015, houve retração na economia de 3,8%. Nesse caso, o efeito é zero e, por isso, se corrige só a inflação.

  • Preço da gasolina pode subir para até R$4

    Foto: Jorge Santana | Sudoeste Bahia Foto: Jorge Santana | Sudoeste Bahia
    Por Mateus Novais

    06/12/2016 - 07:11

    Os preços do diesel e da gasolina deverá ficar cerca de 4% mais caros a partir desta semana. Na noite dessa segunda-feira (05/12), a Petrobras anunciou o aumento de preço dos dois combustíveis nas refinarias. O diesel subirá 9,5% e a gasolina 8,1%. Segundo a Petrobras, os aumentos passam a valer a partir desta terça, 6, e estão de acordo com a política de preços anunciada pela Petrobras em outubro. O impacto nas bombas deverá ser de 5,5% para o diesel, ou mais R$ 0,17 por litro, e de 3,4% para a gasolina, mais R$ 0,12 por litro. “As principais variáveis que explicam a decisão do Grupo Executivo [de Mercado e Preços] são o aumento observado nos preços do petróleo e derivados e desvalorização da taxa de câmbio no período recente. Por outro lado, a participação da Petrobras no mercado interno de diesel registrou pequenos sinais de recuperação”, informou a companhia através de nota.

  • Sete semanas depois, corte no preço da gasolina ainda não chegou às bombas

    Foto: Jorge Santana | Sudoeste Bahia Foto: Jorge Santana | Sudoeste Bahia
    Por Folhapress

    02/12/2016 - 17:36

    De acordo com o levantamento de preços publicado pela ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis) nesta sexta (02/12), a gasolina foi vendida esta semana a um preço médio de R$ 3,655 por litro. É o mesmo valor verificado na semana anterior e representa uma queda de apenas 0,4% com relação ao preço vigente antes do primeiro corte, em 14 de outubro. Na ocasião, a Petrobras reduziu o preço da gasolina e do diesel em 3,2% e 2,7%, respectivamente. No dia 8 de novembro, promoveu novo corte, de 3,1% na gasolina e 10,4% no diesel. A expectativa da empresa era de que a gasolina caísse R$ 0,10 por litro e o diesel, R$ 0,25. De acordo com a ANP, porém, o diesel só caiu 0,9%, ou menos de R$ 0,03 desde a primeira redução promovida pela estatal. Esta semana, o combustível foi vendido no Brasil a R$ 2,979 por litro, praticamente o mesmo valor da semana anterior. Os dados da agência mostram que as distribuidoras têm segurado a maior parte da queda. Nas últimas duas semanas, porém, aumentou a margem de lucro dos postos, em R$ 0,05 por litro de diesel, enquanto o preço cobrado pelas distribuidoras caiu no mesmo patamar. Isto é, houve um pequeno corte pelas distribuidoras, mas os postos não repassaram às bombas.

  • Governo cancela 469 mil benefícios do Bolsa Família

    Foto: Jefferson Rudy | Agência Senado Foto: Jefferson Rudy | Agência Senado
    07/11/2016 - 17:16

    O Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário encontrou irregularidades em 1,136 milhão de benefícios do Bolsa Família. Destes, 469 mil foram cancelados e 667 mil, bloqueados. No caso dos bloqueios, os usuários têm até três meses para comprovar que cumprem os requisitos do programa de distribuição de renda e podem voltar a receber o benefício. A pasta também convocou 1,4 milhão de famílias para fazer atualização cadastral em janeiro de 2017. Os dados são resultado de um pente-fino no Bolsa Família iniciado em junho, que envolveu diversas bases de dados nacionais. Os cancelamentos já começam a valer em novembro e terão impacto de R$ 1,024 bilhão na folha de pagamento do Bolsa Família. No caso dos bloqueios, o governo espera uma economia de R$ 1,428 bilhão, caso as irregularidades sejam confirmadas.

  • Contas de luz terão acréscimo no mês de novembro

    Foto: Reprodução Foto: Reprodução
    29/10/2016 - 12:43

    No mês de novembro, a bandeira tarifária voltará a ser aplicada nas contas de luz.  Nesse mê, a bandeira será a amarela, com custo de R$ 1,5 a cada 100 quilowatts-hora (kWh) consumidos. A medida se deve às condições hidrológicas menos favoráveis, o que determinou o acionamento de usinas termelétricas, mais caras. Desde abril deste ano, a bandeira tarifária estava verde, ou seja, não havia custo extra para os consumidores. No ano passado, todos os meses tiveram bandeira vermelha, primeiramente com cobrança adicional de R$ 4,5 a cada 100 quilowatts-hora (kWh) consumidos e, depois, com a bandeira vermelha patamar 1, que significa acréscimo de R$ 3 a cada 100 kWh. O sistema de bandeiras tarifárias foi adotado em janeiro de 2015 como forma de recompor os gastos extras com a utilização de energia de usinas termelétricas, mai cara do que a energia de hidrelétricas. A cor da bandeira é impressa na conta de luz (vermelha, amarela ou verde) e indica o custo da energia elétrica em função das condições de geração de eletricidade. Por exemplo, quando chove menos, os reservatórios das hidrelétricas ficam mais vazios e é preciso acionar mais termelétricas para garantir o suprimento de energia no país.

  • Inflação cai e é de 8,27% em 12 meses, diz IBGE

    Foto: Marcos Santos | USP Imagens Foto: Marcos Santos | USP Imagens
    Por Agência Brasil

    21/10/2016 - 11:22

    Em todo o país, a prévia da inflação oficial, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo 15 (IPCA-15), ficou em 0,19% em outubro deste ano. A taxa é menor que a registrada em setembro (0,23%) e é a mais baixa desde outubro de 2009 (0,18%). Os dados foram divulgados nesta sexta-feira (21/10) pelo InstitutoBrasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O IPCA-15 acumula 6,11% no ano, bem abaixo dos 8,49% registrados no mesmo período de 2015. Em 12 meses, o acumulado chega a 8,27%, abaixo dos 8,78% dos 12 meses imediatamente anteriores.