BUSCA PELA CATEGORIA "Brasil"

  • Banco do Brasil inicia serviço de transações financeiras por WhatsApp

    Foto: Marcos Oliveira | Sudoeste Bahia Foto: Marcos Oliveira | Sudoeste Bahia
    Por Alexandre Galvão

    10/10/2018 - 20:00

    Desde junho, o banco oferece consultas pelo WhatsApp e pelo Twitter

    Clientes do Banco do Brasil (BB) agora podem fazer transações financeiras por meio do WhatsApp. Ao todo, 11 tipos de serviços podem ser realizados pelo aplicativo de mensagens. O banco está liberando a novidade para cerca de 500 mil clientes a cada semana, mas a ferramenta estará disponível a todos os correntistas nas próximas semanas. De acordo com o BB, as seguintes transações estão disponíveis por meio do WhatsApp: transferências, consulta do código Iban (que indica o número de conta internacional), recarga de celular, liberação de cartão, saldo de conta-corrente, extrato de conta-corrente, saldo de poupança, extrato de poupança, extrato de fundos de investimento, rastreio de cartão e emissão de fatura de cartão. Desde junho, o banco oferece consultas pelo WhatsApp e pelo Twitter. Agora, a ferramenta foi expandida para transações financeiras. Todas as operações são executadas por meio de um sistema de inteligência artificial. Segundo o Banco do Brasil, as transações são seguras porque são criptografadas de ponta a ponta. Para acessar o Banco do Brasil no WhatsApp, é necessário apenas salvar o telefone (61) 4004-0001 no celular e iniciar uma conversa. No caso de consultas, o banco envia um código de confirmação por meio de notificações push ou por SMS. Para as demais transações, o cliente também deverá digitar a senha, antes de receber uma resposta em texto confirmando a transação. Se houver necessidade de atendimento humano, o cliente será encaminhado a um funcionário do banco.

  • Eleições mudam o início do horário de verão

    Foto: Reprodução Foto: Reprodução
    Por Alexandre Galvão

    30/09/2018 - 19:00

    O Ministério da Educação (MEC) solicitou ao presidente Michel Temer o adiamento do início do horário de verão em razão das provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem)

    As eleições vão causar mudanças até no cronograma do horário de verão. Tradicionalmente, o início é a partir da meia-noite do terceiro domingo de outubro, mas neste ano foi adiado para dia 4 de novembro - primeiro domingo após o segundo turno. Com 15 dias a menos, o novo horário durará cerca de três meses, até o dia 6 de fevereiro de 2019. No entanto, é possível que essa data ainda sofra modificações. O Ministério da Educação (MEC) solicitou ao presidente Michel Temer o adiamento do início do horário de verão em razão das provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). A avaliação do MEC é que a alteração no horário poderia gerar confusão, fazendo com que candidatos possam perder o exame devido à alteração no horário.

  • Prazo para solicitar 2ª via do título de eleitor termina nesta quinta (27)

    Foto: Reprodução Foto: Reprodução
    26/09/2018 - 08:30

    A segunda via do título de eleitor pode ser solicitada apenas até esta quinta-feira (27). O pedido deve ser protocolado por quem está em dia com a Justiça Eleitoral. no cartório eleitoral da zona em que está inscrito. O prazo termina exatamente 10 dias antes do primeiro turno das eleições gerais. No entanto, não é obrigatório apresentar o título no dia 7 de outubro, já que um documento de identificação com foto, como a identidade, a carteira de trabalho ou o passaporte, podem ser utilizados. Quem já fez o recadastramento biométrico também pode optar por apresentar o documento digital, chamado de e-Título. O aplicativo, disponível para download por iOS ou Android, permite que a cédula seja acessada por smartphones, além de informar o local de votação do usuário. Essas informações também podem ser verificadas na área "serviço para o eleitor", na página do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

  • Horário de verão pode ser extinto no Brasil

    Foto: Edilson Rodrigues | Agência Senado Foto: Edilson Rodrigues | Agência Senado
    Por Marina Hortélio

    20/09/2018 - 22:00

    A medida foi proposta pelo senador Airton Sandoval (MDB-SP)

    A Comissão de Infraestrutura do Senado analisa a extinção em definitivo do horário de verão em todo território nacional. A medida foi proposta pelo senador Airton Sandoval (MDB-SP) e é relatada pelo senador Valdir Raupp (MDB-RO). Sandoval afirma que a tese de que o horário de verão reduz uso de energia com iluminação artificial não sobrevive a uma análise econômica mais ampla. No projeto, o Senado cita estudos que traçam uma relação entre a adoção do horário de verão com o desenvolvimento de doenças e problemas de saúde, como aumento de infartos do miocárdio, pressão arterial e agravamento do diabetes mellitus tipo 2. O projeto também vai ser analisado pela CAE (Comissões de Assuntos Econômicos) e pela CCJ (Comissões de Constituição, Justiça e Cidadania), cabe à última a decisão final.

  • Brasil segue estagnado no 79°lugar em ranking global do IDH

    Foto: Camila Souza | GOVBA Foto: Camila Souza | GOVBA
    Por Marina Hortélio

    14/09/2018 - 16:30

    Os índices de saúde e renda brasileiros aumentaram, mas os números da educação se mantiveram os mesmos

    Pelo terceiro ano seguido, o Brasil ficou na 79º posição no ranking do IDH (Índice de Desenvolvimento Humano) divulgado hoje pelo Pnud (Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento). O levantamento analisou 189 países. Quando apenas a desigualdade é analisada, o Brasil cai 17 posição. O IDH vai de 0 a 1 – quanto maior, mais desenvolvido o país. Na medição deste ano, o Brasil alcançou o IDH de 0,759, uma pequena melhora em relação ao ano passado, de 0,001. O país faz parte dos grupos que têm "alto" desenvolvimento humano. A melhora no IDH brasileiro fica perceptível nos índices de saúde e renda, os números da educação se mantiveram os mesmos.

  • Bolsa Família lança novo aplicativo; Confira

    Foto: Divulgação Foto: Divulgação
    Por Juliana Rodrigues

    11/09/2018 - 20:00

    O aplicativo está disponível para download em celulares com sistemas Android e IOs.

    Agora o bolsa família tem um novo aplicativo. O Governo Federal lançou o aplicativo Meu CadÚnico, que permite o acesso a informações do Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal.  Com o app, os beneficiários do Bolsa Família podem verificar se seus dados estão atualizados, a renda informada e quem são os integrantes da família cadastrados, evitando o cancelamento do pagamento. Usando as  ferramentas do aplicativo, também é possível obter o Número de Identificação Social (NIS) de todos os componentes da família. Até agora, para saber o NIS, era preciso comparecer a um Centro de Referência de Assistência Social (Cras) da prefeitura ou acessar o site Consulta Cidadão. Com a novidade também pode validar o comprovante de cadastramento no CadÚnico a partir do leitor de QRCode. Por meio do código ou de uma chave de segurança, o interessado pode compartilhar esse comprovante, se for preciso provar a autenticidade da informação, como no caso de pedidos de isenção da taxa de inscrição em concursos públicos ou no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Com os recursos disponíveis, compartilhar o documento via WhatsApp ou encaminhar o QRCode por e-mail também é possivel. O aplicativo está disponível para download em celulares com sistemas Android e IOs. Quem não está inserido no Cadastro Único também pode acessar o aplicativo, buscando informações sobre o Centro de Referência de Assistência Social (Cras) mais próximo. 

  • Locais de prova do concurso da Polícia Federal são divulgados

    Foto: Marcos Oliveira | Sudoeste Bahia Foto: Marcos Oliveira | Sudoeste Bahia
    Por Juliana Rodrigues

    11/09/2018 - 19:30

    As provas serão realizadas no dia 16 de setembro

    Já podem ser consultados  os  locais de prova do concurso da Polícia Federal. Os candidatos poderão conferir  no site da banca organizadora,  Cespe/UnB, por meio do CPF, o local da prova. As provas serão realizadas no dia 16 de setembro. As fases são de caráter eliminatório e classificatório . A prova objetiva terá 120 questões com questões de Conhecimento Geral em todas as capitais do Brasil e nas 26 capitais. Os cargos de delegado e perito criminal têm remuneração de R$ 22.672,48 para 40 horas semanais de trabalho, em regime de tempo integral e com dedicação exclusiva. As funções de agente, escrivão e papiloscopista têm ganhos mensais de R$ 11.983,26, nas mesmas condições.

  • Médicos afirmam que estado de Bolsonaro é 'naturalmente grave'

    Foto: Reprodução Foto: Reprodução
    Por Matheus Simoni

    06/09/2018 - 21:00

    De acordo com o doutor Gláucio Souza, o presidenciável chegou com um quadro muito grave ao hospital, com a pressão muito baixa, por causa da perda de sangue

    Médicos que operaram o candidato à Presidência da República pelo PSL, Jair Bolsonaro, afirmaram que o parlamentar está na UTI, com um quadro grave, mas estável. De acordo com o doutor Gláucio Souza, o presidenciável chegou com um quadro muito grave ao hospital, com a pressão muito baixa, por causa da perda de sangue. Ele chegou a ter uma hemorragia interna, que foi controlada após duas horas de cirurgia. Bolsonaro sofreu lesões nos intestinos grosso e delgado e em uma veia abdominal, em decorrência do golpe de faca, que foi profundo. O intestino delgado foi costurado, mas não foi feita uma emenda na área atingida no intestino grosso, optando-se pela ligação com uma bolsa externa. Ainda de acordo com a equipe médica, Bolsonaro deve demorar cerca de dois meses para se recuperar e pode ser liberado do centro médico em até 10 dias. 

  • Nova tabela de fretes é publicada no Diário Oficial da União

    Foto: Divulgação Foto: Divulgação
    Por Alexandre Galvão

    05/09/2018 - 14:00

    Ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, afirmou que os reajustes se basearam na variação de 13% no preço do diesel na refinaria

    A tabela com os preços reajustados dos fretes está publicada no Diário Oficial da União desta quarta-feira (5). Os novos valores foram definidos depois de reunião entre integrantes do governo e da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), no Palácio do Planalto. O ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, afirmou que os reajustes se basearam na variação de 13% no preço do diesel na refinaria, que geraram média de aumento de 3%. A nova tabela, assinada pelo diretor-geral da ANTT, Mario Rodrigues Júnior, considera o preço mínimo por quilômetro, eixo e carga transportada, além dos custos. No sábado (1º) à noite, a ANTT informou que seria divulgada nova tabela, depois que a Petrobras anunciou o reajuste de 13% do preço do litro do óleo diesel nas refinarias.

  • Mudança na tabela do frete deve ser anunciada até quarta-feira

    Foto: Reprodução Foto: Reprodução
    Por Marina Hortélio

    03/09/2018 - 20:00

    As decisões devem ser formalizadas na cúpula da ANTT de amanhã (4)

    A nova tabela do frete rodoviário deve ser publicada até a próxima quarta-feira (5), já com a incorporação da alta de 13% do diesel. Nesta semana, a ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres) ainda deve começar um esquema de fiscalização do cumprimento dos preços mínimos do frete rodoviário. As decisões, que foram tomadas na manhã de hoje (3) em uma reunião técnica no Ministério dos Transportes, devem ser formalizadas na cúpula da ANTT de amanhã (4). A agência reguladora ainda calcula o reajuste, que vai incidir sobre a tabela vigente, que, como reconhecem os caminhoneiros, contém erros. A versão atual, porém, continua em vigor até o final do ano.

  • Menos de 10% do acervo foi salvo, diz vice-diretora do museu Nacional

    Foto: Tomaz Silva | Agência Brasil Foto: Tomaz Silva | Agência Brasil
    Por Matheus Simoni

    03/09/2018 - 18:00

    Equipes da Defesa Civil não conseguiram adentrar na galeria onde ficava o crânio da Luzia, o mais antigo fóssil humano encontrado no país, com cerca de 12 mil anos, em função do calor que os pequenos focos de incêndio

    A vice-diretora do museu Nacional, Cristiana Cerejo, afirmou hoje (3) que menos de 10% do acervo de mais de 20 milhões de peças pode ter sido preservado. Bombeiros ainda trabalham no resgate das peças que foram atingidas pelo incêndio que atingiu o local no último domingo (2), no Rio de Janeiro. Equipes da Defesa Civil não conseguiram adentrar na galeria onde ficava o crânio da Luzia, o mais antigo fóssil humano encontrado no país, com cerca de 12 mil anos, em função do calor que os pequenos focos de incêndio que são identificados no interior do prédio. "A gente conseguiu recuperar algumas coisas. Eu cheguei mais cedo e consegui entrar. A gente arrombou uma das portas antes das chamas tomarem conta", disse a vice-diretora. De acordo com Renato Cabral Ramos, da área de geologia e paleontologia do museu, foi retirado um quadro do Marechal Rondon que talvez possa ser restaurado. Além disso, alguns armários de metal ainda estão de pé e podem ter preservado o conteúdo que estava guardado.

  • Balão pode ter sido causador de incêndio em Museu Nacional, diz ministro

    Foto: Tânia Rêgo | Agência Brasil Foto: Tânia Rêgo | Agência Brasil
    Por Alexandre Galvão

    03/09/2018 - 09:00

    Os bombeiros controlaram por volta das 2h da madrugada desta segunda-feira (3) o incêndio de grande proporção

    Um balão pode ter sido o causador do incêndio no Museu Nacional, do Rio de Janeiro. A informação foi passada à Folha pelo ministro da Cultura, Sérgio Sá Leitão. Os vigilantes do museu teriam revelado que o fogo começou de cima para baixo, o que levantou a suspeita sobre o balão. Uma outra possibilidade seria o incêndio ter começado com um curto-circuito em um laboratório audiovisual da instituição. O ministro insiste na necessidade de uma apuração rigorosa sobre as causas do incêndio. "É preciso apurar se há de fato uma conexão entre o incêndio e a fragilidade e a deficiência do museu", afirma. Os bombeiros controlaram por volta das 2h da madrugada desta segunda-feira (3) o incêndio de grande proporção. As equipes permanecem no local fazendo o trabalho de rescaldo para debelar pequenos focos de fogo.

  • União dos Caminhoneiros diz que fará paralisação depois do feriado

    Foto: Marcelo Pinto | A Plateia Foto: Marcelo Pinto | A Plateia
    Por Alexandre Galvão

    03/09/2018 - 08:00

    A possibilidade de uma manifestação perto das eleições, no entanto, já era ventilada dias após a paralisação de onze dias em maio, como forma de pressão política

    Em nota divulgada pela União dos Caminhoneiros do Brasil (UDC), caminhoneiros da entidade afirmam que farão uma mobilização em todo o país após o feriado de 7 de Setembro e por tempo indeterminado. A UDC acusa o governo de não ter cumprido o prometido em relação ao preço do diesel, que na última sexta-feira (31) teve reajuste de 13%. A lei que estabeleceu a nova política de frete prevê revisão dos pisos mínimos caso o combustível tenha oscilação superior a 10%, para acomodar o aumento de custos dos caminhoneiros. De acordo com a Folha, a entidade reclama da falta de fiscalização nas estradas pela ANTT. A UDC pede mais fiscais e postos de fiscalização que obriguem às transportadoras a cumprirem a tabela mínima do frete. Os caminhoneiros da UDC também reclamam da atuação da ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres) e pedem a dissolução da diretoria da entidade. A possibilidade de uma manifestação perto das eleições, no entanto, já era ventilada dias após a paralisação de onze dias em maio, como forma de pressão política.

  • Com alta no diesel, ANTT fará ajuste em tabela de fretes

    Foto: Reprodução Foto: Reprodução
    Por Gabriel Nascimento

    03/09/2018 - 07:00

    De acordo com a ANTT, a alteração acontece porque houve aumento superior a 10% no preço do diesel

    A tabela de fretes para o transporte de cargas vai ser ajustada pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT). A modificação acontece por causa da variação do preço do diesel. A informação foi divulgada pela ANTT ontem (1º). Segundo a agência, o ajuste é feito com base na Lei 13.703/2018, que prevê uma nova tabela quando houver oscilação superior a 10% no preço do diesel no mercado nacional.

  • INSS começa a pagar 1ª parcela do 13º salário de aposentados

    Foto: Divulgação Foto: Divulgação
    Por Alexandre Galvão

    27/08/2018 - 15:00

    Segundo o governo, o dinheiro da primeira parte deverá injetar R$ 21 bilhões na economia nos meses de agosto e setembro

    O INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) começa a pagar nesta segunda-feira (27) a primeira parcela do 13º salário dos aposentados, que será de 50% do valor do benefício. Ao todo, serão 30 milhões de pagamentos. Os depósitos serão feitos até 10 de setembro, junto com a folha mensal de pagamentos do INSS. Já segunda parcela do 13º será paga junto com os benefícios de novembro e corresponderá à diferença entre o valor total do abono anual e o valor da parcela antecipada. Segundo o governo, o dinheiro da primeira parcela deverá injetar R$ 21 bilhões na economia nos meses de agosto e setembro. No ano passado, o valor da 1ª parcela também foi pago em agosto.

  • Maioria dos brasileiros é contrária à legalização do aborto, aponta Datafolha

    Foto: Rovena Rosa | Agência Brasil Foto: Rovena Rosa | Agência Brasil
    Por Marina Hortélio

    22/08/2018 - 19:00

    De novembro de 2015 até hoje o índice dos favoráveis à manutenção das regras do aborto passou de 67% para os 59%

    A maioria dos brasileiros é contrária a mudanças na legislação sobre o aborto no país. Apesar de o número continuar alto, de novembro de 2015 até hoje o índice dos favoráveis à manutenção das regras passou de 67% para os atuais 59%, aponta pesquisa Datafolha. O instituto ouviu 8.433 pessoas em 313 municípios do país. A margem de erro do levantamento, fruto de uma parceria da Folha e da TV Globo, é de dois pontos porcentuais para mais ou menos. O levantamento aponta ainda que a parcela de pessoas que defendem que a ampliação da lei do aborto caiu de 16% para 13%. Já os que são a favor da legalização da interrupção da gravidez em qualquer situação subiu de 11% para 14%. Ainda de acordo com a consulta, 58% dos brasileiros acreditam que a mulher deve ser punida e ir para a cadeia por realizar o procedimento. A taxa de brasileiros que são contra qualquer punição à mulher que abortar está em 33%.

  • Concurso da PM do Paraná cobra 'masculinidade' de candidatos

    Foto: Divulgação Foto: Divulgação
    Por Matheus Simoni

    13/08/2018 - 21:00

    Podem concorrer às vagas homens e mulheres, com idade até 30 anos

    O edital de concurso para cadetes da Polícia Militar do Paraná estabelece que os candidatos deverão se submeter a um teste psicológico para avaliar se encaixam-se no critério de masculinidade. Podem concorrer às vagas homens e mulheres, com idade até 30 anos. No entanto, o número de vagas preenchidas por mulheres não pode ultrapassar 50% do total, em respeito a uma legislação estadual. O anexo 2 traça o perfil para atuar na função e prevê que, na característica de masculinidade, a pessoa tenha capacidade de “não se impressionar com cenas violentas, suportar vulgaridades, não emocionar-se facilmente, tampouco demonstrar interesse em histórias românticas e de amor”. Questionada sobre o item a PM afirmou por meio de nota que foi dada, por parte de alguns setores da sociedade, uma interpretação equivocada ao critério “masculinidade” e que o objetivo é “avaliar a estabilidade emocional e a capacidade de enfrentamento, aspectos estes extremamente necessários para o dia a dia da atividade policial militar”. O concurso gerou revolta e causou uma manifestação a Aliança LGBTI e do Grupo Dignidade, que emitiram um comunicado conjunto para questionar os termos do edital, considerados discriminatórios e machistas. Segundo os grupos, os termos são incompatíveis com atitude adequada de integrantes da Polícia Militar. As entidades também apelaram ao bom senso da primeira mulher a governar o Paraná, Cida Borghetti (PP), e da primeira mulher a comandar a PM do estado, coronel Audilene Rosa de Paula Dias Rocha, para que o edital seja revogado. 

  • Bancos e investidores temem segundo turno entre PT e Bolsonaro

    Foto: Wilson Dias | Agência Brasil Foto: Wilson Dias | Agência Brasil
    13/08/2018 - 10:00

    A crença, acompanhada de certo temor, é a de que, mesmo com toda a provável sequência de ataques contra o candidato do PSL, eleitorado siga firme com ele

    Bancos de investimentos e grandes administradoras de fundos fizeram cruzamentos de dados, sondagens e análises e passaram a considerar, a sério, a hipótese de um segundo turno entre Jair Bolsonaro e o candidato petista. De acordo com o PT, a crença, acompanhada de certo temor, é a de que, mesmo com toda a provável sequência de ataques contra o postulante do PSL, o eleitorado siga firme ao lado dele.

  • Pente-fino do INSS: prazo para 179 mil agendarem perícia termina hoje

    Foto: Reprodução Foto: Reprodução
    Por Clara Rellstab

    13/08/2018 - 09:00

    O instituto tem convocado para novos exames aqueles com menos de 60 anos de idade e que estão há mais de dois anos sem passar por uma reavaliação médica

    Termina hoje o prazo dado pelo INSS para que 178.933 titulares de auxílios-doença ou aposentadorias por invalidez agendem uma nova perícia médica. Os beneficiados foram convocadas no dia 20 de julho, por meio do Diário Oficial da União, para que fosse realizada a revisão dos benefícios por incapacidade – o chamado pente-fino do órgão. O instituto tem convocado para novos exames aqueles com menos de 60 anos de idade e que estão há mais de dois anos sem passar por uma reavaliação médica. O público deve entrar em contato com a central telefônica 135, para agendar o atendimento. Caso não o façam, os benefícios serão suspensos.

  • Temer quer facilitar renovação da CNH

    Foto: Divulgação Foto: Divulgação
    Por Alexandre Galvão

    13/08/2018 - 08:00

    A proposta em estudo prega que a redução de exigências para renovação da CNH valha para todos os motoristas que tiverem até 55 anos

    O presidente Michel Temer (MDB) irá facilitar a renovação da Carteira Nacional de Habilitação. Para tanto, o governo vai editar nos próximos dias uma medida provisória. O texto, que está em elaboração pelo ministro Alexandre Baldy (Cidades), vai determinar que a partir da expedição da CNH, motoristas façam apenas exames médicos a cada cinco anos, e não mais precisem passar pela burocracia para renovar o documento. A proposta em estudo prega que a redução de exigências para renovação da CNH valha para todos os motoristas que tiverem até 55 anos. Após a idade, a atualização do documento seria obrigatória a cada cinco anos, e a realização de exames a cada dois anos e meio.