BUSCA PELA CATEGORIA "Bahia"

  • Bahia e mais quatro estados do NE são os que mais perdem com novo texto da cessão onerosa

    Foto: Divulgação | Petrobras Foto: Divulgação | Petrobras
    Por Juliana Almirante

    10/10/2019 - 12:30


    Novo texto vai render R$ 1 bilhão a menos à região, em relação à versão inicial da proposta

    Uma planilha que circulou entre governadores do Nordeste ontem (9) aponta que a Bahia e mais quatro estados da região Nordeste (PE, CE, PI e AL) são os que mais perdem com a mudança nos critérios da divisão dos recursos do leilão da cessão onerosa. De acordo com a coluna Painel, da Folha, os cálculos mostram que o novo texto vai render R$ 1 bilhão a menos a esses estados, em relação à versão inicial da proposta. O governador Wellington Dias (PT-PI) diz que o Congresso resolveu “tirar dos mais pobres para pagar a conta da União aos mais ricos”. São Paulo ganharia, por exemplo, mais R$ 618 milhões. “Não é razoável”, critica o gestor do Piauí. Integrantes da equipe econômica avaliam que essas contas ainda podem enrolar o debate sobre o tema no Senado, onde os estados têm maior equilíbrio de força. Na Câmara, Sul e Sudeste têm mais parlamentares. Outra perda que já foi identificada pelos governadores nordestinos é a isenção do Imposto de Renda (IR) sobre o valor pago no leilão. O cálculo aponta que todos os estados vão levar R$ 5,7 bilhões a menos e, assim a região Nordeste é a que mais perde.

  • Polícia apura suposta ligação de ataques com grupo que convocou greve da PM

    Foto: Alberto Maraux | SSP-BA Foto: Alberto Maraux | SSP-BA
    Por Juliana Almirante

    09/10/2019 - 10:30


    De acordo com comunicado da SSP, "indícios apontam que as ações foram coordenadas para gerar sensação de insegurança".

    A Secretaria de Segurança Pública do Estado (SSP-BA) divulgou hoje (9) que a Polícia Civil iniciou investigações sobre os ataques contra estabelecimentos comerciais registrados horas depois de um grupo anunciar ontem (8) uma paralisação da Polícia Militar. O coordenador-geral da Associação dos Policiais e Bombeiros e de seus Familiares do Estado da Bahia (Aspra/Bahia), o deputado estadual Soldado Prisco, havia afirmado, na tarde de ontem (8), que a categoria parou, mas o governo estadual nega desde então e sustenta que não foram registradas faltas na corporação. De acordo com comunicado da SSP, "indícios apontam que as ações foram coordenadas para gerar sensação de insegurança". A secretaria informou que foram solicitadas perícias nas munições encontradas, além de imagens de câmeras da SSP e de segurança privadas. Equipes dos departamentos de Polícia Metropolitana (Depom) e de Inteligência Policial (DIP) também buscam testemunhas das práticas de vandalismo. "Não temos ocorrências desta natureza e, esta coincidência com os acontecimentos, logo depois do anúncio de greve, é determinante para o início das apurações", disse, em nota, o delegado-geral da Polícia Civil, Bernardino Brito.

  • Comandante da PM nega paralisação de policiais militares baianos

    Foto: Reprodução Foto: Reprodução
    Por Juliana Rodrigues

    08/10/2019 - 17:53


    Coordenador-geral da Aspra disse que 10 mil pessoas participaram da assembleia realizada na tarde desta terça-feira 

    O comandante-geral da Polícia Militar da Bahia (PM-BA), coronel Anselmo Brandão, negou que a categoria tenha deflagrado greve nesta terça-feira (8). Ele explicou que a tropa não obedeceu a declaração do coordenador-geral da Associação dos Policiais e Bombeiros e de seus Familiares do Estado da Bahia (Aspra/Bahia), o deputado estadual Soldado Prisco. "Não tem greve. Há muito tempo ele tem feito essa bandeira política. Colocou hoje 300 pessoas dentro da Adelba e colocou varios para tentar greve. A tropa hoje nao recepciona mais esse tipo de pessoa. A sociedade baiana precisa se tranquilizar, vamos continuar operando. A tropa confia em seu comandante. Todos unidos", disse à Rádio Metrópole. De acordo com o parlamentar 10 mil pessoas participaram da assembleia realizada na tarde desta terça-feira (8), no clube Adelba, em Patamares, na capital baiana. “Falta de diálogo da parte do governo. Já temos seis anos sem negociação. Já começou há meia hora e é por tempo indeterminado. Cerca de 10 mil miliares aprovaram”, disse o deputado.

  • PMs deflagram greve em assembleia; SSP nega e monitora 'pequeno movimento'

    Foto: Marcos Oliveira | Sudoeste Bahia Foto: Marcos Oliveira | Sudoeste Bahia
    08/10/2019 - 17:24


    A Polícia Militar da Bahia (PM-BA) decidiu, em assembleia da categoria realizada nesta terça-feira (8), decretar greve em todo o estado. De acordo com o deputado estadual Soldado Prisco (PSC), que conduz o movimento, a mobilização deflagrada, chamada de "segurança por segurança", conta com a adesão de 10 mil policiais que votaram por unanimidade pela greve. A Secretaria de Segurança Pública (SSP-BA) nega a existência de um movimento paredista e trata a mobilização como um “pequeno movimento”. “Vocês que estão nos quartéis, fiquem nos quartéis, pois não tem segurança para você na rua”, declarou Prisco em vídeo compartilhado nas redes sociais. O deputado estadual conclamou os policiais a aderirem ao movimento e permanecerem na sede da Associação Desportiva e Cultural da Coelba (Adelba). Os policiais reivindicam, entre outros pontos, melhorias do Planserv, reforma do estatuto, reajuste do auxílio alimentação, um novo plano de carreira e Isenção de ICMS para aquisição de arma de fogo. Na última semana, o comandante-geral da PM, Anselmo Brandão, negou o movimento. Sobre a possibilidade de greve por parte da PM-BA, Brandão amenizou e disse que “não somos irresponsáveis para parar uma cidade por causa de pauta que sequer a gente analisa”, ao se referir os pleitos sobre Planserv e RH Bahia de grupos de profissionais de segurança pública. As informações são do Bahia Noticias.

  • Prefeitura de Ribeira do Pombal abre inscrições para concurso; salários chegam a R$ 8 mil

    Foto: Divulgação Foto: Divulgação
    Por Juliana Rodrigues

    07/10/2019 - 12:30


    São ofertadas 124 vagas para diversas funções, como psicólogo, assistente social, médico, farmacêutico, engenheiro, professor e motorista

    A prefeitura de Ribeira do Pombal, no nordeste baiano, abriu inscrições para um concurso público com 124 vagas. Há oportunidades para áreas de nível fundamental, médio, técnico e superior, com salários que chegam a R$ 8 mil. As inscrições são feitas através da internet e seguem até o dia 31 de outubro. As taxas variam de R$ 45 a R$ 98,50, de acordo com a vaga. De acordo com o edital, o concurso terá três fases: prova objetiva, prova de títulos e procedimentos pré-admissionais, com entrega de documentos e realização de exames. São ofertadas vagas para funções como psicólogo, assistente social, médico, farmacêutico, engenheiro, professor e motorista, entre outras. O concurso terá validade de 2 anos, podendo ser prorrogado apenas uma vez pelo mesmo período.

  • Bahia: Incêndio destrói 22 ônibus em garagem de empresa

    Foto: Reprodução | Augusto Urgente Foto: Reprodução | Augusto Urgente
    Por Juliana Almirante

    07/10/2019 - 09:05


    Ninguém ficou ferido; Polícia Civil investiga crime

    Um incêndio destruiu 22 ônibus da empresa de transporte intermunicipal Falcão Real/São Luiz, na madrugada de ontem (6), na cidade de Jacobina, localizada no centro-norte do estado. Ninguém ficou ferido. A Polícia Civil investiga o crime. Em nota, a Polícia Militar informou que um grupo de homens invadiu a garagem da empresa, no bairro Tamarindo, e colocou fogo nos veículos. Agentes da 24ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM/Jacobina) foram encaminhados ao local, mas quando chegaram os suspeitos já tinham fugido. A PM fez buscas na região, mas ninguém foi preso. O diretor da empresa, Valdir Brito, disse ao Correio, no entanto, que o ataque foi praticado por uma única pessoa, que rendeu o segurança antes de queimar os veículos. Um pouco depois do incêndio na garagem, houve tentativa de incendiar mais dois ônibus da Falcão Real na BA-131, no acesso à cidade de Miguel Calmon, sem sucesso. Há 15 dias, outro coletivo da empresa já havia sido alvo de incêndio em Miguel Calmon.

  • AL-BA recebeu mais de R$ 120 milhões de suplementação nos últimos três anos

    Foto: Vaner Casaes | ALBA Foto: Vaner Casaes | ALBA
    Por Alexandre Galvão e Adelia Félix

    04/10/2019 - 07:00


    Depois do segundo semestre do ano, a história sempre se repete na Bahia

    Depois do segundo semestre do ano, a história sempre se repete na Bahia: o presidente da Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA) – não importa quem seja – diz que precisará de suplementação, que é uma liberação de mais verba. O governo, do outro lado da corda, diz que não tem como liberar mais dinheiro. Mas, no final das contas, sempre abre a carteira. Como não poderia deixar de ser, este ano, o presidente do Legislativo baiano, deputado Nelson Leal (PP), já admitiu que pedirá uma suplementação ao governador Rui Costa (PT) para fechar as contas no fim do ano. Em outras oportunidades, o chefe do Executivo Estadual chegou a afirmar que não faria suplementação, mas acabou cedendo entre 2015 e 2018, mais de R$ 120 milhões. Em 2015, Rui liberou R$ 17 milhões para reforçar o orçamento da Assembleia. O valor não foi suficiente, e o governador repassou mais R$ 9 milhões para o Legislativo comandado na época por Nilo para que o parlamentar não fechasse no vermelho. No ano de 2016, Rui reforçou em mais de R$ 30 milhões os cofres do Legislativo baiano. Naquele ano, o orçamento foi quase 10% maior que em 2015, na ordem de R$ 490 milhões. No ano seguinte, Angelo Coronel comemorou o fato de devolver R$ 555 mil aos cofres públicos. O ato foi inédito, pois, historicamente a Casa solicita suplementação para fechar as contas. Além do ineditismo, muitos viram uma certa ironia no ato, pois o número “555” seria o mesmo usado por Coronel nas urnas para concorrer ao Senado. Em 2018, após garantir a aprovação de seu pacote de medidas para reajustar as contas do governo estadual, o governador aprovou crédito suplementar e a Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA) ficou com R$ 67 milhões. O então presidente Ângelo Coronel havia solicitado R$ 80 milhões e esperava que o valor fosse até maior do que esse. Antes, o governador chegou a liberar R$ 1,2 milhão para a Casa.

  • Deputados estaduais aprovam Fundo Estadual de Segurança Pública

    Foto: Divulgação | Alba Foto: Divulgação | Alba
    Por Juliana Almirante

    02/10/2019 - 10:00


    Proposta tem o objetivo de viabilizar o recebimento de verbas federais para o combate à violência

    Os deputados estaduais aprovaram ontem (1º), por unanimidade, o  Projeto de Lei 23.510/19, para instituir o Fundo Estadual de Segurança Pública (Fesp), que tem o objetivo de viabilizar o recebimento de verbas federais para o combate à violência. O PL ainda cria o Conselho Estadual de Segurança Pública e Defesa Social (Conesp). Ontem estava prevista a votação do Plano Plurianual (PPA), depois de os deputados ouvirem esclarecimentos do secretário de Planejamento, Walter Pinheiro, sobre o assunto. No entanto, os líderes do governo, Rosemberg Pinto (PT), e da oposição, Targino Machado (DEM), decidiram não colocar em pauta para votação,  depois de o deputado Hilton Coelho (Psol) ter manifestado a intenção de pedir vista ao parecer que seria apresentado pelo relator José Raimundo (PT). A Assembleia Estadual ainda aprovou um pacote de concessão de honrarias a celebridades e políticos. Entre as personalidades homenageadas, estão a jornalista Glória Maria, a quem Olívia Santana (PC do B) propôs o Título de Cidadã Baiana. A mesma honraria foi proposta pelo deputado Eduardo Salles (PP) ao piloto de corridas Rubens Barrichello. Fátima Nunes (PT) apresentou o nome do ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad para a Comenda 2 de Julho.

  • Eleições para 4,4 mil conselheiros tutelares na Bahia acontecem no próximo domingo (06)

    Foto: Reprodução Foto: Reprodução
    02/10/2019 - 09:17


    A população dos 417 municípios da Bahia escolherá, neste domingo, dia 6, 4.447 conselheiros tutelares, entre titulares e suplentes. A eleição dos membros dos Conselhos Tutelares ocorrerá de forma unificada em todo o Brasil. O pleito eleitoral será acompanhado pelo Ministério Público estadual, cujo papel é fiscalizar a lisura e segurança jurídicas do processo  no estado. Segundo o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), as eleições devem ser previstas em lei municipal, acompanhadas pelo Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA) e fiscalizadas pelo MP. Todo cidadão maior de 16 anos tem direito a voto. Os eleitores devem procurar o CMDCA de sua cidade para obter informações sobre locais de votação, números e nomes dos candidatos. Este ano, o pleito contará com urnas eletrônicas em 59 municípios baianos, que conseguiram se habilitar perante o Tribunal Regional Eleitoral (TRE) para utilizar o dispositivo. O uso das urnas eletrônicas nas eleições para os conselheiros tutelares decorreu de decisão do TRE, que acatou pedido do MP estadual, apresentado à presidência do Tribunal pela procuradora-geral de Justiça Ediene Lousado. A coordenadora do Centro de Apoio Operacional de Defesa da Criança e do Adolescente (Caoca), procuradora de Justiça Marly Barreto, lembrou da importância de a população participar da escolha de membros de órgão imprescindível para a garantia dos direitos do público infantojuvenil. Ela destacou a função dos Conselhos Tutelares, prevista pelo ECA, de receberem as denúncias de violação de direitos. Conforme o Estatuto, os Conselhos são órgãos permanentes e autônomos, compostos por membros da sociedade civil, cujo papel é zelar pela garantia e defesa dos direitos das crianças e adolescentes e também de fiscalizar a atuação de órgãos públicos e outras entidades que fazem atendimento ao público infantojuvenil e família.

  • Eleitores de Jacaraci, Licínio de Almeida, Matina, Mortugaba, Pindaí, Riacho de Santana e Urandi devem realizar o recadastramento até 31 de outubro

    Foto: Marcos Oliveira | Sudoeste Bahia Foto: Marcos Oliveira | Sudoeste Bahia
    02/10/2019 - 08:30


    Aquele que não cumprir com o prazo da Justiça Eleitoral terá o título cancelado; atendimento pode ser agendado

    Eleitores de Jacaraci, Licínio de Almeida, Matina, Mortugaba, Pindaí, Riacho de Santana, Urandi e outros 32 municípios baianos deverão comparecer ao cartório ou posto de atendimento da Justiça Eleitoral de sua cidade até o próximo dia 31 de outubro. A um mês do término do prazo para encerramento da revisão extraordinária nessas cidades, o Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA) alerta para que o cidadão não deixe para última hora. O atendimento pode ser agendado pelo site agendamento.tre-ba.jus.br ou pelo telefone (71) 3373-7223 ou 0800 071 6505. O número do título será solicitado. Caso não possua a inscrição eleitoral ou não saiba o número, o eleitor deverá informar CPF, data de nascimento e nomes completos dos pais.  O cidadão também poderá cadastrar telefone e e-mail, dados importantes para recebimento de confirmação e lembretes do agendamento. Confira a lista completaPrejuízos - O eleitor que deixar de atender a convocação da Justiça Eleitoral terá o seu título cancelado e estará sujeito a uma série de implicações previstas pelo artigo de número 7 do Código Eleitoral (Lei nº 4.737, de 15 de julho de 1965). Entre os prejuízos estão: impossibilidade de obtenção de empréstimos em instituições públicas, dificuldade para tirar ou renovar o passaporte, não tomar posse em concurso público, ser impedido de renovar matrícula em estabelecimento de ensino oficial ou fiscalizado pelo governo, entre outros.

  • Governo anuncia reajuste salarial de até 20,99% para mais de 18 mil servidores

    Foto: Marcos Oliveira | Sudoeste Bahia Foto: Marcos Oliveira | Sudoeste Bahia
    Por Juliana Rodrigues

    30/09/2019 - 07:30


    Lei assegura a reestruturação da tabela de vencimentos dos servidores que trabalham no regime de 40 horas semanais e que recebiam salário básico abaixo do salário mínimo atual

    O governo do Estado da Bahia anunciou reajuste salarial para mais de 18 mil servidores, que terão ganho salarial de até 20,99% a partir de outubro. O pagamento, que está programado para o dia 31 de outubro, será retroativo a 1º de agosto, data do acordo firmado pelo Governo do Estado com auxiliares e técnicos administrativos de diversos órgãos estaduais. Sancionada pelo governador Rui Costa na última terça-feira (23), a lei 14.165 assegura a reestruturação da tabela de vencimentos dos servidores que trabalham no regime de 40 horas semanais e que recebiam salário básico abaixo do salário mínimo atual (R$ 998). O impacto aos cofres públicos gerado pela nova lei neste ano será de R$ 50,4 milhões. Já para 2020, o reajuste salarial vai gerar uma despesa de R$ 110,3 milhões, segundo levantamento da Secretaria Estadual da Administração (Saeb). “Diante de uma das mais graves crises econômicas da história do Brasil, a Bahia tem respondido com trabalho e muita responsabilidade. O equilíbrio das contas do Estado nos permitiu, neste momento, aumento real no salário de uma parcela significativa dos servidores. Ao mesmo tempo, a Bahia continua sendo o segundo estado do País que mais realiza investimentos públicos”, disse o governador Rui Costa. “Vamos continuar tratando o dinheiro público desta forma, com a seriedade necessária”, concluiu. A nova lei é de autoria do Poder Executivo e foi desenvolvida em agosto deste ano a partir de um acordo assinado entre entidades sindicais e o governador Rui Costa. Ficou definida, na ocasião, a mudança na estrutura remuneratória dos auxiliares e técnicos administrativos, incluindo ativos, aposentados e contratados sob o Regime Especial de Direito Administrativo (Reda). O acordo foi firmado pelo governo estadual com a Federação dos Trabalhadores Públicos do Estado da Bahia (Fetrab), a Associação dos Funcionários Públicos do Estado da Bahia (Afpeb), o Sindicato dos Servidores da Fazenda do Estado da Bahia (Sindsefaz), o Sindicato dos Trabalhadores em Saúde do Estado da Bahia (Sindsaúde), o Sindicato dos Servidores Penitenciários do Estado da Bahia (Sinspeb) e o Sindicato dos Policiais Civis do Estado da Bahia (Sindipoc). A medida vai significar um ganho médio salarial para auxiliares e técnicos administrativos de 20,99% e 19,35%, respectivamente. Eles recebiam salário básico abaixo do mínimo, mas com remuneração total sempre acima do salário mínimo – a nova lei concede reajuste no salário básico.

  • Inscrições para concurso da PM e Bombeiros terminam neste domingo

    Foto: Reprodução Foto: Reprodução
    Por Kamille Martinho

    29/09/2019 - 11:00


    São disponibilizados 60 vagas imediatas para Ofical da Polícia Militar da Bahia e 28 para o Corpo de Bombeiros Militar da Bahia

    Encerra hoje (29) o prazo para concorrer a uma das 60 vagas imediatas para Ofical da Polícia Militar da Bahia ou a uma das 28 para o Corpo de Bombeiros Militar da Bahia. Para se inscrever, os interessados precisam preencher o formulário online no site da Universidade do Estado da Bahia (Uneb) e pagar uma taxa de R$ 138. É necessário também que os candidatos possuam ensino médio completo. De acordo com o edital, para o cargo de oficial da PM, são ofertadas 54 vagas para homens e 6 para mulheres. Já o Corpo de Bombeiros 25 são para homens e 3 para mulheres. As provas devem ser aplicadas no dia 27 de outubro. O concurso contará com as etapas de provas objetiva e discursiva, além de avaliação mental, física e investigação social.

  • Governo do Estado reconhece situação de emergência em Caetité e outras 139 cidades baianas

    Foto: Marcos Oliveira | Sudoeste Bahia Foto: Marcos Oliveira | Sudoeste Bahia
    28/09/2019 - 10:00


    Entre as cidades que estão em situação estão, Bom Jesus da Lapa, Brumado, Caetité, Lagoa Real, Livramento de Nossa Senhora e Macaúbas

    O governo da Bahia reconheceu a situação de emergência de Caetité e outras 139 cidades afetadas pela estiagem, em publicação no Diário Oficial deste sábado (28). No texto, o governo argumenta que a escassez pluviométrica em determinados municípios baianos tem gerado graves prejuízos às atividades produtivas do Estado. O decreto autoriza ainda a mobilização dos órgãos estaduais para enviar reforços no intuito de apoiar as ações ao cenário atual das cidades. O texto diz também que “considerando que a falta do abastecimento de água nos Municípios baianos tem gerado o exaurimento de grande parte dos mananciais que fornecem água potável às comunidades rurais, distritos e cidades”. O decreto é importante para que os municípios afetados recebam recursos emergenciais para redução dos impactos da estiagem e também para manutenção do programa de distribuição de água por carros-pipa. Veja a lista completa.

  • Governo fixa preço base de combustíveis e média da gasolina na Bahia será de R$ 4,59

    Foto: Marcos Oliveira | Sudoeste Bahia Foto: Marcos Oliveira | Sudoeste Bahia
    26/09/2019 - 09:00


    O preço terá validade a partir de 1º de outubro, segundo ato publicado no Diário Oficial da União (DOU). 

    Na ultima terça-feira (24), o Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz) publicou a regulação do preço médio ponderado ao consumidor final e, na Bahia, a gasolina comum terá o valor de R$ 4,59. O preço terá validade a partir de 1º de outubro, segundo ato publicado no Diário Oficial da União (DOU). Além da gasolina, a tabela traz preços de referência para outros combustíveis, como querosene da aviação, etanol, gás natural veicular (GNV), gás natural industrial, óleo combustível, diesel e gás de cozinha. Os valores estimados no documento são: R$ 3,65 para o diesel S10, R$ 3,55 o óleo diesel e R$ 2,44 para o gás natural.

  • Rui sanciona lei que altera tabela de vencimentos para 18 mil servidores estaduais

    Foto: Marcos Oliveira | Sudoeste Bahia Foto: Marcos Oliveira | Sudoeste Bahia
    Por Lara Curcino

    25/09/2019 - 18:00


    A decisão foi publicada no Diário Oficial de hoje

    O governador Rui Costa sancionou a lei que altera a tabela de vencimentos dos auxiliares e técnicos-administrativos que tenham remuneração básica abaixo do salário mínimo atual, de R$ 998. A decisão foi publicada no Diário Oficial do Estado de hoje (25). Com a sanção, aproximadamente 18 mil servidores, entre ativos e aposentados, e de diversos órgãos, vão ser beneficiados. Já para os cofres públicos, a despesa com a medida passa a ter um acréscimo de R$ 50,4 milhões neste ano e R$ 110,3 milhões em 2020.

  • Cortes de R$ 60,2 bilhões em programas federais atingiram mais pobres, mostra estudo

    Foto: Reprodução Foto: Reprodução
    Por Juliana Almirante

    24/09/2019 - 12:26


    Conclusão consta em estudo liderado pelo Instituto de Saúde Coletiva da Universidade Federal da Bahia

    Os cortes orçamentários do Brasil nos últimos anos atingiram principalmente os programas federais direcionados a populações mais vulneráveis. A redução de investimentos em áreas como assistência social, educação e moradia chegaram a R$ 60,2 bilhões entre os anos de 2014 a 2017. De acordo com o portal Edgard Digital, a conclusão consta em estudo liderado pelo Instituto de Saúde Coletiva da Universidade Federal da Bahia (ISC/UFBA) e publicado, recentemente, pela revista científica internacional BMJ. O levantamento usa dados orçamentários abertos do Senado Federal.  Os maiores cortes ocorreram nos programas “Segurança Alimentar e Nutricional” (-85%), “Habitação Decente” (-82%); “Enfrentando o racismo e promovendo a igualdade racial” (-79%) e “Políticas para as mulheres” (-64%). A pesquisa revela que programas maiores, como “Bolsa Família” e “Educação”, também sofreram redução, que totalizaram mais de R$ 15 bilhões só em 2014. “Além da grande redução orçamentária geral, é importante observar que as maiores reduções proporcionais ocorreram em programas direcionados a populações mais vulneráveis. Fica claro que as atuais políticas de austeridade no Brasil podem prejudicar, inclusive, a saúde dessa população”, diz Rafael Damasceno de Barros, professor da Escola de Enfermagem da UFBA, que participou do trabalho.

  • Bahia é o estado do Nordeste que mais gerou empregos entre janeiro e julho de 2019

    Foto: Ana Volpe | Agência Senado Foto: Ana Volpe | Agência Senado
    Por Juliana Rodrigues

    24/09/2019 - 10:58


    No ranking nacional, a Bahia ocupa a sexta colocação, segundo dados da Secretaria de Trabalho do Ministério da Economia

    A Bahia foi o estado do Nordeste que mais gerou empregos entre janeiro e julho deste ano, segundo dados da Secretaria de Trabalho do Ministério da Economia. Pouco mais de 28 mil novos postos de trabalho foram criados no estado, comparando contratações e demissões ocorridas no período. No ranking nacional, a Bahia ocupa a sexta colocação. O desemprego, no entanto, ainda chama atenção: mais de um milhão de pessoas estão sem trabalho com carteira assinada no estado, enquanto na capital, quase 18% da população economicamente ativa está desempregada.

  • Baiana ganha prêmio da ONU com tecnologia para filtrar água por meio da luz solar

    Foto: Divulgação | ONU Foto: Divulgação | ONU
    Por Juliana Almirante

    19/09/2019 - 12:00


    Ela foi a primeira brasileira a ganhar o Prêmio "Jovens Campeões da Terra" da Organização das Nações Unidas (ONU).

    A empreendedora baiana Anna Luísa Beserra, de 21 anos, falou, em entrevista à Rádio Metrópole, sobre a criação da start up "Aqualuz", tecnologia para filtrar água por meio da luz solar. Ela foi a primeira brasileira a ganhar o Prêmio Jovens Campeões da Terra da Organização das Nações Unidas (ONU). A premiação será realizada durante uma cerimônia na 74ª Sessão da Assembleia Geral da ONU, no dia 26 de setembro, em Nova York. Anna Luísa disse que, desde criança, teve vontade de ser cientista. Quando estava no Ensino Médio, aos 15 anos, ela viu um cartaz do Prêmio Jovem Cientista, em que o tema era água. "Foi aí que tudo começou de fato. Comecei a ter algumas ideias para ajudar a própria região. Porque a gente sempre ouve falar, apesar de não estar vivendo, sobre a questão da seca e da falta de água potável para o semiárido e os problemas que isso acarreta para essas pessoas. Por isso comecei a pensar no Aqualuz desde ali", contou Anna Luísa. Na faculdade, Ana começou a compreender mais o empreendedorismo, mas as portas foram abertas com o programa do Instituto Teen. "O Aqualuz é a única tecnologia do mundo voltada para o tratamento de água cisterna. A gente só precisa encaixar ele na bomba. A pessoa vai bombear essa água e vai estar armazenado diretamente no nosso reservatório de 10 litros e vai ficar exposta na luz solar", explica. Segundo ela, o tratamento da água dura de 2 a 4 horas. Depois a água pode ser consumida. "É um processo que a gente não utiliza nenhuma química e nenhum tipo de material difícil de ser encontrado. Por isso que a gente tem uma durabilidade de 20 anos do equipamento, com manutenção feita com água e sabão", afirma.

  • Criação de 400 novos cargos comissionados no MP-BA é aprovada na AL-BA

    Foto: Divulgação Foto: Divulgação
    Por Adelia Felix

    18/09/2019 - 18:00


    O deputado Hilton Coelho (Psol) foi o único que votou contra o texto

    A Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA) aprovou o projeto de lei 3.451/2019 que transforma 25 cargos de promotor de Justiça substituto em 280 cargos de assessores no Ministério Público da Bahia (MP-BA), nesta quarta-feira (18). A proposta também criou 120 novos postos de assessores, gerando o total de 400 novos cargos no órgão. O deputado Hilton Coelho (Psol) foi o único que votou contra o texto, enquanto parlamentares da bancada do governo e da oposição aprovaram o projeto.

  • Trabalhadores dos Correios suspendem greve

    Foto: Divulgação | Sincotelba Foto: Divulgação | Sincotelba
    Por Juliana Almirante

    18/09/2019 - 09:37


    Trabalhadores decidiram retornar às atividades desde as 22h de ontem

    Após oito dia de greve, trabalhadores dos Correios de todo país aceitaram a proposta do Tribunal Superior do Trabalho (TST), em assembleias realizadas na noite de ontem (17) em todo o país. Eles decidiram suspender a paralisação até o julgamento, marcado para 2 de outubro. Os trabalhadores retornaram às atividades desde as 22h de ontem. No entanto, os trabalhadores mantém o estado de greve e mobilizados para defender seus empregos e de suas famílias. Além da suspensão da greve, a proposta de conciliação incluir a manutenção de todas as cláusulas do Acordo Coletivo de Trabalho atual e do plano de saúde,  até a data do julgamento do dissídio.