• Falta de organização e fiscalização pode ter dado espaço para que pessoas “furassem a fila” de vacinação em Caetité

    Foto: Marcos Oliveira | Sudoesta Bahia Foto: Marcos Oliveira | Sudoesta Bahia
    Por Redação do Sudoeste Bahia

    22/01/2021 - 10:30


    CAETITÉ

    - Na última terça-feira (19), a Secretaria de Saúde de Caetité (Sesau-CTE), informou à população caetiteense sobre o recebimento das primeiras 500 doses da vacina CoronaVac. E para celebrar o início da vacinação, um ato simbólico aconteceu no mesmo dia em que uma profissional de saúde foi vacinada. No entanto, desde a última quarta-feira (20), a Sesau-CTE tem recebido denúncias de pessoas que teriam se vacinado sem se enquadrar nos critérios recomendados pelo Ministério da Saúde na primeira etapa – profissionais de saúde da linha de frente, idosos a partir dos 75 anos e pessoas com 60 anos ou mais que vivem em instituições de longa permanência como asilos e instituições psiquiátricas. Em nota enviada à redação do Sudoeste Bahia, a Prefeitura Municipal de Caetité (PMC), admite que existem indícios de que as recomendações tenham sido descumpridas, o que demonstra falta de organização e de fiscalização dos servidores envolvidos no processo de vacinação. Diante das evidências, restou à gestão municipal a abertura de um processo administrativo disciplinar para apurar se de fato houve burla no processo de vacinação e os possíveis nomes de quem burlou.  Ainda conforme a nota, o Governo de Caetité está disponibilizando um canal de comunicação para denúncia em que é assegurado o sigilo do denunciante, através do seguinte email: [email protected] A PMC também afirmou que irá divulgar uma lista com os nomes de todas as pessoas vacinadas. A CoronaVac é o único imunizante contra a Covid-19 disponível no país até o momento e as doses disponíveis da vacinas, 6 milhões, não são suficientes para cobrir todo o grupo prioritário. Segundo o Plano Nacional de Imunização, há 14,9 milhões de pessoas que precisariam ser vacinadas na primeira fase. As doses disponíveis só conseguem imunizar pouco mais de 2,8 milhões de pessoas.

  • Caetité
    Covid-19
    Vacinação

MAIS NOTÍCIAS