• Copiloto do A320 teve intenção de 'destruir o avião', diz promotor

    Foto: Thomas Koelher
    Foto: Thomas Koelher
    26/03/2015 - 09:17

    O promotor de Marselha Brice Robin anunciou nesta quinta-feira (26) que as investigações apontam para um ato voluntário do copiloto para derrubar o Airbus 320 da Germanwings na última terça-feira (24). O avião caiu com 150 pessoas a bordo nos Alpes franceses. Em entrevista coletiva, o promotor confirmou a informação de que um dos pilotos deixara a cabine momentos antes da queda, sem conseguir retornar, tendo ficado trancado do lado de fora. Segundo ele, tudo indica que o copiloto "tomou um ato voluntário" para derrubar o avião. "O copiloto queria destruir o avião", afirmou. Alarmes teriam soado enquanto o piloto, trancado para fora da cabine, batia na porta, disse o promotor. O piloto foi identificado como Andreas Lubitz, um alemão de 28 anos. "Quando há 150 pessoas a bordo do avião, isso não pode ser chamado de suicídio", declarou.