• Lula diz que delação premiada é 'tortura sofisticada'

    Foto: Fernando Frazão | Agência Brasil
    Foto: Fernando Frazão | Agência Brasil
    Por Juliana Almirante

    22/05/2019 - 08:00

    Ele foi questionado sobre o tratamento que recebe na prisão e afirmou que, apesar de estar em uma cela solitária, tem suportado porque sabe que há brasileiros em situação de pobreza

    O ex-presidente Luiz Inácio da Silva comparou, em entrevista ao The Intercept Brasil, o mecanismo da delação premiada com a tortura. Ele foi questionado sobre o tratamento que recebe na prisão e afirmou que, apesar de estar em uma cela solitária, tem suportado porque sabe que há brasileiros em situação de pobreza, sem acesso a alimentação como ele. "Agora a tortura é mais sofisticada. Ela é com base na delação premiada, onde as mentiras são contadas milhares de vezes ao mesmo tempo, e as pessoas às vezes ficam dois ou três anos presas até dizerem o que o promotor ou o delegado querem ouvir. Eu poderia citar como exemplo a delação do Palocci, em que ele está mentindo da forma mais… sabe, quase que… é quase que uma coisa inexplicável. Você pega o Leo [Pinheiro], que está preso, tentando contar mentiras o tempo inteiro, e a senha é tentar falar do Lula. Isso já faz cinco anos", declarou. "Você sabe que eu estou aqui e que nem o juiz, nem o procurador, nem o delegado da Polícia Federal que fez o inquérito têm nenhuma prova contra mim. Eles sabem que o apartamento não é meu, eles sabem que a chácara não é minha, mas eles contaram uma mentira…", completou. Para ele, os delatores são maltratados para que denunciem outras pessoas. "Eu até brinco com os meus advogados que eu gostaria de fazer uma delação: fazer uma delação contra o Moro, fazer uma delação contra o TRF4, fazer uma delação contra o delegado que fez o inquérito mentiroso, uma delação contra o Dallagnol…Sabe, eu gostaria, mas ninguém aceita a minha delação", afirmou. Confira a entrevista completa:

MAIS NOTÍCIAS