• Joesley Batista ‘mentiu e ocultou fatos’ em delação premiada, diz PF

    Foto: Willian Moreira | Futura Press
    Foto: Willian Moreira | Futura Press
    Por Lara Ferreira

    09/11/2018 - 16:00

    O empresário foi preso na manhã de hoje durante Operação Capitu

    A Polícia Federal afirmou que as investigações da Operação Capitu, deflagrada em cinco estados e no Distrito Federal, concluíram que Joesley Batista, empresário do Grupo J&F preso na manhã de hoje (9), “mentiu e ocultou fatos” na delação premiada feita na Operação Lava Jato. De acordo com o Estadão, os delegados responsáveis pelo caso explicaram, em entrevista, que o objetivo de Joesley era “tirar” a PF “da linha de investigação correta, levando ao interesse desses colaboradores, colocando em risco a própria credibilidade da PF, responsável pela investigação, do Ministério Público e da própria Justiça". A Operação Capitu é um desdobramento da Lava Jato e investiga pagamento de propina a representantes do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, nos anos de 2014 e 2015, pelo setor de fornecedores de proteína animal. Além de Josley, o vice-governador de Minas Gerais, Antônio Andrade, que foi ministro da pasta durante governo de Dilma Rousseff (PT), também foi preso na manhã de hoje.

MAIS NOTÍCIAS