• Resultado preliminar indica que comprimido da Pfizer reduz internações por Covid em 89%

    Foto: Reprodução | Agência Brasil Foto: Reprodução | Agência Brasil
    Por Adele Robichez

    06/11/2021 - 15:00


    Teste em fase inicial também zerou mortes entre medicados com comprimido Paxlovid

    COVID-19

    - A empresa farmacêutica Pfizer anunciou, nesta sexta-feira (5), que testes de um medicamento experimental, o Paxlovid, tiveram como resultado preliminar a redução das chances de internação ou morte pela Covid-19. De acordo com a pesquisa, houve uma diminuição de 89% destes casos. O estudo inicial foi realizado com 774 pacientes não vacinados e com pelo menos uma comorbidade, dos quais 389 receberam o comprimido e 385 o placebo. Entre os medicados após três dias do início dos sintomas, três foram hospitalizados em até 28 dias após o início dos testes (0,8%) e nenhum morreu. Já entre os que não receberam o comprimido, 27 foram hospitalizados (7%) e sete morreram (1,8%). O resultado foi semelhante em pacientes que receberam o tratamento cinco dias após o início dos sintomas. Na pesquisa com 1.219 pessoas, 607 receberam o comprimido. Dentre eles, seis foram internados (0,98%) e nenhum morreu. Dos 612 que tomaram o placebo, 41 foram hospitalizados (6,7%) e 10 acabaram morrendo (1,6%). A Pfizer vai encaminhar os dados à agência regulatória americana (FDA). A farmacêutica reforça que os resultados ainda são preliminares e recomendou que a vacina contra o coronavírus seja tomada independentemente do sucesso do medicamento.

  • Comprimidos
    Pfizer
    Covid-19

MAIS NOTÍCIAS