BUSCA PELA CATEGORIA "POLÍTICA"

  • Governo ignorou 53 e-mails da Pfizer, diz vice-presidente da CPI da Covid

    Foto: Reprodução | Agência Brasil Foto: Reprodução | Agência Brasil
    Por Luciane Freire

    04/06/2021 - 15:00


    Segundo o sernador Randolfe Rodrigues, vice-presidente da CPI, a omissão em relação aos emails da Pfizer aconteciam ao mesmo tempo que em gover

    POLÍTICA

    - O vice-presidente da CPI da Covid, senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), disse que 53 e-mails da Pfizer sobre a negociação de vacinas contra a Covid-19 ficaram sem resposta do governo brasileiro no ano passado. Em rede social, Randolfe escreveu que a última mensagem não respondida, de 2 de dezembro, "é um e-mail desesperador da Pfizer pedindo algum tipo de informação porque eles queriam fornecer vacinas ao Brasil". Para ele, trata-se de "um dos maiores absurdos que já vimos". O último, datado de 2 de dezembro de 2020, é um e-mail desesperador da Pfizer pedindo algum tipo de informação porque eles queriam fornecer vacinas ao Brasil. — Randolfe Rodrigues - (@randolfeap) June 4, 2021. Essa omissão na aquisição de vacinas da Pfizer acontecia ao mesmo tempo que o nosso Itamaraty pressionava a Índia para liberar cargas de hidroxocloroquina a uma empresa brasileira. — Randolfe Rodrigues - (@randolfeap) June 4, 2021. 

  • Com números superdimensionados, Bolsonaro demonstra está acuado em pronunciamento extemporâneo

    Foto: Reprodução | O Globo Foto: Reprodução | O Globo
    Por Tiago Rego | Sudoeste Bahia

    03/06/2021 - 14:30


    POLÍTICA

    - O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) se pronunciou na noite de quarta-feira (02), em rede nacional, sobre as ações do seu governo. Bolsonaro e sua comitiva têm sentido o desgaste de uma gestão pandêmica desastrosa, de uma economia sem rumo e da CPI da Covid-19 que tem jogado luz sobre os acontecimentos que envolvem o atraso de compra de vacinas. Outra baixa na imagem do governo, diz respeito às manifestações de rua acontecidas no último sábado (28), em que o presidente até tentou desmerecer, mas o que se viu foram sete quarteirões da Paulista lotados de pessoas indignadas. Portanto, não há dúvida que desde quando assumiu a presidência, o governo Bolsonaro vive seu pior momento. Neste cenário, se existe um ditado no futebol que é perfeitamente aplicável em política é que o time que está perdendo tem que atacar para poder virar o jogo. Foi exatamente o que o ex-capitão fez ontem, em um pronunciamento sem nenhuma razão de acontecer, pois não havia nenhuma data a ser celebrada, servindo apenas para apresentar números superdimensionados de seu governo, principalmente no que tange a compra de imunizantes contra a Covid-19. É fato que o Brasil já distribuiu oficialmente mais de 100 milhões de doses de vacina, mas não é verdade que o país é o 4º que mais vacinou. Por uma relação proporcional, quando se analisa o percentual de brasileiros imunizados, com 21,6%, o Brasil ocupa a posição de número 79, isso sem levar em consideração a quantidade de pessoas que recebeu as duas doses, pois se assim for, o país despenca ainda mais no ranking. Outra incongruência apresentada pelo presidente foi quando ele disse que economia e pandemia tiveram o mesmo tratamento por parte de sua gestão, o que não condiz com a verdade. Por diversas vezes o chefe do Executivo minimizou os efeitos da pandemia, disse que não compraria vacina e nem sequer visitou um hospital de campanha, nem muito menos um centro de pesquisa. Para finalizar, o PIB — Produto Interno Bruto — de fato apresentou um crescimento em relação ao primeiro trimestre do ano passado, mas esta crescente aconteceu em relação a um parâmetro negativo, sem contar que, na prática, o consumo das famílias diminuiu substancialmente em 2021, o inclui produtos de primeira necessidade, como alimentos. Por tudo isso, espere daqui pra frente, mais aparições públicas, mais motociatas e mais inaugurações de pontes, viadutos e duplicações de rodovias.

  • Planalto não comenta, mas sentiu as manifestações do último sábado

    Foto: Reprodução | Redes Sociais Foto: Reprodução | Redes Sociais
    Por Tiago Rego | Sudoeste Bahia

    31/05/2021 - 12:00


    Manifestantes reivindicaram a vacina, auxílio emergencial de R$ 600 e pediram a saída do presidente Jair Bolsonaro

    POLÍTICA

    - O Palácio do Planalto decidiu não comentar sobre os protestos ocorridos no último sábado (29). Apesar da rede bolsonarista ter ironizado as manifestações com memes e até mesmo com fake news, na verdade, segundo jornalistas que acompanham os bastidores da política em Brasília, Jair Bolsonaro e seus  apoiadores sentiram o baque. Desde o início do governo Bolsonaro, esta foi a primeira vez que protestos de rua foram convocados, em meio a pandemia. No entanto, apesar de ter sido ignorado pelo Planalto, o que se viu foram ruas de pelo menos 22 cidades sendo tomadas por manifestantes que reivindicavam a vacina, o auxílio emergencial de R$ 600 e o impeachment de Bolsonaro. Tudo isso em um momento em que a CPI da Pandemia tem jogado luz em supostas negligências do Governo Federal relacionadas a gerência da pandemia, bem como a recusa na compra de vacinas. Os protestos de sábado contaram, em parte, com a participação, principalmente, dos partidos políticos de oposição ao governo, mas foram organizados por movimentos sociais, a exemplo da Frente Povo Sem Medo. Participaram do movimento a presidente do PT, a deputada federal Gleisi Hoffmann, Guilherme Boulos do Psol, Glauber Braga, do mesmo partido, além de outras lideranças. Por parte dos analistas políticos, existem diversas interpretações das manifestações. Alguns afirmam que a polarização entre Lula e Bolsonaro foi cravada e outros dizem que uma centelha para o impedimento do presidente pode ter surgido. No entanto, o que é consenso entre eles, é que se atos desta natureza continuarem acontecendo, o chefe do Executivo nacional poderá chegar totalmente em frangalhos em 2022, já que uma possível aceitação de pedido de impeachment, por parte de Arthur Lira (PP), presidente da Câmara, ainda é algo pouco provável.

  • Ivana Bastos participa de entrega de grandes investimentos para a saúde de Guanambi e região

    Foto: Divulgação Foto: Divulgação
    30/05/2021 - 21:44


    "O dia 28 de maio foi um dia marco para o fortalecimento da saúde de Guanambi", afirmou a deputada Ivana Bastos durante a entrega de diversos serviços e equipamentos de saúde para Guanambi.

    POLÍTICA

    - Acompanhada do secretário Estadual de Saúde, Fábio Vilas Boas, dos deputados federais Charles Fernandes e Daniel Almeida, além do presidente do Consórcio de Saúde do Alto Sertão, o prefeito de Iuiu, Reinalldo Góes, a parlamentar celebrou a entrega do novo centro cirúrgico e a implantação do serviço de neurocirurgia, no Hospital Regional de Guanambi. Também foram entregues a unidade seis leitos pré parto, parto e pós parto e cinco leitos da Unidade de Cuidados Intermediários Canguru. "É motivo de alegria ter mais essa importante demonstração do comprometimento do Governo do Estado com a saúde da nossa região. Agora, os pacientes que precisam de cirurgias e de avaliação e internação neurocirúrgica, passam a ter suporte na cidade. Sem contar o fortalecimento da rede materno-infantil, tão fundamental para mães e bebês", comentou a deputada. Durante o dia de entregas, o secretário estadual de saúde também assinou a autorização para as obras de reforma e ampliação da maternidade regional e a construção de um Centro de Parto Natural (CPB). A estimativa é investir mais de R$ 13 milhões entre obras e equipamentos na maternidade e na construção do CPN. Entrega do NASPP - A parlamentar, que tem um mandato parceiro da FIPGuanambi, participou da entrega do Núcleo de Atenção à Saúde de Práticas Profissionalizantes das Faculdades Integradas Padrão. O espaço nasce com a missão de levar serviços de saúde à população, de forma acessível. Um trabalho de responsabilidade social que também assegura a prática profissional dos acadêmicos do curso de Medicina . "Para além da implantação de mais um grande empreendimento para atendimento gratuito em diversas especialidades médicas, o NASPP traz a realização prática de todo discurso de melhorias que a FIP se cumpriu a fazer. Parabenizo a todos que fizeram esse momento acontecer, em especial a reitora, professora Fátima Turano, o pró- reitor Eliziário Rezende. Saibam do meu apreço, admiração e a minha disposição como moradora de Guanambi, deputada estadual e parceira da FIP na tarefa de apoiar o desenvolvimento da nossa região", disse a deputada. Inicialmente, o local proporcionará atendimento em 03 especialidades médicas: Clínico Geral, Cirurgia Ambulatorial e Ginecologia. Serão realizados procedimentos como: consultas, procedimentos ginecológicos, aplicação de medicamentos, pequenas cirurgias dermatológicas e urológicas, curativos e retiradas de pontos. Nesta primeira etapa entregue a sociedade, a estrutura física conta com sala de triagem, Central de material esterilizado (CME), 12 consultórios, sendo 02 de ginecologia; 04 de pequenas cirurgias; 06 de clínica médica.

  • Deputada e vereadora pedem sinal de celular e apoio aos professores de Sebastião Laranjeiras

    Foto: Divulgação Foto: Divulgação
    25/05/2021 - 23:14


    POLÍTICA

    - Nesta terça-feira (25), a deputada Ivana Bastos recebeu no gabinete da Assembleia Legislativa da Bahia, a vereadora do município de Sebastião Laranjeiras, Simone Alcântara. Durante o encontro na capital baiana, a legisladora municipal conversou com a parlamentar sobre diversas ações para o desenvolvimento da cidade e melhoria da qualidade de vida dos moradores. Entre as prioridades trazidas pela representante do parlamento municipal, o pedido para a instalação do sinal de celular nas comunidades de Núcleo III, Mandiroba, Lagoa do Boqueirão e Piranhas, através do Programa Fala Bahia. A solicitação foi formalizada na Superintendência de Energia e Comunicação do Estado (Supec). “Sabemos da importância da tecnologia para aproximar as pessoas e garantir o conforto dos moradores de comunidades rurais. Essa será mais uma demanda que lutaremos até entregar o benefício às localidades”, ressaltou Ivana. Ainda no encontro, a vereadora tratou com a assessoria jurídica do mandato sobre esclarecimentos para medidas de apoio à luta dos professores por participação nas receitas judiciais, oriundas do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento do Ensino Fundamental e de Valorização do Magistério (Fundef).

  • Arthur Maia nega filiação ao PP: ‘Estou muitíssimo bem acomodado no meu partido’

    Foto: Marcos Oliveira | Sudoeste Bahia Foto: Marcos Oliveira | Sudoeste Bahia
    Por Juliana Rodrigues

    25/05/2021 - 22:38


    Deputado torce para que progressistas apoiem chapa com ACM Neto

    POLÍTICA

    - O deputado federal Arthur Maia (DEM) negou ter recebido convite para ingressar no PP. Em nota enviada para a imprensa nesta terça-feira, o parlamentar concordou com o deputado federal Cacá Leão (PP), que afirmou desconhecer a proposta. “Realmente Cacá está correto. Eu também não faço ideia de onde surgiu essa conversa de que alguém do PP teria me convidado para ir para lá, até porque o PP sabe que estou muitíssimo bem acomodado no meu partido, o Democratas”, afirmou Maia. Ainda no comunicado, o deputado disse torcer por um apoio dos progressistas ao seu partido nas eleições de 2022. “O que eu desejo realmente é ver no futuro uma aliança entre PP e Democratas com a chapa ACM Neto para o Governo da Bahia e Cacá Leão para o Senado”.

  • PP teria feito convite a Arthur Maia para deixar o DEM, diz jornal

    Foto: Marcos Oliveira | Sudoeste Bahia Foto: Marcos Oliveira | Sudoeste Bahia
    Por Juliana Rodrigues

    24/05/2021 - 20:50


    Ministra da Agricultura também recebeu proposta para sair do partido

    POLÍTICA

    - Após a saída de quadros importantes, como o prefeito do Rio de Janeiro Eduardo Paes, e o ex-presidente da Câmara Rodrigo Maia, o Democratas pode perder ainda mais filiados. Segundo o jornal Tribuna da Bahia, o deputado federal Arthur Maia teria recebido convite do PP para deixar o DEM. De acordo com a publicação, o parlamentar negou a proposta e preferiu seguir no grupo. Outra que foi procurada pelos progressistas foi a ministra da Agricultura, Tereza Cristina. O presidente nacional do DEM, ACM Neto, garantiu, no entanto, que ela deve ficar no partido.

  • TSE sinaliza que eleição de 2022 não terá voto impresso mesmo com aprovação do Congresso

    Foto: Divulgação Foto: Divulgação
    Por Danielle Campos

    23/05/2021 - 21:33


    Bandeira do presidente Jair Bolsonaro enfrenta resistência para adesão

    POLÍTICA

    - O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sinalizou que o sistema de voto impresso, bandeira levantada pelo presidente Jair Bolsonaro, não será viável para as eleições de 2022, ainda que o Congresso Nacional aprove a medida. De acordo com o órgão, não há tempo para a implantação. Através de uma nota enviada ao jornal Folha de S.Paulo, o TSE afirmou que "a implantação do voto impresso envolve um procedimento demorado, embora não seja possível, neste momento, estimar sua duração." O TSE disse ainda que, para que a prática seja adotada no país, é necessário que seja feita uma licitação "pautada por rígidos trâmites administrativos e burocráticos tendo em vista o tempo necessário para as especificações técnicas e a margem de imprevisibilidade decorrente dos procedimentos de qualificação e dos eventuais recursos administrativos e judiciais". Apoiadores do presidente pressionam para a modificação do sistema de votação brasileiro, apontando uma suposta vulnerabilidade do atual método, a urna eletrônica. As suspeitas nunca foram comprovadas pelos defensores do voto impresso. Na nota enviada à Folha, o TSE frisou que cumpre a Constituição e a legislação "tal como interpretadas pelo Supremo Tribunal Federal" e que o sistema de urnas eletrônicas é "confiável e auditável em todos seus passos".

  • Igaporã: deputada e prefeito pedem celeridade para processo de pavimentação asfáltica

    Foto: Divulgação Foto: Divulgação
    21/05/2021 - 21:29


    POLÍTICA

    - Em continuidade ao trabalho para garantir a pavimentação asfáltica em ruas da sede do município de Igaporã, a deputada Ivana Bastos e o prefeito Neto se reuniram, nesta quinta-feira (20), com o secretário de Infraestrutura, Marcus Cavalcanti. A realização dos serviços já foi autorizada pelo governador Rui Costa e encaminhada ao órgão. O secretário prontamente informou que a secretaria vai verificar por quais meios pode realizar as obras, seja através da contratação via licitação ou pelo Consórcio de Desenvolvimento Sustentável do Alto Sertão. “Para tirar uma obra do papel e entregar à população é um trabalho que demanda tempo e empenho. Ao lado de Neto, acompanhamos cada etapa do processo para garantir maior celeridade. Aqui na secretaria, contamos também com a parceira e a dedicação do secretário para atender o pleito o mais breve possível”, destacou a parlamentar.

  • Bolsonaro sugere possível chapa entre Lula e FHC e ataca: ‘Ladrão e vagabundo’

    Foto: Reprodução Foto: Reprodução
    Por Juliana Rodrigues

    21/05/2021 - 18:00


    Declaração foi dada após a divulgação do almoço entre os dois políticos

    POLÍTICA

    - O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) insinuou sobre uma possível união entre os ex-presidentes Luís Inácio Lula da Silva (PT) e Fernando Henrique Cardoso (PSDB). Em discurso nesta sexta-feira (21), sem citar nomes, o militar reformado chamou os políticos de ‘ladrão’ e ‘vagabundo’. A declaração foi dada após os dois almoçarem juntos e debaterem ideias políticas na última semana, em São Paulo. “Falando em política, para o ano que vem já há uma chapa formada: um ladrão candidato a presidente e um vagabundo como vice”, disse Bolsonaro, em evento de entrega de títulos de propriedade rural na cidade de Açailândia, no Maranhão. A fala de Bolsonaro é referente às eleições em 2022. A expectativa é que Lula saia como candidato à presidência, contudo, FHC não demonstrou nenhum interesse na disputa. Apesar disso, ele já declarou que em um eventual segundo turno entre o petista e o atual presidente, ele irá votar em Lula.

  • Lula e FHC se encontram para “conversa sobre democracia”

    Foto: Reprodução | Ricardo Stuckert Foto: Reprodução | Ricardo Stuckert
    Por Juliana Rodrigues

    21/05/2021 - 14:30


    A aproximação de Lula e FHC contrasta com o histórico entre os 2 ex-presidentes.

    POLÍTICA

    - A equipe de comunicação do ex-presidente Lula postou em suas redes sociais um foto ao lado do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso. O registro ocorreu durante um almoço. De acordo com a publicação, o encontro foi organizado pelo ex-ministro Nelson Jobim. “Os ex-presidentes tiveram uma longa conversa sobre o Brasil, sobre nossa democracia, e o descaso do governo Bolsonaro no enfrentamento da pandemia”. O encontro ocorreu no dia 12 de maio. A aproximação de Lula e FHC contrasta com o histórico entre os 2 ex-presidentes. Em abril de 2020, o tucano afirmou que o petista “matou a esquerda” em entrevista ao portal UOL. “Eu conheci o Lula tosco, hoje ele não é mais tosco. Ele aprendeu. Mas o Lula passou. O que ele representava, não representa mais”, afirmou na ocasião. Também em 2020, Lula se negou a participar de um debate com FHC e o ex-presidente Michel Temer. De acordo com a Folha de S.Paulo, o petista dizia a interlocutores que os políticos não eram democratas.

  • Em nova pesquisa presidencial, Lula amplia vantagem sobre Bolsonaro

    Foto: Reprodução Foto: Reprodução
    Por Augusto Romeo

    21/05/2021 - 11:20


    Em pesquisa realizada pelo EXAME/IDEIA, Lula aparece com 45% enquanto Bolsonaro tem 37% das intenções de voto

    POLÍTICA

    - O projeto EXAME/IDEA divulgou, nesta sexta-feira (21), pesquisa presidencial que mostra ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) à frente do atual presidente do Brasil, Jair Bolsonaro (sem partido). No possível cenário eleitoral de 2022, Lula aparece com 45% das intenções de voto enquanto Bolsonaro tem 37%. A pesquisa é a primeira a ser divulgada após Lula confirmar que será candidato em 2022 - embora os pesquisadores tenham feito levantamento, por telefone, antes da confirmação do petista. Lula ampliou a vantagem desde a última sondagem, realizada há um mês pelo projeto, e consolidou o favoritismo ao Palácio do Planalto. Em outra pesquisa, do Datafolha, o petista venceria o ex-presidente com 23% de vantagem no 1º turno e 18% no 2º turno. Em todos os cenários de segundo turno testados pela pesquisa, qualquer candidato perde para Bolsonaro ou Lula. Entretanto, há alguns destaques, como o do ex-governador do Ceará, Ciro Gomes (PDT). Ele aparece com 37% em um segundo turno contra o atual presidente, que tem 40%. Já na disputa com Lula, Ciro tem 35% e o petista 43%. A eleição mais acirrada de uma terceira via com Lula é contra o ex-juiz Sergio Moro (43% X 40%). Contra Luciano Huck, Lula aparece com 44% e Huck com 40%. A pesquisa também avaliou a rejeição dos candidatos. Para 54% dos brasileiros, o presidente Jair Bolsonaro não merece ser reeleito para mais quatro anos de mandato. Em relação ao ex-presidente Lula, 50% que acham que ele não merece comandar o país novamente. A rejeição a Bolsonaro também é alta quando os eleitores são questionados em quem eles não votariam de jeito nenhum. Entre os entrevistados, 39% disseram que não dariam mais uma chance ao atual presidente. Lula aparece com 36%, seguido de João Doria, com 25%, e Sergio Moro, com 21%. Os dados são da mais recente pesquisa EXAME/IDEIA, projeto que une o Exame Invest Pro, braço de análise de investimentos da EXAME, e o IDEIA, instituto de pesquisa especializado em opinião pública. O levantamento ouviu 1.200 pessoas por telefone entre os dias 19 e 20 de maio. A margem de erro da pesquisa é de dois pontos percentuais.

  • CPI: Reunião com Bolsonaro decidiu pela não intervenção no Amazonas, diz Pazuello

    Foto: Reprodução | Agência Senado Foto: Reprodução | Agência Senado
    Por Metro 1

    20/05/2021 - 16:45


    Durante o seu segundo dia de depoimento na, Pazuello disse que sua pasta era favorável à intervenção

    POLÍTICA

    - Durante o seu segundo dia de depoimento na CPI da Covid, o ministro da Saúde Eduardo Pazuello afirmou que sua pasta era favorável a uma intervenção no estado do Amazonas, mas que foi decidido em contrário durante reunião de ministros, com a presença do presidente Jair Bolsonaro. "Essa decisão não era minha. Ela foi levada ao conselho de ministros. O governador se apresentou ao conselho de ministros e se justificou. E foi decidido, nesse conselho, que não haveria", afirmou. "Foi levado à reunião de ministros com o presidente. E o governador, presente, se explicou, apresentou suas observações. E foi decidido pela não intervenção. Foi dessa forma que aconteceu", completou. O senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), vice-presidente da comissão, voltou ao assunto posteriormente e afirmou que a decisão para uma intervenção federal cabe ao presidente da República e que ele seria então o responsável pela decisão de não interferir. Manaus enfrentou uma crise de falta de oxigênio no mês de janeiro, durante a segunda onda da Covid-19, que resultou em várias mortes pela falta do insumo. Documentos do Ministério Público de Contas indicam pelo menos 31 mortes por falta do oxigênio nos dias 14 e 15 de janeiro, quando ocorreu o ápice do desbastecimento. Ministério da Saúde foi comunicado no dia 07 de janeiro do problema, mas só no dia 14 começou a enviar oxigênio para Manaus.

  • De olho em 2022, ACM Neto inicia agenda no interior pela Chapada nesta quinta (19)

    Foto: Divulgação Foto: Divulgação
    Por Paloma Teixeira

    19/05/2021 - 17:57


    Projeto "Pela Bahia" prevê visitas em diversas cidades até maio de próximo ano

    POLÍTICA

    - O presidente nacional do Democratas, ACM Neto, inicia pela Chapada Diamantina o movimento “Pela Bahia – Caminhos para o futuro do nosso estado”, lançado por ele esta semana. A viagem começa nesta quinta-feira (20), quando Neto visita Mucugê, Ibicoara e Barra da Estiva. Na sexta (21), o democrata cumpre agenda também em Abaíra e Piatã. Neto chega em Mucugê por volta das 8h30 desta quinta, quando visita a Fazenda Progresso e, logo em seguida, uma vinícola. Às 11h30, já em Ibicoara, o democrata conhece a Lavoura e Pecuaria Igarashi, que cultiva batata inglesa. Às 14h, em Barra da Estiva, o democrata tem o último compromisso do dia: conversa com os produtores e trabalhadores da Peterfrut, que investe na agricultura familiar, sobretudo na produção de morangos. Na sexta, o democrata toma café da manhã com produtores de frutas vermelhas no Projeto Sempre Viva, em Mucugê, às 8h. Depois, às 10h30, visita a cooperativa de produtos de cachaça, em Abaíra. O périplo pela Chapada termina em Piatã, a cidade mais fria da região, quando Neto conversa com produtores de café gourmet, às 12h. Durante a agenda, ACM Neto estará acompanhado de lideranças políticas, a exemplo da prefeita de Mucugê, Ana Medrado, e do prefeito de Abaíra, Edval Luz Silva, mais conhecido como Diga. Também acompanham o presidente do Democratas outros políticos, entre eles o ex-deputado estadual Luciano Ribeiro, que faz a coordenação política de Neto. Diagnóstico - Com o movimento “Pela Bahia”, ACM Neto pretende intensificar as viagens ao interior, onde passará mais de um dia na estrada, visitando cidades até maio de 2022. O objetivo é traçar um diagnóstico dos problemas do estado, ouvindo as pessoas e propondo soluções. Ele explicou que dividiu a Bahia em 15 regiões e cinco eixos temáticos de análise: o econômico, o sociocultural, o ambiental, o tecnológico e o político. “Dentro desses eixos vamos encaixar e avançar em discussões de temas como a educação, a saúde, a segurança, as atividades econômicas, identificando potencialidades e fragilidades de cada região”, declarou. Além das viagens, ACM Neto afirmou que pretende encomendar pesquisas qualitativas, criar grupos de estudo e contar com a parceria de técnicos qualificados, de dentro e de fora da Bahia, para compreender melhor as realidades econômicas e sociais das 15 regiões do estado. Assim, será construído um completo diagnóstico socioeconômico do estado e serão feitas projeções sobre o futuro.

  • Rui Costa volta a anunciar mudanças no secretariado em live para o público

    Foto: Marcos Oliveira | Sudoeste Bahia Foto: Marcos Oliveira | Sudoeste Bahia
    Por André Uzêda

    19/05/2021 - 08:00


    Pastas de Relações Institucionais, Meio-Ambiente e Turismo terão novos comandantes

    POLÍTICA

    - Durante o programa 'Papo Correria', o governador Rui Costa (PT) anunciou três mudanças em seu secretariado de governo. O ex-prefeito de Camaçari, Luiz Caetano (PT), assume a pasta de Relações Institucionais, substituindo Jonival Lucas Júnior. O atual secretário de Meio-Ambiente, João Carlos Oliveira, fica agora na pasta de agricultura. E a secretaria de turismo ganha o comando de Maurício Bacelar (Podemos). Rui Costa não anunciou quem ficará à frente da pasta do Meio Ambiente com a saída de João Carlos Oliveira. "A troca de secretário acontece no momento que se faz necessário. Então, essas três secretarias, sofrem alteração. A partir de amanhã (quarta), e nos próximos dias também faremos alteração em outros órgãos do estado da Bahia", disse o governador. No início deste mês, Rui já havia promovido outras mudanças. O vice-governador João Leão (PP) saiu do desenvolvimento econômico para a pasta de planejamento. E o deputado Nelson Leal (PP) assumiu a secretaria do desenvolvimento econômico, substituindo Walter Pinheiro (PT). Estas mudanças também haviam sido anunciadas na live 'Papo Correria'.

  • Luiz Augusto reassume mandato na Alba em vaga deixada por Nelson Leal

    Foto: Divulgação Foto: Divulgação
    Por Juliana Rodrigues

    18/05/2021 - 21:31


    Deputado estadual foi empossado nesta terça-feira (18) pelo presidente da Casa, Adolfo Menezes

    POLÍTICA

    - O presidente da Assembleia Legislativa da Bahia (Alba), Adolfo Menezes, empossou nesta terça-feira (18), como deputado estadual, o primeiro suplente do Partido Progressista, Luiz Augusto, na vaga aberta com a licença do titular, Nelson Leal, que assumiu a Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SDE). O ato de posse ocorreu de forma rápida, sem a presença de convidados para evitar aglomeração, e constou da leitura do juramento à Constituição e da assinatura do termo de posse – sendo a palavra franqueada em seguida. Compareceram à solenidade o secretário Nelson Leal e a deputada Fátima Nunes (PT). Parlamentar experiente, Luiz Augusto já exerceu quatro mandatos. Ele manifestou o seu contentamento em retomar uma cadeira na Alba e prosseguir com o seu trabalho focado no atendimento das reivindicações de sua região, a Sudoeste, e dos municípios que representam, bem como de apoio ao agronegócio. O agora deputado empossado agradeceu ao colega e amigo Nelson Leal, a oportunidade de servir ao povo baiano no Legislativo, sentindo-se “honrado em colaborar com a administração do também amigo Adolfo Menezes”. Para o presidente Adolfo Menezes, o novo deputado logo se integrará na sistemática de trabalho imposta pela pandemia, “parlamentar experiente que é, homem público comprometido com a sua gente, com sua terra, e além disso uma figura humana extraordinária, de bom colega, homem alegre, agregador que só virá a somar – bem representando o seu correligionário Nelson Leal, ora servindo o povo baiano no comando de uma das pastas mais importantes da administração do governador Rui Costa”.

  • Luiz Augusto assume cadeira na Alba nesta terça-feira

    Foto: Divulgação Foto: Divulgação
    Por Matheus Morais

    18/05/2021 - 08:34


    Suplente fica no lugar deixado por Nelson Leal, novo secretário de Desenvolvimento Econômico da Bahia

    POLÍTICA

    - O suplente Luiz Augusto (PP) assume nesta terça-feira (18) a cadeira deixada por Nelson Leal (PP) na Assembleia Legislativa da Bahia (Alba). Leal foi nomeado como novo secretário de Desenvolvimento Econômico do governo estadual. Segundo a edição do Diário Oficial do Legislativo, publicada nesta terça, a cerimônia de posse está marcada para 14h na presidência da Casa. Luiz Augusto foi vice-presidente da Alba e tentou se reeleger no pleito de 2018, quando teve 42.418 votos, mas não conseguiu se manter no Legislativo baiano.

  • Ivana e Valtécio cumprem agenda de trabalho em Salvador

    Foto: Divulgação Foto: Divulgação
    17/05/2021 - 13:00


    POLÍTICA

    - Em busca de mais investimentos e benefícios para Caetité, a deputada Ivana Bastos e o prefeito da cidade, Valtécio Aguiar, cumpriram nesta sexta-feira (14), agenda de trabalho com os secretários estaduais de Infraestrutura, Marcus Cavalcanti, e o de Turismo, Fausto Franco. SEINFRA - Com Marcus Cavalcanti, a parlamentar e o gestor municipal reivindicaram pedidos importantes como a construção da estrada que liga o Pirajá ao distrito de Pajeú dos Ventos. Em relação a obra, o gestor da pasta informou que em maio será contratada a empresa para a elaboração do projeto da estrada, numa extensão de 18 km. Em nome do compromisso de levar mais conforto e tecnologia para a zona rural, solicitaram também a instalação do sinal de celular para os distritos de Pajeú, Maniacú, Caldeiras. Ainda na Seinfra, Ivana e Valtécio trataram de pedidos de pavimentações de diversas ruas através do consórcio, além do recapeamento do asfalto do aeroporto da cidade. Ivana Bastos agradeceu o apoio do secretário e reafirmou que seguirá acompanhando as demandas, que são compromissos do mandato junto ao prefeito para o município. ”Não descansaremos até entregar essas obras essenciais para o progresso de Caetité“, finalizou. SETUR - Para tratar da inserção do município no Mapa Turístico Brasileiro, a deputada e o prefeito estiveram em audiência com o secretário de Turismo da Bahia, Fausto Franco.  “É inquestionável a riqueza turística e cultural de Caetité. O município é terra de grandes personalidades, referência na educação, entre tantas outras condições, as quais o coloca em categoria destaque”, defendeu Ivana Bastos, ao exemplificar o forte potencial para turismo de aventura, religioso, com festas típicas, a exemplo da Festa de Sant'Ana, responsável por movimentar a economia local, além de ser berço de riqueza mineral. O secretário informou que, de acordo com dados do Ministério do Turismo, a previsão para o recadastramento é para agosto deste ano. Fausto destacou ainda que o município precisa, dentro do prazo, preencher todas as exigências solicitadas pelo ministério, através de uma série de informações para subsidiar a análise do órgão na avaliação da inserção no Mapa do Turismo.

  • Datafolha: 49% apoiam impeachment de Bolsonaro; 46% são contra

    Foto: Reprodução | AFP Foto: Reprodução | AFP
    Por Kamile Martinho

    15/05/2021 - 17:00


    POLÍTICA

    - A pesquisa do Datafolha, divulgada neste sábado (15) pelo site do jornal "Folha de S.Paulo", aponta que 49% dos brasileiros apoiam o impeachment do presidente Jair Bolsonaro e 46% se dizem contrários. O estudo ouviu 2.071 pessoas na terça (11) e na quarta (12) presencialmente e sua margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos. Segundo o Datafolha: 49% - Bolsonaro deveria sofrer impeachment (eram 46% em março) 46% - Bolsonaro não deveria sofrer impeachment (eram 50% em março) 4% - Não sabem. A pesquisa do Datafolha, divulgada neste sábado (15) pelo site do jornal "Folha de S.Paulo", aponta que 49% dos brasileiros apoiam o impeachment do presidente Jair Bolsonaro e 46% se dizem contrários. O estudo ouviu 2.071 pessoas na terça (11) e na quarta (12) presencialmente e sua margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos. Segundo o Datafolha: 49% - Bolsonaro deveria sofrer impeachment (eram 46% em março) 46% - Bolsonaro não deveria sofrer impeachment (eram 50% em março) 4% - Não sabem. Os percentuais representam um empate técnico.  A reprovação ao impeachment é defendido por homens e no Sul do país (52%), entrevistados que dizem não ter medo do coronavírus (60%), evangélicos (57%) e entre assalariados registrados (56%). Já o apoio ao afastamento cresce entre jovens de 16 a 24 anos (57%), moradores do Nordeste (também 57%), desempregados que procuram emprego (62%) e entrevistados que dizem ter muito medo da pandemia (60%). Entre eleitores do ex-presidente Lula (PT), o apoio ao afastamento salta para 74%.

  • ‘Se não houver uma terceira via significativa, vou de Lula’, diz FHC sobre eleições

    Foto: Reprodução Foto: Reprodução
    Por Juliana Rodrigues

    14/05/2021 - 23:58


    Para ex-presidente, o futuro representado por Bolsonaro não tem o entusiasmo dele

    POLÍTICA

    - O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB) disse que irá votar no também ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) caso não haja uma terceira via significativa. Em entrevista ao jornal Valor Econômico nesta sexta-feira (14), FHC chegou a afirmar que, em caso de polarização com o presidente Jair Bolsonaro (sem partido), fará campanha para o petista em 2022. “Espero que não seja necessário, mas se for, provavelmente, sim [farei campanha]. PT é um partido importante que se organizou. Não tenho medo do PT. (…) Não sei se representa o futuro do Brasil, mas Bolsonaro representa um futuro que não tem meu entusiasmo. Se não houver uma terceira via significativa, vou de Lula. Quem não tem cão caça com gato“, afirmou. Apesar de discordar do posicionamento do governo atual, FHC ponderou que não concorda que Bolsonaro seja classificado como fascista. Para ele, o presidente “tem impulsos autoritários”, mas não pode fazer o que quer. “Do ponto de vista de um sociólogo tem que se ter precisão. Pode ter um gesto fascista, mas não é fascista. No fascismo não tem liberdade de ação, não tem eleição. É diferente“, disse.