BUSCA PELA CATEGORIA "EDUCAÇÃO"

  • Bahia é o quinto estado do país com mais vagas no Prouni; inscrições estão abertas

    Foto: Reprodução | Agência Brasil Foto: Reprodução | Agência Brasil
    24/02/2022 - 12:12


    Estado tem mais de 17 mil vagas

    EDUCAÇÃO

    - A Bahia é o quinto estado com maior número de vagas pelo Programa Universidade para Todos (Prouni). No estado são 17.179 disponibilizadas em instituições privadas. As inscrições estão abertas desde terça-feira (22) no site e ficam disponíveis até sexta-feira (25). A primeira chamada será feita no dia 2 de março. Com o programa, é possível conseguir dois tipos de bolsas em faculdades particulares. O candidato pode obter a bolsa integral caso comprove renda familiar bruta mensal, por pessoa, de até 1,5 salário-mínimo (R$ 1.818). Para a bolsa parcial, de 50% do valor da mensalidade, a renda mensal por pessoa deve ser de até três mínimos (R$ 3.636). Além disso, o candidato precisa se encaixar em uma dessas cinco categorias: ter cursado o ensino médio completo em escola pública; ter cursado o ensino médio completo em escola privada com bolsa integral; ter cursado parcialmente o ensino médio em escola da rede pública e parcialmente em particular, como bolsista integral; ser PCD (pessoa com deficiência; ou ser professor da rede pública de ensino no exercício da profissão. É preciso ter tirado ao menos 450 no Enem e não ter zerado a redação.   

  • Bahia é o quinto estado do país com mais vagas no Prouni; inscrições estão abertas

    Foto: Reprodução | Agência Brasil Foto: Reprodução | Agência Brasil
    Por Juliana Rodrigues

    23/02/2022 - 08:00


    Estado tem mais de 17 mil vagas

    EDUCAÇÃO

    - A Bahia é o quinto estado com maior número de vagas pelo Programa Universidade para Todos (Prouni). No estado são 17.179 disponibilizadas em instituições privadas. As inscrições estão abertas desde terça-feira (22) no site e ficam disponíveis até sexta-feira (25). A primeira chamada será feita no dia 2 de março. Com o programa, é possível conseguir dois tipos de bolsas em faculdades particulares. O candidato pode obter a bolsa integral caso comprove renda familiar bruta mensal, por pessoa, de até 1,5 salário-mínimo (R$ 1.818). Para a bolsa parcial, de 50% do valor da mensalidade, a renda mensal por pessoa deve ser de até três mínimos (R$ 3.636). Além disso, o candidato precisa se encaixar em uma dessas cinco categorias: ter cursado o ensino médio completo em escola pública; ter cursado o ensino médio completo em escola privada com bolsa integral; ter cursado parcialmente o ensino médio em escola da rede pública e parcialmente em particular, como bolsista integral; ser PCD (pessoa com deficiência; ou ser professor da rede pública de ensino no exercício da profissão. É preciso ter tirado ao menos 450 no Enem e não ter zerado a redação.

  • Escolas da rede municipal podem receber cerca de 44 mil novos alunos em 2022

    Foto: Reprodução Foto: Reprodução
    15/02/2022 - 13:00


    Quase 50% deste número é de alunos que migraram de escolas da rede privada em razão da crise causada pela pandemia

    EDUCAÇÃO

    - A volta às aulas 100% presenciais que aconteceu na rede municipal de educação no último dia 3 trouxe entre as novidades uma grande quantidade de novos alunos. Ao todo, a rede de educação de responsabilidade de Salvador recebeu cerca de 44 mil novos alunos. Deste total, cerca de 20 mil crianças precisaram migrar de escolas privadas para a rede pública em 2022. O principal motivo da mudança está na crise financeira enfrentada por diversas famílias por conta da pandemia. Além dos alunos que mudaram de escola, outras 24 mil crianças compõe um cadastro realizado pela prefeitura antes da matrícula, no final do ano passado. A intenção era entender  quantas crianças de 2 a 5 anos, que estão fora da escola, pretendem ingressar na rede, em 2022. Segundo dados da prefeitura, até a sexta-feira (11), haviam 142 mil crianças matriculadas na rede municipal e 20 mil vagas em aberto. O aumento de novos alunos fez com que o déficit de vagas nas séries iniciais triplicasse. O programa Pé na Escola – através do qual a prefeitura compra vagas em instituições particulares e oferece para alunos matriculados na rede pública, como forma de atender a demanda, saltou de 5 mil, em 2020, para 12,5 mil, em 2021, e para 15 mil, em 2022. 

  • Estudantes podem usar resultado do Enem para concorrer a vaga universitária a partir desta terça

    Foto: Reprodução | Agência Brasil Foto: Reprodução | Agência Brasil
    15/02/2022 - 08:00


    Sistema de Seleção Unificada (Sisu) abre as inscrições que vão até sexta-feira (18)

    EDUCAÇÃO

    - Abrem nesta terça-feira (15) as inscrições do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) que oferta vagas em universidades de todo país. A seleção, que vai até às 23h59 da próxima sexta-feira (18) oferta, na Bahia oportunidades de estudos em 10 instituições de ensino diferentes. Em todo o país são cerca de 222 mil vagas sendo 84% ofertadas pelas instituições federais. Ao todo são 6.146 cursos e 125 instituições que o usam o Sisu para selecionar seus alunos.  O resultado será divulgado no dia 22 e as matrículas nas faculdades podem ser feitas entre 23 de fevereiro e 8 de março, conforme o calendário de cada uma delas. Analisando os números regionais, a Bahia é o segundo estado em número de vagas ofertadas e fica atrás apenas de Minas Gerais. No ranking de universidades com o maior número de oportunidades abertas  a Universidade Federal da Bahia (Ufba) é a 10ª colocada. Um pouco atrás, a Universidade do Estado da Bahia (Uneb) aparece em 13º lugar. Os 10 cursos com as maiores ofertas de vagas são, nesta ordem: Pedagogia, Administração, Ciências Biológicas, Matemática, Direito, Química, Física, Agronomia, Interdisciplinar em Ciência e Tecnologia e Engenharia Civil.

  • Escolas poderão adotar ensino remoto diante de nova alta de casos, diz CNE

    Foto: Divulgação | GOV/BA Foto: Divulgação | GOV/BA
    30/01/2022 - 13:00


    A medida vale para as instituições de ensino de todo país

    EDUCAÇÃO

    - As escolas públicas e particulares poderão oferecer aulas remotas, híbridas ou gravadas durante o ano letivo de 2022. A decisão é do Conselho Nacional de Educação (CNE) diante dos impactos da terceira onda da pandemia do coronavírus no Brasil. A medida vale para as instituições de ensino de todo país, mas apenas para casos excepcionais, como surto em sala de aula ou estudantes em quarentena se recuperando da doença. Ou seja, se a criança ou adolescente não se enquadrar em alguma situação acima, precisa frequentar o colégio. Antes dessa decisão, os estabelecimentos educacionais não tinham respaldo legal para oferecer atividades à distância como modalidade de ensino neste ano, já que a Lei nº 14.040, de 2020, dava validade aos conteúdos remotos apenas até dezembro do ano passado. De acordo com uma nota publicada pelo CNE, o retorno presencial deve ser a prioridade, mas os centros educacionais poderão adotar providências e modelos do ensino a distância, temporariamente, durante períodos de crise sanitária. Segundo o Conselho, as escolas estão autorizadas a retomar aulas remotas exclusivamente em casos de surtos ou de decretos governamentais determinando a suspensão das atividades presenciais.

  • Matrícula da rede estadual começa nesta segunda-feira e pode ser feita online

    Foto: Reprodução | GOV/BA Foto: Reprodução | GOV/BA
    24/01/2022 - 08:00


    O primeiro dia será destinado para Pessoas com Deficiência (PcD); calendário segue nos próximos dias da semana; comprovante de vacinação é exigido

    EDUCAÇÃO

    - As matrículas da rede estadual para o ano letivo de 2022, na Bahia, podem ser realizadas a partir desta segunda-feira (24). Os estudantes podem garantir a vaga de forma online, pelo portal da Educação, e também em qualquer escola da rede, independente de ser a que o aluno quer estudar. O primeiro dia será destinado para Pessoas com Deficiência (PcD), que podem realizar via internet ou em qualquer unidade escolar da rede estadual. No dia 25 de janeiro, o estudante da rede estadual que pretende se transferir para outra unidade escolar da rede estadual, quando for do seu próprio interesse ou em razão de ausência da série na unidade escolar a qual concluiu o ano letivo 2021, deverá solicitar a sua transferência diretamente na unidade escolar em que estava matriculado. O calendário de matrícula segue nos dias 26 e 27 de janeiro para os concluintes do 5º ano ou 9º ano do Ensino Fundamental oriundos apenas da rede municipal de ensino. A matrícula poderá ser realizada pelo próprio estudante, caso seja maior de 16 anos de idade, ou pelo responsável legal, preferencialmente via internet ou em qualquer unidade escolar da rede estadual. No dia 28 de janeiro, a matrícula será destinada para o ingresso do candidato em unidade escolar da rede estadual em qualquer ano ou série do Ensino Fundamental, sem distinção da rede de ensino de origem. Já no período de 31 de janeiro e 1º de fevereiro poderá ser efetuada a matrícula do estudante que deseja ingressar em uma unidade escolar da rede estadual em qualquer ano ou série do Ensino Médio. Nestes três dias, a matrícula também poderá ser feita através da internet ou em qualquer unidade escolar da rede estadual.

  • Rede estadual de ensino abre matrícula na próxima segunda

    Foto: Reprodução | GOV/BA Foto: Reprodução | GOV/BA
    19/01/2022 - 13:30


    Confirmação da matrícula acontecerá mediante a entrega da documentação solicitada; confira

    EDUCAÇÃO

    - A matrícula na rede estadual de ensino vai ter início na próxima segunda-feira (24) e segue até o dia 1º de fevereiro. A confirmação da matrícula acontecerá mediante a entrega da documentação solicitada. São necessários os documentos: - via original e cópia legível do Cadastro de Pessoal Física (CPF); - via original e cópia da carteira de vacinação devidamente atualizada; - via original do histórico escolar; - via original e cópia legível da carteira de identidade (RG) ou Certidão de Registro Civil; - via original e cópia legível do comprovante de residência (água, luz, telefone fixo ou móvel, gás encanado, Internet, contrato de aluguel, IPTU, cartão de crédito ou TV por assinatura); - cópia legível do RG da própria mãe do estudante e ou do responsável legal; - cópia legível do CPF da própria mãe do estudante e ou do responsável legal. O cronograma de matrícula para o ano letivo 2022 pode ser conferido aqui. O primeiro dia será destinado para Pessoas com Deficiência (PcD), que podem realizar via internet pelo Portal da Educação, ou em qualquer unidade escolar da rede estadual.

  • Aluna com deficiência rompe barreiras e se destaca na UniFG

    Foto: Divulgação Foto: Divulgação
    21/12/2021 - 17:49


    No mês em que se é comemorado o Dia Internacional das Pessoas com Deficiência, Larice Pereira chama a atenção para a importância da inclusão e pluralidade dentro do ensino superior

    EDUCAÇÃO

    - Ingressar na faculdade é um momento de alegria e realização para centenas de alunos que iniciam seus estudos todos os anos nos cursos de graduação do Centro Universitário UniFG. Após uma jornada de muita dedicação durante a formação acadêmica, a história culmina na conquista do diploma e na satisfação e certeza de dever cumprido. Mas além das conquistas no curso, alguns estudantes dão o exemplo de que a superação pode ir além dos próprios limites físicos. São alunos que convivem com diferentes tipos de deficiências e, destacando-se nos estudos e no mercado de trabalho depois de formados, demonstram a importância de investir e tornar o ambiente acadêmico um espaço cada vez mais plural e inclusivo. Uma das muitas histórias como essa, dentro da UniFG, é a de Larice dos Santos Pereira. A jovem estudante de Enfermagem de 25 anos, que possui uma deficiência congênita que resultou na amputação das suas duas pernas, se apaixonou pela área após ter recebido um tratamento humanizado de uma equipe de Enfermagem quando fez as cirurgias de amputação, em 2010. Segundo ela, sentiu na pele a importância do trabalho desses profissionais. A escolha pela UniFG para fazer sua faculdade, conforme explica a estudante que já está na reta final do curso, se deu porque foi a Instituição da região que se mostrou mais preparada para oferecer o acolhimento, apoio e acessibilidade que tem direito. Larice explica que o apoio da UniFG, colaboradores, professores e colegas de curso foi primordial para sua adaptação no início da graduação. “Recebi os apoios que precisava e foi ficando tudo mais fácil. Fui me aperfeiçoando como pessoa e como estudante”, disse. A aluna de Enfermagem destaca, ainda, que a formação superior carrega o significado de vitória na sua vida. Ela também defende a importância de uma educação inclusiva, que oportunize as pessoas com deficiência ocuparem todos os espaços que lhes são de direito; sem que sejam considerados incapazes em comparação com um referencial definido como perfeito. “Não somos apenas pessoas com deficiência, mas, sim, pessoas com deficiência que se esforçam para superar os obstáculos e recebem o retorno desses esforços, mostrando que o nosso passo pode até ser de tartaruga, mas no final podemos chegar na linha de chegada antes da lebre”, finalizou Larice Pereira.

  • Bolsonaro edita MP e ProUni passa a aceitar ex-alunos de escolas privadas

    Foto: Reprodução      Foto: Reprodução
    08/12/2021 - 12:30


    Até então, só podiam concorrer os alunos que passaram os três anos do ensino médio em escolas da rede pública ou em escolas privadas como bolsistas integrais

    EDUCAÇÃO

    - Ao editar a Medida Provisória (MP) 1075/21, o presidente Jair Bolsonaro (PL) alterou a legislação do Programa Universidade para Todos (ProUni). A MP publicada na terça-feira (7), no Diário Oficial da União, amplia o acesso de ex-alunos de escolas privadas ao programa. O ProUni foi criado em 2005, pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e visa integrar estudantes que obtiverem nota mínima no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), tenham renda familiar de até três salários-mínimos por pessoa. Com a nova Medida Provisória, estudantes do ensino médio privado que foram pagantes ou bolsistas parciais passam a ter acesso ao benefício. Até então, só podiam concorrer os alunos que passaram os três anos do ensino médio em escolas da rede pública ou em escolas privadas como bolsistas integrais. O Palácio do Planalto afirmou, por meio de nota, que as novas regras melhoram as políticas de inclusão na educação superior, diminuem a ociosidade na ocupação de vagas antes disponibilizadas e promovem a desburocratização.

  • Começa na segunda-feira (6) renovação de matrícula para estudantes da rede estadual de ensino

    Foto: Paula Fróes | GOVBA Foto: Paula Fróes | GOVBA
    03/12/2021 - 17:30


    A matrícula para alunos novos será realizada no mês de janeiro em datas a serem divulgadas em portaria da Secretaria da Educação do Estado (SEC)

    EDUCAÇÃO

    - Começa na próxima segunda-feira (6), e segue até o dia 28 de dezembro, a renovação da matrícula para o ano letivo 2022 dos estudantes da rede estadual de ensino devidamente matriculados e com frequência regular no ano letivo 2021. A matrícula para alunos novos será realizada no mês de janeiro em datas a serem divulgadas em portaria da Secretaria da Educação do Estado (SEC). Para a renovação de matrícula, o estudante maior de 16 anos ou responsável legal deverá comparecer a unidade escolar onde o estudante está matriculado para assinar a lista de renovação. Será obrigatória a atualização cadastral, com a apresentação do original e da cópia de documentos como CPF, Carteira de Identidade e Carteira de Vacinação. A orientação é para que os estudantes, pais ou responsáveis procurem verificar se há ausência de documentos junto à secretaria escolar. O superintendente de Planejamento Operacional da Rede Escolar da Educação, Manoel Calazans, explicou que o Estado garante vaga para todos aqueles que procurarem, mas destacou que os estudantes da rede precisam fazer a renovação. “Caso o estudante da rede não faça a renovação, ele corre o risco de perder a vaga na escola onde já está matriculado. É importante tranquilizar as famílias sobre a oferta de vagas que é garantida para todos nas diferentes modalidades. Também é necessário dizer que não precisa fila tanto para fazer a renovação quanto para a matrícula, cujo processo será realizado com o todo planejamento nas datas a serem divulgadas”.

  • Prazo para solicitar reaplicação do Enem termina hoje

    Foto: Reprodução | Agência Brasil Foto: Reprodução | Agência Brasil
    Por Agência Brasil

    03/12/2021 - 09:30


    Candidato tem até as 23h59 para fazer pedido na Página do Participante

    EDUCAÇÃO

    - Os participantes do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2021, que deixaram de fazer o exame por motivo de doença infectocontagiosa ou por problema de logística ou de infraestrutura, previstos nos editais das versões impressa e digital, têm até as 23h59 de hoje (3) para solicitar a reaplicação. Ela deve ser feita na Página do Participante, onde também será divulgado se o pedido foi aprovado. “São doenças infectocontagiosas consideradas como condições para a reaplicação: coqueluche, difteria, doença invasiva por Haemophilus influenza, doença meningocócica e outras meningites, varíola, Influenza humana A e B, poliomielite por poliovírus selvagem, sarampo, rubéola, varicela e covid-19. É obrigatório inserir documento legível que comprove a doença”. Na documentação a ser enviada, por meio da Página do Participante, deve constar o nome completo da pessoa, o diagnóstico com a descrição da condição de saúde, o código correspondente à Classificação Internacional de Doença (CID 10), além da assinatura e da identificação do profissional competente, com o respectivo registro do Conselho Regional de Medicina (CRM), do Ministério da Saúde (RMS) ou de órgão competente, assim como a data do atendimento. De acordo com o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), podem também solicitar a replicação os candidatos que não conseguiram fazer o exame por problemas logísticos, de infraestrutura ou outras ocorrências específicas. Entre elas estão desastres naturais que prejudicaram a aplicação do exame, devido ao comprometimento da infraestrutura do local, à falta de energia elétrica que comprometa a visibilidade da prova pela ausência de luz natural, falha no dispositivo eletrônico fornecido ao participante ou erro de execução de procedimento de aplicação, que incorra em comprovado prejuízo ao inscrito. Aprovação - Segundo o Inep, quem tiver a solicitação aprovada poderá participar do exame nos dias 9 e 16 de janeiro de 2022. Nessas datas, o instituto também aplicará o exame para Pessoas Privadas de Liberdade ou sob medida socioeducativa que inclua privação de liberdade (Enem PPL) 2021 e para os participantes que se inscreveram entre 14 e 26 de setembro, após nova oportunidade destinada às pessoas isentas da taxa de inscrição que faltaram ao Enem 2020.

  • Resultado do Enem será divulgado em 11 de fevereiro

    Foto: Reprodução | Agência Brasil Foto: Reprodução | Agência Brasil
    Por Luciana Freire

    30/11/2021 - 08:00


    EDUCAÇÃO

    - Os resultados das provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2021 serão divulgados no dia 11 de fevereiro do ano que vem. A data foi confirmada pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), responsável pela realização do exame, durante entrevista coletiva. De acordo com o presidente do Inep, Danilo Dupas, o comparecimento neste domingo (28), segundo dia de provas, foi de 70%. Dupas também confirmou que está aberto o prazo para que os estudantes que não compareceram aos locais de prova por problemas logísticos ou por doenças infectocontagiosas, como a covid-19, peçam a reaplicação do Enem 2021, por meio da página do participante no site do Inep. Durante a coletiva, o delegado da Polícia Federal, Cléo Mazzotti, informou que foram cumpridos 31 mandados de prisão nos locais de prova. O alvo foram pessoas acusadas de tráfico de drogas, cárcere privado e estupro de vulnerável, entre outros crimes. Duas pessoas foram presas pela tentativa de uso de ponto eletrônico em dois locais de prova. O transporte dos malotes com as provas foi concluído em todo o país, pelos Correios, em duas horas e 41 minutos. Na avaliação do ministro da Educação, Milton Ribeiro, a sociedade e a educação brasileiras saíram ganhando com a realização do Enem. “Saiu ganhando porque, como era o previsto, e nós havíamos dito, a questão do Enem haveria de ter toda seriedade, toda transparência e toda a competência, que é própria dos servidores do MEC, dos Correios e da Policia Federal”, afirmou. O gabarito oficial e os cadernos de questões serão divulgados depois de amanhã (1º) pelo Inep.

  • Segundo dia de aplicação do Enem é neste domingo

    Foto: Reprodução | Agência Brasil Foto: Reprodução | Agência Brasil
    Por Agência Brasil

    27/11/2021 - 13:30


    É recomendado que se leve o Cartão de Confirmação da Inscrição

    EDUCAÇÃO

    - Participantes do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2021 farão amanhã (28) as provas de matemática e ciências da natureza. As provas serão aplicadas tanto para os candidatos inscritos na versão impressa quanto na versão digital do exame. As questões serão iguais nas duas modalidades. Assim como na prova do último domingo (21), é obrigatório o uso de máscara de proteção facial. O documento de identidade e a caneta esferográfica de tinta preta fabricada em material transparente também são itens obrigatórios na prova. No Enem digital, as respostas são dadas no computador, mas os participantes recebem uma folha de rascunho para fazer os cálculos à mão, por isso, a caneta é também necessária. No primeiro dia de Enem, os participantes fizeram as provas de linguagens, ciências humanas e redação. Ao todo, 74% dos 3,1 milhões de inscritos compareceram ao evento. O Enem impresso é realizado em 11.074 locais de prova em 1.747 municípios. Nessa modalidade, são mais de 460 mil pessoas envolvidas na aplicação do exame, entre coordenadores estaduais, municipais, aplicadores, corretores de redação e supervisores. Já o Enem digital envolve mais de 17 mil pessoas na realização das provas. O exame nesse formato será aplicado em 831 locais de prova em 99 municípios. Este será o segundo Enem aplicado neste ano, já que as provas de 2020 foram adiadas por causa da pandemia e acabaram sendo aplicadas em janeiro e fevereiro.

  • Primeiro dia de aplicação do Enem tem abstenção de 26%

    Foto: Reprodução | Agência Brasil Foto: Reprodução | Agência Brasil
    Por Maria Clara Andrade

    22/11/2021 - 08:00


    Os dados foram apresentados pelo ministro da Educação, Milton Ribeiro, que nega interferência no Enem

    EDUCAÇÃO

    - O primeiro dia de prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) teve 26% de abstenção. No último domingo (21), cerca de 2,9 milhões de estudantes realizaram a prova - este número, costumava ser o dobro, em edições anteriores. Os dados foram apresentados pelo ministro da Educação, Milton Ribeiro, que, apesar da alta abstenção, considerou o exame um "sucesso". Ribeiro negou ainda que tenha tido interferência na prova. Segundo ele, se houvesse interferência, algumas questões não poderiam constar no exame, por serem contrárias ao posicionamento conservador do governo. O jornal O Estado de S. Paulo apurou que uma das questões que falava sobre luta de classes, com texto do coautor do Manifesto Comunista, havia sido retirada da prova após uma "leitura crítica" feita pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). Porém, depois voltou a compor o exame deste domingo. Ainda segundo apuração do Estadão, o alto número de abstenção e a baixa quantidade de inscritos para o Enem deste ano, se deve ao ensino remoto precário e à necessidade que alguns jovens tiveram de trabalhar, em meio à crise econômica.

  • Enem começa a ser aplicado neste domingo em todo o país

    Foto: Reprodução | Agência Brasil Foto: Reprodução | Agência Brasil
    Por Kamille Martinho

    20/11/2021 - 10:30


    Mulheres representam 61,6% dos candidatos inscritos

    EDUCAÇÃO

    - O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2021 começa a ser aplicado neste domingo (21) em todo o país nas modalidades impressa e digital. Tanto as provas quanto o tema da redação serão iguais nas duas modalidades. Ao todo, 3,1 milhões de candidatos farão o exame.O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), responsável pela realização das provas, divulgou nesta semana os números oficiais do exame, que é a principal forma de ingresso no ensino superior público, pelo Sistema de Seleção Unificada (Sisu), de obtenção de bolsas por meio do Programa Universidade para Todos (ProUni) e de participação no Fundo de Financiamento Estudantil (Fies). Ao todo, 3.109.762 de candidatos farão o Enem impresso e 68.891, o Enem digital. A maioria está nos estados de São Paulo (470.809), Minas Gerais (300.868) e Bahia (239.101). As mulheres representam 61,6% dos candidatos e as pessoas negras, soma de pretos e pardos, 54% dos inscritos. O Enem impresso será realizado em 11.074 locais de prova em 1.747 municípios. Nessa modalidade, são mais de 460 mil pessoas envolvidas na aplicação do exame, entre coordenadores estaduais, municipais, aplicadores, corretores de redação e supervisores. Quase 50 mil pessoas atuam apenas no transporte, segurança e distribuição das provas. Outros mais de 20 mil profissionais dos Correios também fazem parte da operação. Já o Enem digital envolve mais de 17 mil pessoas na realização das provas. O exame nesse formato será aplicado em 831 locais de prova em 99 municípios. Este será o segundo Enem aplicado neste ano, já que as provas de 2020 foram adiadas por causa da pandemia e acabaram sendo aplicadas em janeiro e fevereiro.O que é preciso saber - Assim como a edição de 2020, o Enem 2021 terá regras especiais devido à da pandemia. O uso de máscara facial será obrigatório nos locais de aplicação. Participantes que estiverem com Covid-19 ou com outras doenças infectocontagiosas não devem comparecer ao exame e podem solicitar a reaplicação. O descumprimento das regras poderá levar à eliminação do candidato. No dia da prova, além da máscara de proteção facial, é obrigatório levar documento de identificação original, com foto. Não são aceitos documentos digitais. Entre as identificações aceitas estão a Carteira de Identidade (CNH), o passaporte e a Carteira de Trabalho emitida após 27 de janeiro de 1997.Outro item obrigatório é a caneta esferográfica de tinta preta fabricada em material transparente. Ela é necessária para preencher o cartão de respostas no Enem impresso e para escrever a redação tanto no Enem impresso quanto no Enem digital. É recomendado ainda que os participantes levem lanche e água, já que a prova tem uma duração longa. É recomendado também que se leve no dia do exame o Cartão de Confirmação da Inscrição. Nele está, entre outras informações, o local de prova. O cartão pode ser acessado na Página do Participante. Caso necessitem comprovar que participaram do exame, os estudantes podem, também, na Página do Participante, imprimir a Declaração de Comparecimento para cada dia de prova, informando o CPF e a senha. A declaração deve ser apresentada ao aplicador na porta da sala em cada um dos dias. Ela serve, por exemplo, para justificar a falta ao trabalho. Primeiro dia de prova - No primeiro dia do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2021, no próximo domingo (21), os candidatos farão, além das provas objetivas de linguagens e ciências humanas, a única prova subjetiva da avaliação, a redação. Os portões abrem às 12h e fecham às 13h. Não é permitido entrar após o fechamento dos portões. As provas começam a ser aplicadas às 13h30 e terminam às 19h. O horário é o de Brasília. No próximo domingo (28), os participantes fazem as provas de matemática e ciências da natureza. Questões do Enem - Para testar os conhecimentos, os estudantes podem acessar gratuitamente o Questões Enem, um banco que reúne todas as questões do Enem de 2009 a 2020.

  • Bolsonaro pediu para questões do Enem tratarem Golpe de 1964 como revolução, dizem servidores

    Foto: Marcos Corrêa | PR Foto: Marcos Corrêa | PR
    19/11/2021 - 06:00


    Às vésperas do exame, governo passa por uma crise que envolve denúncias de interferência em conteúdo e assédio moral de funcionários

    EDUCAÇÃO

    - O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) pediu ao ministro da Educação, Milton Ribeiro, para que, em questões do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio), o Golpe Militar de 1964 fosse tratado como uma revolução. Segundo relatos de integrantes do governo federal, a solicitação teria sido feita no primeiro semestre deste ano. O pedido de Bolsonaro veio à tona por meio de denúncias após ele dizer que questões do Enem “começam agora a ter a cara do governo”. Às vésperas do exame, o governo passa por uma crise que envolve denúncias de interferência em conteúdo e assédio moral de servidores. Segundo informações da Folha de S.Paulo, após receber o pedido, Ribeiro chegou a comentar a fala com equipes do MEC (Ministério da Educação) e do Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais), mas não teria levado a solicitação adiante de modo prático, uma vez que os itens passam por longo processo de elaboração. Capitão reformado, Bolsonaro é defensor da ditadura militar (1964-1985), elogia torturadores e tem histórico de criticar o Enem por uma suposta abordagem de esquerda. Sua visão contaria os fatos e a historiografia, que apontam o movimento de 1964 como um golpe militar ou civil-militar.

  • Entidades da educação pedem afastamento do presidente do Inep em ação civil pública

    Foto: Reprodução      Foto: Reprodução
    Por Luciana Freire

    18/11/2021 - 11:00


    Às vésperas do Enem, o Inep vive mais um capítulo de turbulência. O exame será realizado no próximo domingo, 21, e no seguinte, 28

    EDUCAÇÃO

    - Nesta quarta-feira (17), entidades da educação entraram com um pedido de afastamento do presidente do Inep, Danilo Dupas, do cargo. O pedido foi feito por meio de uma ação civil pública. As entidades que assinam o pedido são: Educação e Cidadania de Afrodescentes e Carentes (EDUCAFRO), União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (UBES) e Instituto Campanha Nacional pelo Direito à Educação. O pedido ocorre às vésperas do Enem, que será realizado no próximo domingo, 21, e no seguinte, 28. E é em resposta à crise que o Inep está passando, quando 37 servidores pediram a exoneração de seus cargos, por acusarem o presidente do órgão de assédio e censura. A ação pública traz ainda diversos relatos de servidores do Inep para embasar o pedido e considera que há "abusos e desmandos sem precedentes na história da gestão pública da educação no Brasil".

  • Cerca de 490 mil estudantes fazem o Enade neste domingo

    Foto: Reprodução | Agência Brasil Foto: Reprodução | Agência Brasil
    Por Luciana Freire

    14/11/2021 - 09:00


    Portões dos locais de prova fecham às 13h30

    EDUCAÇÃO

    - Cerca de 490 mil estudantes fazem neste domingo (14) as provas do Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade) 2021. Para realizar o exame, é obrigatório o uso de máscara de proteção facial para prevenir a Covid-19. Os portões dos locais de prova abrem às 12h e fecham às 13h30, no horário de Brasília. As provas começam a ser aplicadas às 13h30. Realizado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), o Enade 2021 será composto por uma prova com 40 perguntas. O conteúdo é dividido entre dez questões de formação geral, com temas comuns a todos os cursos, e 30 questões de componente específico, com perguntas próprias de cada área. No total, são cinco questões discursivas e 35 de múltipla escolha. Os estudantes terão 4 horas para realizar a prova. O exame é usado como instrumento de avaliação do ensino superior brasileiro. A cada ano, um grupo diferente de cursos é avaliado. Por conta da pandemia, o Enade 2020 foi adiado. Os cursos que seriam avaliados no ano passado, serão avaliados, então, este ano. Áreas avaliadas - Em 2021, serão avaliados os estudantes, ingressantes e concluintes dos cursos de bacharelado pertencentes às áreas de ciência da computação, ciências biológicas, ciências sociais, design e educação. Entre as licenciaturas, os alvos serão os cursos de artes visuais, ciência da computação, ciências biológicas, ciências sociais, educação física, filosofia, física, geografia, história, letras – português, letras – inglês, matemática, música, pedagogia e química. Também estão incluídos os estudantes de cursos superiores de tecnologia em análise e desenvolvimento de sistemas, tecnologia em gestão da tecnologia da informação e tecnologia em redes de computadores. A inscrição no exame é obrigatória para estudantes ingressantes e concluintes habilitados de cursos de bacharelado, superiores de tecnologia e licenciaturas vinculados às áreas de avaliação da edição. A situação de regularidade do estudante é registrada em seu histórico escolar pela instituição de educação superior à qual está vinculado. Covid-19 - Por causa da pandemia, o uso de máscara é obrigatório no local de prova. Os participantes que apresentarem sintomas de Covid-19 no dia do exame não poderão comparecer ao local de aplicação para realizar o Enade e precisam solicitar dispensa de prova, no período de 16 de dezembro a 21 de janeiro de 2022, por meio do Sistema Enade, mediante apresentação de documentação comprobatória. O mesmo deve ser feito em caso de diagnóstico de alguma das outras doenças infectocontagiosas listadas no edital do exame. Segundo o Inep, no pedido, devem constar o nome completo do estudante; diagnóstico com a descrição da condição que motivou a solicitação e/ou o código correspondente à Classificação Internacional de Doença (CID 10); e assinatura e identificação do profissional competente, com respectivo registro do Conselho Regional de Medicina (CRM), do Ministério da Saúde (RMS) ou de órgão competente. A documentação será analisada pelo Inep. A aprovação da documentação garante a dispensa da prova e a regularidade no exame, mas somente se o participante do Enade tiver finalizado o preenchimento do Questionário do Estudante no período previsto em edital, cujo prazo se encerrou no sábado (13). 

  • Servidores do Inep denunciam censura ideológica em questões do Enem 2021

    Foto: Reprodução | Agência Brasil Foto: Reprodução | Agência Brasil
    Por Kamille Martinho

    13/11/2021 - 11:00


    Diante de acusações, integrante do órgão protocolou queixa contra presidente do instituto na Comissão de Ética da Presidência

    EDUCAÇÃO

    - Servidores do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) denunciaram o controle de temas na escolha de questões do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2021. Eles afirmam terem sido pressionados e vigiados para evitar temas polêmicos, contrários à ideologias do governo Bolsonaro. As reclamações foram feitas aos deputados da Frente Parlamentar de Educação. Diante disso, eles preveem a realização de uma audiência pública para apurar as denúncias na próxima semana, na Comissão de Educação da Câmara. Uma queixa foi protocolada na Comissão de Ética Pública da Presidência da República nesta quarta-feira (10) pelo professor Israel Batista (PV-DF), integrante do Inep, contra o presidente do órgão, Danilo Dupas. O documento cita “censura ideológica nos itens da prova do Enem” e indícios de "critérios político-ideológicos, mediante proibição de determinados temas e pautas". Vinte e nove funcionários do Inep pediram exoneração nesta segunda (8). A prova será realizada nos dias 21 e 28 de novembro, daqui a menos de dez dias.

  • Confira 5 dicas para se sair bem nas provas do Enem 2021

    Foto: Divulgação Foto: Divulgação
    11/11/2021 - 08:30


    EDUCAÇÃO

    - As provas do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) estão marcadas para os dias 21 e 28 de novembro. Muitos jovens estão nos últimos preparativos para a prova, que deve ser um divisor de águas em suas vidas. Diante disso, Vinicius Freaza, diretor de inovação pedagógica da Evolucional, startup de educação que atua na área de avaliações, dá dicas de como mandar bem na prova. Segundo Vinícius, é importante que os candidatos entendam que o Enem é uma prova diferente de outros vestibulares tradicionais, pois sua nota é calculada pela TRI (teoria de resposta ao item), sistema que considera não apenas o número de acertos, mas também o conjunto desses acertos. Além disso, a prova costuma trazer questões contextualizadas que exigem leitura atenta e seleção de informações dos textos apresentados. Confira cinco dicas que podem ajudar os candidatos nesta reta final de preparação para a prova: 1. Baixe na internet as provas dos 3 ou 4 últimos anos e tente classificar as questões (sem resolvê-las) em fáceis, médias e difíceis. Esse exercício vai te ajudar a “treinar o olhar” para identificar questões fáceis e médias que devem ser priorizadas na resolução da prova; 2. Tente resolver prioritariamente as questões que você classificou como fáceis no tópico anterior. Confira depois quantas você acertou e se necessário revise algum tópico que você tenha errado; 3. Refaça ao menos uma prova anterior inteira, controlando o tempo total de resolução. Você terá, em média, 3 minutos por questão. Se uma questão demandar muito mais tempo do que isso, tente compensar a diferença sendo rápido nas questões fáceis; 4. Comece a leitura das questões pela pergunta. Em muitos casos você perceberá que não será necessário ler o texto todo da questão, o que te economizará tempo; 5. Dê muita atenção a redação. Ela representa 20% da média final do Enem e com um texto bem estruturado é possível garantir uma boa nota.