BUSCA PELA CATEGORIA "BAHIA"

  • Oito pessoas morrem e 23 ficam feridas após ônibus de turismo tombar em rodovia na Bahia

    Foto: Divulgação | PRF     Foto: Divulgação | PRF
    11/04/2024 - 09:30


    Acidente ocorreu por volta de 4:30h desta quinta-feira (11)

    BAHIA

    - Oito pessoas morreram e 23 ficaram feridas após um ônibus de turismo tombar, na manhã desta quinta-feira (11), na BR-101, em um trecho da cidade de Teixeira de Freitas, no extremo sul da Bahia. Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o ônibus saiu do Rio de Janeiro com destino a Porto Seguro.O acidente aconteceu no km 885, por volta das 4h30. Informações iniciais apontam que 31 passageiros e dois motoristas estavam no veículo. Equipes da PRF e do Corpo de Bombeiros procuram três pessoas que estariam dentro do ônibus, mas ainda não foram socorridas.

  • Número de mortes por dengue sobe para 30 na Bahia; 265 municípios estão em estado de epidemia

    Foto: Jcomp | Freepik Foto: Jcomp | Freepik
    08/04/2024 - 17:15


    Cerca de 101.804 doses de vacina contra a dengue foram aplicadas no estado, até o dia 5 deste mês

    BAHIA

    - A Secretaria de Saúde da Bahia (Sesab) registrou 30 mortes por dengue no estado, até o dia 7 de abril de 2024. Os dados da Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Divep) revelam que 114.809 casos prováveis foram notificados. No total, 265 municípios da Bahia estão em estado de epidemia da doença. Outros 80 estão em risco e 18 em alerta. Mesmo apresentando uma taxa de letalidade de 1,45%, menor do que a média nacional, a Bahia registrou óbitos nos municípios de Vitória da Conquista (7), Jacaraci (4), Juazeiro (3), Piripá (3), Feira de Santana (3), Santo Antônio de Jesus (2), Barra do Choça (1), Caetité (1), Campo Formoso (1), Carinhanha (1), Ibiassucê (1), Irecê (1), Santo Estevão (1) e Encruzilhada (1). Em comparação ao ano passado, o estado apresentou um aumento de 788% nos casos. Além disso, foram notificados 8.814 casos prováveis de Chikungunya, e três óbitos, nos municípios de Teixeira de Freitas (2) e Ipiaú. Já os casos prováveis de Zika são 1.103, com nenhum óbito confirmado. Até o dia 5 de abril, foram aplicadas 101.804 doses de vacina contra a dengue na Bahia. Mais de R$ 21 milhões foram investidos pelo Governo do Estado no combate à dengue, através da aquisição de novos carros de fumacês, distribuição de aproximadamente 12 mil kits para os agentes de Combate às Endemias. “O Governo da Bahia tem investido no combate à Dengue, providenciando estrutura, pessoal e medicamentos nos municípios e nas unidades de saúde. Contamos com o apoio da população e das gestões municipais para que, juntos, possamos combater a Dengue e superar esse momento. Não deixem água parada nas suas residências e locais de trabalho e procurem uma unidade de saúde se sentirem os sintomas da doença”, ressalta a secretária da Saúde do Estado, Roberta Santana.

  • Sobe para 28 o número de mortes por dengue na Bahia

    Foto: Reprodução      Foto: Reprodução
    06/04/2024 - 10:00


    A morte, registrada na terça-feira (5), ocorreu em Juazeiro, cidade que já soma três óbitos em decorrência da doença

    BAHIA

    - O número de mortes causadas pela dengue na Bahia chegou a 28, de acordo com dados confirmados pela Secretaria de Saúde do Estado (Sesab). A morte, registrada na terça-feira (5), ocorreu em Juazeiro, cidade que já soma três óbitos em decorrência da doença. Os registros de mortes nos municípios baianos ocorreram em Vitória da Conquista (7), Jacaraci (4), Piripá (3), Feira de Santana (2), Juazeiro (3), Santo Antônio de Jesus (2), Barra do Choça (1), Caetité (1), Campo Formoso (1), Carinhanha (1), Ibiassucê (1), Irecê (1) e Santo Estevão (1). Ainda de acordo com a Sesab, 275 municípios da Bahia estão em estado de epidemia de dengue, 56 estão em risco e 16 em alerta. Até o último dia 30 de março, a Bahia notificou 95.890 casos prováveis da doença, um aumento de 536,6% na incidência quando comparado ao mesmo período em 2023.

  • Ficco, PM e PC alcançam envolvidos em associação criminosa na Bahia

    Foto: SSP-BA Foto: SSP-BA
    Por Redação do Sudoeste Bahia

    04/04/2024 - 12:00


    A ação aconteceu na cidade de Ilhéus, sul do estado

    BAHIA

    - Cinco criminosos foram alcançados e dois adolescentes apreendidos, na quarta-feira (03), durante quarta fase da Operação Relâmpago, desencadeada pelas Polícias Civil, Militar e Força Integrada de Combate ao Crime Organizado (FICCO). A ação aconteceu na cidade de Ilhéus, sul do estado. A iniciativa prendeu quatro criminosos investigados por tráfico, associação para o tráfico, homicídio, roubo e porte ilegal de arma de fogo. Dois adolescentes também tiveram mandados de busca e internação cumpridos na operação. Um dos procurados resistiu a prisão e disparou contra as equipes policiais. Ele acabou ferido, foi socorrido e encaminhado para o Hospital Regional Costa do Cacau. O criminoso já tinha passagens por roubo e homicídio. Durante a operação foram apreendidos uma pistola, munições, dinheiro, dez celulares e maconha. Participaram da Operação integrantes da FICCO, da 7ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior, da 1ª Delegacia Territorial, Delegacia de Furtos e Roubos, do Núcleo de Homicídios de Ilhéus, da Rondesp Sul, além da Companhia Independente de Policiamento Especializado (Cipe) Cacaueira e das 68ª e 70ª Companhias Independentes de Polícia Militar e da Polícia Rodoviária Estadual.

  • Apenas duas universidades da Bahia têm nota máxima em avaliação de qualidade do MEC; confira ranking do estado

    Foto: Dário Guimarães | Metropress Foto: Dário Guimarães | Metropress
    03/04/2024 - 13:30


    Outras 10 instituições receberam a pontuação 4, considerada como ensino de qualidade. Na relação estão as instituições UCSAL, UESB, IFBA, entre outras

    BAHIA

    - As universidades federais da Bahia (Ufba) e do Sul da Bahia (UFSB) fazem parte das 54 instituições de ensino superior do país que alcançaram nota máxima em um indicador federal de qualidade, o IGC (Índice Geral de Cursos), relacionado a 2022. Os dados foram divulgados nesta terça-feira (2) pelo Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais), órgão do MEC (Ministério da Educação) responsável pela avaliação. A escala do IGC vai de 1 a 5. As duas primeiras faixas (1 e 2) são consideradas inadequadas, e as instituições podem sofrer sanções do MEC. Por outro lado, os conceitos 4 e 5 são considerados de qualidade, e o 3, indica o mínimo esperado. Com a nota 5 (índice muito alto): Universidade Federal da Bahia (UFBA); Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB). Com a nota 4 (índice alto): Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Universidade Federal do Oeste da Bahia (UFOB); Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública; Universidade Católica do Salvador (UCSal); Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Bahia (IFBA); Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (Uesb); Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs); Universidade Salvador; Faculdade Anísio Teixeira; Faculdade de Tecnologia e Ciências (FTC); Centro Universitário Senai Cimatec; Centro Universitário Jorge Amado; Centro Universitário UniFTC. Com a nota 3 (índice médio): Faculdade de Ciências Contábeis; Centro Universitário Ruy Barbosa Wyden; Faculdade São Francisco de Barreiras - Fasb; Centro Universitário Maurício de Nassau de Salvador; Estácio Fib - Centro Universitário Estácio da Bahia; Faculdade Metropolitana De Camaçari; Centro Universitário Unifas; Centro Universitário Unirb; Centro Universitário de Salvador; Faculdade Uninassau Vitória Da Conquista; Faculdade Visconde de Cairú; Faculdade Social da Bahia; Faculdade Castro Alves; Faculdade Santíssimo Sacramento. Com a nota 2 (índice baixo): Faculdade Batista Brasileira; Faculdade Hélio Rocha; Faculdade Dois de Julho; Faculdade São Salvador; Faculdade Regional de Filosofia, Ciências e Letras De Candeias; Faculdade Santo Antonio; Faculdade de Tecnologia e Ciências da Bahia; Faculdade Euclides da Cunha; Faculdade Dom Luis de Orleans e Bragança. Com a nota 1: Faculdade Regional De Filosofia, Ciências E Letras De Candeias.

  • Bahia conta com reforço de mais de 700 novos policiais civis

    Foto: Divulgação     Foto: Divulgação
    Por Redação do Sudoeste Bahia

    03/04/2024 - 08:00


    Os 127 delegados, 46 escrivães e 539 investigadores irão atuar nas diversas unidades territoriais e especializadas, da capital, Região Metropolitana e interior da Bahia

    BAHIA

    - A população da Bahia passa a contar com reforço no efetivo da Polícia Civil. Foi realizada às 18horas, de terça-feira (2), a cerimônia de formatura dos 712 alunos das carreiras profissionais de delegados, escrivães e investigadores da Polícia Judiciária baiana. A solenidade acontece no Centro da Cultura Cristã da Bahia, no bairro do Costa Azul, em Salvador, e contou com as presenças do governador, Jerônimo Rodrigues, do secretário da Segurança Pública, Marcelo Werner, da delegada-geral, Heloísa Campos de Brito, da delegada-geral adjunta, Elâine Nogueira e demais autoridades. Com nomeações previstas para edição do Diário Oficial do Estado (DOE) de quarta-feira (3), os novos profissionais concluíram o Curso de Formação Policial, promovido pela Academia da Polícia Civil (Acadepol), depois de aprovados no concurso do edital Saeb 02/2022. Os 127 delegados, 46 escrivães e 539 investigadores irão atuar nas diversas unidades territoriais e especializadas, da capital, Região Metropolitana e interior da Bahia. A delegada-geral, Heloísa Campos de Brito, avalia o reforço no efetivo como mais um importante avanço. "A Polícia Civil dá mais um importante passo na sua evolução estrutural. A chegada de 700 novos delegados, escrivães e investigadores robustece os quadros da nossa Instituição. Também aperfeiçoa metodologias e renova estratégias, ações e nos aproxima da certeza de que seremos cada dia melhores na nossa honrosa missão, de proteger, servir e cuidar da população da nossa Bahia. Desejo uma carreira repleta de sucesso e realizações para cada novo policial civil. Agradeço ao Governo do Estado da Bahia, na pessoa do governador Jerônimo Rodrigues, ao secretário da Segurança Pública, Marcelo Werner, pela sensibilidade e apoio dispensado à Polícia Civil. Vamos em frente", comentou.

  • Metade da população baiana vive no Semiárido

    Foto: Reprodução      Foto: Reprodução
    Por Redação do Sudoeste Bahia

    02/04/2024 - 12:00


    O Semiárido abrange 15,3% do território brasileiro e 70,9% da Região Nordeste

    BAHIA

    - A Bahia é o estado que reúne a maior quantidade de municípios no Semiárido Brasileiro: de 417 municípios baianos, 287 deles estão dentro dos limites do Semiárido, o que representa 85,6% de todo o território da Bahia. Em 2022, a população total vivendo nessa área era de 7,5 milhões de baianos, ou seja, metade da população do estado. Essas informações estão reunidas no Info Semiárido 2024, um compêndio de dados em formato de infográfico que a Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia (SEI) atualiza anualmente. O Semiárido Brasileiro teve seus limites definidos pela Lei 7.827 de 1989. Em 2021, a Resolução Condel/Sudene nº 150 alterou a composição legal do Semiárido Brasileiro, incluindo novos municípios neste espaço que historicamente sofre com dificuldades de chuvas, acesso à água e problemas ligados ao solo. Nesta nova conformação, o Semiárido passou a abranger 11 estados brasileiros e 1.477 municípios, entre as regiões Nordeste e Sudeste. O Semiárido abrange 15,3% do território brasileiro e 70,9% da Região Nordeste. Em 2022, eram 31 milhões de pessoas vivendo neste espaço, o equivalente a 15,3% da população brasileira. E considerando exclusivamente a população nordestina, o Semiárido concentrava 50,5% da população total dessa região. Na Bahia, embora concentre uma elevada parcela da população e pouco mais de 4/5 do território baiano, o Semiárido apresenta indicadores socioeconômicos aquém dos verificados para a média do estado. Em 2021, o PIB dos municípios do Semiárido baiano equivalia a R$ 140,5 bilhões, o que representava 39,6% do PIB estadual. E o PIB per capita de R$ 18.393,08 era menor do que o PIB per capita do estado (R$ 23.531,94).

  • Sobe para 27 o número de mortes em razão da dengue na Bahia; 4 novos óbitos são notificados

    Foto: Reprodução      Foto: Reprodução
    Por Redação do Sudoeste Bahia

    02/04/2024 - 11:00


    Dois óbitos foram registrados na cidade de Vitória da Conquista

    BAHIA

    - A Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (Sesab) confirmou mais quatro mortes por dengue, nesta terça-feira (02). Com isso, o número de óbitos no estado alcançou a marca de 27. Informações sobre o perfil dos pacientes não foram divulgadas pela pasta. Mais duas mortes foram registradas em Vitória da Conquista, uma em Juazeiro e a outra em Feira de Santana. Até segunda-feira (1º), 275 municípios da Bahia estavam em estado de epidemia de dengue, enquanto outros 56 estavam em risco e 16 em alerta. Além da dengue, o mosquito aedes aegypti também transmite outras duas arboviroses: Zika e Chikungunya. Neste ano, foram registrados dois óbitos por Chikungunya nos municípios de Teixeira de Freitas e Ipiaú, porém não houve registro de morte por Zika. A lista das cidades dos municípios com registro de óbitos por dengue é a seguinte: Vitória da Conquista (7); Jacaraci (4); Piripá (3); Feira de Santana (2); Juazeiro (2); Santo Antônio de Jesus (2); Barra do Choça (1); Caetité (1); Campo Formoso (1); Carinhanha (1); Ibiassucê (1); Irecê (1); Santo Estêvão (1).

  • Quatro jovens são mortos a tiros em cidade da Bahia

    Foto: Reprodução | Redes Sociais Foto: Reprodução | Redes Sociais
    Por Redação do Sudoeste Bahia

    02/04/2024 - 09:00


    As vítimas foram abordadas por três homens armados e levadas para uma região de mata

    BAHIA

    - Quatro jovens foram encontrados mortos na manhã de segunda-feira (01), na zona rural de Barro Preto, cidade localizada no sul da Bahia. De acordo com informações da Polícia Civil, os corpos dos quatro possuíam marcas de tiros. As vítimas foram identificadas como: Gustavo Silva Lima, de 17 anos; Samyr Emanuel dos Santos Nunes, de 19 anos; John Lenon Ramos Santos, de 26 anos e Jamylle Ramos Santos, de 24 anos. Segundo relatos da população repassados à polícia, os jovens foram abordados por três homens armados, que estavam a bordo de um carro, e levados para uma área de mata. Pouco tempo depois, ouviu-se vários disparos de arma de fogo, porém, os populares disseram acreditar que os estampidos estavam sendo causados por caçadores. Ainda conforme informações policiais, os corpos foram encontrados em uma área de difícil acesso e que os quatro foram mortos com pelo menos 20 tiros. Em nota, a Polícia Civil informou que o caso é investigado por equipes da delegacia de Barro Preto, com o apoio da 6ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin/Itabuna) e da Coordenação de Apoio Técnico à Investigação (Cati/Sul). As causas do crime, até o momento, seguem desconhecidas, mas há indícios que apontam para o tráfico de drogas, todavia, nenhum dos mortos tinham passagem pela polícia.

  • Sobe para 23 o número de mortes por dengue na Bahia

    Foto: Reprodução Foto: Reprodução
    30/03/2024 - 19:00


    De acordo com a Secretaria de Saúde do Estado (Sesab), 285 cidades enfrentam epidemia da doença

    BAHIA

    - O número de mortes causadas pela dengue na Bahia chegou a 23, de acordo com dados confirmados, neste sábado (30), pela Secretaria de Saúde do Estado (Sesab). Até o momento, o estado já notificou 92.903 casos prováveis de dengue. De acordo com a Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Divep) da Sesab, 285 municípios estão em estado de epidemia, entre eles a capital baiana. Outras 45 cidades estão em risco e 12 em estado de alerta. As mortes pela doença no estado foram registradas em 13 municípios: Jacaraci (4); Piripá (3); Vitória da Conquista (5); Santo Antônio de Jesus (2); Barra do Choça (1); Feira de Santana (1); Ibiassucê (1); Irecê (1); Santo Estevão (1); Campo Formoso (1); Caetité (1) Juazeiro (1) e Carinhanha (1). Medidas - Em todo o estado, o governo da Bahia intensificou ações de sensibilização e mobilização para prevenir as três doenças transmitidas pelo mosquito. Conforme a Secretaria de Saúde do Estado (Sesab), foram adquiridos novos carros de fumacê e aproximadamente 12 mil kits foram distribuídos para os agentes de Combate às Endemias. Além disso, a pasta tem prestado apoio para intensificação dos mutirões de limpeza, com o auxílio das forças de segurança e emergência, e aquisição de medicamentos e insumos.

  • Sobe para 20 número de mortes por dengue na Bahia

    Foto: Reprodução      Foto: Reprodução
    22/03/2024 - 15:00


    A informação foi confirmada pela Secretaria de Saúde do Estado (Sesab)

    BAHIA

    - A Secretaria de Saúde do Estado (Sesab) confirmou, nesta sexta-feira (22), a 20ª morte por dengue na Bahia. ortografia. Os óbitos pela doença, transmitida pelo mosquito Aedes aegypti, foram registrados em 12 municípios. De acordo com a Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Divep) da Sesab, 272 municípios estão em estado de epidemia (65% das cidades), entre eles a capital Salvador. Outras 34 cidades estão em risco e 7 em estado de alerta. Ao todo, 73.310 casos prováveis da doença foram notificados até quinta-feira (21). Também foram registrados dois óbitos por chikungunya.Nenhum óbito por Zika foi confirmado até o momento.

  • Empresário acusado de sonegar R$ 11 milhões em impostos é preso na Bahia

    Foto: Polícia Civil Foto: Polícia Civil
    Por Redação do Sudoeste Bahia

    22/03/2024 - 08:30


    A Justiça determinou o bloqueio dos bens do suspeito e das pessoas físicas e jurídicas envolvidas

    BAHIA

    - Policiais do Departamento de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Draco) em diligências da Operação Espectro cumpriram, nesta quinta-feira (21), um mandado de prisão preventiva contra um empresário do setor da indústria de tintas. Ele é acusado de sonegar R$ 11 milhões em Imposto de Circulação de Mercadorias (ICMS). A diligência faz parte de ações realizadas contra os crimes fiscais, da Força-Tarefa de Combate à Sonegação Fiscal na Bahia. O suspeito foi localizado na cidade de Itaberaba e a sua prisão contou com a participação de equipes da 12ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin). O homem e sua sócia foram denunciados pelo Ministério Público em 2022, acusados de terem deixado de recolher ICMS entre os anos de 2017 a 2021. "O acusado já foi alvo de investigação da força-tarefa pelo mesmo crime, há alguns meses, mas havendo novas denúncias, foi pedido e deferido um mandado pela Justiça", relatou a delegada Haline Calmom, da Delegacia de Crimes Econômicos e Contra a Administração Pública (Dececap). A Justiça determinou o bloqueio dos bens do suspeito e das pessoas físicas e jurídicas envolvidas, visando recuperar os valores sonegados. O crime fiscal vinha sendo realizado desde 2015 e o empresário planejava fugir. Vale ressaltar que a empresa continha uma dívida de R$ 65 milhões. O empresário passará por exames de corpo de delito no Departamento de Polícia Técnica (DPT) e ficará custodiado à disposição do Poder Judiciário. 

  • 12 ª fase da Operação Unum Corpus é deflagrada em mais de 400 municípios

    Foto: Polícia Civil Foto: Polícia Civil
    Por Redação do Sudoeste Bahia

    21/03/2024 - 15:00


    Entre os quase 90 mandados de prisão cumpridos, 42 referem-se a autores de crimes contra a vida

    BAHIA

    - Policiais de unidades das 26 Coordenadorias Regionais de Polícia do Interior (Coorpins) já cumpriram 90 mandados de prisão pela 12ª fase da Operação Unum Corpus, deflagrada pelo Departamento de Polícia do Interior (Depin). As medidas cautelares são cumpridas nos mais de 400 municípios baianos, nesta quinta-feira (21). Mais de 15 armas de fogo já foram apreendidas. A retirada do convívio social de pessoas envolvidas com organizações criminosas também compõe o objetivo desta fase da operação. Entre os alvos localizados, um líder do tráfico de drogas nos municípios de Ibirataia e Itacaré foi alcançado por policiais civis. Houve confronto, ele foi alvejado e não resistiu. O homem era investigado por três homicídios naquela região. Entre os quase 90 mandados de prisão cumpridos, 42 referem-se a autores de crimes contra a vida. Envolvidos com o tráfico de drogas, acusados de estupro, violência doméstica e familiar e crimes contra o patrimônio estão entre os presos já alcançados nesta primeira Unum Corpus deste ano. As ações seguem ao longo do dia em todo interior baiano. A Unum Corpus nas suas 11 fases já prendeu 1.754 pessoas e apreendeu 311 armas de fogo. 

  • Violência doméstica: Operação da Polícia Civil realiza 60 prisões

    Foto: Polícia Civil Foto: Polícia Civil
    Por Redação do Sudoeste Bahia

    21/03/2024 - 09:30


    No reforço da prevenção da violência doméstica e familiar, também foram realizadas 128 ações educativas

    BAHIA

    - A Polícia Civil da Bahia contabilizou centenas de resultados de atividades educativas e operacionais, realizadas entre o dia 1º e 15 deste mês, pelo Departamento de Proteção à Mulher, Cidadania e Pessoas Vulneráveis (DPMCV), por meio das Delegacias Especiais de Atendimento à Mulher (Deams), e pelo Departamento de Polícia do Interior (Depin), por meio dos Núcleos Especializados de Atendimento à Mulher (Neams), em diversas regiões da Bahia. Nos 15 dias de ações, foram feitas 60 prisões de suspeitos de violência doméstica e familiar, entre flagrantes e cumprimentos de mandados de prisão. Também foram apreendidos cinco adolescentes e 14 pessoas foram conduzidas para as unidades. No mesmo período, as unidades especializadas realizaram 345 registros de Boletins de Ocorrência, instauraram 234 inquéritos policiais e 248 foram encaminhados ao Poder Judiciário, com o indiciamento dos autores, além da solicitação de 228 medidas protetivas de urgência e 43 outras medidas cautelares. No reforço da prevenção da violência doméstica e familiar, também foram realizadas 128 ações educativas, entre palestras e panfletagens, as quais alcançaram 12.895 pessoas de diversas comunidades de municípios baianos. As equipes das unidades especializadas da Polícia Civil também participaram de caminhadas e eventos de outras instituições sobre o tema. As ações da Operação Átria têm continuidade até o final deste mês.

  • Bahia soma 17 mortes por dengue

    Foto: Reprodução Foto: Reprodução
    19/03/2024 - 13:00


    Mais de 270 municípios enfrentam epidemia da doença, Salvador está entre eles

    BAHIA

    - O número de mortes por dengue na Bahia subiu para 17, conforme informou a Secretaria estadual da Saúde (Sesab). O estado enfrenta uma epidemia da doença, sendo 272 municípios com foco do mosquito Aedes Aegypti, a capital baiana está entre eles. Outros 34 estão em risco e 7 em alerta. Até o último sábado (16), são 62.478 casos prováveis da doença. No mesmo período de 2023, foram notificados 12.479 casos prováveis, o que representa um incremento de 400,7%, ainda segundo os dados da pasta estadual. As mortes foram registradas nas seguintes cidades Jacaraci (4), Piripá (3), Vitória da Conquista (3), Barra do Choça (1), Campo Formoso (1), Feira de Santana (1), Ibiassucê (1), Irecê (1), Santo Antônio de Jesus (1), Santo Estêvão (1). Em 2024, foram registrados dois óbitos por Chikungunya, nos municípios de Teixeira de Freitas e Ipiaú. Nenhum óbito por Zika foi confirmado.

  • Bahia lidera geração de energia solar no Nordeste

    Foto: Neoenergia Foto: Neoenergia
    18/03/2024 - 14:00


    A Aneel informou que houve um aumento de 56% no número de usinas entre 2022 e 2023

    BAHIA

    - A Bahia é a maior produtora de energia solar no Nordeste. Dados de 2022 da Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (Absolar), apontam que cerca de 69,4 mil pessoas usam a energia limpa no estado. Os restaurantes são os empreendimentos baianos que mais utilizam a alternativa de energia, em seguida, estão instituições de ensino, hotéis, padarias e academias. De acordo com dados da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), houve aumento de 56% no número de usinas solares instaladas no teto ou no solo, de 2022 para 2023. Na Bahia, passaram a existir mais 47 mil sistemas, saindo de 83 mil para 130 mil. Através do sistema de compensação, a energia que não é utilizada integralmente pelos estabelecimentos comerciais é repassada à empresa de energia elétrica e convertida em créditos, que serão abatidos em futuras devidas.

  • Quatro mortos em acidente na BR-418; três vítimas eram da mesma família

    Foto: Reprodução | Redes Sociais Foto: Reprodução | Redes Sociais
    Por Redação Sudoeste Bahia

    16/03/2024 - 11:00


    Batida envolveu carro de passeio, caminhonetes e caminhão em Nova Viçosa, no sul da Bahia

    BAHIA

    - Quatro pessoas, incluindo uma criança, perderam a vida em um grave acidente na noite de sexta-feira (15), no quilômetro 121 da BR-418, em Nova Viçosa, extremo sul da Bahia, conforme informações da Polícia Rodoviária Federal (PRF). Três das vítimas, identificadas como Sandra Almeida Moreira dos Santos, de 25 anos, seu marido Breno Pereira dos Santos, de 37 anos, e o filho do casal, Enrico Moreira dos Santos, de 4 anos, faziam parte da mesma família.

    Foto: Reprodução | Redes Sociais
    Foto: Reprodução | Redes Sociais

    A filha mais nova, com um ano de idade, foi a única sobrevivente do veículo e foi levada para o Hospital de Nanuque, em Minas Gerais, onde a família residia. A quarta vítima fatal foi identificada como Masumi Tokunaga, de 57 anos, morador local. Ele estava em uma caminhonete no momento do acidente, mas não foi confirmado se estava sozinho no veículo. O acidente envolveu também outras três pessoas, que saíram ilesas. Segundo informações preliminares da PRF, tanto o carro de passeio da família quanto a caminhonete de Tokunaga estavam realizando uma ultrapassagem permitida.

    Foto: Reprodução | Redes Sociais
    Foto: Reprodução | Redes Sociais

    Após a ultrapassagem, o veículo da família, que seguia em direção a Nanuque, teria feito uma manobra brusca, perdendo o controle e indo para o acostamento. Ao tentar retornar à pista, rodou e foi para a contramão, sendo atingido por duas caminhonetes e, posteriormente, colidindo na lateral de um caminhão. Os corpos das vítimas foram encaminhados para o Departamento de Polícia Técnica (DPT) de Teixeira de Freitas, onde aguardam liberação.

  • Sobe para 14 número de mortes por dengue na Bahia

    Foto: Reprodução      Foto: Reprodução
    14/03/2024 - 18:30


    Os dois últimos casos aconteceram em Santo Antônio de Jesus, no Recôncavo da Bahia, e Santo Estevão, a cerca de 150 km de Salvador

    BAHIA

    - O número de mortes por dengue na Bahia subiu para 14, segundo informações divulgadas pela Secretaria de Saúde da Bahia (Sesab), nesta quinta-feira (14). Os dois últimos casos aconteceram em Santo Antônio de Jesus, no Recôncavo da Bahia, e Santo Estevão, a cerca de 150 km de Salvador. O perfil dos pacientes não foram detalhados, nem a data da morte. São 175 municípios baianos em estado de epidemia de dengue, outros 67 em risco e 18 cidades em alerta. O estado registrou 45.386 casos prováveis da doença até o dia 9 de março, marcando um aumento de 307,7% em comparação ao período homólogo, quando foram notificados 3.918 casos prováveis de chikungunya no estado. Em 2023, foram 4.747 casos prováveis da doença, o que representa uma redução de 17,5%. Os casos de zika tiveram um incremento de 38,2% em relação ao ano passado, saltando de 335 casos prováveis da doença em 2023 para 463 casos prováveis em 2024. Os dados são da Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Divep) da Sesab. Além dos casos de Santo Antônio de Jesus e Santo Estêvão, há casos em Jacaraci (4), Vitória da Conquista (3), Barra do Choça (1), Feira de Santana (1), Ibiassucê (1), Irecê (1), Piripá (1). Em 2024, foram registrados dois óbitos por chikungunya nos municípios de Teixeira de Freitas e Ipiaú. Nenhum óbito por zika foi confirmado, conforme pontuou a Sesab.

  • Piloto morre após queda de avião que estava vindo para Guanambi

    Foto: Reprodução | Redes Sociais Foto: Reprodução | Redes Sociais
    Por Redação Sudoeste Bahia

    14/03/2024 - 15:00


    A aeronave havia decolado do aeroporto de Oscar Laranjeira, em Caruaru

    BAHIA

    - Um piloto de avião de pequeno porte morreu após a aeronave que ele pilotava cair em uma área rural de São Sebastião do Passé, na região de Salvador. Chovia forte no momento da queda, informou a Polícia Militar. O acidente ocorreu na manhã desta quinta-feira (14). Identificado como Jairo Souza, o piloto operava um Embraer EMB-810C Seneca II. Ele morreu carbonizado e estava sozinho na aeronave. O avião foi adquirido por dois empresários de Guanambi e estava sendo levado pelo piloto para o destino. Ele havia decolado do aeroporto de Oscar Laranjeira, em Caruaru (PE), com destino ao Aeroporto Municipal - Isaac Moura Rocha. A causa do acidente ainda não foi confirmada.

  • Safra de grãos na Bahia é estimada em 11,3 milhões de toneladas

    Foto: Seagri-BA Foto: Seagri-BA
    14/03/2024 - 12:30


    O levantamento ainda indica uma produção de 925 mil toneladas de mandioca, 1,4% menor à de 2023

    BAHIA

    - O Levantamento Sistemático da Produção Agrícola (LSPA), realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), relativo ao mês de fevereiro de 2024, com dados sistematizados e analisados pela Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia (SEI), estima uma produção de cereais, oleaginosas e leguminosas de 11,3 milhões de toneladas (t). Isso representa um recuo de 6,8% na comparação com a safra de 2023 – que foi o melhor resultado da série histórica do levantamento para o conjunto de produtos pesquisados. As áreas plantada e colhida estão estimadas em 3,55 milhões de hectares (ha), com avanço de 0,6% em relação à safra de 2023. Dessa forma, o rendimento médio esperado (3,18 t/ha) da lavoura de grãos no estado é 7,4% menor na mesma base de comparação. A produção de algodão (caroço e pluma) está estimada em 1,78 milhão de toneladas, que representa aumento (2,4%) em relação ao ano passado. A área plantada com a fibra aumentou 4,1% para 379 mil hectares em relação à safra de 2023. O volume de soja a ser colhido pode alcançar 7,35 milhões de toneladas, o que corresponde a uma queda de 2,8% sobre o verificado em 2023. A área plantada com a oleaginosa no estado ficou projetada por volta de 2,0 milhões de hectares. As duas safras anuais do milho, estimadas pelo IBGE, podem alcançar 2,42 milhões de toneladas, o que também representa declínio de 21,7% na comparação anual. Com relação à área plantada, houve queda de 18,5% em relação à estimativa da safra anterior de 698 mil hectares. A primeira safra do cereal está projetada em 1,74 milhão de toneladas, 25,1% abaixo do que foi observado em 2023. Já o prognóstico para a segunda safra é de um recuo de 8,6% em relação à colheita anterior, totalizando 681 mil toneladas. Para lavoura do feijão, espera-se avanço de 1,0%, na comparação com a safra de 2023, totalizando 241 mil toneladas. O levantamento tem estimativa de 419 mil hectares plantados, 0,5% maior que a da safra anterior. Estima-se que a primeira safra da leguminosa (143 mil toneladas) seja 0,5% inferior à de 2023, e que a segunda safra (98 mil toneladas) tenha uma variação positiva de 3,2%, na mesma base de comparação. Para a lavoura da cana-de-açúcar, o IBGE estimou produção de 5,54 milhões de toneladas, revelando aumento de 1,4% em relação à safra 2023. A estimativa da produção do cacau, por sua vez, ficou projetada em 123 mil toneladas, apontando um avanço de 2,7% na comparação com a do ano anterior. Em relação ao café, está prevista a colheita de 270 mil toneladas este ano, 9,4% acima do observado no ano passado. A safra do tipo arábica está projetada em 116 mil toneladas, com variação anual de 15,7%. Por sua vez, a safra do tipo canéfora teve previsão de 153 mil toneladas, 5,1% acima do nível do ano anterior. As estimativas para as lavouras de banana (920 mil toneladas), laranja (628 mil toneladas) e uva (62 mil toneladas), por sua vez, registraram, respectivamente, variações de 0,7%, -1,0% e -5,4%, em relação à safra anterior. O levantamento ainda indica uma produção de 925 mil toneladas de mandioca, 1,4% menor à de 2023. A produção de batata-inglesa, estimada em 335 mil toneladas, apresenta acréscimo de 0,9%; e a do tomate, estimada em 182 mil toneladas, aponta alta de 1,5% na comparação com a do ano anterior. No 6º levantamento do ciclo 2023/2024, Conab estima safra de 11,47 milhões de toneladas de grãos. A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), em seu sexto levantamento, estimou uma produção de 11,47 milhões de toneladas de grãos na temporada 2023/2024 – o que representa um recuo de 14,4% em relação ao ciclo 2022/2023. Com relação à área plantada, observa-se uma ampliação de 0,5% na mesma base de comparação, o que alcança uma área de 3,77 milhões de hectares. Dessa forma, o rendimento médio do conjunto das lavouras pesquisadas deverá ficar em torno de 3,04 t/ha. A produção de algodão está estimada em 1,53 milhão de toneladas, plantado em 339 mil hectares, o que representa um crescimento de 0,1% em relação ao ciclo 2022/2023. Há expectativa positiva, também, associada à produção de feijão, cujo volume estimado em 316 mil toneladas (plantados em 436 mil hectares) representa um crescimento de 9,5% em relação ao ciclo 2022/2023. A soja, segundo a Conab, deve apresentar um ciclo de baixa, apesar da área plantada ser 3,1% maior que a da temporada passada, quase dois milhões de hectares. A produção deve recuar em 6,1% para 7,25 milhões de toneladas na atual temporada em comparação com o ciclo anterior. Com relação à safra de milho, a expectativa é de que a safra atual seja bem menor que a anterior totalizando 2,48 milhões de toneladas. As principais contribuições provêm da primeira (1,53 milhões de toneladas) e da terceira (847 mil de toneladas) safra do cereal. Em seu conjunto, a produção de milho, no estado, apresenta previsão de queda de 36,9% em relação ao período anterior.