• Guanambi: Cooperativa realiza teste do projeto de revitalização do Perímetro Irrigado de Ceraíma

    Foto: Geovane Santos | Agência Sertão
    Foto: Geovane Santos | Agência Sertão
    Por Geovane Santos

    02/10/2018 - 16:55

    Na ocasião foi testado o fornecimento de água da barragem de Ceraima a um lote agrícola

    A Cooperativa de Irrigação do Projeto Ceraíma – Cooperc, realizou na tarde desta terça-feira (2), na creche do Núcleo do distrito, o teste inicial da rede principal de condução de água do novo projeto de reestruturação hídrica e modernização do Perímetro Irrigado de Ceraíma. Foram convidados para o evento a população de Guanambi e região e todos os irrigantes do Perímetro Irrigado de Ceraíma. De acordo com a Agência Sertão, desde 2008 o projeto de irrigação foi suspenso e a agricultura familiar esteve paralisada por esse período. Mas nos últimos anos, a Barragem de Ceraíma, de onde era proveniente a irrigação atingiu quase 100% de sua capacidade, sendo possível a recuperação de 112 lotes agrícolas, através do novo projeto de irrigação. As obras foram iniciadas em março, no total, serão investidos mais de R$ 16,5 milhões no projeto. Até o momento, 60% da obra foi concluída. A previsão é de que toda a revitalização do perímetro irrigada fique pronta em dezembro deste ano. Segundo Adilson Santos engenheiro responsável, a perspectiva é entregar o eixo um, que abrange 24 lotes, esse mês. Ainda segundo o engenheiro, a previsão é atender um total de 130 produtores. Na ocasião, foi testado o fornecimento de água da barragem de Ceraíma a um lote agrícola. E também emitiu a ordem de serviço para o início dos trabalhos de recuperação da infraestrutura civil do projeto – sede da Coorpec, galpão, oficina e estradas. O presidente da Cooperc Marco Antônio Fraga, fala da importância do projeto e as mudanças que serão possibilitadas tanto para economia familiar, quanto para a economia do distrito e região. “Vai ser de muita importância. Em 2005 começou a diminuição da água, 2008 paramos tudo e a população passou a deixar o distrito para trabalhar. Com o retorno da água, vamos recomeçar. Os que saíram estão retornando porque conhecem o potencial produtivo de Ceraíma. Então a expectativa é grande para o retorno da água e das pessoas, para que o distrito volte a ser como antes”.