• Maia admite atuação política para derrubar Dilma e diz que impeachment deu força ao PT

    Foto: Reprodução
    Foto: Reprodução
    Por Rodrigo Daniel Silva

    14/09/2018 - 12:30

    Deputado afirmou que derrubar um chefe do Executivo “não é bom”, mas reconheceu que o Congresso forçou para destituir Dilma: “Claro que teve atuação política"

    O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM), admitiu que o impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff ajudou a reerguer o Partido dos Trabalhadores. "O PT voltou a ser um ator político relevante [após a queda da mandatária]. [...] O governo Michel Temer, da forma como está terminando, foi muito bom para o PT", afirmou, em entrevista ao Blog de Josias, do UOL. O parlamentar opinou ainda que derrubar um chefe do Executivo “não é bom”, mas reconheceu que o Congresso forçou para retirar Dilma do Planalto: “Claro que teve atuação política". Segundo ele, o fracasso da gestão do emedebista se deu porque foi construído “um governo parlamentar sem o parlamentarismo. Quer dizer: você teve a ocupação parlamentar do governo sem a prerrogativa de o Parlamento poder trocar o governo se o governo não vai bem”. O democrata afirmou, no entanto, que não se arrepende de ter ajudado a articular o impeachment. Maia disse, ainda, torcer para que o Brasil atravesse os próximos quatro anos sem uma nova nova queda de comandante da República.