• Governo faz acordo para suspender greve dos caminhoneiros por 15 dias

    Foto: Marcos Oliveira | Sudoeste Bahia
    Foto: Marcos Oliveira | Sudoeste Bahia
    Por Matheus Simoni

    24/05/2018 - 21:40

    Membros do governo federal anunciaram na noite desta quinta-feira (24) que um acordo com representantes dos caminhoneiros foi fechado pela suspensão da paralisação da categoria, iniciada há quatro dias com bloqueios nas principais rodovias do país. O anúncio foi feito em coletiva de imprensa em Brasília pelos ministros Eliseu Padilha (Casa Civil), Carlos Marun (Secretaria de Governo), Eduardo Guardia (Fazenda) e Valter Casimiro (Transportes). Os caminhoneiros aceitaram que o governo reduzisse a zero a alíquota da Cide, em 2018, sobre o óleo diesel, bem como as necessárias providências decorrentes dessa medida. O acordo foi fechado com representantes da Fetrabens, CNTA, Unicam, Sinaceg, CNT, NTU e Federação dos Transportadores Autônomos de Carga. No entanto, a Associação dos Caminhoneiros (Abcam) afirmou que vai manter o movimento e que não concorda com a política do governo. O órgão representa 700 mil caminhoneiros. A Abcam não concordou e abandonou a reunião após ter negado o pedido de que a isenção de impostos se tornasse lei. Segundo levantamento da Confederação Nacional dos Transportadores Autônomos (CNTA), subiu para 496 o número de protestos de caminhoneiros em todo país. Questionado se, com o anúncio, haverá normalização da situação, Padilha disse acreditar que a “qualquer momento” o movimento dos caminhoneiros começará a ser “desativado”.