• Hospital Padre Aldo Coppola, em Ibitiara, fechará por falta de repasses do Sus, diz diretor da unidade

    Foto: Leitor Sudoeste Bahia | Via WhatsApp
    Foto: Leitor Sudoeste Bahia | Via WhatsApp
    03/04/2018 - 09:43

    O Hospital Padre Aldo Coppola, situado no município Ibitiara, deve fechar as portas por falta de recursos públicos, conforme informação do Padre Nicivaldo de Oliveira Evangelista, diretor da unidade de saúde. O padre destaca que a unidade é filantrópica, se mantém através do repasse do Sistema Único de Saúde (SUS), porém, com um reajuste de 50% na Programação Pactuada e Integrada (PPI) não está mais sendo possível continuar com os serviços do hospital. Na noite de segunda-feira (02), o padre emitiu nota sobre o caso. “Depois de muita ansiedade, tentativa de busca de soluções, muita espera e reflexão com muito sofrimento, chegamos a uma triste conclusão: estaremos nesta terça-feira, dia 03 de abril, fechando as portas do Hospital Padre Aldo, em Ibitiara. Consideramos a decisão administrativa do Governo do Estado bastante equivocada quando resolveu estabelecer um corte de 50% dos recursos do SUS que mantinham o funcionamento da nossa unidade hospitalar. Com o recurso que recebia, já sofríamos sérias dificuldades para manter o funcionamento mínimo do Hospital, tendo que contar sempre com a ajuda da população.  Nosso quadro de funcionários opera no mínimo para a demanda existente. Imagine agora funcionar com metade do recurso?! Desde fevereiro tentamos entrar em diálogo com os gestores dos municípios de Novo Horizonte e Ibitiara para poderem buscar uma solução política junto ao Governo do Estado. Não obtivemos, concretamente, nenhuma resposta até o presente momento. Como Diretor Presidente da SABI, não posso permitir que um endividamento maior aconteça. Neste sentido, com muita dor e muito pesar, seremos obrigados a fechar o Hospital. Assim sendo, venho comunicar a todos os sócios, conselho fiscal, colaboradores do Hospital, e a população interessada, que amanhã às 19:30, no salão paroquial de Ibitiara, estaremos fazendo os devidos esclarecimentos sobre a nossa triste decisão”, escreveu Nicivaldo. O fato já repercutiu em toda a região e a população está preocupada, já que este é o único hospital da cidade, sendo o mais próximo em Seabra.