• Produção de vacina contra febre amarela deve dobrar a partir de junho

    Foto: Reprodução
    Foto: Reprodução
    Por Laura Lorenzo

    25/01/2018 - 14:45

    O ministro da Saúde, Ricardo Barros, informou nesta quinta-feira (25) que a partir de junho deste ano 4 milhões de doses mensais da vacina contra a febre amarela devem entrar no mercado. O pronunciamento foi feito durante a inauguração da linha final de produção da vacina, no Rio de Janeiro. A pasta aguarda a autorização da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para iniciar a comercialização. “A fábrica já está produzindo a vacina e recebendo inspeções da Anvisa. Já fez algumas correções que foram solicitadas e, no final de março, está prevista a vistoria para liberação para iniciar a produção, a validação da planta dentro das normas de vigilância. Se isso acontecer, em junho, estará comercializando as doses”, disse o ministro. Ainda de acordo com Barros, as imunizações serão somadas às 4 milhões de doses contra febre amarela já produzidas mensalmente por Bio-Manguinhos, laboratório da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). “Vai dobrar a nossa capacidade”, completou.