• Diárias de viagens de deputados custarão R$ 90 mil aos cofres públicos; baianos estão na comitiva

    Foto: Reprodução
    Foto: Reprodução
    Por Matheus Morais

    03/11/2017 - 09:28

    Foi encerrada na quarta-feira (01/11) com um passeio turístico pela Cidade Velha de Jerusalém e visita a Belém, na Cisjordânia, a agenda em Israel do presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, e da comitiva formada por nove deputados, incluindo dois parlamentares baianos, o líder do PR na Casa, José Rocha, e Benito Gama (PTB). Além deles, formam o grupo: Baleia Rossi (PMDB-SP), Marcos Montes (PSD-MG), Alexandre Baldy (PODE-GO), Cleber Verde (PRB-MA), Heráclito Fortes (PSB-PI), Orlando Silva (PC do B-SP) e Rubens Bueno (PPS-PR). Segundo o jornal Folha de S. Paulo, os paralamentares se hospedaram no David Citadel, hotel cinco estrelas em Jerusalém cuja diária gira em torno de R$ 1.400 por quarto. Além disso, as viagens estão sendo feitos com o um avião da Força Aérea Brasileira (FAB). De acordo com a publicação, o valor de uma passagem aérea com o trajeto São Paulo - Tel Aviv - Roma - São Paulo (sem incluir Portugal) teria o custo de R$ 28.500 em classe executiva. Além do custo aéreo da FAB, o dinheiro público envolvido na viagem inclui diárias para bancar hospedagem, transporte local e alimentação. Ela é de US$ 428 (R$ 1.408) para cada um dos deputados. Por ser presidente da Câmara, Maia tem direito a um valor maior: US$ 550 (R$ 1.808) – na semana passada, a assessoria de Maia afirmou que ele decidiu abrir mão do recebimento das suas diárias. Ao todo, cada deputado receberá US$ 2.750 (R$ 8.921). Só as diárias, somadas, custarão quase R$ 90 mil aos cofres públicos.