• Câmara dos Deputados rejeita segunda denúncia contra Temer

    Foto: Luis Macedo | Câmara dos Deputado
    Foto: Luis Macedo | Câmara dos Deputado
    25/10/2017 - 22:00

    A Câmara dos Deputados votou na noite desta quarta-feira (25/10) pelo arquivamento da segunda denúncia protocolada pela Procuradoria-Geral da República contra o presidente Michel Temer (PMDB), por obstrução da Justiça e organização criminosa, seguindo o posicionamento do relator, Bonifácio de Andrada (PSDB). Assim como na primeira denúncia, por corrupção passiva, o resultado a favor de Temer já era esperado. Temer estava em uma forte campanha de arrecadação de votos desde que o então procurador-geral da República, Rodrigo Janto, protocolou a segunda denúncia contra ele, em setembro. De acordo com um levantamento feito pelo jorna Estadão, as negociações políticas feitas para tentar barrar as duas denúncias criminais contra Temer (PMDB) podem ter chegado a custar R$ 32,1 bilhões. Temer termina, assim, quase um semestre inteiro de desgaste político e tem, agora, seu caminho para terminar o mandato livre dos maiores obstáculos. Logo após a votação, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, disse acreditar que é possível o governo reconstruir sua maioria parlamentar caso não faça retaliações contra deputados que votaram contra o governo. "Temos uma base hoje muito sofrida, então tem que reorganizá-la. Não adianta ficar falando mal de quem votou contra. Agora é reorganizar os partidos. Acho que o PSDB pode ter um papel importante, os partidos da base ajudaram muito, mas em todos as legendas teve perda. Se ficarmos olhando para trás, a agente vai continuar travando a possibilidade de votações importantes para o Brasil", alertou Maia.