• MPF pede a absolvição de Lula e Dilma no caso do 'quadrilhão do PT'

    Foto: José Cruz | Agência Brasil Foto: José Cruz | Agência Brasil
    Por Juliana Almirante

    18/10/2019 - 07:00


    Ex-ministros Guido Mantega, Antonio Palocci e o ex-tesoureiro João Vaccari Neto também não tiveram culpa apontada pelo MPF

    Os ex-presidentes Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff, ambos do PT, tiveram o pedido de absolvição sumária feito pelo Ministério Público Federal (MPF), no caso apelidado de “quadrilhão do PT”. Os ex-ministros Guido Mantega, Antonio Palocci e o ex-tesoureiro João Vaccari Neto também não tiveram culpa apontada pelo MPF. A informação foi divulgada pela coluna da jornalista Mônica Bergamo, do jornal Folha de S. Paulo. Em pedido de absolvição apresentado à Justiça, a procuradora Marcia Zollinger defende que não há domínio deles sobre os atos ocorridos na Petrobras. “Não há o pretendido domínio por parte dos denunciados, especialmente os ex-presidentes da República, a respeito dos atos criminosos, que obviamente merecem apuração e responsabilização e são objeto de ações penais autônomas, cometidos no interior das Diretorias da Petrobras e de outras empresas públicas”, disse. Apresentada em setembro de 2017, a deúncia era de que haviam sido pagas vantagens, em propina, da ordem de R$ 1,484 bilhão, em contratos da Petrobras com o Banco Nacional de Desenvolvimento (BNDES).

MAIS NOTÍCIAS