• Rui se diz favorável à reforma da Previdência, 'mas se mudar vários pontos'

    Foto: Marcos Oliveira | Sudoeste Bahia
    Foto: Marcos Oliveira | Sudoeste Bahia
    Por Matheus Simoni e Alexandre Galvão

    20/05/2019 - 14:22

    Governador ainda classificou a capitalização como "nefasta" e que não discutiria a reforma se a mudança não fosse feita pelo ministro da Economia, Paulo Guedes

    Questionado sobre a tramitação da reforma da Previdência, proposta do governo de Jair Bolsonaro (PSL) que tramita na Câmara dos Deputados, o governador Rui Costa (PT) se disse favorável às alterações. No entanto, segundo o petista, muitos pontos do texto precisam de mudança. "Sem capitação, alterações na prestação continuada e aposentadoria rural fica mais fácil da reforma passar. A reforma não pode atingir os mais pobres", defendeu o governador, em um almoço com jornalistas realizado na governadoria, no Centro Administrativo da Bahia (CAB). Rui ainda cobrou mudanças na modulação. "A alíquota de 14% já temos na Bahia. Não posso ser contra isso. Idade de aposentadoria é possível debater. 50 anos de idade é ideal para servidor público? É possível trabalhar um pouco mais? Até porque o servidor público tem estabilidade. Não precisa ser 50 como é hoje, pois onera demais. As reformas hoje precisam ser feitas mais no setor público do que no privado", acrescentou o petista. O governador ainda classificou a capitalização como "nefasta" e que não discutiria a reforma se a mudança não fosse feita pelo ministro da Economia, Paulo Guedes. "Não tem como discutir previdência se isso continuar", disse.

MAIS NOTÍCIAS