• Guanambi: Funcionários do Hospital Regional fazem paralisação e crise se agrava

    Foto | Marcos Oliveira | Sudoeste Bahia
    Foto | Marcos Oliveira | Sudoeste Bahia
    20/05/2019 - 11:27

    Nos últimos dias, a redação do Sudoeste Bahia vem recebendo inúmeras denúncias sobre a situação como pacientes, muitos  em macas que, inclusive, estão espalhadas pelos corredores do Hospital Regional de Guanambi (HRG), vem sendo tratados. E não é só isso: na última reunião do Consórcio de Saúde da região de Guanambi, o HRG foi pauta da reunião que, inclusive, o presidente do Consórcio e prefeito de Urandi, doutor Dorival Barbosa afirmou que a crise instalada no HRG é por conta de interferências políticas. “Interesses políticos dentro do Hospital Regional são maiores que a vida das pessoas” teria dito Barbosa, em um áudio atribuído a ele em um aplicativo de mensagens. Para perfazer o “conjunto da obra”, na manhã desta segunda-feira (20), funcionários do HRG realizaram paralisação, por conta da situação da unidade de saúde. No uso de um carro de som, parado próximo ao hospital, uma pessoa não identificada teria dito que “a situação do hospital é de penúria. A situação do Hospital Regional de Guanambi está insustentável e por isso precisamos do apoio de todos.” Como dito, a crise além de atingir funcionários, ser pauta do Consórcio de Saúde, agora afeta os trabalhadores. O manifestante disse ao microfone que “os trabalhadores não tem condições de oferecer um tratamento de dignidade (sic). Os acompanhantes que chegam ao HRG tem que se unir aos trabalhadores por um hospital melhor e com condição de atendimento humano (sic). Precisamos do apoio de todos para cobrar da diretoria do HRG, do secretário de saúde e do Governador do Estado, precisamos de condições de trabalho digna e humana.” 

  • hrg
    hospital regional de guanambi
    consórcio de saúde da região de guanambi
    saúde
    alto sertão
    governo da Bahia
    SESAB

MAIS NOTÍCIAS