• Guanambi: Acompanhante diz está sem receber alimentação no HRG; unidade de saúde explica normas para ofertar alimentação

    Foto: Rafa Nunes | Sudoeste Bahia
    Foto: Rafa Nunes | Sudoeste Bahia
    15/03/2019 - 14:53

    Através de denúncia anônima, o acompanhante de um paciente internado há uma semana no Hospital Regional de Guanambi (HRG) alega que está há 4 dias sem receber alimentação. A reportagem do site Sudoeste Bahia entrevistou o vice-diretor da unidade de saúde, Dorisvaldo Lobo, que acompanhado da médica Ana Paula, responsável pelo setor de Nutrição Clínica, explicou o caso. Ele observou que quando o paciente é internado é feita a avaliação dos acompanhantes e que nem todos tem direito a alimentação hospitalar, conforme regem normas preconizadas pela legislação do Sistema Único de Saúde (SUS). Ressaltou que se verifica quais são os acompanhantes que estão em conformidade, que são: idosos a partir de 60 anos, crianças e adolescentes até 18 anos, acompanhantes de pacientes portadores de necessidades especiais (físico, mental), acompanhantes de pacientes portadores de doenças graves, acompanhantes de pacientes portadores de patologias que necessitem do acompanhamento. Acompanhantes Parturientes (Mulheres paridas) menores de idade, ou com necessidades especiais (física/mental). Acompanhantes de recém-nascido (mães cangurus). "É feita uma avaliação detalhada minuciosa que enquadra o acompanhante no perfil. Isso dentro da lei do estatuto do idoso e criança e portarias da Secretaria Estadual de Saúde (Sesab). Essas normas e procedimentos da unidade atendem a portaria número 815 de 11 de maio de 2009", explicou o vice-diretor do HRG.

MAIS NOTÍCIAS