• Prefeito de Sítio do Mato tem direitos políticos suspensos por não prestar contas de verbas federais

    Foto: Reprodução | Jornal Nova Fronteira
    Foto: Reprodução | Jornal Nova Fronteira
    Por Lara Curcino

    20/02/2019 - 16:47

    Alfredo de Oliveira Magalhães foi condenado por improbidade administrativa

    O prefeito de Sítio do Mato, município do oeste da Bahia, Alfredo de Oliveira Magalhães (PDT), foi condenado por improbidade administrativa e teve seus direitos políticos cassados por cinco anos por não prestar contas de verbas federais. De acordo com informação divulgada ontem (20) pelo Ministério Público Federal na Bahia (MPF-BA), na gestão de Alfredo, foi firmado um convênio com a Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf). Com a parceria, a prefeitura recebeu verba para a implantação do sistema de fornecimento de água na zona rural, entre 2005 e 2008. O prefeito tinha até 14 de dezembro para concluir as obras e prestar contas com relação ao repasse de recursos federais, o que não foi feito. 

MAIS NOTÍCIAS