• Irmãs baianas criam ‘bafômetro’ que detecta ao menos 15 tipos de doença

    Foto: Reprodução | Instagram
    Foto: Reprodução | Instagram
    Por Lara Curcino

    12/02/2019 - 10:00


    O aparelho obtém dados do paciente e envia informações a computador

    Duas irmãs do município de Feira de Santana, situado a cerca de 100 km de Salvador, criaram um dispositivo semelhante ao bafômetro que, ao invés de detectar a presença do álcool por meio do sopro, identifica ao menos 15 tipos de doenças. De acordo com o G1, Nathália Nascimento, de 31 anos, desenvolveu o OrientaMed por meio de aplicações de inteligência artificial de um trabalho científico do seu doutorado de Computação. No processo, ela teve ajuda da irmã Júlia, de 26, que estuda biotecnologia. O funcionamento do aparelho envolve a captura do sopro e o envio dos dados do paciente ao computador. O resultado sai pouco tempo depois.

     

MAIS NOTÍCIAS