• ONS avalia manter bandeira verde na conta de luz por longo período

    Foto: Marcos Oliveira | Sudoeste Bahia
    Foto: Marcos Oliveira | Sudoeste Bahia
    Por Daniel Brito

    07/12/2018 - 07:30

    Para o diretor-geral, Luiz Eduardo Barata, o volume de chuva no Brasil é, atualmente, considerado satisfatório por abastecer as principais bacias

    O diretor-geral do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), Luiz Eduardo Barata, disse hoje (6) que o volume de chuva no Brasil é, atualmente, considerado satisfatório por abastecer as principais bacias e que, por isso, a bandeira tarifária verde deve permanecer por um longo período. Segundo ele, as expectativas para o início do ano que vem são positivas. "Estamos terminando este ano com condições muito melhores do que terminamos o ano passado. Então nossa expectativa é muito positiva, mesmo. Está entrando na transmissão de energia, as coisas estão caminhando bem", disse. As bandeiras tarifárias foram criadas para esclarecer o custo da geração de energia produzida no Brasil. O sistema é formado por bandeiras nas cores verde, amarela e vermelha (patamares 1 e 2). No primeiro, o valor extra nas contas de luz é de R$ 3,00 a cada 100 kWh (quilowatt-hora). Já no segundo, o valor chega a R$ 5,00. Na sexta-feira passada (30), a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) disse que a bandeira tarifária para dezembro será a verde, que não cobra custo adicional nas contas de luz. 

MAIS NOTÍCIAS