• Bolsonaro recua e decide manter ensino superior no Ministério da Educação

    Foto: Reprodução
    Foto: Reprodução
    Por Matheus Simoni

    13/11/2018 - 16:30

    Bolsonaro participou de um encontro com o presidente do Tribunal Superior do Trabalho (TST), ministro João Batista Brito Pereira

    O presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) voltou atrás e declarou que a gestão do ensino superior deverá permanecer no Ministério da Educação. Questionado hoje (13) sobre o tema, ele afirmou que gestão das universidades e institutos federais não devem ser Ministério da Ciência e Tecnologia, como cogitavam interlocutores do governo. Bolsonaro participou de um encontro com o presidente do Tribunal Superior do Trabalho (TST), ministro João Batista Brito Pereira. No início da tarde, ele esteve com a presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministra Rosa Weber. O objetivo da mudança seria abrir espaço para a atuação do MEC na educação básica, uma vez que o ensino superior, sobretudo a gestão das instituições federais, requer muita energia da pasta. “A princípio vai ser mantido no Ministério da Educação mesmo”, disse Bolsonaro.

MAIS NOTÍCIAS