• Em ato falho, Moro diz: 'Não sou um político que minto'

    Foto: Reprodução | TV Sudoeste
    Foto: Reprodução | TV Sudoeste
    Por Matheus Simoni

    12/11/2018 - 10:30

    Durante entrevista ao programa Fantástico, da Rede Globo, Moro voltou a dizer que, apesar de aceitar o cargo de ministro, não migrou para a política, reafirmando que o cargo é 'predominantemente' técnico

    O juiz federal Sérgio Moro, que está de mudança pra Brasília a partir de janeiro, quando vai assumir o Ministério da Justiça e Segurança Pública, cometeu um ato falho ao se declarar político, depois de assumiria a pasta para ser técnico. Ele está atualmente de férias da função, enquanto atua no processo de transição de governo. O acúmulo das duas funções tem sido criticado por opositores. Durante entrevista ao programa Fantástico, da Rede Globo, Moro voltou a dizer que, apesar de aceitar o cargo de ministro, não migrou para a política, reafirmando que o cargo é "predominantemente" técnico. O futuro ministro, porém, cometeu um ato falho ao justificar-se: "Não sou um político que minto". "Eu não falto com a verdade, não sou um político que minto. Tenho respeito aos políticos, política é uma das mais nobres profissões que existem, mas é uma questão de natureza", disse, ao ser indagado se poderia mudar de ideia futuramente e candidatar-se à Presidência. Alertado pela jornalista e apresentadora Poliana Abritta pelo ato falho, Moro se corrigiu: "não sou político e não minto".

MAIS NOTÍCIAS