• PF indicia Temer por corrupção, lavagem de dinheiro e organização criminosa

    Foto: Marcos Corrêa | PR
    Foto: Marcos Corrêa | PR
    Por Matheus Simoni

    16/10/2018 - 21:00

    O relatório final do inquérito dos Portos foi entregue ao Supremo Tribunal Federal (STF) hoje (16)

    A Polícia Federal indiciou o presidente Michel Temer (MDB) e outras dez pessoas por organização criminosa, corrupção passiva e lavagem de dinheiro. A ação ainda envolve a filha do presidente, Maristela Temer. No caso de Maristela, o indiciamento se dá apenas por lavagem de dinheiro. O relatório final do inquérito dos Portos foi entregue ao Supremo Tribunal Federal (STF) hoje (16). A PF também pediu sequestro e bloqueio de bens de todos os suspeitos, e a prisão de quatro deles. O inquérito dos Portos foi aberto pelo STF, a pedido do então procurador da República, Rodrigo Janot, após a delação de executivos do Grupo J&F, que denunciaram pagamentos de propina a agentes políticos. Entre os beneficiados estão Michel Temer e o ex-assessor dele, Rodrigo Rocha Loures, envolvendo decreto editado por Temer. O caso foi encaminhado pelo ministro do STF Luís Roberto Barroso para a Procuradoria Geral da República (PGR), que tem até 15 dias para se pronunciar por meio de parecer. Confira as listas: Indiciados - Michel Miguel Elias Temer Lulia; Rodrigo Santos da Rocha Loures; Antônio Celso Grecco; Ricardo Conrado Mesquita; Gonçalo Borges Torrealba; João Baptista Lima Filho; Maria Rita Fratezi; Carlos Alberto Costa; Carlos Alberto Costa Filho; Almir Martins Ferreira; Maristela de Toledo Temer Lulia. Indiciados alvos de pedido de prisão preventiva - João Baptista Lima Filho; Carlos Alberto Costa; Maria Rita Fratezi; Almir Martins Ferreira.

MAIS NOTÍCIAS