• Mulher trans é atacada no Rio com barra de ferro por apoiadores de Bolsonaro

    Foto: Reprodução | Youtube
    Foto: Reprodução | Youtube
    Por Alexandre Galvão

    10/10/2018 - 20:30

    Pessoas que passavam pelo local tiraram a vítima do chão e a levaram para uma casa da região, longe dos criminosos

    Mulher trans, a ex-vocalista do Furacão 2000, foi agredida com golpes de barra de ferro na cabeça e no pescoço, chutes e socos pelo corpo. De acordo com O Dia, ela estava sozinha quando ouviu ambulantes gritando "Bolsonaro vai ganhar para acabar com os veados, essa gente lixo tem que morrer". "Eu argumentei que não estava mexendo com ninguém, perguntei por que eles me chamaram de lixo e disse que mereço respeito. Foi aí que um deles pegou a barra de ferro numa barraca e começou a me agredir. Na primeira pancada eu fiquei tonta e caí. Logo depois vieram mais três, quatro homens dando socos e chutes em mim. Perdi muito sangue, mal conseguia ver direito", conta Julyanna, que como cantora solo usa o nome artístico Garota X. Pessoas que passavam pelo local tiraram a vítima do chão e a levaram para uma casa da região, longe dos criminosos. Socorrida, a cantora levou dez pontos na cabeça. 

MAIS NOTÍCIAS