• Alckmin diz que PSDB está 'fragilizado' e se preocupa com extremismo no país

    Foto: Beto Barata | PR
    Foto: Beto Barata | PR
    Por Juliana Rodrigues

    19/09/2018 - 09:00

    Durante entrevista ao Jornal da Globo, candidato falou sobre casos de corrupção que envolvem membros do partido

    O candidato à Presidência pelo PSDB, Geraldo Alckmin, afirmou, ontem (18), que todos os partidos do país estão fragilizados, inclusive a sigla da qual faz parte. Em entrevista ao Jornal da Globo, o postulante disse estar preocupado com o crescimento do extremismo no Brasil. "Eu acho que isso pode ser muito ruim para o país. Ninguém está convidando ninguém para um banquete. Quem ganhar a eleição subirá a rampa [do Palácio do Planalto, para tomar posse] em dia de chuva com lata d’água na cabeça. Não é fácil", afirmou. Alckmin também fez comentários sobre os casos recentes de tucanos que foram alvos de operações, como o ex-governador do Paraná, Beto Richa, e o atual governador do Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja. "O que a sociedade quer? Que se investigue. Se apure. Quem é culpado que pague por isso. Quem não é seja inocentado", disse. Ainda na entrevista, o candidato também apresentou a proposta de adoção de uma idade mínima na reforma da Previdência e um tempo mínimo de contribuição para ter direito à aposentadoria. No entanto, não chegou a especificar qual seria a idade mínima.

MAIS NOTÍCIAS