• Haddad diz que, se eleito, manterá rotina de visitas a Lula

    Foto: Reprodução
    Foto: Reprodução
    Por Alexandre Galvão

    18/09/2018 - 06:00

    Petista disse que vai rever também a legislação referente a corruptores

    Candidato do PT ao Palácio do Planalto, Fernando Haddad disse que, se eleito, irá regularmente visitar o ex-presidente Lula na prisão. De acordo com o G1, o petista disse ainda que Luiz Inácio é o "seu grande conselheiro". Em sabatina, Haddad disse, em um eventual governo, Lula terá um papel de destaque no aconselhamento. "Eu considero ele um grande conselheiro. Uma pessoa que vai ter papel destacado no aconselhamento, vai falar da sua experiência, falar do que ele aprendeu no governo. Isso é natural numa democracia, ele vai se ser ouvido", disse Haddad. O ex-prefeito de São Paulo foi questionado ainda se, caso eleito, controlaria a operação Lava Jato. "Não, pelo contrário", respondeu. Em seguida, ele disse que quer conversar com o Judiciário e o Ministério Público para buscar melhorias na lei, para punir com mais rigor "delatores mentirosos". "Pretendo aperfeiçoar uma parte da legislação que parece precisar de aperfeiçoamento: o delator mentiroso. O que fazer com o delator mentiroso contumaz. Alguns já estão gozando de liberdade. O que fazer nesses casos? Vamos procurar o Ministério Público e o Judiciário para discutir regras para punição ao delator mentiroso", afirmou o candidato. Haddad disse que vai rever também a legislação referente a corruptores.

MAIS NOTÍCIAS