• Ministro libera para julgamento no STF denúncia de racismo contra Bolsonaro

    Foto: Miguel Ângelo | CNI
    Foto: Miguel Ângelo | CNI
    Por Matheus Simoni

    21/08/2018 - 14:43

    Marco Aurélio Mello concluiu o voto e aguarda julgamento da ação na próxima semana para definir se o capitão reformado do Exército se torna réu ou não no caso que envolve ofensas a quilombolas

    O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Marco Aurélio Mello liberou para julgamento na Primeira Turma da Corte a denúncia contra o candidato a presidente da República Jair Bolsonaro (PSL-RJ) por racismo. Ele concluiu o voto e aguarda julgamento da ação na próxima semana para definir se o capitão reformado do Exército se torna réu ou não no caso que envolve ofensas a quilombolas. De acordo com a denúncia da Procuradoria-Geral da República, Bolsonaro é acusado pelo crime de racismo, que é inafiançável e imprescritível, sujeito à pena de reclusão de 1 a 3 anos mais multa. Na denúncia, Dodge pede que Bolsonaro pague R$ 400 mil por danos morais coletivos. A acusação contra Jair Bolsonaro é referente a ofensas que ele teria feito à população negra e indivíduos pertencentes às comunidades quilombolas, durante palestra no Clube Hebraica, no Rio de Janeiro, em abril do ano passado. O deputado já foi condenado a pagar R$ 50 mil por danos morais coletivos para comunidades quilombolas e à população negra em geral.

MAIS NOTÍCIAS