• Caetité: Diretor de Recursos Minerais da INB afirma: “estamos prontos para voltar a produzir urânio”

    Foto: Willian Silva | Sudoeste Bahia
    Foto: Willian Silva | Sudoeste Bahia
    Por Willian Silva

    17/08/2018 - 17:30

    Segundo Adauto Seixas, a INB está pronta graças ao empenho dos empregados da mineradora e aponta uma volta da produção muito mais próximo do que se imagina

    Em visita à Caetité e em específico as Indústria Nucleares do Brasil (INB), o seu presidente, Reinaldo Gonzaga e o Diretor de Recursos Minerais (DRM) Adauto Seixas, participaram, na manhã desta sexta-feira (17) do Agraciamento aos funcionários da INB com mais de 15 anos na empresa. Nesta visita, a reportagem do Sudoeste Bahia conversou com o DRM que explicou alguns questionamentos levantados pela população de Caetité. Um dos pontos levantados com Adauto foi a retomada da produção do chamado yellow cake, já que com este sendo produzido, há geração de renda e emprego. E a meta da atual diretoria é a volta da produção o quanto antes. “Quando esta nova diretoria assumiu, nós colocamos como meta, a retomada do funcionamento desta planta. Esta está parada desde dezembro de 2014, em específico a planta química. Podemos dizer que estamos sem produzir um grama sequer. A determinação da presidência foi que não medíssemos esforços para que haja a retomada de produção desta planta. Hoje eu posso garantir que a nossa planta está pronta para funcionar. Desde o dia 24 de maio de 2018 que tudo está pronto. Só estamos aguardando alguns quesitos do nosso órgão licenciador (CNEM), que está analisando. A nossa expectativa é muito boa. Se o órgão liberar hoje, voltaríamos a produzir hoje. Só que, infelizmente, não temos uma data certa”. Seixas explicou sobre o último concurso que a INB realizou no município e disse como será o chamamento dos aprovados no certame. “Supondo que, iremos iniciar agora, com esse início estamos dando o incentivo para as pessoas que muito contribuíram com a empresa e estão aderindo ao chamado Programa de Demissão Voluntária (PDV). E somos orientados com o seguinte. A partir do momento que as pessoas estão aderindo ao PDV, eu tenho 30% para repor. Assim colocando esse 30%, iremos observar se iremos precisar de mais pessoal para coisas pontuais. Sendo assim, requisitamos ao presidente a autorização para que possamos chamar mais profissionais para que estes possam nos ajudar. Porém isso só é possível com o PDV e o retorno da produção.” Ao participar da cerimônia da Agraciamento à 41 empregados da INB, pela passagem de mais de 15 anos de serviços prestados à empresa – dentre eles, o médico caetiteense doutor Carlos Fernandes – ele conta que se sentiu honrado em participar deste momento com eles. “Me sinto orgulhoso. Eu tenho 35 anos de empresa e disse a eles que eles estão iniciando a caminhada. Quando cheguei à INB, vim do setor privado. E encontrei na INB uma família, que tem as suas dificuldades, mas agregam. E disse para eles ‘abracem a causa, se sintam orgulhosos, porque a nossa empresa, não só na parte social como na parte técnica, faz um trabalho fantástico’. E que possamos caminhar juntos. Eu percebi nos olhos deles, a alegria de estarem recebendo a placa que mostrava o seguinte: Nós da INB sentimos orgulho de vocês como nossos funcionários.” Por fim, Seixas disse à reportagem do Sudoeste Bahia. “Aos católicos, rezem por nós; aos evangélicos, orem por nós. A todos das demais religiões, elevem os seus pensamentos positivos para nós da INB para que tenhamos sabedoria e força para, em breve, vermos a nossa empresa voltar gerar emprego e renda para a população de Caetité.”

  • Caetité
    Noticias de Caetité
    Sudoeste Bahia

MAIS NOTÍCIAS