• PT também planeja acionar o STF para tentar suspender a inelegibilidade de Lula

    Foto: Ricardo Stuckert | PT
    Foto: Ricardo Stuckert | PT
    Por Clara Rellstab

    17/08/2018 - 10:00

    Estratégia é não apenas ganhar tempo, para empurrar a candidatura até o começo da propaganda na TV, como mostrar que o postulante foi “arrancado da disputa”

    O Partido dos Trabalhadores planeja acionar também o Supremo Tribunal Federal nos próximos dias para tentar a suspensão da inelegibilidade do ex-presidente Lula (PT) – a defesa já tinha decidido recorrer ao Superior Tribunal de Justiça. A ideia é dar início ao debate nas cortes superiores para tentar desacelerar a tramitação do julgamento do registro do petista no Tribunal Superior Eleitoral: enquanto STF e STJ não derem um veredicto, Lula não poderia ser retirado da disputa. A publicação afirma que uma série de recursos devem ser apresentados para retardar por mais tempo possível qualquer decisão definitiva nos dois tribunais. Do outro lado, a PGR (Procuradoria-Geral da República) tentava desde ontem (16) acelerar o processo. Estratégia é não apenas ganhar tempo, para empurrar a candidatura até o começo da propaganda na TV, como mostrar que o postulante foi “arrancado da disputa”

MAIS NOTÍCIAS