• Vitória é goleado pelo lanterna Atlético-PR por 4 a 0

    Foto: Miguel Locatelli | CAP
    Foto: Miguel Locatelli | CAP
    Por Matheus Simoni

    29/07/2018 - 18:00

    A partida era válida pela 16ª rodada do torneio e é mais uma da série de vexames do rubro-negro baiano na competição

    Humilhado mais uma vez, o Vitória foi goleado pelo lanterna do Brasileirão da Série A, o Atlético-PR, amargando um 4 a 0 fora de casa na tarde de hoje (29), na Arena da Baixada, em Curitiba-PR. A partida era válida pela 16ª rodada do torneio e é mais uma da série de vexames do rubro-negro baiano na competição. Marcaram para o Furacão Marcelo Cirino, Marcinho, Wellington e Pablo. O resultado deixou o Leão da Barra na 13ª posição, com 18 pontos, dois a menos que o primeiro time da zona de rebaixamento, a Chapecoense, que tem 16, mas ainda joga neste domingo. O próximo compromisso do Vitória é contra o Cruzeiro, no próximo domingo (5), no Barradão, às 16h. A história do jogo - Desorganizado e sem poder de reação, o Vitória penou para conseguir fazer uma partida digna na tarde de hoje. Diante do lanterna do campeonato, o rubro-negro baiano foi superado e viu o adversário deitar e rolar no primeiro tempo. Se aproveitando dos erros defensivos do time visitante, o Atlético-PR chegava com facilidade. Em bola lançada na área, Marcelo Cirino superou a marcação de Ramon e cabeceou com tranquilidade no canto de Ronaldo, que não chegou a tempo. O segundo foi idêntico, com participação mais uma vez da defesa do Vitória. Pablo fez boa triangulação passando por Ruan Renato, cruzou na área e Marcinho completou para o gol, mais uma vez ignorando a marcação de Ramon. Atordoado, o Leão da Barra tentava sair, mas esbarrava na falta de qualidade na troca de passes entre os jogadores. A melhor chance foi uma falta de André Lima que o goleiro Felipe Alves espalmou. No fim da etapa inicial, o Furacão veio pela esquerda e chegou ao gol mais uma vez. Renan Lodi invadiu a área e tentou o arremate em cima de Ronaldo. O goleiro espalmou para frente e Wellington invadiu livre e finalizou para marcar o terceiro. O segundo tempo foi uma repetição do primeiro. Sobrando em campo, o Atlético-PR não saiu de cima e o Vitória batia cabeça para tentar as jogadas. As jogadas passavam por Neilton e Yago, que tentavam as jogadas ofensivas. No entanto, a defesa paranaense tirava todas as bolas. Quando a partida se encaminhava para o fim, os donos da casa chegaram mais uma vez. Novamente pelo lado direito da defesa do Leão, Nikão invadiu a área com tranquilidade e cruzou para o cabeceio perfeito de Pablo, que mandou a bola no contra-pé de Ronaldo. 

MAIS NOTÍCIAS