• Wagner comenta decisão pró-Lula e pede intervenção do STF para país não virar ‘manicômio judiciário’

    Foto: Marcos Oliveira | Sudoeste Bahia
    Foto: Marcos Oliveira | Sudoeste Bahia
    Por Alexandre Galvão

    08/07/2018 - 13:40

    O petista criticou ainda a guerra de decisões judiciais. O MPF e o juiz de primeiro grau, Sérgio Moro, posicionaram-se contra a determinação

    O ex-governador da Bahia e pré-candidato ao Senado, Jaques Wagner (PT), comentou a decisão liminar proferida hoje pelo desembargador Rogério Favreto de libertar o ex-presidente Lula (PT). “Lula já deveria estar solto desde o momento em que a decisão do TRF-4 foi publicada”, afirmou. O petista criticou ainda a guerra de decisões judiciais. O MPF e o juiz de primeiro grau, Sérgio Moro, posicionaram-se contra a determinação. “Não podemos aceitar essa escalada de autoritarismo judicial, de ativismo político do Judiciário brasileiro que descumpre decisões superiores. ?O Supremo Tribunal Federal tem a obrigação de repor o ordenamento jurídico sem casuísmos, sob o risco de o país virar um manicômio judiciário, uma terra sem lei e sem ordem, cada vez menos respeitado internacionalmente”.

MAIS NOTÍCIAS