Resistência de Lula a prisão domiciliar pode complicar sua situação, diz coluna - Sudoeste Notícias





  • Resistência de Lula a prisão domiciliar pode complicar sua situação, diz coluna

    Foto : Ricardo Stuckert
    Foto : Ricardo Stuckert
    Por Clara Rellstab

    28/06/2018 - 14:00

    Em setembro, a ministra Cármen Lúcia passará a integrar a 2ª Turma do STF, o que dificulta a formação de uma maioria liberal e pró-réu no grupo

    O apego do ex-presidente Lula (PT) à ideia de rejeitar a prisão domiciliar e afirmar que só aceita a liberdade, pode complicar a situação dele caso o Supremo Tribunal Federal não reveja a autorização para prisões depois de condenação em segunda instância. Em setembro, a ministra Cármen Lúcia passará a integrar a 2ª Turma do STF, o que dificulta a formação de uma maioria liberal e pró-réu no grupo. “Mais tarde, nem para casa ele vai”, disse um magistrado do colegiado à colunista Mônica Bergamo da Folha de São Paulo, ao dar ênfase, mais uma vez, que a situação será diferente, caso o plenário mude o entendimento sobre prisões após a condenação em segundo grau.