• Flamengo de Guanambi não paga fornecedor e culpa suposto débito da FBF com o clube

    Foto: Reprodução
    Foto: Reprodução
    29/05/2018 - 07:00

    Em dificuldade financeira, o Flamengo de Guanambi está afastado das competições oficiais há mais de um ano. O clube não entrou e nem entrará em campo em 2018. O último campeonato disputado pelo Beija-Flor foi o Baianão 2017, quando acabou rebaixado para a Série B. Porém, a crise vivida pelo Rubro-Negro do Sertão desde o estadual passado está longe de chegar ao fim. De acordo com o Galáticos Online, a empresa Art Silk, que forneceu os uniformes do Flamengo na última temporada denunciou que o time guanambiense ainda não pagou pelo serviço prestado. De acordo com Luciano Bastos, proprietário da empresa, os dirigentes do clube, ao justificarem o débito, alegam que ainda não receberam da Federação Bahiana de Futebol uma quantia que deveria ter sido paga no ano passado. "O Flamengo de Guanambi me deve do ano passado. Segundo eles, a Federação Bahiana, sob administração de Ednaldo Rodrigues, nunca repassou esse valor para os times. Imaginem. O Flamengo de Guanambi foi rebaixado no ano de 2017 e até agora, já terminou o campeonato de 2018, e eles (FBF) ainda não fizeram o repasse para o time. O Flamengo me deve, hoje, R$ 24 mil e estou dependendo desse pagamento", disse. O Flamengo foi rebaixado para a Série B do Baianão, em 2017, se sequer ter vencido um jogo da primeira divisão. O Beija-Flor terminou a competição com apenas um ponto ganhos, na última colocação. Neste ano, o clube não se inscreveu para a disputa da segunda divisão, vencida pelo Atlético de Alagoinhas, que garantiu o acesso.

  • Flamengo de Guanambi
    Guanambi

MAIS NOTÍCIAS