• Brasileiro terá de escolher se quer 'menos direito e emprego ou todos os direitos e desemprego', diz Bolsonaro

    Foto: Divulgação | Radio Metrópole
    Foto: Divulgação | Radio Metrópole
    Por Rodrigo Daniel Silva & Gabriel Nascimento

    25/05/2018 - 10:41

    Pré-candidato a presidente da República, o deputado federal Jair Bolsonaro (PSL) reclamou, na manhã desta sexta-feira (25), do que nomeou de "gama enorme" de direitos ao trabalhador. "Os empresários têm conversado comigo que uma hora o brasileiro vai precisar chegar a uma conclusão: menos direito e emprego ou todos os direitos e desemprego. O salário é muito para quem paga e pouco para quem recebe no Brasil. Então, devemos fazer comércio sem viés ideológico", afirmou, em entrevista à Rádio Metrópole. O presidenciável também defendeu a reforma trabalhista aprovada no governo do presidente Michel Temer (MDB). "O Brasil precisa desburocratizar. Quando se fala em direito trabalhista, aqui tem uma gama enorme. Eu votei favorável a reforma trabalhista. O ano retrasado tivemos 4 milhões de ações trabalhistas e agora a previsão é de 2 milhões. Agora aparece favoravelmente para o patronal. O custo do Brasil é muito alto", afirmou. Bolsonaro disse que, se eleito, vai apresentar o programa “Minha primeira empresa”. “Para quem reclama abrir sua empresa e ver se é bom ou não. Vamos abrir o comércio realmente para o mundo", assegurou.

MAIS NOTÍCIAS