• Postos com preços superfaturados estão sendo interditados e multados em todo país; consumidor pode denunciar a prática abusiva

    Foto: Leitor Sudoeste Bahia | Via WhatsApp
    Foto: Leitor Sudoeste Bahia | Via WhatsApp
    24/05/2018 - 10:27

    Após o terceiro dia consecutivo de paralisação nacional dos caminhoneiros, em decorrência da alta de combustíveis pela Petrobras, postos de abastecimentos começam a vender gasolina a preços mais altos que o comum em toda a região Sudoeste da Bahia: Guanambi – R$ 5,99, Brumado – R$ 5,00, Caetité – 4,99, por exemplo. Diante da escassez dos combustíveis, alguns postos têm se “aproveitado” da situação e realizando práticas ilegais, aumentando o preço do litro da gasolina. Nas principais cidades do país, o Procon está percorrendo todos os postos de combustíveis para averiguar quem está praticando aumento acima do índice dos reajustes aplicados pela Petrobrás e se há produtos sendo estocados nos postos. Em um posto na Avenida Antônio de Goés, no bairro do Pina, Zona Sul do Recife, por exemplo, o litro da gasolina chegou a R$ 8,99. O caso foi denunciado e o estabelecimento autuado pelo Procon-PE, fechado por 72 horas e terá que pagar R$ 500 mil de multa. A Delegacia do Consumidor esteve no local para autuar criminalmente o dono do posto. Qualquer consumidor, em qualquer cidade, pode fazer o mesmo, basta denunciar os casos ao Procon – onde exista o órgão – ou ao Ministério Público. O denunciante deve levar a nota fiscal do combustível.

MAIS NOTÍCIAS