• Bahia: Treinador de futebol se passava por mulher, induzia alunos a enviar fotos íntimas e os obrigava a ter relações sexuais

    Foto: Reprodução | TV Bahia
    Foto: Reprodução | TV Bahia
    23/05/2018 - 09:46

    Um treinador de futebol foi preso na terça-feira (22) no município de Eunápolis, no extremo sul da Bahia, suspeito de aliciar e abusar sexualmente de adolescentes alunos de uma escolinha na qual ele era professor, informou a Polícia Civil. Gilberto Júnior Rocha da Silva, conhecido como “Juninho”, de 28 anos, que também é professor de educação física, estava com um mandado de prisão temporária em aberto. Quatro adolecentes já confirmaram que foram abusados pelo professor, mas a polícia informou que investiga a existência de sete vítimas. De acordo com o G1, na casa dele, onde a polícia ainda cumpriu mandados de busca e apreensão, foram encontrados material contendo imagens pornográficas dos alunos. Segundo o delegado Moisés Nunes Damasceno, a investigação contra Gilberto foi iniciada a partir da denúncia de um adolescente. O suspeito usava um perfil falso para atrair as vítimas.“No início, para atrair as vítimas, ele se passava por uma mulher. Após enviar fotos com conteúdo pornográfico, obtidas por ele na internet, ainda fingindo ser menina, Gilberto induzia os garotos a também enviarem fotos”, explicou. Com as fotos íntimas dos meninos, segundo a polícia, Gilberto se identificava e passava a ameaçá-los, dizendo que iria divulgar as imagens, e solicitava mais fotos e vídeos íntimos das vítimas. “Ele coagia os adolescentes a realizarem cenas eróticas durante chamadas por vídeo ao vivo. Em outros casos, ele chegava a marcar encontros presenciais, mediante ameaça e praticava atos sexuais com as vítimas”, detalha o coordenador. O treinador de futebol segue preso à disposição da Justiça. Veja a reportagem da TV Bahia:

MAIS NOTÍCIAS